EUA. ele é o maior violador dos direitos humanos do mundo.

Retirado do Granma .

Autor: Walkiria Juanes Sánchez | walkiriajuanessanchez@gmail.com

derechos humanos

Foto: Granma

“Os Estados Unidos são o maior violador dos direitos humanos no mundo”, afirmou o embaixador da República Bolivariana da Venezuela no Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), Jorge Valero.

No âmbito do ciclo de conferências sobre governança global e desenvolvimento, Os desafios e problemas comuns da humanidade hoje, o diplomata lembrou que os EUA, em meio a uma pandemia, se retiraram da Organização Mundial da Saúde (OMS) .

“É paradoxal que o governo imperial tome esta decisão quando é mais necessário fortalecer esta organização”, disse.

Em questões de segurança e desarmamento, ele também denunciou a retirada do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF), e sublinhou como “Trump também declarou que não prorrogará a vigência do Tratado para a Redução de Armas Estratégicas (Start)”, o único acordo ativo sobre armas nucleares.

Valero afirmou que o multilateralismo é o caminho para a paz e destacou que esta abordagem é promovida por “nosso governo bolivariano e chavista, que busca construir uma arquitetura internacional que reúna os Estados e promova a responsabilidade conjunta pelos assuntos internacionais”.

O presidente cubano, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, durante seu discurso na reunião de líderes pelos 30 anos do Fórum de São Paulo, rejeitou o bloqueio ilegal dos Estados Unidos que sistematicamente violou os direitos humanos dos cubanos, por mais 60 anos.

Na ocasião, ele criticou os atos escandalosos do império contra parentes de migrantes e “principalmente contra seus filhos, maltratados, abusados ​​em uma espécie de jaula, porque privam o ser humano de sua dignidade e de seus direitos mais elementares”.

O chanceler cubano Bruno Rodríguez Parrilla denunciou, perante a Assembleia Geral das Nações Unidas, a responsabilidade dos Estados Unidos como principal violador dos direitos humanos de forma sistemática, massiva e flagrante.

Na reunião, realizada no dia 1º. Novembro de 2019, para apresentar ao mundo o projeto de resolução: “Necessidade de acabar com o bloqueio econômico, comercial e financeiro dos Estados Unidos contra Cuba”, o Chanceler antilhano afirmou que há 2,3 milhões de particulares naquele país de liberdade, em um ano são feitas 10,5 milhões de prisões e mantêm pessoas ilegal e indefinidamente na base naval ilegal de Guantánamo.

“Mais de meio milhão de seus cidadãos dormem nas ruas, 28,5 milhões não têm seguro saúde, as mulheres ganham cerca de 85% do que os homens ganham e há queixas generalizadas de assédio sexual”, enumerou.

Em nível global, explicou Bruno Rodríguez, seu governo é signatário de apenas 30% dos instrumentos jurídicos internacionais e não reconhece o direito à paz, ao desenvolvimento e, nem mesmo, às crianças.

Publicado por tudoparaminhacuba

Adiamos nossas vozes hoje e sempre por Cuba. Faz da tua vida sino que toque o sulco, que floresça e frutifique a árvore luminoso da ideia. Levanta a tua voz sobre a voz sem nome dos outros, e faz com que se veja junto ao poeta o homem. Encha todo o teu espírito de lume, procura o empenamento da cume, e se o apoio rugoso do teu bastão, embate algum obstáculo ao teu desejo, ¡ ABANA A ASA DO ATREVIMENTO, PERANTE O ATREVIMENTO DO OBSTÁCULO ! (Palavras Fundamentais, Nicolás Guillen)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: