Daily Archives: 22 de Setembro de 2020

Xi Jinping: “O coronavírus será derrotado e a vitória será para toda a humanidade”

A comunidade internacional deve consolidar sua cooperação sanitária, científica e econômica diante do desafio apresentado pela pandemia covid-19, disse o presidente chinês Xi Jinping em seu discurso durante a 75ª Assembleia Geral da ONU.

Categories: #China#EEUU#Iran#Nicaragua.barco hospital naval Arca de la Paz, #ONU, #salud, China, mobilização pela paz, Profesionales e la Salud | Deixe um comentário

A África ultrapassa 1,4 milhão de casos de Covid-19.

Embora não seja a região mais afetada pela pandemia, o aumento de casos tem se mantido.

O Centro Africano para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) atualizou os dados da pandemia no continente na segunda-feira, o que mostra que os casos já ultrapassaram 1,4 milhão de pessoas infectadas com Covid-19.

Imagen

A entidade regional informou em sua atualização que pelo menos 33.951 pessoas morreram com o vírus em todo o continente, enquanto 1.153.967 pacientes se recuperaram da doença ao longo desses meses.

Com 661.200 casos, a África do Sul responde por quase metade da carga de diagnósticos no continente. O país do sul do continente é o mais afetado da região, embora seja também o país com o maior número de testes de PCR realizados em proporção à sua população.

El incremento de la capacidad de testeo es parte esencial de la estrategia de enfrentamiento a la Covid-19 que debe implementar África.

Da mesma forma, foi relatado que o comitê regional de especialistas em medicina tradicional da Covid-19 formado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o CDC da África e a Comissão de Assuntos Sociais da União Africana endossou um protocolo para ensaios ensaios clínicos de fase 3 de medicina natural para Covid-19.

O comitê de especialistas também endossou uma carta e termos de referência para o estabelecimento de um conselho de segurança e monitoramento de dados para ensaios clínicos de medicamentos fitoterápicos.

A notícia foi dada pelo diretor de Cobertura Universal de Saúde do Escritório Regional da OMS para a África, Dr. Prosper Tumusiime, que disse a esse respeito: “Como outras áreas da medicina, a ciência sólida é a única base para as terapias da medicina tradicional segura e eficaz “.

Enquanto isso, um comitê da OMS para a África, em Yaoundé (Camarões), prepara novas diretrizes para a abertura do ano escolar de 2020-2021 que serão entregues à comunidade educacional e aos pais.

Categories: #salud, Africa, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, Union Africana | Etiquetas: | Deixe um comentário

Trump para a ONU: “Devemos responsabilizar a China por desencadear esta praga no mundo”

O presidente dos EUA, Donald Trump, fala na Assembleia Geral da ONU na terça-feira.

Devido à pandemia do coronavírus, este ano a intervenção do presidente foi registrada com antecedência.

Depois de começar com promessas de derrotar a pandemia do coronavírus, o presidente dos Estados Unidos logo passou a acusar Pequim de provocá-la e agravar as consequências da infecção em outros países do mundo.

“Devemos responsabilizar o país que lançou esta praga no mundo: a China”, disse Trump.

“Nos primeiros dias do vírus, a China suspendeu seus movimentos internos e permitiu que voos saíssem para afetar o mundo. […] O governo chinês e a Organização Mundial de Saúde, praticamente controlada pela China, declararam que não havia evidência de transmissão pessoa a pessoa, que era falsa “, disse o presidente.

Após suas palavras sobre covid-19, Trump culpou Pequim por deteriorar o meio ambiente, afirmando que a cada ano nos oceanos acumulam “milhões e milhões de toneladas de plástico e lixo” produzidos pelo gigante asiático. “Isso destrói enormes recifes de coral e emite mais mercúrio tóxico do que qualquer outro país do mundo”, disse ele.

Ao mesmo tempo, Trump defendeu as políticas que promoveu desde a presidência dos Estados Unidos. Em particular, ele afirmou que depois da saída de Washington do Acordo de Paris, as emissões de carbono dos Estados Unidos diminuíram “muito mais” do que em qualquer outro país. signatário do tratado.

“A prosperidade dos Estados Unidos é a base da segurança de todo o mundo. Em três anos, construímos a maior economia da história”, disse o presidente.

“Nosso Exército cresceu muito. Gastamos 2,5 bilhões de dólares nos últimos quatro anos no Exército. Temos o Exército mais poderoso do mundo”, acrescentou.
Quanto às Nações Unidas, o inquilino da Casa Branca argumentou que deveria se concentrar em questões como “terrorismo, opressão da mulher, trabalho forçado, tráfico de drogas, tráfico de pessoas, comércio sexual e perseguição religiosa “.

Na segunda-feira, Trump anunciou que seu discurso seria dedicado à China. “É uma mensagem forte sobre a China e basicamente vocês verão. Vocês verão amanhã”, disse ele a repórteres em entrevista coletiva.

Categories: #Donald Trump, #Estados Unidos, #ONU, #Trump, Acuerdo de París, China, Derechos Humanos, Donald Trump, Estados Unidos, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, FORA TRUMP, forças em favor da paz, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Terrorismo, Trump, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

Chefes de Estado concordam com a necessidade de a ONU favorecer o multilateralismo.

Autor: Redacción Digital | internet@granma.cu

Os discursos dos presidentes no pódio das Nações Unidas exigem uma organização multilateral renovada, no respeito pelos povos, no âmbito da celebração dos 75 anos dessa entidade mundial, que se realiza virtualmente.

onu

Segundo a Prensa Latina, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, lembrou que a organização surgiu no calor da vitória contra o fascismo e o nazismo: “as mais horríveis expressões capitalistas e de extrema direita que a humanidade conheceu”, disse.

O presidente disse que seu país ratifica seu apoio à Organização Mundial da Saúde, como expressão do multilateralismo em uma área fundamental da vida das pessoas, especialmente neste momento de flagelo da pandemia COVID-19.

Por sua vez, o presidente chinês Xi Jinping exortou em seu discurso a tomar ações concretas para proteger o sistema multilateral e promover a cultura de consultas como a melhor ferramenta em face de qualquer diferença.

O presidente pediu que busquem fórmulas que permitam fortalecer a segurança, o desenvolvimento e os direitos humanos no mundo, principalmente em meio aos desafios derivados do COVID-19.

Ele deplorou as tentativas de alguns países de dominar a agenda global e perseguir outros em benefício próprio. Ele garantiu que seu país continuará firme a favor da justiça, do Estado de Direito e da cooperação.

Ele defendeu o respeito pelos propósitos e princípios da entidade global e exortou os poderes a darem o exemplo, evitar padrões duplos e não distorcer as leis em sua conveniência para minar a paz e a estabilidade do planeta.

Com eles concordou o presidente da Costa Rica, Carlos Alvarado, que afirmou que seu governo está determinado a preservar e melhorar a ONU, e condenou os elevados gastos militares mundiais.

Ele ressaltou que é chegado o momento de honrar o artigo 26 da Carta Magna e exortou o Conselho de Segurança a honrar o compromisso estabelecido nesse artigo de promover o mínimo desvio possível dos recursos humanos e econômicos mundiais para armamentos.

Outras intervenções fizeram referência à celebração do 75º aniversário com novas e melhores iniciativas em benefício dos povos do mundo.

Categories: #China#EEUU#Iran#Nicaragua.barco hospital naval Arca de la Paz, #Cuba, #Donald Trump, #Estados Unidos, #EstadosUnidos, #Trump, @Trump, China, Costa Rica, FORA TRUMP, ONU, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

Intercâmbio bilateral entre líderes cubanos e russos.

Retirado do Jornal Granma .

Autor: Redacción Internacional | internacionales@granma.cu

Até o próximo dia 29 de setembro, o Vice-Primeiro-Ministro de Cuba, Ricardo Cabrisas Ruiz, visita a Federação Russa para avaliar o estado das relações econômicas, comerciais, financeiras e de cooperação. Foto: tirada do Twitter

Hasta el próximo 29 de septiembre el viceprimer ministro de Cuba, Ricardo Cabrisas Ruiz, visita la Federación de Rusia con el propósito de evaluar el estado de las relaciones económicas, comerciales, financieras y de cooperación.

O Vice-Primeiro Ministro cubano Ricardo Cabrisas Ruiz visita a Federação Russa para avaliar a situação das relações econômicas, comerciais, financeiras e de cooperação.

Cabrisas participará da reunião de co-presidentes da Comissão Intergovernamental Cuba-Rússia e da Videoconferência da Comissão Econômica da Eurásia, onde Cuba tratará do pedido de obtenção da condição de Estado Observador da União.

No diálogo com a presidente do Conselho da Federação da Assembleia Federal da Rússia, Valentina Matvienko, o dirigente cubano explicou a situação econômica das Grandes Antilhas, agravada pela intensificação do criminoso bloqueio econômico, comercial e financeiro de os Estados Unidos e a situação de saúde causada pelo flagelo da pandemia COVID-19, que atinge todo o planeta, informou o Cubaminrex.

O vice-primeiro-ministro também trocou ideias com executivos das empresas ARTK e VeyaInvest, para vislumbrar negócios bilaterais comuns.

A delegação cubana é integrada por Ana Teresita González Fraga, Primeira Vice-Ministra de Comércio Exterior e Investimento Estrangeiro; Emilio Lozada García, diretor-geral de Assuntos Bilaterais do Minrex, Isaac Hernández Pérez, diretor do Banco Central de Cuba, e Julio Garmendía, embaixador cubano na Rússia, entre outros funcionários do governo.

NO CONTEXTO

Cuba e Rússia mantêm excelentes relações bilaterais.
Cuba e Rússia têm grande coincidência na visão dos diferentes temas da agenda internacional, a defesa da paz e o papel das instituições internacionais.
Durante 2019, manteve-se um elevado ritmo de intercâmbio político e comercial entre os dois países, com amplas perspectivas para o desenvolvimento de projetos conjuntos. Nesse sentido, destacam-se três visitas à Rússia de Ricardo Cabrisas naquele ano.
Cuba atribui especial importância aos projetos conjuntos em setores como energia, transporte, metalurgia e biotecnologia, que ocupam um lugar importante em seus planos de desenvolvimento.
Cuba favorece o desenvolvimento de suas relações com a Área Econômica da Eurásia.
Categories: # Cuba, MINREX | Deixe um comentário

Os Estados Unidos colocam em risco a paz mundial e a segurança internacional.

Autor: Nuria Barbosa León | internet@granma.cu

A forte palavra de Cuba que, na voz do presidente Miguel Díaz-Canel Bermúdez, será ouvida esta terça-feira nas Nações Unidas, foi precedida ontem pela denúncia do chanceler Bruno Rodríguez Parrilla contra o governo dos Estados Unidos, que qualificou de perigo para a paz mundial e a segurança internacional.

Falando na Reunião de Alto Nível da Assembleia Geral da ONU, Rodríguez Parrilla lembrou o flagrante ataque aos direitos humanos elementares que o bloqueio econômico, comercial e financeiro impôs às Grandes Antilhas por aquele governo e os infames intrigas que ela promove contra a colaboração médica cubana e os governos que a solicitam; Mas além da crueldade na Ilha, ele exemplificou, com várias evidências, a atitude irresponsável e desprezo pela humanidade que tipifica o império dos Estados Unidos com a promoção de conflitos, guerras não convencionais e comerciais, e a imposição de severas medidas coercivas unilaterais para nações independentes que não são do seu agrado.

O Ministro das Relações Exteriores destacou o descuido com que os Estados Unidos gastam recursos financeiros e materiais na corrida armamentista que poderiam ser utilizados para o desenvolvimento sustentável dos povos, e apresentou como exemplos sérios sua posição de interesse diante de conflitos como o Israel-Palestina e o sequestro da autodeterminação de Porto Rico.

«Os Estados Unidos desconhecem acordos importantes sobre meio ambiente, desarmamento e controle de armas e abandonam foros internacionais como a OMS, a Unesco ou o Conselho de Direitos Humanos. Parece que está em guerra com o planeta, seus recursos vitais e seus habitantes ”, disse o chefe da diplomacia cubana na sessão de diálogo das Nações Unidas para comemorar o 75º aniversário dessa organização multilateral.

Em nome do povo e do Governo cubano, reiterou o apoio ao compromisso com “os princípios do Direito Internacional e o fortalecimento do multilateralismo, a cooperação com os organismos internacionais e o empoderamento desta Assembleia Geral” e instou a multiplicar a cooperação e solidariedade.

Categories: # Miguel Díaz-Canel, CubavsBloqueo, EUA monta um novo show anti-cubano, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, ONU | Deixe um comentário

A verdadeira história dos piñazos del Cangrejo. Cuba

Categories: Uncategorized | Deixe um comentário

Não é fácil enganar o mundo

Por Arthur González.

As novas tecnologias permitem aos Estados Unidos lançar campanhas na mídia carregadas de mentiras, contra governos inaceitáveis, mas ao mesmo tempo permitem que milhões de pessoas provem que são falsas, porque a globalização da informação torna mais difícil enganar o mundo.

O ódio visceral contra a Revolução Cubana, por ter enfrentado o poder de Washington, os induz a traçar cruzadas para demonizar o socialismo cubano.

Agora o Departamento de Estado pretende fabricar outro arquivo de violações inventadas de direitos humanos em Cuba, com Michael Kozak, Subsecretário de Estado, o rosto visível, apesar de conhecer a verdade da Ilha, por ter estado à frente da missão diplomática de seu país.

A recente linha de ação lançada e exposta por Kozak é que a ONU deveria condenar Cuba por seus “abusos” e não elegê-la para um cargo no Conselho de Direitos Humanos, uma posição ridícula porque os Estados Unidos sabem disso, apesar suas ameaças e chantagens, ele não pode ir contra a verdade e o apoio da maioria do mundo.

De acordo com o roteiro desenhado, Kozak afirmou: “Cuba é uma ditadura, aprisiona ativistas de direitos humanos e jornalistas e atropela a liberdade de expressão e culto”, mas o mundo sabe que faz parte do ódio ianque pela frustração de ver derrubado, enquanto o povo cubano resiste junto a todas as agressões e oferece seu apoio solidário aos necessitados da terra.

Como os Estados Unidos podem falar sobre os presos políticos em Cuba, quando seus diplomatas em Havana relatam pelos canais oficiais que:

“Vemos poucas evidências de que as organizações dissidentes tenham muito impacto sobre os cubanos comuns. As pesquisas que fazemos entre solicitantes de visto e refugiados mostram que os dissidentes ou suas agendas são praticamente desconhecidos. “

A ausência de ideologia entre esses “dissidentes” não produz políticos e os ianques sabem que só obedecem por dinheiro.

Se não houvesse liberdade religiosa em Cuba, não haveria centenas de igrejas católicas e protestantes na ilha, além de seminários para a formação de padres e pastores, religiões ortodoxa russa e grega, judia, islâmica, budista, espiritualista e de origem africana.

No que diz respeito à arte, a Revolução criou escolas por todo o país, inexistentes antes de 1959, onde se formam excelentes profissionais que dão boa arte, com alto nível profissional.

Dezenas de jovens estudam em escolas de jornalismo, que não são assalariados dos Estados Unidos como os pseudo jornalistas foragidos, dependendo de suas orientações, denunciadas por alguns infiltrados em suas fileiras, para aprender sobre os planos e orientações do inimigo.

Dói para os ianques que, apesar de suas intrigas, pressões e mentiras, Cuba tenha sido eleita em 2014-2016 e em 2017-2019 para integrar o Conselho de Direitos Humanos da ONU e agora tenha apresentado sua candidatura para ocupar um dos vagas regionais, no período de 2021-2023.

Sabe-se que as instruções que o Departamento de Estado enviou a suas embaixadas, inclusive em Havana, com suas pressões, evitam votar a favor de Cuba.

As falácias escritas em Twitters e no Facebook acusando Cuba não lhe servirão de nada, parece que 60 anos de fracassos não valem a pena.

Por que Kozak não fala do preso político Leonard Peltier, 76 anos e mal de saúde, que está encarcerado há 45 anos, acusado de um crime que não cometeu, para impedi-lo de continuar lutando pelos direitos civis de seu povo indígena ?

Peltier, ele os irritou muito com seu envolvimento na organização de direitos civis Movimento Indígena Americano e teve que ser enganado para fora da luta.

Este caso, que viola os direitos humanos, políticos e de liberdade de pensamento, é totalmente silenciado, apesar das reivindicações de líderes mundiais, ganhadores do Nobel e ativistas políticos, que exigem sua libertação imediata de uma das mais rigorosas prisões de segurança máxima. possui nos Estados Unidos.

Onde estão os que acusam Cuba de prisões forjadas, de poucas horas, de assalariados estadunidenses por cometerem desordens públicas remuneradas e dirigidas, que nunca levantam a voz por um preso político, que por quatro décadas foi submetido a um tratamento desumano?

Kozak esqueceu o caso de Mumia Abu Jamal, o prisioneiro político mais proeminente dos Estados Unidos, preso pelos mesmos motivos e condenado à morte em 1981 durante um julgamento injusto?

Mumia era uma ativista contra o abuso policial da comunidade negra americana e presidente da Black Lawyers Association.

Os ianques vão querer apagar os presos que têm na base naval de Guantánamo, entre eles quase 50 que não têm acusação formal, detidos indefinidamente e sem direito a ir a tribunal?

Qual é a qualificação dessas violações?

Por que Kozak, como vice-secretário de Estado, não fala sobre a crueldade perpetrada por seu próprio país, com cerca de 150 mulheres esterilizadas sem consentimento, enquanto cumpriam penas em prisões da Califórnia entre 2006 e 2010, o mesmo que repetem hoje com o Mulheres latino-americanas internadas pelo Serviço de Imigração?

Os Estados Unidos, o Parlamento Europeu e todas as organizações que se proclamam “defensoras” dos Direitos Humanos em Cuba, devem exigir a demissão de Michelle Bachelet, como Alta Comissária dos Direitos Humanos da ONU, por silenciar esses crimes, junto com os que Israel comete diariamente contra o povo palestino, em violação das resoluções aprovadas pela Assembleia Geral da ONU.

Ela é cúmplice dessas violações ao não as condenar. Porém, contra a Venezuela e a Nicarágua, que têm governos inaceitáveis ​​para os Estados Unidos, está sempre disposta a aprovar relatórios acusatórios, carregados de mentiras construídas pelo Departamento de Estado, para distorcer a realidade de ambas as nações que tanto trabalham em favor de seus povos. , situação que os ianques não perdoam.

Os povos apoiam Cuba, porque como disse José Martí:

“Quem se levanta hoje com Cuba, levanta-se para sempre”

Categories: Uncategorized | Deixe um comentário

Díaz-Canel falará no debate da Assembleia Geral da ONU

O Presidente da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, falará no debate na Assembleia Geral da ONU. Foto: Arquivo

O Presidente da República, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, falará no próximo debate da 75ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas, a decorrer no dia 22 de setembro.

Díaz-Canel será o sétimo palestrante da sessão da manhã do dia de abertura do importante evento, que este ano acontecerá virtualmente devido ao COVID-19.

Além da intervenção central do presidente cubano, está prevista a participação de representantes da ilha em outros eventos de alto nível.

Entre eles está a comemoração do 75º aniversário da ONU, a 25ª da Quarta Conferência Mundial da Mulher, o Dia Internacional pela Eliminação Total das Armas Nucleares e a Cúpula da Biodiversidade.

No encontro da próxima terça-feira, está prevista a participação de mais de 170 chefes de Estado e de Governo.

(Com informações da Prensa Latina)

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Vamos construir uma ordem internacional democrática, justa e sustentável (+ Vídeo)

Por: Bruno Rodríguez Parrilla

Declaração do Ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez Parrilla, na Reunião de Alto Nível da AGNU para comemorar o 75º aniversário das Nações Unidas, 21 de setembro de 2020

Sr. Secretário Geral,

Senhor Presidente,

Distintos delegados:

No 75º aniversário das Nações Unidas, o multilateralismo e o Direito Internacional são ameaçados pela maior potência mundial. A conduta irresponsável dos Estados Unidos é o maior perigo para a paz e segurança internacionais. Promove conflitos, guerras não convencionais e comerciais e impõe severas medidas coercitivas unilaterais e esbanja – em sua corrida armamentista – recursos essenciais para o desenvolvimento sustentável de nossos povos, ao mesmo tempo em que se recusa a cooperar no enfrentamento das múltiplas crises geradas pela devastadora COVID- 19

Foto de perfil, abre la página de perfil en Twitter en una pestaña nueva

Cancillería de Cuba@CubaMINREXEn el 75 aniversario de las Naciones Unidas, el multilateralismo y el Derecho Internacional están amenazados por la mayor potencia mundial. #UNGA#ONU755:17 a. m. · 22 sept.

Imagen

Os Estados Unidos desconhecem acordos importantes sobre meio ambiente, desarmamento e controle de armas e abandonam fóruns internacionais como a Organização Mundial da Saúde, a UNESCO ou o Conselho de Direitos Humanos. Parece que está em guerra com o planeta, seus recursos vitais e seus habitantes.

Impede uma solução abrangente, justa e duradoura para o conflito israelense-palestino, que esta Organização historicamente exigiu. Propõe o chamado “Acordo do Século”, que ameaça o futuro do Estado da Palestina, nas fronteiras pré-1967 e com Jerusalém Oriental como sua capital.

Foto de perfil, abre la página de perfil en Twitter en una pestaña nueva

Cancillería de Cuba@CubaMINREXEE.UU. desconoce importantes acuerdos en materia ambiental, de desarme y control de armamentos y abandona foros internacionales como la OMS, la UNESCO o el Consejo de Derechos Humanos. #UNGA#ONU755:22 a. m. · 22 sept. 20208580 personas están twitteando sobre esto

Imagen

Nega ao povo de Porto Rico o direito à autodeterminação e independência, quando a Terceira Década Internacional para a Eliminação do Colonialismo estiver prestes a ser concluída.

Ele interfere nos assuntos internos de dezenas de Estados membros da ONU e ameaça aqueles que acusa de influenciar seu sistema eleitoral corrupto. Medo e mentiras repetidas são as novas armas em sua mídia desonesta e estratégia de desinformação.

Rompe a Proclamação da América Latina e do Caribe como Zona de Paz, ao reativar a Doutrina Monroe

Contra Cuba, eleva sua hostilidade a níveis qualitativamente mais elevados. Viola sistematicamente os direitos humanos do povo cubano, ao intensificar o bloqueio econômico, comercial e financeiro e seu caráter extraterritorial. É aquele que ataca descaradamente nossa cooperação médica e os governos que legitimamente a solicitam, restringindo o direito à saúde de outras nações; quando é o epicentro da pandemia COVID-19, que por irresponsabilidade e oportunismo eleitoral custou a vida a quase 200 mil de seus cidadãos.

Senhor Presidente:

75 anos após a assinatura da Carta das Nações Unidas, é urgente reafirmar nosso compromisso com os princípios do Direito Internacional e com o fortalecimento do multilateralismo, a cooperação com os organismos internacionais e o empoderamento desta Assembleia Geral. Multipliquemos cooperação e solidariedade. Vamos construir uma ordem internacional democrática, justa e sustentável.

Muito obrigado.
Em vídeo, a intervenção

Foto de perfil, abre la página de perfil en Twitter en una pestaña nueva

Bruno Rodríguez P@BrunoRguezPEn el 75 aniversario de @UN, el multilateralismo y el Derecho Internacional están amenazados por la mayor potencia mundial. La conducta irresponsable de #EEUU es el mayor peligro para la paz y la seguridad internacionales. #UNGA75

5:18 a. m. · 22 sept. 2020

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

<span>%d</span> bloggers like this: