Os Estados Unidos colocam em risco a paz mundial e a segurança internacional.

Autor: Nuria Barbosa León | internet@granma.cu

A forte palavra de Cuba que, na voz do presidente Miguel Díaz-Canel Bermúdez, será ouvida esta terça-feira nas Nações Unidas, foi precedida ontem pela denúncia do chanceler Bruno Rodríguez Parrilla contra o governo dos Estados Unidos, que qualificou de perigo para a paz mundial e a segurança internacional.

Falando na Reunião de Alto Nível da Assembleia Geral da ONU, Rodríguez Parrilla lembrou o flagrante ataque aos direitos humanos elementares que o bloqueio econômico, comercial e financeiro impôs às Grandes Antilhas por aquele governo e os infames intrigas que ela promove contra a colaboração médica cubana e os governos que a solicitam; Mas além da crueldade na Ilha, ele exemplificou, com várias evidências, a atitude irresponsável e desprezo pela humanidade que tipifica o império dos Estados Unidos com a promoção de conflitos, guerras não convencionais e comerciais, e a imposição de severas medidas coercivas unilaterais para nações independentes que não são do seu agrado.

O Ministro das Relações Exteriores destacou o descuido com que os Estados Unidos gastam recursos financeiros e materiais na corrida armamentista que poderiam ser utilizados para o desenvolvimento sustentável dos povos, e apresentou como exemplos sérios sua posição de interesse diante de conflitos como o Israel-Palestina e o sequestro da autodeterminação de Porto Rico.

«Os Estados Unidos desconhecem acordos importantes sobre meio ambiente, desarmamento e controle de armas e abandonam foros internacionais como a OMS, a Unesco ou o Conselho de Direitos Humanos. Parece que está em guerra com o planeta, seus recursos vitais e seus habitantes ”, disse o chefe da diplomacia cubana na sessão de diálogo das Nações Unidas para comemorar o 75º aniversário dessa organização multilateral.

Em nome do povo e do Governo cubano, reiterou o apoio ao compromisso com “os princípios do Direito Internacional e o fortalecimento do multilateralismo, a cooperação com os organismos internacionais e o empoderamento desta Assembleia Geral” e instou a multiplicar a cooperação e solidariedade.

Categories: # Miguel Díaz-Canel, CubavsBloqueo, EUA monta um novo show anti-cubano, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, ONU | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: