CEPAL anuncia contração de 7,7% em 2020 para América Latina e Caribe

Las previsiones de crecimiento para 2021 se sitúan en apenas el 40 % de lo que era en 2019, según la CEPAL. | Foto: EFE.

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) divulgou nesta quarta-feira suas projeções de crescimento para a região, que, apesar da revisão, sofrerá uma contração de 7,7% em 2020.

Segundo esses números da CEPAL, a região estaria no contexto de sua pior crise dos últimos 120 anos, com uma taxa de desemprego que também chegaria a 10,7%.

O relatório mais recente da agência especializada da ONU afirma que “se comparados diferentes indicadores de saúde, econômicos, sociais e de desigualdade, a América Latina e o Caribe é a região mais atingida no mundo emergente”, embora tenha reduzido as más notícias, já que em Julho projetava uma recessão de 9,1% e uma taxa de desemprego de 13,5%.

Os países mais afetados são Venezuela (-30%), Peru (-12,9%) e Panamá (-11%); enquanto no meio e na parte inferior da tabela estão as ilhas do Caribe (-7,9%), Haiti (-3%), Guatemala (-2,5%) e Paraguai (-1,6%). cem).

Com quase 14,2 milhões de infecções por COVID-19 e mais de 475.000 mortes, a América Latina tem sido, há meses, um dos principais focos globais da pandemia e o Brasil, México e Argentina alguns dos países mais afetados do mundo.

Grande parte da região já está mal orientada e com suas atividades econômicas em andamento, embora os países temam a chegada de uma nova onda (em alguns países seria uma terceira onda, e em outros não saíram da primeira) após as férias. final do ano que poderá obrigar a novas quarentenas.

Para 2021, a CEPAL calcula uma recuperação do PIB regional de 3,7%, um crescimento que “permitiria recuperar apenas 44% da perda do PIB registrada em 2020 e que poderia piorar dependendo da evolução do processo de vacinação. como as políticas monetárias e fiscais expansivas dos diferentes países ”.

As consequências econômicas e sociais da pandemia foram exacerbadas pelos problemas estruturais que a região arrasta historicamente, e a recuperação do nível do PIB antes da crise “será lenta e só será alcançada até o ano de 2024”, disse o agência no relatório.

A região, com 626 milhões de habitantes e considerada a mais desigual do mundo, enfrentou a pandemia em um momento de fragilidade de sua economia, com crescimento que mal alcançou uma taxa de 0,1% no ano de 20019, antes do Covid. 19, a CEPAL já previa que a América Latina cresceria apenas 1,3% em 2020.

(Com informações da Telesur)

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: