Celac aprova Plano de Trabalho para 2021

Internet

Por: Nuria Barbosa León

O combate à pandemia gerada pelo novo coronavírus foi o foco do plano de trabalho aprovado pela Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) para o ano de 2021, proposto pelo México como presidência pro tempore.

O Itamaraty divulgou que a reunião realizada praticamente esta terça-feira contou com a presença de 24 Estados membros e foi aprovado o plano elaborado para atender às necessidades regionais mais urgentes e aos desafios decorrentes da pandemia COVID-19, para coordenação de esforços. recuperação econômica pós-pandêmica regional e continuar com a estratégia regional de saúde, segundo o secretário de Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrard.

O XXX Encontro de Coordenadores Nacionais de Celaces foi dirigido pelo coordenador nacional do México antes da organização, Efraín Guadarrama Pérez, e pela vice-coordenadora nacional, Helietta González Hernández e dentro dos três primeiros eixos está a reativação econômica regional; o relacionamento com parceiros extrarregionais; e sobre meio ambiente e mudanças climáticas, segundo o site da presidência mexicana.

As áreas prioritárias de trabalho são definidas na recuperação econômica pós-pandemia, estratégia regional de saúde contra COVID-19 e cooperação aeroespacial. Em seguida, vem a estratégia da Celac para uma gestão abrangente de riscos de desastres, uma reunião educacional da América Latina e do Caribe; e Agenda Celac contra a corrupção.

Por fim, as três últimas diretrizes são: ciência, tecnologia e inovação para a inclusão social, fortalecendo a estrutura e melhorando o funcionamento do Celac; e memória histórica e patrimônio cultural, segundo a agência russa Sputnik.

A delegação cubana defendeu a adesão aos princípios fundadores, a consolidação do consenso como prioridade em 2021 e destacou a validade da Proclamação da América Latina e do Caribe como Zona de Paz.

O diplomata Anayansi Rodríguez, vice-ministro das Relações Exteriores, ao intervir, condenou a recente qualificação do país como patrocinador do terrorismo e, ao final, escreveu no Twitter: .UU não tem legitimidade internacional. Seus argumentos são falaciosos, como todos os governos sabem.

Retirado do Granma

Categories: Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: