Sumário da história.

Autor: Ernesto Estévez Rams | internet@granma.cu

Aos pés de um jagüey, Carlos Manuel dizia a todos sem distinção: a partir de hoje, ombro a ombro, pela liberdade de Cuba, Pátria ou Morte!

A cavalo, na Plaza de Bayamo, Perucho dizia ao povo: aqui está a carta, chama-se Patria o Muerte!

No corcel, lutando com vergonha, o Major se lançou sobre o adversário gritando “Pátria ou Morte!”

E lá no exílio, a esposa apaixonada respondeu à vileza da traição: Pátria ou Morte!

Ao pé de uma mangueira, Maceo disse-lhe o contrário: Não nos entendemos, e um mambí exaltado gritou às tropas cubanas: 23, Pátria ou Morte!

E a mãe de todos, na frente de outro filho caído, gritou para o mais novo: e tu, levanta-te, Pátria ou Morte!

Ferido na garganta com um cordão, Gómez cobriu o pescoço com um lenço e ordenou sua corneta: Você joga a Marcha da Pátria ou da Morte!

patria

Com a estrela que ilumina e mata, Martí falava aos humildes e em seu verso feito prosa ordenava-lhes: Com todos, Pátria ou Morte!

Ao entrar no porto de Havana e ver a bandeira indignada, Bonifácio avisou a todos: Nossos mortos erguendo os braços, Pátria ou Morte!

Diante da guarda rural, quatro tiros e sete golpes de facão, Quentin disse ao racismo: Pátria ou Morte!

Ao ser morto pelas balas do tirano, Mella descreveu seu destino: Pela Revolução, Pátria ou Morte!

Para acabar com os malandros que sequestraram a República, Villena propôs ao povo: Assuma o comando da Pátria ou da Morte!

Ao ianque e seu frontman incomodado com as nacionalizações, Guiteras disse com firmeza: A eletricidade é nossa Pátria ou Morte!

Pelo diferencial do açúcar, de costas para o assassino, de frente para o povo, Jesus caiu gritando: Pátria ou Morte!

Quando os olhos do homem assassinado foram trazidos até ele, Haydée disse aos capangas: Por meu irmão, Pátria ou Morte!

Quando as varas de balas cruzadas pareciam marcar a derrota, Almeida gritou a todos: Ninguém se rende aqui, Pátria ou Morte!

No palácio de outrora, agora do povo em armas, Camilo lembrava-nos do poeta: Irmãos, a Revolução acabou, Pátria ou Morte!

Na escola rural daquele altiplano, Che disse ao seu assassino: Atira que aqui é Pátria ou Morte!

E então, diante de todos os heróis, aqueles que ontem foram nós e hoje somos eles, Fidel resumiu para nós a história que já existiu e aquela que seria para sempre: Pátria ou

Categories: # Cuba, #CIA CONTRA EL CHE, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Estados Unidos, Acciones contra Cuba, Cuba, Historia de Cuba, Tarará, Fidel Castro Ruz, Historia de Cuba, HISTORIA DE CUBA | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: