Luca Attanasio: o embaixador italiano na República Democrática do Congo morre em um ataque violento .

Uma viagem por uma das áreas mais perigosas da África para visitar um projeto escolar em uma aldeia custou a vida do embaixador italiano na República Democrática do Congo, Luca Attanasio, na segunda-feira.

“Hoje a Itália chora a perda de dois de seus filhos e abraça suas famílias”, diz o comunicado no qual o chanceler italiano, Luigi Di Maio, também expressa seu “grande choque e imensa dor” pelos “brutais” assassinatos.

Luca Attanasio

“Nenhum esforço será medido para esclarecer o ocorrido”, acrescentou Di Maio.

Também foram mortos no ataque um policial militar italiano, Vittorio Iacovacci, 30, e um motorista congolês cujo nome não foi divulgado imediatamente.

Attanasio, 43, morreu no hospital depois que o comboio do Programa Mundial de Alimentos da ONU (PMA), no qual ele viajava, foi atacado perto de Goma, segundo nota do Ministério das Relações Exteriores da Itália.

Luca Attanasi

O primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, emitiu uma declaração expressando suas “mais profundas condolências”, enquanto o presidente Sergio Mattarella condenou o “ataque covarde”.

Tentativa de sequestro?
Acredita-se que o ataque tenha sido uma tentativa de sequestro, segundo autoridades do Parque Nacional de Virunga, localizado próximo ao local do ataque.

As forças de segurança foram posicionadas na área onde ocorreu o ataque.

O incidente ocorreu por volta das 10h15 no horário local (08h15 GMT) perto da cidade de Kanyamahoro, ao norte de Goma, disseram autoridades à Reuters.

Não está claro quem estava por trás do ataque, mas muitos grupos armados operam dentro e ao redor do parque.

Attanasio estava viajando de Goma para visitar um “programa escolar” na vila de Rutshuru, no leste da República Democrática do Congo, disse o PMA em Roma em um comunicado.

Las fuerzas de seguridad fueron desplegadas en la zona donde se produjo el ataque.

“O ataque … ocorreu em uma estrada que já havia sido liberada para viajar sem escoltas de segurança”, acrescentou.

Desde então, o Exército da RDC enviou tropas para ajudar nas buscas na área.

Diferentes milícias armadas também se enfrentam regularmente no leste do país, onde uma grande força da ONU está lutando para manter a paz.

O Parque Nacional de Virunga é considerado um dos lugares mais perigosos da África.

Attanasio representava a Itália na República Democrática do Congo desde 2017. Entrou para o serviço diplomático em 2003 e passou alguns períodos no Marrocos e na Nigéria.

Perguntas sobre uma aparente falha de segurança
Análise de Emery Makumeno, BBC News, Kinshasa

Attanasio é o primeiro embaixador a ser assassinado no país desde que o francês Philippe Bernard foi morto a tiros durante tumultos na capital, Kinshasa, em 1997.

Normalmente, os comboios de ajuda que viajam pelo leste da RDC são fortemente guardados por tropas da ONU e é provável que surjam dúvidas sobre o nível de segurança do comboio de Attanasio.

Un general de la RD Congo habla con un efectivo de la ONU.

O diplomata viajava para o leste, a parte mais instável da República Democrática do Congo. Muitos grupos armados locais, bem como os de Ruanda, Burundi, República Centro-Africana (CAR) e Uganda, se estabeleceram na região nos últimos 25 anos.

O ataque destaca o fato de que a estabilidade na região só voltará se for encontrada uma solução para os problemas políticos em todos esses países.

Linha cinza de apresentação
A República Democrática do Congo esteve durante muitos anos no centro de uma guerra civil brutal que afetou vários países vizinhos.

O conflito matou cerca de 5 milhões de pessoas entre 1994 e 2003, e alguns observadores a chamaram de a Grande Guerra na África.

Mas seu fim não serviu para acabar com a violência. Dezenas de milícias e grupos rebeldes continuam operando nas áreas orientais.

A missão de paz da ONU está na República Democrática do Congo desde 1999. É uma das maiores operações de paz do mundo, com mais de 17.000 pessoas no terreno.

Categories: #ONU, Africa, africa do sul, Congo Democrático, MINREX, MISION DIPLOMATICA, ONU, República Democrática do Congo | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

<span>%d</span> bloggers like this: