A cubana é filha de uma pátria livre e indomável.

Autor: Dilbert Reyes Rodríguez | dilbert@granma.cu

Em mensagem por ocasião deste 8 de março, a Secretaria Nacional da Federação das Mulheres Cubanas parabenizou todas as mulheres do país e as chamou a comemorar a data, mesmo apesar das complexas condições impostas pela COVID-19.

«Nada pode ofuscar os avanços que fizemos em termos de igualdade e inclusão social nestes 62 anos de triunfo revolucionário, que nos levaram a ser protagonistas e beneficiárias diretas de programas que visam a proteção da saúde, a maternidade, a diversificação na produção alimentar, o aperfeiçoamento profissional e nas profissões, a multiplicidade de fontes de emprego, a promoção a cargos de direção e de decisão, a visualização do trabalho feminino em todos os ramos da criação artística e muito mais ”, diz.

O texto dá conta dos diversos motivos que, no mundo, mobilizam as mulheres em seu Dia Internacional, fundamentalmente para reivindicar os direitos de igualdade que, para milhões, continuam sendo uma utopia.

Afirma que está satisfeito com o facto de a mulher cubana ter os seus direitos devidamente consagrados na Constituição da República, em cuja implementação existe um trabalho permanente e se aperfeiçoa o trabalho dos que têm a responsabilidade de os fazer cumprir.

«Não paramos, avançamos em marcha unida para novos objetivos, onde o funcionamento das famílias se fortaleça na formação dos valores que promove uma sociedade como a que construímos, rejeitam-se as manifestações de violência em qualquer ambiente e continuam promovendo na população atitudes que favoreçam a igualdade e a equidade quanto à participação da mulher nas diversas áreas do desenvolvimento, propósito que a Federação das Mulheres Cubanas promove, a partir dos ensinamentos da eterna presidente Vilma Espín Guillois, com o autoridade moral conquistada nestes 60 anos de existência da organização, e o status conferido por nosso Governo de Mecanismo Nacional para o Avanço da Mulher ”, declarou o edital.

A Secretaria Nacional da FMC reiterou sua condição de força organizada a favor das conquistas alcançadas, qualifica as mulheres cubanas como “filhas dignas desta Pátria indomável, livre, independente e soberana” e reafirma a fidelidade à Revolução sob o princípio da intransigência que em Cuba significa o slogan Pátria ou Morte.

ABRAÇO DE CUBA

Coerente com o espírito de fraternidade continental que implica o nome e a razão de ser da Casa de las Américas, a instituição cubana deu a conhecer sua solidariedade “às lutas das mulheres latino-americanas e caribenhas por seus direitos e, muito particularmente, para que em num futuro pós-pandêmico, haverá menos violência, menos diferenças de gênero e mais igualdade ”.

Em sua mensagem, ela reconheceu as dificuldades que a COVID-19 tem multiplicado para as mulheres no continente em termos de emprego, renda e responsabilidades familiares, e reiterou sua posição de apoio na reivindicação de todos os seus direitos.

Categories: # Cuba, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #salud, #Salud en Cuba, 8 de março dia internacional da mulher, CIENCIA, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, Fidel Castro Ruz, Historia de Cuba, HISTORIA DE CUBA, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

<span>%d</span> bloggers like this: