Daily Archives: 16 de Março de 2021

Nova Caravana para exigir o fim do bloqueio a Cuba.

Os cubanos residentes nos Estados Unidos, Canadá e outros países, junto com grupos solidários à ilha, farão caravanas no dia 28 de março para exigir o levantamento do bloqueio contra a maior das Antilhas.

É o que noticia a televisão cubana Julio Fonseca, da Associação de Residentes Cubanos no Canadá, Virgilio Ponce, da Associação Cubana na Europa, e o professor cubano-americano Carlos Lazo.

Uma iniciativa semelhante ocorreu em fevereiro em Miami, Seattle, Nova York, Los Angeles, Washington, Minneapolis, Ottawa e Montreal; Nos Estados Unidos, representou a oitava edição das caravanas Puentes de Amor.

Recentemente, a porta-voz da Casa Branca Jen Psaki descartou que uma mudança de atitude de Washington em relação a Cuba esteja atualmente entre as prioridades do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

Cubasi

Categories: Uncategorized | Deixe um comentário

Cuba ratifica compromisso com o desenvolvimento sustentável em fórum regional

A representação cubana no IV Encontro do Fórum dos Países da América Latina e do Caribe sobre Desenvolvimento Sustentável reiterou o compromisso da nação com os objetivos que buscam o progresso humano integral e em harmonia com o meio ambiente.

Susset González, Diretor de Planejamento Estratégico e Desenvolvimento do Ministério da Economia e do Planejamento, destacou que a adoção da Agenda 2030 é um compromisso do Estado e uma prioridade nacional, que se especifica em alinhamento dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável com os eixos estratégicos do o Programa de Desenvolvimento Nacional 2030.

Como Juan Carlos Alfonso, subchefe do Escritório Nacional de Estatística e Informação (ONEI), tuitou, Cuba compartilha suas experiências na preparação do Relatório Nacional Voluntário, que apresentará pela primeira vez este ano no fórum.

Alfonso destacou que o programa REDATAM (sigla para microcomputer data repositories) oferece características fundamentais para o gerenciamento dos dados censitários, ao mesmo tempo que permite análises desagregadas em termos geográficos, maximizando o uso das informações.

No âmbito do encontro, realizou-se hoje (em nível técnico) o Workshop Regional sobre os exames nacionais voluntários da América Latina e do Caribe, bem como o Fórum Empresarial para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da América Latina e do Caribe 2021: Estratégias Públicas -Privado para a Recuperação Sustentável e Inclusiva.

Alicia Bárcena, secretária executiva da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), destacou que é hora de explorar um novo paradigma de desenvolvimento que abranja todas as pessoas, inclusive aquelas que foram historicamente esquecidas ou excluídas, conforme informa o perfil da CEPAL em Twitter.

De 15 a 18 de março, o encontro será um ponto de encontro para troca de experiências e discussão da Agenda 2030 e seus 17 Objetivos de Desenvolvimento.

Categories: Uncategorized | Deixe um comentário

Cuba repudia a consideração dos mercenários como defensores dos direitos humanos.

O representante permanente de Cuba na ONU-Genebra, Juan Antonio Quintanilla, rejeitou hoje aqui a atribuição da qualificação de defensores dos direitos humanos a criminosos e mercenários a serviço de potências estrangeiras.

Ao intervir por videoconferência em um fórum da 46ª sessão do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, que esta segunda-feira iniciou sua terceira semana, o embaixador cubano destacou que tal nobre qualificador não deve ser usado para essas pessoas.

“Isso perverte a categoria dos defensores e é uma ofensa à memória daqueles que arriscam e perdem suas vidas ao redor do mundo por seu trabalho na área de direitos humanos”, disse ele em um diálogo interativo sobre o assunto.

De acordo com Quintanilla, é preocupante que o sistema de direitos humanos da ONU esteja sendo usado por algumas organizações ou indivíduos para tentar legitimar campanhas de manipulação de motivação política.

Os titulares dos mandatos, devidamente informados pela Secretaria, devem verificar cuidadosamente as informações que recebem e não fazer julgamentos de valor, muito menos sem receber os argumentos de todas as partes, insistiu.

Durante décadas, mercenários e condenados por crimes comuns têm sido usados ​​como pontas de lança desde Miami, nos Estados Unidos, para promover campanhas contra a ilha e gerar instabilidade, promovendo-os como defensores dos direitos humanos.

No fórum, Mary Lawlor, relatora especial para a situação dos defensores dos direitos humanos, apresentou seu relatório, documento que a Representante Permanente de Cuba considerou portador de uma realidade preocupante.

A respeito de Cuba, indicou que existem milhares de pessoas que defendem os direitos humanos em diversos âmbitos cotidianamente, que contam com o total apoio e reconhecimento do Estado.

Quintanilla reiterou o compromisso de seu país de cooperar com o Relator e a disposição da Ilha de ajudar o mandato a superar as deficiências e erros que no passado dificultaram seu funcionamento e credibilidade.

Categories: Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Desmontar “ação secreta” da contra-revolução marcada para esta sexta-feira em Cuba

Saudações, boa noite. Voltamos hoje para continuar relatando no prazo e com todas as informações necessárias sobre cada uma das alegações subversivas de que temos notícias. É elementar no jornalismo, na comunicação, na própria vida, quando se fala de um assunto tão sério, e com grandes implicações, citar a fonte, o lugar de onde vem a informação. Mas tu, tu podes compreender perfeitamente que nem sempre isso é possível, e menos quando se trata de informações que vêm de dentro, dos próprios organizadores, de alguns protagonistas dessas provocações, que em muitas ocasiões, contam, revelam, digamos, e eles falam muito. Está tudo organizado para amanhã, durante o horário comercial.

Quem o organiza? Quem é secretamente convocado?

Yasser Castellanos, um participante da farsa de San Isidro, tomou parte em muitas provocações recentes, Maykel Osorbo, também membro de San Isidro, um provocador frequente que usa linguagem agressiva e obscena nas redes sociais, solicitou publicamente uma invasão a Cuba.

Héctor Luis Valdés representante de uno de los medios dependientes pagados desde Estados Unidos, ADN Cuba, participante de no pocas provocaciones e incitaciones a través de las redes sociales. Niover Alexander Tamayo Formén, conocido como ABÚ, integrante de la farsa de San Isidro, desvinculado laboralmente, elemento abiertamente contrarrevolucionario, esencialmente a través de las redes sociales, Esteban Rodríguez López representante también del medio dependiente ADN Cuba, asociado a San Isidro como los anteriores, Luis Manuel Otero Alcántara autoproclamado líder del presunto movimiento que liberará a Cuba, véanlo.

Omara Ruiz Urquiola en este momentose encuentra en los Estados Unidos, ex profesora, autora intelectual de muchas de las provocaciones recientes, instigadora esencialmente para que otros ejecuten, ejemplo, esta acción que ahora, desde los Estados Unidos está coordinando secretamente.

¿Cuál es el motivo, el pretexto para la acción de mañana? Les explico.

Você se lembra que, há algumas semanas, apareceu no Boulevard de San Rafael, aqui em Havana, um homem carregando uma placa, chamando a atenção das pessoas que passavam em um ato franco de provocação?

Quando solicitado pelas autoridades, ele resistiu e uma altercação estourou no meio da rua. Pois bem, este jovem foi detido e encontra-se atualmente em prisão provisória durante o andamento da investigação, uma vez concluída a investigação, o Ministério Público deve, nos termos da Lei de Processo Penal, instaurar formalmente a ação penal correspondente perante os Tribunais, e o juiz em nome do povo cubano, ou absolva o acusado, levando em conta todas as garantias constitucionais e processuais estabelecidas para os cidadãos.

Falamos com as autoridades do Centro onde se encontra neste momento, contam-nos que se encontra na zona onde colocam os reclusos em prisão provisória, está ali como outros na mesma situação processual, como dizem popularmente, pendente tentativas.

Porque te explico tudo isto, porque os mencionados acima se organizaram na mais estrita compartimentação, para ir amanhã protestar em solidariedade com esta pessoa.

Como você vai fazer?

Pois bem, chegando aqui, se os integrantes da farsa de San Isidro e outros, pretendem chegar à Plaza de la Revolución amanhã às 10 da manhã e como a guerra é sobre símbolos, apropriar-se, mesmo que sejam poucos, daquele simbólico espaço para os cubanos e sua revolução. Aproxime-se dos arredores do Ministério do Interior, localize o centro da Praça, chame a atenção e, claro, provoque uma resposta das autoridades, das forças da ordem que protegem o local e então o show estaria pronto, com ao vivo transmissão através das redes sociais é claro e com a cobertura imediata dos meios de comunicação dependentes, na verdade vários dos participantes são seus representantes.

Quando fazemos uma denúncia de ações provocativas anteriores, ou de seus preparativos, muitas pessoas nos perguntam se esses fatos constituiriam um crime ou não.

Dissemos e hoje ratifico que o papel dos meios de comunicação continuará a ser o de acompanhar o povo na luta pela defesa da sua Revolução, informar e fazê-lo com rapidez e tempestividade, investigar, acusar, julgar ou absolver, corresponderá aos órgãos constitucionalmente constituídos em Cuba para esses fins.

Mas como nosso papel é informar, não posso deixar de dizê-lo, vamos ao Código Penal vigente em Cuba, se amanhã se consuma a ação secreta caberá a cada um atuar em tempo hábil e dentro do estruturas legais estabelecidas.

Não se trata de uma ação isolada, protestos deste tipo também estão concebidos nos manuais das Forças Armadas dos Estados Unidos e pretendem segui-los como aquele guia preciso, que imaginam frutificará em Cuba. O que você acha? Eu estarei de volta em breve. Boa noite.

Tirado de Razones de Cuba

Categories: Uncategorized | Deixe um comentário

A agulha envenenada de mentiras contra o Soberano: Nem para crianças, nem para turistas .

Elaboração do Cubadebate.- Enquanto Cuba avança na fase III do ensaio clínico da vacina candidata Soberana 02 e se prepara para iniciar o mesmo processo com a candidata Abdala, os promotores do ódio contra a Revolução se enfurecem de dor nas entranhas.

Na semana passada, em seu habitual encontro de youtuber, o apresentador conhecido como Alexander Otaola, promotor das listas negras e mais bloqueio contra Cuba, tentou desacreditar o impacto positivo que as vacinas candidatas cubanas tiveram contra COVID-19, em particular o Sovereign 02

Em seu programa, afirmou que “a vacina cubana conhecida como Sovereign 02 está causando reações negativas em crianças que receberam a dose em hospitais e escolas da ilha” e reproduziu o áudio de uma suposta mãe cubana que fala de reações adversas da vacina para crianças em um hospital pediátrico.

Afirmou que foram essas reações em crianças que levaram Cuba a adiar sua campanha de vacinação.

É uma infâmia total.

Em primeiro lugar, porque em Cuba nenhuma criança foi vacinada em nenhuma das três fases dos ensaios clínicos do Soberana 02, nem em nenhuma das fases pelas quais já passaram as demais vacinas candidatas. Isso não será feito até que as vacinas demonstrem sua eficácia em adultos.

Em segundo lugar, porque Soberana 02 só foi testado em Havana, onde as atividades de ensino estão suspensas desde janeiro, as escolas estão fechadas e é impossível que as crianças tenham sido vacinadas lá.

Em 4 de março, Cubadebate publicou declarações à imprensa de Dagmar García Rivero, Diretor de Pesquisa do Finlay Vaccine Institute (IFV), sobre vacinação em idades pediátricas, nas quais esclarecia que “avançar para um ensaio clínico em crianças leva a uma regulamentação mais elevada rigor e, portanto, normalmente precisamos avançar nas populações adultas antes de avaliar as vacinas candidatas em crianças ”.

“Continuamos determinados a passar para os ensaios clínicos pediátricos a curto prazo. Este ensaio clínico está atualmente em revisão. Estaríamos conversando em avaliar a melhor formulação das vacinas candidatas Soberana 01 e Soberana 02 na população pediátrica. Decidimos passar para a faixa etária de 5 a 18 anos, começando primeiro na população de 12 a 18 anos. Uma vez que a segurança seja coberta neste grupo, desceríamos para a faixa de 5 a 12 anos. É o que podemos dizer até agora, porque ainda não é um ensaio clínico que submetemos à entidade reguladora nacional ”, disse García Rivero.

“Em abril poderemos iniciar o ensaio clínico pediátrico”, concluiu.

Em mais um de seus roubos de mentiras, o youtuber ecoou uma campanha negada na Itália para fazer turismo em Cuba com a promessa de receber o Sovereign 02, ao qual disse que Cuba deve fornecer aos turistas italianos e europeus vacinas “doadas” ao país , já que o Sovereign 02 provocaria reações.

Mais infâmia desse personagem repulsivo.

Primeiro, Cuba não promoveu oficialmente o turismo de vacinas; o país começa a imunizar toda a sua população antes do final de 2021.

Em segundo lugar, Cuba não recebeu nenhuma “doação” de vacinas, muito menos para aplicá-las a turistas.

Soberana 01, 02 e Plus, Abdala e Mambisa são verdadeiros frutos da ciência cubana. Eles estão progredindo com resultados em direção à sua realização como imunizadores eficazes contra COVID-19. Eles vão nos vacinar contra a doença e certamente serão também uma imunidade contra o ódio daqueles que querem nos arrastar pelas pedras.

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Henry Reeve: mente contra o Nobel

De 35 países, mais de 200 membros de governos e parlamentos, acadêmicos e ex-ganhadores do Nobel, as únicas personalidades autorizadas a fazê-lo, …

Henry Reeve: mente contra o Nobel

De 35 países, mais de 200 membros de governos e parlamentos, acadêmicos e ex-ganhadores do Nobel, as únicas personalidades autorizadas a fazê-lo, …

… Apresentaram, para o Prêmio Nobel da Paz 2021, a candidatura do contingente médico solidário cubano “Henry Reeve”.

O Conselho Mundial da Paz e o deputado francês François-Michel Lambert formalizaram os primeiros pedidos, posteriormente apoiados, inclusive, por governos inteiros, como o da África do Sul.

A iniciativa ganhou força após o envio, no ano passado, das primeiras brigadas médicas cubanas à Europa, Itália e Andorra.

Nada que lemos na grande imprensa. O que continua a amplificar as mentiras do falecido governo Donald Trump sobre o “negócio” da cooperação médica cubana.

Categories: Uncategorized | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: