Cuba repudia a consideração dos mercenários como defensores dos direitos humanos.

O representante permanente de Cuba na ONU-Genebra, Juan Antonio Quintanilla, rejeitou hoje aqui a atribuição da qualificação de defensores dos direitos humanos a criminosos e mercenários a serviço de potências estrangeiras.

Ao intervir por videoconferência em um fórum da 46ª sessão do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, que esta segunda-feira iniciou sua terceira semana, o embaixador cubano destacou que tal nobre qualificador não deve ser usado para essas pessoas.

“Isso perverte a categoria dos defensores e é uma ofensa à memória daqueles que arriscam e perdem suas vidas ao redor do mundo por seu trabalho na área de direitos humanos”, disse ele em um diálogo interativo sobre o assunto.

De acordo com Quintanilla, é preocupante que o sistema de direitos humanos da ONU esteja sendo usado por algumas organizações ou indivíduos para tentar legitimar campanhas de manipulação de motivação política.

Os titulares dos mandatos, devidamente informados pela Secretaria, devem verificar cuidadosamente as informações que recebem e não fazer julgamentos de valor, muito menos sem receber os argumentos de todas as partes, insistiu.

Durante décadas, mercenários e condenados por crimes comuns têm sido usados ​​como pontas de lança desde Miami, nos Estados Unidos, para promover campanhas contra a ilha e gerar instabilidade, promovendo-os como defensores dos direitos humanos.

No fórum, Mary Lawlor, relatora especial para a situação dos defensores dos direitos humanos, apresentou seu relatório, documento que a Representante Permanente de Cuba considerou portador de uma realidade preocupante.

A respeito de Cuba, indicou que existem milhares de pessoas que defendem os direitos humanos em diversos âmbitos cotidianamente, que contam com o total apoio e reconhecimento do Estado.

Quintanilla reiterou o compromisso de seu país de cooperar com o Relator e a disposição da Ilha de ajudar o mandato a superar as deficiências e erros que no passado dificultaram seu funcionamento e credibilidade.

Categories: Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: