A OEA é contra os interesses da Nossa América.

Autor: Granma | internet@granma.cu

Rejeitamos as tentativas de interferir nos assuntos internos da Bolívia e as preocupações hipócritas sobre os direitos humanos, que não estavam presentes quando os apoiantes do MAS foram reprimidos e assediados. Mais uma vez monroista, o Secretariado da OEA é contra os interesses da Nossa América”, disse o Ministro dos Negócios Estrangeiros cubano Bruno Rodríguez Parrilla no Twitter, referindo-se às declarações de interferência do Secretário-Geral da Organização dos Estados Americanos, Luis Almagro.

Várias organizações, governos e a Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América – Tratado Comercial do Povo (ALBA-TCP) rejeitaram as tentativas de desacreditar todo o processo de justiça que leva a cabo a nação sul-americana contra os autores do golpe contra o ex-presidente Evo Morales.

A ALBA-TCP, numa declaração, alertou a comunidade internacional que as acções de Almagro constituem uma “violação muito grave dos princípios e objectivos da Carta das Nações Unidas, e apenas promovem o confronto e a desestabilização dos processos democráticos”.

Almagro se presenta a la reelección como secretario general de la OEA | El  Mundo | DW | 06.12.2018

O texto do organismo regional denuncia a participação da OEA no golpe de Estado na Bolívia em 2019, que se caracterizou pela repressão e a promoção do racismo, bem como a intolerância contra os movimentos sociais e os povos indígenas.

Sobre o interrogatório da detenção do ex-presidente de facto, Jeanine Áñez, e de antigos membros do seu Gabinete, acusados de sedição, terrorismo e conspiração, o porta-voz presidencial da Bolívia, Jorge Richter, afirmou que a investigação e esclarecimento dos acontecimentos violentos ocorridos em 2019 são uma dívida do Estado para com as vítimas.

Além disso, sublinhou que o conceito de “perseguição política”, repetido pelos sectores da oposição, procura manter a impunidade sobre estes massacres e deixar em aberto a possibilidade de um novo golpe de Estado.

Por outro lado, num comunicado de imprensa, o Ministério dos Negócios Estrangeiros boliviano anunciou que tinha convocado Charisse Phillips dos EUA e o Embaixador brasileiro Octavio Henrique Días García Côrtes para lhes pedir que não interviessem nos assuntos internos do Estado Plurinacional, como estipulado, no caso dos Estados Unidos, no Acordo-Quadro sobre Relações Bilaterais de Respeito Mútuo e Colaboração entre os dois governos.

Categories: # OEA, #ALBA, #America Latina, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #OEA,Luis Almagro, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, ALBA-TCP | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: