O sinistro Matanzas e os abutres da internet

Foto: Vladimir Zayas

Enquanto continuam chegando mensagens de solidariedade e condolências de todo o mundo pelo terrível incidente ocorrido em Matanzas, os abutres do ódio contra Cuba, baseados em Miami ou Madri, desencadeiam sua nova campanha de terrorismo midiático contra Cuba.

Como era de esperar, e embora insistam em provar o contrário, não se preocupam com a dor dos familiares dos desaparecidos e das centenas de feridos, nem com o choque que o acontecimento causou na alma de toda a Ilha.

Os funcionários da Força-Tarefa, criada em 2018 pelo governo dos Estados Unidos para a subversão da internet contra Cuba, só estão interessados ​​em repetir, como um coro de papagaios, a essência da política editorial de sua mídia: culpar o governo revolucionário por todos os males e incitar —com apelos incessantes— a sair às ruas, ou o que dá no mesmo, ao caos social.

Os urubus da Internet, muitos deles formados por pessoas das universidades da “terrível ditadura” cubana, agora questionam, através da manipulação de vídeos e dos sentimentos reais de parentes, o heroísmo dos “jovens e inexperientes” bombeiros cubanos, que, afirmam, foram obrigados pela “ditadura” a enfrentar um incêndio de tal magnitude.

A mesma estratégia foi usada durante a campanha #SOSMatanzas, que levou aos motins do 11J, com estudantes de medicina que, segundo sua propaganda, o “regime” enviou vítimas de contágio pela pandemia para morrer.

O oportunismo covarde não respeita fronteiras éticas. Após o fracasso em usar uma pandemia global como arma de guerra contra uma ilha bloqueada pelo império mais poderoso da história, eles agora tentam fazer o mesmo com a tragédia que ocorreu na base do superpetroleiro Matanzas.

Autor: tudoparaminhacuba

Adiamos nossas vozes hoje e sempre por Cuba. Faz da tua vida sino que toque o sulco, que floresça e frutifique a árvore luminoso da ideia. Levanta a tua voz sobre a voz sem nome dos outros, e faz com que se veja junto ao poeta o homem. Encha todo o teu espírito de lume, procura o empenamento da cume, e se o apoio rugoso do teu bastão, embate algum obstáculo ao teu desejo, ¡ ABANA A ASA DO ATREVIMENTO, PERANTE O ATREVIMENTO DO OBSTÁCULO ! (Palavras Fundamentais, Nicolás Guillen)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: