Semana de alto nível da ONU arranca hoje em formato presencial.

#ONU #Política #Rusia #Ucrania #InjerenciaDeEEUU #EconomíaMundial #Covid-19

Jornal de Angola

A semana de alto nível da 77.ª Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que reunirá líderes de todo o mundo em Nova Iorque, arranca hoje presencialmente, com atenções concentradas na crise internacional desencadeada pela invasão russa na Ucrânia.

© Fotografia por: DR | ARQUIVO

Após dois anos em formato virtual e híbrido devido à Covid-19, esta nova sessão da Assembleia-Geral decorrerá de forma totalmente presencial, apesar de a pandemia ainda marcar o quotidiano em várias partes do mundo, e ainda estar no radar das discussões previstas para o evento.

Contudo, e apesar dos protocolos básicos de saúde definidos para a Assembleia-Geral, poucos eventos paralelos ocorrerão no recinto da ONU em Manhattan.

Segundo a Lusa, entre as figuras políticas aguardadas esta semana em Nova Iorque estão o Presidente norte-americano, Joe Biden, o chefe de Estado do Brasil, Jair Bolsonaro, ou o ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov.

Apesar de o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, não deixar o seu país para se deslocar a Nova Iorque, as Nações Unidas autorizaram que faça um discurso pré-gravado na sessão de alto nível, uma excepção à exigência de que todos os líderes falem pessoalmente.

Portugal estará representado pelo primeiro-ministro, António Costa, que se deslocará a Nova Iorque para participar na Assembleia-Geral pela segunda vez desde que é líder do executivo português.

Apesar da tentativa de restabelecer a normalidade pós-pandemia, o funeral da Rainha Isabel II alterou a ordem habitual dos trabalhos, uma vez que vários chefes de Estado e de Governo tiveram de alterar as suas viagens para poderem comparecer às cerimónias fúnebres em Londres e depois deslocarem-se para Nova Iorque.

Um desses casos é o dos Estados Unidos – país anfitrião do evento e que tradicionalmente se apresenta em segundo lugar na abertura do debate da Assembleia-Geral -, mas que só discursará na quarta-feira devido à presença do chefe de Estado, Joe Biden, no funeral da monarca britânica.

Como habitual, será o Brasil a abrir os discursos de alto nível na Assembleia-Geral, através do Presidente, Jair Bolsonaro, na manhã de hoje.

A abertura da 77.ª Assembleia-Geral ocorre num momento em que o planeta é assolado por crises em várias frentes: guerra russa na Ucrânia, as crises alimentar, energética e climática, as tensões entre China e Estados Unidos ou questões nucleares.

Jovem entra para o Guinness por visitar 67 bares em menos de 24 horas.

#Guinness #ReinoUnido

Jornal de Angola

Um jovem, de 22 anos, entrou para o Guinness por visitar 67 bares em menos de 24 horas, em Brighton, no Reino Unido.

© Fotografia por: Nathan Crimp/SWNS

“Foi de longe a coisa mais difícil que já tive que fazer. Subestimei por completo o quão difícil seria fazer isto. O plano era tentar e manter-me sóbrio nos primeiros 25 bares, mas já saía pelas janelas no 15º” explicou, Nathan Crimp, que variava entre beber cerveja e shots de licor, refere o Notícias ao Minuto.

A mesma fonte adianta que Nathan teve de “misturar um pouco, mas tentava beber álcool num, e no outro bebia algo sem álcool” e que “o mais difícil foi ter de ir constantemente à casa de banho”, o que acabou por consumir a maioria do tempo, Nathan iniciou a jornada por volta das 11h e só terminou às 4h do dia seguinte.

O recorde anterior tinha sido estabelecido no início do ano corrente, correspondendo a uma visita a 56 bares ao cabo de 10 horas.

A Venezuela afina os detalhes para a abertura da fronteira com a Colômbia.

#Venezuela #Colombia #Política #Economía

Para além da abertura da fronteira, os voos entre as duas nações serão retomados na próxima segunda-feira.

O Presidente venezuelano Nicolás Maduro Moros afirmou na segunda-feira que prosseguem os preparativos para a abertura da fronteira com a Colômbia, agendada para 26 de Setembro.

“Amanhã (terça-feira) há uma reunião com o Ministro dos Transportes colombiano. Na quarta-feira haverá uma videoconferência com os Ministros do Comércio e da Economia da Colômbia e da Venezuela e com o Vice-Presidente Executivo Delcy Rodríguez. Estamos a afinar os detalhes para uma boa e satisfatória abertura”, disse o dignitário.

“Estamos a coordenar todos os detalhes para que este primeiro passo seja ambicioso para avançarmos para onde devemos chegar: uma abertura total, absoluta e livre”, disse o Presidente Nicolás Maduro. | Foto: Imprensa Presidencial

Da mesma forma, o Chefe de Estado explicou que o Ministro da Defesa, Vladímir Padrino López, estava em contacto com o seu homólogo colombiano, Iván Velásquez.

“Estamos a coordenar todos os detalhes para que este primeiro passo seja um passo ambicioso para avançar em direcção ao que devemos alcançar: uma abertura total, absoluta e livre da fronteira entre a Venezuela e a Colômbia”, salientou o líder bolivariano.

Sobre esta questão, o líder venezuelano agradeceu ao seu homólogo Gustavo Petro pela sua posição a favor da abertura da fronteira comum, mostrando também o seu interesse no desenvolvimento da população fronteiriça binacional.

A abertura da fronteira entre a Venezuela e a Colômbia está prevista para 26 de Setembro, no que o presidente venezuelano descreveu como um primeiro passo importante nas relações entre os dois países, que se deterioraram desde a chegada ao poder do ex-presidente Iván Duque.

Vale a pena lembrar que os voos entre a Venezuela e a Colômbia serão retomados nessa segunda-feira, outro sinal da aproximação entre os dois governos.

Após múltiplos ataques (tanto verbais como físicos e militares) promovidos pela Colômbia contra o povo e o governo venezuelanos, o então presidente da Colômbia, Duque, reconheceu Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela.

Como resultado, o legítimo governo venezuelano chefiado pelo líder da revolução, Nicolás Maduro Moros, decidiu romper as relações diplomáticas com Bogotá.

Após a vitória nas últimas eleições do Presidente Gustavo Petro, a chegada do embaixador colombiano Armando Benedetti a Caracas a 29 de Agosto foi um sinal de uma nova vida nas relações diplomáticas. As fronteiras entre os dois países abrir-se-ão após serem fechadas durante quase sete anos.

Milhões de DÓLARES do Departamento de Estado para organizações TERRORISTAS em Miami para financiar uma campanha contra o CodigoSi

Cuba reitera o seu compromisso de reforçar os mecanismos de integração.

#CELAC #CubaPorLaSalud #CubaPorLaPaz #Sanciones

O diplomata cubano sublinhou que os mecanismos deveriam fornecer muito mais assistência e cooperação ao Haiti, ajudando-o na sua recuperação, estabilidade e desenvolvimento.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros cubano Bruno Rodríguez reiterou na segunda-feira o compromisso do seu país em continuar a ajudar a reforçar os mecanismos de integração na América Latina e nas Caraíbas.

“Reiterei o compromisso de Cuba de continuar a contribuir para o fortalecimento do Celac e da ACS”, escreveu o Ministro dos Negócios Estrangeiros Rodríguez. | Foto: @BrunoRguezP

“Reiterei o compromisso de Cuba de continuar a contribuir para o fortalecimento do Celac e da ACS, mecanismos com uma valiosa contribuição para uma verdadeira integração regional”, escreveu o funcionário cubano na sua conta do Twitter.

Rodríguez referia-se à reunião de Ministros dos Negócios Estrangeiros da Comunidade dos Estados da América Latina e das Caraíbas (CELAC) e da Associação dos Estados das Caraíbas (ACS) realizada na sede das Nações Unidas (ONU), na cidade norte-americana de Nova Iorque.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros da maior das Antilhas salientou também que os mecanismos deveriam prestar muito mais assistência e cooperação ao Haiti, para o ajudar na sua recuperação, estabilidade e desenvolvimento.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros cubano salientou também que a área tem muito potencial para mostrar ao mundo e recordou a proclamação de Havana como uma zona de paz em Fevereiro de 2010.

Desde sábado passado, Rodríguez chefia a delegação cubana que participará no segmento de alto nível da 77ª sessão da Assembleia Geral da ONU, que começa na terça-feira.

O Estado venezuelano recupera o controlo da empresa petroquímica Monómeros.

#Venezuela #Petróleo #Colombia #InjerenciaDeEEUU #Economía

O superintendente da Colômbia, Billy Escobar, confirmou a vontade do governo venezuelano de nomear um novo conselho de administração na Monómeros.

O Estado venezuelano recuperou o controlo da empresa petroquímica Monómeros, cuja sede se situa em Barranquilla, Colômbia, na segunda-feira.

Durante uma reunião, autoridades de ambos os países assinaram o documento que formaliza a decisão sobre a empresa, entre eles o Superintendente de Empresas da Colômbia, Billy Escobar; o embaixador venezuelano em Bogotá, Félix Plasencia; e o presidente da estatal Petroquímica da Venezuela (Pequiven), Pedro Rafael Tellechea Ruíz.

As autoridades venezuelanas indicaram em várias ocasiões que tomariam as medidas necessárias para recuperar a empresa Monómeros. | Foto: Twitter @TobarteleSUR

A este respeito, Escobar declarou que a decisão das autoridades do país vizinho de nomear um novo conselho de administração para a Monómeros Colombo Venezolanos S.A., uma filial da Pequiven, foi validada.

“Ratificamos a vontade do governo venezuelano de nomear um conselho de administração, e isto corresponde à legalidade que é tratada no Estado colombiano em relação aos proprietários de uma empresa que têm a possibilidade de escolher os seus directores”, disse Escobar.

Sublinhou também que “estamos a fazer um reconhecimento legal desta situação. Estamos a validar uma decisão dos proprietários de Monómeros”.

Pela sua parte, Plasencia afirmou que “estamos a recuperar o dever de ser, a ordem, a legalidade, e o verdadeiro trânsito das coisas. Toda essa construção maléfica, errada e agressiva, que também afectou os interesses do povo venezuelano e colombiano, acabou”.

“Este é o fim de um acordo negativo para prejudicar, irritar, fazer sofrer também venezuelanos e colombianos. Uma empresa que pertence ao povo da Venezuela está a regressar ao poder do povo”, sublinhou ele.

Do mesmo modo, o embaixador venezuelano disse que “foi imposto o curso natural da lei, ordem e dever, o que significa que pusemos fim à tentativa traiçoeira, descarada e irresponsável de interferir que tanto prejudicou os interesses saudáveis dos venezuelanos”.

Plasencia reconheceu que o governo do Presidente Nicolás Maduro “exterminou de forma enérgica e certa” a arbitrariedade sobre Monómeros.

O governo venezuelano exigiu em vários espaços o cumprimento do direito internacional para recuperar a empresa Monómeros, após denunciar a apropriação ilegal da empresa pela administração do ex-presidente Iván Duque, juntamente com o ex-deputado da oposição Juan Guaidó, entre outros, bem como o roubo de milhões de dólares.

As sondagens mostram que Lula alarga a sua liderança nas intenções de voto.

#EleccionesPresidenciales #Lula #JairBolsonaro

De acordo com o inquérito da FSB Pesquisa, o líder PT alcançaria 44% dos votos e Jair Bolsonaro capitalizaria 35%.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à presidência do Brasil pelo Partido dos Trabalhadores (PT), continua a liderar nas intenções de voto antes das eleições de 2 de Outubro e aumentou a sua liderança em 3% em relação ao que deveria ser o seu maior rival, o actual presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com o inquérito conduzido pelo Instituto FSB Pesquisa, o líder PT atingiria 44 por cento dos votos, enquanto Bolsonaro capitalizaria 35 por cento.

No cenário de um possível run-off entre Lula e Bolsonaro, o líder do PT ganharia com 52%, em comparação com os 39% para o titular. | Foto: @LulaOficial

Segundo o inquérito da semana passada, o ex-presidente Lula aumentou a sua liderança em três por cento, enquanto que a liderança do actual presidente permaneceu a mesma de antes.

Entre os outros candidatos, Ciro Gomes lidera com sete por cento (dois por cento menos do que na sondagem anterior). É seguido pela Senadora Simone Tebet com cinco por cento (menos dois por cento do que na sondagem anterior).

Mais atrás está a Senadora Soraya Thronicke, que tem um por cento dos votos, o mesmo que na sondagem anterior. Os votos em branco e estragados representaram quatro por cento.

No cenário de uma possível fuga entre Lula e Bolsonaro, o líder do PT triunfaria com 52%, para 39% para o presidente da extrema-direita.

A sondagem revelou também que 45% dos eleitores rejeitam Lula, enquanto 55% rejeitam Bolsonaro.

Para realizar a sondagem, o inquiridor teve de entrevistar 2.000 pessoas por telefone entre 16 e 18 de Setembro. A margem de erro é de dois por cento, enquanto o intervalo de confiança é de 95 por cento.

Incêndio na refinaria venezuelana totalmente extinto.

#Venezuela #Petróleo #Econoía #CondicionesClimáticas

Caracas, 19 de Setembro (Prensa Latina) O vice-presidente sectorial da economia da Venezuela, Tareck El Aissami, anunciou que o incêndio na refinaria em Puerto La Cruz, estado de Anzoátegui, causado por um relâmpago, foi completamente controlado.

Em nenhum momento as operações nas instalações foram interrompidas, reconheceu, e elogiou o trabalho dos bombeiros de todas as áreas operacionais da empresa estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA), o funcionário disse à Venezolana de Televisión numa chamada telefónica.

Salientou que a “reacção oportuna, imediata e corajosa” conseguiu controlar e depois extinguir completamente o incêndio numa lagoa de tratamento de águas residuais, localizada no interior da refinaria.

El Aissami reiterou que as operações da fábrica não estavam comprometidas, “continuamos a produzir o combustível necessário para continuar a abastecer o mercado nacional e satisfazer a procura de todo o povo venezuelano”, disse ele.

Salientou que não houve eventos ou impactos nas infra-estruturas da refinaria, tanques, condutas, linhas de transporte para qualquer tipo de produto, “muito menos nas fábricas”.

O ministro venezuelano do petróleo observou também que o incêndio estava confinado à lagoa de águas residuais e “a esta hora está totalmente sufocado”, com trabalhos de arrefecimento à sua volta como parte dos protocolos neste tipo de situação.

Em nenhum momento a capacidade de produção da refinaria foi interrompida, reiterou ele.

Disse que, horas antes do evento, tinha havido chuvas fortes durante duas horas e uma trovoada, que surpreendeu os habitantes de Puerto La Cruz, e depois um relâmpago, causando o incêndio.

Os bombeiros do Complexo Industrial, Petrolífero e Petroquímico José Antonio Anzoátegui, do Cinturão Hugo Chávez Frías, do Estado de Monagas e da PDVSA Gas estiveram envolvidos na extinção do incêndio.

jha/jcd

%d bloggers like this: