¡Las absurdas soluciones a la migración no conocen límites!!!

#EstadosUnidos #DerechosHumanos #Migración

O incitamento à violência e à subversão contra Cuba por parte dos EUA está a aumentar todos os dias.

#SOSEstadosUnidos #MafiaCubanoAmerican #InvitaciónAViolencia #RedesSociales #CubaSerespeta

Presidente da República reúne Conselho de Segurança.

#Angola #Política #JoãoLourenço

O Presidente da República, João Lourenço, orientou, na manhã de quarta-feira (5), no Palácio Presidencial, na condição de Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas, a segunda reunião de trabalho deste ano do Conselho de Segurança Nacional.

Comandante-em-Chefe dirigiu o Conselho de Segurança © Fotografia por: kindala Manuel | Edições Novembro

A primeira sessão de trabalho deste órgão de consulta do Presidente da República aconteceu a 19 de Setembro deste ano.

O Conselho de Segurança Nacional é um órgão de consulta do Presidente da República para os assuntos relativos à condução da política e estratégia de Segurança Nacional, bem como para a organização, funcionamento e disciplina das Forças Armadas, da Polícia Nacional e demais organismos de garantia da ordem constitucional e dos Órgãos de Inteligência e de Segurança de Estado.

O Conselho de Segurança Nacional é, de acordo com a Constituição, presidido pelo Presidente da República e é composto pelo Vice-Presidente da República, pelos presidentes da Assembleia Nacional, do Tribunal Constitucional, do Tribunal Supremo e pelo procurador-geral da República. Fazem, igualmente, parte do Conselho de Segurança ministros de Estado, ministros e outras entidades indicadas pelo Presidente da República.

A Revolução Cubana estimula o amor.

#CubaPorLaPaz #CubaEsAmor #CubaViveYTrabaja #EEUUBloquea #SOSFlorida #SOSMiami #SOSEEUU

Por Domingo Pérez

Se tinha dúvidas sobre a verdadeira face dos supostos “opositores” do governo revolucionário, as recentes actividades encenadas são suficientes para confirmar não só os seus verdadeiros objectivos desestabilizadores e destruidores, mas também o seu comportamento oportunista, baixo, base e traiçoeiro. Por mais doloroso que seja, é muitas vezes conveniente que estas coisas aconteçam e que ninguém venha contar a história, mas que você mesmo, com os seus próprios olhos, a possa ver. Testemunhamos como os detratores continuam a cavar a sua própria sepultura.

Imagen de Razones de Cuba

Sim, é isso mesmo. A restauração dos danos causados pelo Furacão Ian é complexa, leva tempo e requer muitos recursos materiais para ser alcançada.

Ao mesmo tempo, estava a ouvir as notícias dos danos causados pelo próprio fenómeno meteorológico nos Estados Unidos, particularmente no sector da electricidade. Só no Estado da Florida, mais de 2,5 milhões de pessoas ficaram sem electricidade. O Presidente pediu ajuda federal, declarando-a a maior catástrofe da história daquele território. Pela sua parte, o Governador do Estado declarou que a recuperação demoraria muito tempo. E estamos a falar do país mais rico do planeta, onde o número de mortos atingiu 77 pessoas e dezenas ainda estão desaparecidas.

Perante este triste cenário, ninguém pensaria em apelar aos cidadãos norte-americanos para irem para as ruas em protesto. Além de ser ilógico de qualquer forma, devido à falta de senso comum, seria uma clara expressão de ódio contra estas pessoas. Desde a Revolução Cubana, o nosso povo tem sido sempre educado para amar os outros. Temos laços históricos, sociais e de sangue com o povo americano.

É por isso que, face a esta catástrofe natural, reitero o apelo do Professor Carlos Lazo para que se construam pontes de amor entre as duas margens.

Grupos mercenários treinam nos EUA para levar a cabo actos terroristas contra Cuba.

#MafiaCubanoAmerican #SubversiónContraCuba #Cuba

Autor: Redacción Nacional | internet@granma.cu

Grupos contra-revolucionários treinam sem vergonha e com impunidade em território norte-americano, com o objectivo de levar a cabo actos terroristas contra a nossa pátria, aproveitando o difícil contexto em que o nosso país se está a desenvolver, devido à crise mundial gerada pela pandemia e ao aperto do bloqueio económico dos EUA contra a ilha; uma situação agora agravada pelo devastador furacão que atingiu a parte ocidental de Cuba há alguns dias.

Entre os objectivos do ADP está o de fornecer apoio financeiro, logístico e mediático àqueles que em Cuba se prestam aos seus fins pouco saudáveis Foto: tirada de tvcubana.icrt.cu

Uma destas organizações, recentemente desmascarada na televisão cubana, chama-se Autodefensa del Pueblo (adp), que tem um plano de acção, uma estrutura muito bem organizada e vários elos de comando, que é dirigida por um conselho de guerra, chefiado pelo notório terrorista Manuel Milanés como presidente.

Entre os objectivos da adp está o de prestar apoio financeiro, logístico e mediático aos que em Cuba se prestam aos seus objectivos pouco saudáveis, disse Lázaro García Ríos, que foi recrutado por esta organização para cometer actos violentos contra alvos económicos em várias partes do território nacional, pelos quais foi detido e confessado.

Segundo García Ríos, Willy González, tesoureiro das chamadas Autodefensas del Pueblo, e Alfredo González, responsável pelo recrutamento de pessoas no nosso país, através das redes sociais, a quem oferece recargas, dinheiro e outros presentes, estão encarregados desta tarefa.

Para levar a cabo as suas acções violentas, a APD dispõe de armamento moderno, incluindo lança-foguetes, metralhadoras, pistolas e granadas, entre outros equipamentos militares, bem como barcos, disse García Ríos, tudo isto tendo em conta o governo dos EUA, que longe de enfrentar tal comportamento, incluiu cinicamente Cuba na sua lista de países que patrocinam o terrorismo.

Mas nada disto é novo para a ilha. Desde 1959, elementos contra-revolucionários protegidos pelos EUA empreenderam acções que, até 1999, resultaram em 3.478 mortes e 2.099 incapacitados, para além de inúmeros prejuízos económicos.

Entre os principais actos terroristas contam-se a sabotagem do navio a vapor francês La Coubre; a promoção do banditismo; a metralhadora e o bombardeamento de cidades, vilas e engenhos de açúcar; a queima de canaviais; o assassinato de trabalhadores e milicianos; a sabotagem de escritórios comerciais e sedes diplomáticas no estrangeiro, bem como as tentativas de ataque aos principais líderes da Revolução.

%d bloggers like this: