Embaixadores do amor, paz e vida

Nossos médicos, frutos preciosos de um trabalho excepcional, entendem que sua contribuição diária para a qualidade de vida de seu próprio povo, de outros povos do mundo, é a melhor maneira de honrar sua terra natal, honrar a história que os precedeu, já Fidel.

Autor:  | leidys@granma.cu

Nuestros galenos comprenden que su contribución diaria es la mejor manera de honrar a su patria y a Fidel. Foto: Razones de Cuba

Nossos médicos entendem que sua contribuição diária é a melhor maneira de honrar seu país e Fidel. Foto: Razões de Cuba
Brancas como suas roupas, também carregam a alma, quem pode duvidar? Sua nobreza tem fronteiras transparentes em uma batalha incansável pela vida, que ignora as diferenças de classe, que não distingue as raças e que apenas pede em troca a esperança renascida. Continuar a ler “Embaixadores do amor, paz e vida”

Cuba salva, enquanto outros negam esperança ao povo

As pessoas sabem que sempre podem contar com a vocação humanista e solidária dos profissionais cubanos. Foto: José Manuel Correa

Retorno a Cuba de la Brigada m´dica que prestaba servicios en la República del Ecuador, recibidos en el Aeropuerto Internacional José Martí  por el Ministro de Salud Jose Algel Portal Miranda y otros dirigentes del gobierno y el Partido

Com a satisfação de salvar vidas e de contribuir para o bem-estar de milhares de famílias na Bolívia e no Equador, os profissionais de saúde da Ilha nesses países da América do Sul retornaram a Cuba nos últimos dois dias.

Mais de 200 médicos e outros profissionais de saúde das Grandes Antilhas chegaram ontem da terra boliviana da capital e foram recebidos por Bruno Rodríguez Parrilla, membro do Bureau Político do Partido e Ministro das Relações Exteriores; José Ángel Portal Miranda, Ministro da Saúde Pública, e Dr. Santiago Badía, Secretário Geral do Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Saúde, além de outros líderes.

Alfredo González Lorenzo, vice-ministro da Saúde Pública, ratificou o orgulho do povo e do governo cubanos pelo trabalho e pela atitude desses profissionais, inclusive nas circunstâncias de hostilidade contra eles após o golpe contra o presidente Evo Morales, enquanto o médico Maidalis Bravo Rodríguez se referiu ao profissionalismo e compromisso com o qual trabalharam até seu retorno, tudo com a única satisfação de retornar a esperança aos mais humildes.

VOLTAR COM A FRENTE EM ALTO

De Quito, Equador, 183 profissionais de saúde retornaram à Ilha na noite de terça-feira, completando o retorno dos membros da missão, após a decisão do Governo da nação andina de encerrar os acordos bilaterais neste esfera

Em uma escala no Aeroporto Internacional Antonio Maceo, em Santiago de Cuba, os médicos foram recebidos por Lázaro Expósito Canto e Beatriz Johnson Urrutia, principais autoridades do Partido e do governo na província, respectivamente.

Médicos cubanos retornam do Equador.

Os membros do Comitê Central do Partido, Lázaro Expósito Canto, Beatriz Johnson Urrutia e Angulo Pardo Rule; O primeiro secretário do partido na província, o presidente do corpo diretivo no território e o vice-ministro da Saúde Pública de Cuba, respectivamente, compareceram à recepção oficial dos 173 funcionários na laje do terminal aéreo.

Autor:  | palomares@granma.cu

Medicos cubanos

Na chegada, os colaboradores foram recebidos pelas autoridades da província de Santiago e pelo Ministério da Saúde Pública. Foto: Eduardo Palomares.

SANTIAGO DE CUBA – O primeiro grupo de médicos cubanos que retornam da República do Equador para a terra natal, depois que o governo daquela nação sul-americana decidiu encerrar a cooperação assistencial iniciada em 1992, chegou ao amanhecer de terça-feira às Aeroporto Internacional Antonio Maceo, desta cidade.

Em nome dos profissionais de saúde, o diploma em Imagiologia da província de Guantánamo, Uver Matos Díaz, agradeceu as boas-vindas e patenteou que, com a satisfação do dever cumprido, todos estão dispostos a continuar colaborando com a nação irmã ou qualquer outra terra do mundo. isso requer o concurso de Cuba.

Ao abordá-las, a também membro do Conselho de Estado da República de Cuba, Beatriz Johnson, reconheceu sua dedicação em defender as idéias instiladas pelo comandante em chefe Fidel Castro Ruz, de não poupar esforços ou recursos para a cooperação de saúde ao lado das pessoas que precisam, e principalmente das mais humildes do planeta.

Posteriormente, os colaboradores partiram para suas respectivas províncias do país, enquanto as autoridades da Saúde informaram que uma segunda chegada com 183 compatriotas está prevista para esta tarde, por esse mesmo aeroporto no sudeste de Cuba.

Hoje o povo do Brasil lamentou a partida deles.

Um retorno chamado Victoria

Un regreso llamado Victoria

No dia 3 de dezembro, Dia da Medicina Latino-Americana, Cuba tem outro motivo para se orgulhar de seus colaboradores de saúde. Hoje o povo do Brasil lamentou a partida deles e reconheceu o valor de seu trabalho.

Um sentimento de apego à pátria e amor por tudo o que um dia deixou para trás une médicos cubanos que nas últimas semanas chegaram – até hoje mais de dois mil – do Brasil, para os eventos que já são conhecidos .

Agitando bandeiras cubanas e cantando canções patrióticas são felizes quando no aeroporto internacional de José Martí as autoridades os recebem e os recebem.

O ato de receber bem acaba, alguns e outros são dispersos, e os jornalistas ansiosamente procuram as experiências mais significativas, as histórias que o tempo nunca pode apagar. Então, os sentimentos dos entrevistados e entrevistadores se fundem em um, mais se os repórteres já cumpriram missões semelhantes. Continuar a ler “Hoje o povo do Brasil lamentou a partida deles.”

%d bloggers like this: