ALBA-TCP realiza o Primeiro Encontro Alba Digital em Caracas.

#ALBA-TCP #AméricaUnida #OTAN #Venezuela

teleSUR

A Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América – Tratado Comercial do Povo (Alba-TCP) realiza desde terça-feira em Caracas o Primeiro Encontro da Alba Digital, um evento que reúne representantes de 13 nações e visa propor estratégias de trabalho em consonância com a evolução dos meios digitais.

Na sessão de terça-feira, o Vice-Presidente venezuelano Freddy Ñáñez, que é também Ministro das Comunicações, salientou a necessidade de “gerar um laboratório de produção de conteúdos relevantes para as redes sociais”.

O Vice-Presidente Freddy Ñáñez salientou que as diferenças em cada uma das redes sociais devem ser consideradas para transmitir melhores mensagens. | Foto: @ALBATCP

Tomando como preceitos os defendidos pelo Alba-TCP, o funcionário do país sul-americano referiu-se ao valor da formação de influenciadores para promover a geração de conteúdos de ponta.

“A formação que necessitamos em termos das experiências que temos, que foram construídas noutros países, como gerar uma instância de troca de experiências, como gerar uma instância ao nível mais detalhado, técnico, operacional e também teórico, filosófico, porque esta é uma batalha semiótica por um lado, e por outro lado é uma batalha instrumental concreta”, sublinhou Ñáñez.

O ministro apelou à reflexão sobre as experiências de cada membro da Alba-TCP em termos da oferta educacional para formar influenciadores, “do ponto de vista da formação académica para mediar e moderar o consumo de informação digital, seja através de jogos de vídeo, informativos ou recreativos”.

Ñáñez também exemplificou como a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) treinou, para além de grupos de reflexão, operadores em redes sociais “aparentemente inofensivos”, mas que trabalham “para mobilizar qualquer agitação social, despertá-la e dirigi-la para algum lugar”.

Neste sentido, salientou que as diferenças nos algoritmos dos formatos das redes sociais devem ser consideradas, pois “a produção de conteúdos para Tiktok não é a mesma que a produção de conteúdos para Instagram”, uma vez que são escritos e concebidos códigos diferentes para cada um deles.

A Primeira Reunião da Alba Digital está em sessão desde terça-feira no salão Simón Bolívar do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Povo na capital venezuelana.

Chile, laboratório de experiências políticas na AméricaLatina

Por Emir Sader

 (Fuente: AFP)

Engels chamou a França de laboratório de experiências políticas, onde os acontecimentos se desenvolveriam da maneira mais radical, desde a Revolução de 1789, passando pela Revolução de 1848, até chegar à Comuna de Paris. O Chile é o país que acumulou as experiências políticas mais expressivas da América Latina, merecendo este título para o nosso continente.

No final do século XIX, o Chile foi palco do surgimento das primeiras formas de organização do trabalho, devido à existência das minas e das primeiras formas da classe trabalhadora. No início do século XX, no Colégio Santa María de Iquique, no norte do Chile, ocorreu o primeiro grande massacre do século.

No final da segunda década do século, foram fundados os Partidos Socialista e Comunista. No início da década de 1920, Luis Emilio Recabarren, fundador do PC no Chile e na Argentina, era candidato à presidência do país.

Na década de 1930, o Chile era o único país da América Latina com governo de Frente Popular, na época com ministros das duas centrais sindicais. Na década de 1950, Salvador Allende foi candidato lançado pelos partidos socialista e comunista à presidência do Chile. Candidato que concorreu ao cargo mais três vezes, antes de ser eleito o primeiro presidente socialista do Ocidente em 1970.

O Chile liderou assim a única tentativa de construção do modelo socialista por meio do processo eleitoral, de 1970 a 1973. Como reação violenta a essa tentativa, o Chile teve a ditadura militar mais simbólica do período em todo o continente, sob o general Augusto Pinochet.

Derrotado em um plebiscito convocado por ele mesmo, Pinochet não poderia continuar na presidência do Chile, segundo a Constituição imposta por ele mesmo, em estado de sítio. Assim começou, em 1990, a transição democrática, que teve características particulares no Chile.

Uma coalizão de partidos Democrata Cristão e Socialista desempenhou um papel de liderança nos governos militares pós-ditatoriais no Chile, mantendo a política econômica neoliberal herdada, bem como a Constituição do regime de Pinochet, com algumas modificações. Foi, portanto, uma transição que mesclou a democracia liberal como sistema político com a economia neoliberal.

O acúmulo de contradições não resolvidas só eclodiu em 2019, após um ciclo de diversas mobilizações de massa, em grande parte realizadas por estudantes. Com grandes mobilizações em todo o país, desde ações judiciais contra o aumento dos preços dos transportes, rapidamente se transformaram em mobilizações que passaram a exigir uma Assembleia Constituinte, que liquidaria os legados do período Pinochet, bem como a superação do modelo neoliberal.

A eclosão da pandemia interrompeu essas manifestações, não impedindo a erosão contínua do apoio do governo de Sebastián Piñera (foto). Até que as manifestações recomeçaram e levaram à convocação de uma Assembleia Constituinte e às eleições presidenciais de 2021.

Foi uma nova geração de líderes, que constituem a nova esquerda chilena, organizada em torno da Frente Ampla, que reúne um grande número de novas organizações. A nova esquerda convocou um referendo para definir seu candidato à presidência chilena, com o candidato da Frente Ampla Gabriel Boric – que havia sido um líder estudantil – triunfando sobre o candidato do Partido Comunista.

Entretanto, foi convocada a Assembleia Constituinte, foram eleitos os deputados constituintes, a grande maioria dos quais provinham de novas gerações de dirigentes. Iniciou-se a construção das novas instituições chilenas, paralelamente à eleição do novo presidente do país.

As pesquisas indicam que Gabriel Boric, o candidato da Frente Amplio, com o candidato da extrema direita, José Antonio Kast, deve chegar ao segundo turno. Boric é o favorito à vitória no segundo turno. Seguem-se os candidatos Yasna Provoste (ex-Concerto) e Sebastián Sichel, apoiado por Piñera.

A consolidação de Kast como candidato de direita ocorre paralelamente à deterioração da imagem de Piñera, que se reflete na transferência de votos de Sichel para ele. A aprovação do impeachment de Piñera pela Câmara dos Deputados acelera essa tendência, fortalecendo ainda mais Kast como candidato da direita no segundo turno.

Desde que o Chile acabou com o voto obrigatório, a participação eleitoral caiu muito, para menos da metade, com os jovens especialmente ausentes. Desta vez, espera-se uma participação maior, mas o resultado eleitoral de 21 de novembro no primeiro turno e 19 de dezembro no segundo vai depender, em grande parte, de seus percentuais.

O Chile retoma assim seu caráter de laboratório de experiências políticas na América Latina, com uma eleição exemplar, não só porque é liderado por uma nova esquerda, mas porque tem paralelo ao desenvolvimento da Assembleia Constituinte.

Pagina12

MACRI, “O REI DAS MENTIRAS”, AGORA MENSA COM CUBA // Daniel Devita ao vivo #CubaEsUnContinente #QuienLaDefiendeLaQuiereMas #NoTeMetasConCuba

O governo dos EUA manipula contra Cuba para justificar um bloqueio cruel.

#ALBA-TCP #AmericaLatina #CubaSoberana #MafiaCubanoAmericana #EEUUBloquea #CubaSalva

Por Redacción Razones de Cuba

Os países da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América – Acordo Comercial dos Povos (ALBA-TCP) expressaram a sua mais firme rejeição das novas medidas coercivas unilaterais impostas pelos Estados Unidos a dois funcionários do Ministério do Interior e às Tropas de Prevenção das Forças Armadas Revolucionárias.

A Aliança ratifica a sua solidariedade e apoio ao povo e ao governo de Cuba, disse Sacha Llorenti, o secretário executivo da organização, na sua conta do Twitter.

A ALBA-TCP condenou a aplicação de medidas coercivas unilaterais que violam os princípios fundamentais da Carta das Nações Unidas, e reiterou que estas mostram o carácter intervencionista de um Estado que transgride as disposições do Direito Internacional e procura gerar situações de desestabilização política.

A organização apelou uma vez mais à comunidade internacional a rejeitar este tipo de intimidação, e a defender a soberania, autodeterminação e independência política dos Estados.

Pela sua parte, o membro da Mesa Política Cubana e Ministro dos Negócios Estrangeiros Bruno Rodríguez Parrilla, também no Twitter, agradeceu aos países da ALBA o seu apoio na rejeição destas medidas oportunistas, que denunciou como reflectindo a duplicidade de critérios de um governo habituado à manipulação e à mentira para manter o bloqueio contra Cuba.

As novas sanções visam os funcionários Romárico Vidal Sotomayor e Pedro Orlando Martínez, ambos da Minint, e as Tropas de Prevenção das FAR.

Extraído de Granma

Cuba-USA: A indignidade de uns poucos não pode ser contra a boa vontade de muitos.

#Cuba #EstadosUnidos #OEA #AmericaLatina #DerechosHumanos #MarcoRubio #BobMenendez #Washington #ElBloqueoEsReal

Autor: Raúl Antonio Capote | internacionales@granma.cu

Um espectáculo anti-cubano, preparado pela Comissão Interamericana dos Direitos Humanos da OEA, o mesmo que não disse uma palavra sobre os crimes dos golpistas que arrebataram a presidência ganha nas sondagens por Evo Morales na Bolívia, em 2019, e que é cego e surdo a todos os crimes cometidos pela ala direita na América Latina, vem juntar-se às tentativas de rarear e paralisar qualquer aproximação entre Cuba e os EUA.

Protagonistas bem conhecidos do negócio da contra-revolução foram convocados para o evento da OEA, um espectáculo deprimente de mentiras e manipulação que se repete, no meio de um clima que tende a forçar e a arrogância como método nas relações internacionais.

As sondagens, com intenções imparciais, promovem resultados desfavoráveis à aproximação, enquanto o povo cubano de ambos os lados do Estreito da Florida sofre as consequências de uma política incerta e perturbada devido às ambições de alguns políticos norte-americanos que se orgulham de continuar a apresentar-se como cubano-americanos.

cuba eeuu - NODAL

Propagam falácias, introduzem facturas contra Cuba, ameaçam, comprometem, compram consciências e fazem uso de todos os truques herdados dos seus antepassados na ilha, quando governavam os destinos do país como uma república das bananas antes de Janeiro de 1959.

Como culminação das indignidades, Marco Rubio e Bob Menendez apresentaram uma resolução bipartidária que presta homenagem aos mercenários da brigada 2506; algo inaudito se não tivesse vindo de tais personagens.

Ninguém no seu perfeito juízo pensaria em prestar homenagem à derrota. Não foi apenas a capitulação de um exército em combate, foi a indignidade de um grupo de mercenários que, se alguma coisa demonstraram, não foi exactamente coragem; a ignomínia de homens que, ao serviço de uma potência estrangeira, atacaram as suas terras em Abril de 1961; pessoas que, no momento amargo da rendição, fingiam ser cozinheiros e sacristas para tentarem esconder o seu papel de apóstatas disfarçados de soldados.

A sementeira intencional de ódio a que um grupo de políticos da máfia anti-cubana se tem dedicado contrasta com a posição demonstrada pelas cidades, organizações e políticos americanos que procuram uma aproximação entre as duas nações. Recentemente, líderes democratas e republicanos no Sul da Florida exortaram o Presidente Joe Biden a retomar o envio de remessas para Cuba.

Numa carta enviada à Casa Branca, os signatários, incluindo o Presidente da Câmara de Coral Gables Raul Valdes-Fauli, dizem que a questão requer “atenção urgente independentemente das tendências políticas” devido aos danos que causa ao povo cubano.

A soma das indignidades e dos ares de ódio soprados de Washington e Miami não pode extinguir a vontade da maioria dos cubanos e milhões de americanos que desejam uma melhoria nas relações entre Cuba e os EUA.

O covid-19 e os presidentes da América Latina.

%d bloggers like this: