ANGOLA

Bié: Mais de 200 desmaios no Instituto de Saúde

Uno de los maestros de la escuela, Adriano Abias, explicó a la prensa que la situación comenzó temprano en la mañana y solo afectó a las estudiantes. “El hecho de que un muro, en construcción, se haya derrumbado, no puede ser una razón para justificar el fenómeno, que nunca sucedió en nuestra institución”, dijo.

Adriano Abias se sorprendió por el hecho de que más de 200 estudiantes se vieron afectados, en poco tiempo, menos de treinta minutos. “Algo sucedió aquí y esperamos que las autoridades puedan explicarlo”, dijo.
El portavoz del Servicio de Protección Civil y Bomberos, Eurico Ndavoca, que ayudó a los estudiantes, confirmó que había verificado que solo las niñas se desmayaban. “Cuando llegamos al sitio, algunas chicas ya estaban desmayadas. Entonces, aquellos que parecían estar bien, también comenzaron a desmayarse ”, dijo.
El funcionario de Protección Civil dijo que era prematuro explicar las razones del desmayo de los estudiantes. “Luego, con más calma, trabajaremos junto con el sector de la salud y volveremos al sitio para ver si podemos determinar las causas reales de estos desmayos”, dijo.
Eurico Ndavoca no descarta la posibilidad de que el pánico causado por el desmayo de los primeros estudiantes esté en la base del desmayo, de los demás. “Aunque estaban lejos de la escuela, a un kilómetro de distancia, los estudiantes continuaron desmayándose en la calle”, dijo, agradeciendo todo el apoyo brindado por la población, que ayudó a transportar a las víctimas al Hospital Geral do Bié.
Algunos estudiantes, víctimas de desmayos, rescatados en el Banco de Emergencia del Hospital Geral do Bié, relacionan el caso con el colapso de uno de los muros de la institución, que está en construcción. “Estamos estudiando dentro de las habitaciones en construcción. Nos fuimos para el primer descanso, huele un olor fuerte. Así que me desmayé y desperté aquí en el hospital ”, informó Angelina Nanbongue. Otra estudiante recuperada, Beatriz Alexandre, informó a nuestro informe que inhaló un fuerte olor y perdió el aliento. “Tan pronto como salí de la clase de anatomía, sentí un olor muy fuerte y una opresión en el pecho. El olor era sofocante ”, dijo.
Los casos de desmayos masivos comenzaron en la ciudad de Cuito, en 2012, en la escuela Nossa Senhora da Paz. El año pasado, más de 60 estudiantes de la Escuela de la Cuarta División (COP) también sufrieron desmayos, por razones aún desconocidas por las autoridades locales.

Categories: #salud, ANGOLA, Profesionales e la Salud, SALUD, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Fronteiras encerradas a partir de hoje

Jornal Angola

Decreto Legislativo Presidencial Provisório

Considerando que foi declarada como pandemia pela Organização Mundial da Saúde a infecção causada pelo vírus COVID-19, por se assistir a uma alta taxa de mortalidade e pelo seu impacto social e económico negativo em todo mundo;
Tornando-se necessário tomar medidas urgentes em defesa do interesse público, com vista a se reforçarem as providências já tomadas para se evitar a importação de casos e salvaguardar a vida e a saúde da população em geral;
O Presidente da República decreta, nos termos do n.º 1 do artigo 125º e do artigo 126º, ambos da Constituição da República de Angola, o seguinte:

SOBRE A CIRCULAÇÃO NAS FRONTEIRAS

São suspensos a partir das zero horas do dia 20 de Março de 2020, todos os voos comerciais e privados de passageiros de Angola para o exterior e vice-versa por quinze dias, prorrogáveis por igual período de tempo, em função do comportamento global da pandemia do COVID-19.
O disposto no número anterior não abrange os voos de carga, nem aqueles que sejam indispensáveis por razões humanitárias ou que estejam ao serviço da execução da política externa de Angola.
É interdita a circulação de pessoas nas fronteiras terrestres a partir das zero horas do dia 20 de Março de 2020, por quinze dias, prorrogáveis por igual período de tempo, em função do comportamento global da pandemia do COVID-19.
É interdita a atracagem e o desembarque de navios de passageiros e respectivas tripulações, provenientes do exterior do país, em todos os Portos nacionais a partir das zero horas do dia 20 de Março de 2020, por quinze dias, prorrogáveis por igual período de tempo, em função do comportamento global da pandemia do COVID-19.
A medida constante no número anterior não é aplicável a atracagem e ao desembarque de navios de carga.
Apenas é permitido o desembarque das tripulações dos navios de carga referenciados no número anterior, em caso de necessidade de assistência por razões médicas e humanitárias, observando-se em todo caso o protocolo de prevenção estabelecido para o combate à pandemia do COVID-19.

AGLOMERAÇÕES SOCIAIS

É proibida a realização de eventos públicos como cultos religiosos, actividades culturais, recreativas, desportivas, políticas, associativas, turísticas, privadas e de qualquer outra índole, com a aglomeração de mais de duzentas pessoas.
Todos os estabelecimentos públicos e privados, incluindo centros comerciais, mercados, restaurantes, bares, lanchonetes, estações ferroviárias e rodoviárias, portos, aeroportos, locais de culto, escritórios, escolas e outros locais de congregação que se mantiverem abertos ao público devem criar as condições adequadas e acessíveis para a higiene das mãos, com sabão e água corrente, ou desinfectante à base de álcool.
É recomendada a todos os cidadãos a observância de restrição no contacto pessoal próximo, como apertos de mão e abraços, principalmente em ambientes congregacionais como escolas, escritórios, locais de culto e outros.
É recomendada a todos os cidadãos a observância permanente de medidas de higiene que evitem o contágio, a participação em reuniões não necessárias, bem como a realização de viagens ao interior e exterior do País que não sejam essenciais.
É especialmente recomendada a observância de rigorosas normas de higiene, nos termos das recomendações do Ministério da Saúde, nos meios de transporte colectivo de passageiros, como autocarros, táxis, comboios, aviões e navios.

QUARENTENA
Todos os passageiros que desembarcarem nos aeroportos nacionais até as zero horas do dia 20 de Março de 2020, devem preencher, no momento do desembarque, o formulário para o controlo sanitário obrigatório, entregue pelas autoridades competentes, e ficar em casa por um período mínimo de catorze dias, cumprindo as orientações dadas para o efeito pelo Ministério da Saúde.
É proibida a visita aos cidadãos abrangidos pelo disposto no número anterior durante o período de tempo em que estiverem em quarentena.
As administrações e direcções das instituições da Administração Central e Local do Estado, bem como as entidades patronais das empresas públicas e privadas devem considerar como justificada a ausência ao trabalho dos cidadãos, que resulte da observância do período de quarentena, nos termos do disposto no presente diploma.

IMPLEMENTAÇÃO

Os órgãos competentes do Estado afectos aos Ministérios da Saúde, do Interior, da Defesa Nacional e dos Transportes devem, de modo articulado, zelar pelo cumprimento e materialização do disposto no presente diploma.
Os órgãos mencionados no número anterior podem recorrer à colaboração especializada das entidades públicas e privadas que julgarem necessárias, em função da natureza das tarefas a executar para a implementação do disposto no presente diploma.
É delegada competência regulamentar a cada um dos titulares dos Departamentos Ministeriais em função da matéria, relativamente à necessidade de se tomarem eventuais medidas adicionais que reforcem o controlo sanitário, migratório e de ordem pública, exigidos no âmbito da prevenção e contenção da expansão da pandemia COVID-19.
A ministra das Finanças deve assegurar recursos financeiros extraordinários que se destinem especificamente a custear as tarefas relacionadas com a aquisição dos meios necessários para a preparação das equipas, prestação de assistência e a realização de acções de vigilância epidemiológica, visando prevenir e conter a expansão da pandemia COVID-19.

“Governo decidiu tomar medidas excepcionais urgentes para evitar a importação de casos”

Numa mensagem à Nação, a propósito da pandemia do Covid-19, o Presidente da República, João Lourenço, afirmou que o Governo decidiu tomar medidas excepcionais urgentes, para evitar a importação de casos e salvaguardar a vida e a segurança da população em geral.
Na mensagem, o Chefe de Estado apela a todos os cidadãos angolanos e aos estrangeiros residentes no país a observarem, com rigor as medidas constantes do Decreto Legislativo Presidencial Provisório, publicado ontem.
A seguir, a íntegra da Mensagem à Mensagem à Nação do Presidente da República:
“A Humanidade enfrenta actualmente a pandemia do COVID–19, um desafio mundial, face ao qual todos os cidadãos nacionais e estrangeiros devem unir esforços de forma organizada, observando as regras de civismo, comprometimento social e solidariedade, num esforço colectivo pela preservação do bem comum e defesa do interesse nacional.
Perante este quadro preocupante, o Governo Angolano tem vindo a agir tomando medidas especiais que permitam controlar o impacto negativo da pandemia a nível nacional e os seus efeitos na vida dos cidadãos.
A pandemia alastrou-se por todo o planeta, tendo havido um aumento significativo de casos na Europa e outras partes do mundo, o que nos obriga a um esforço redobrado e a medidas de precaução para o controlo do vírus.
Em Angola ainda não se registou, até à data, nenhum caso de COVID–19, tendo sido feita a despistagem de casos com resultados negativos em centenas de passageiros rastreados no nosso aeroporto internacional, provenientes dos países de alto risco.
Apesar disso, o Governo decidiu tomar medidas excepcionais urgentes por forma a evitar a importação de casos e salvaguardar a vida e a segurança da população em geral.
Faço assim um apelo a todos os cidadãos angolanos, aos estrangeiros residentes em território nacional, para que observem com rigor as medidas constantes do Decreto Legislativo Presidencial Provisório a ser publicado ainda hoje(ontem), como forma de vencermos com serenidade este momento difícil que o país e o mundo enfrentam.
Em todo este esforço temos contado com o apoio e a ajuda da Organização Mundial da Saúde (OMS), de outros Organismos do Sistema das Nações Unidas, Banco Mundial e outras instituições e entidades públicas e privadas, religiosas e a sociedade civil em geral, aos quais apresentamos os nossos agradecimentos.”

Categories: #salud, ANGOLA, epidemia, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, SALUD, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Angola entre os países africanos mais afetados pela queda no petróleo

A agência de notação financeira Standard & Poor’s (S&P) reviu a previsão de evolução do preço do petróleo para 40 dólares este ano, salientando que em África a Argélia, Nigéria e Angola serão os mais afetados.

dd
“Revimos a nossa previsão de preço do petróleo para este ano, de 60 dólares por barris para 40 dólares, a Argélia, Nigéria e Angola serão provavelmente os mais afetados devido à contribuição material que o petróleo faz para as suas exportações”, lê-se numa nota de análise sobre o impacto do novo coronavírus em África.

No documento, enviado aos investidores e a que a Lusa teve acesso, explica-se que “países onde o número de infeções é alto ou em rápida subida, como é o caso da China, Coreia, Itália, França, Alemanha, Espanha, Irão e Estados Unidos da América, entre outros, representam cerca de 42% das exportações africanas”.
Sendo previsível que as importações diminuam devido às medidas restritivas da atividade económica nesses países, a S&P alerta que os países serão impactados devido à impossibilidade de obterem receitas através das exportações de matérias-primas.
O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 210 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8.750 morreram.
Das pessoas infetadas, mais de 84.000 recuperaram da doença.
A China anunciou hoje não ter registado novas infeções locais nas últimas 24 horas, o que acontece pela primeira vez desde o início da pandemia. No entanto registou 34 novos casos importados.
O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se já por 173 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.
No total, desde o início do surto, em dezembro passado, as autoridades da China continental, que exclui Macau e Hong Kong, contabilizaram 80.894 infeções diagnosticadas, incluindo 69.614 casos que já recuperaram, enquanto o total de mortos se fixou nos 3.237.
O número de infetados ativos no país fixou-se em 8.043, incluindo 2.622 em estado grave.
Os países mais afetados depois da China são a Itália, com 2.978 mortes em 35.713 casos, o Irão, com 1.135 mortes (17.361 casos), a Espanha, com 638 mortes (14.769 casos) e a França com 264 mortes (9.134 casos).
Face ao avanço da pandemia, vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.
FONTE:NM/AG

Categories: "La epopeia de Angola", "Miss Angola", #salud, Africa, ANGOLA, ÁFRICA, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Petroleo, Profesionales e la Salud, SALUD, Uncategorized, União Africana | Etiquetas: , , , , , , , | Deixe um comentário

COVID-19: Governo antecipa encerramento das Festas do Mar no Namibe

O Governo da provincia do Namibe determinou, quinta-feira, o encerramento antecipado das Festas do Mar, edição 2020, em observância às orientações para a adopção de medidas preventivas contra o novo Coronavirus (Covid-19).

dd

Num comunicado dirigido aos órgaos de comunicação social, explica que o objectivo é inibir os aglomrados de pessoas, pelo que “o Governo do Namibe continuará a tomar as medidas necessárias para a prevenção desta pandemia”.

Entretanto, exorta à compreensão e ao cumprimento, por toda a sociedade civil namibense, das acções preventivas amplamente difundidas com o principal objectivo de ajudar na preservação do bem maior que é a vida.

As Festa do Mar, que já vão na sua 58ª edição, realiza anualmente distintas actividades, congregando, entre outros actores sociais, profissionais ligados à agricultura, pescas, construção civil, cultura, turismo, comércio e indústria.

Feirantes contactadas pela Angop, mostraram-se satisfeitos pela atitude, pois para elas está em primeiro lugar a vida humana, que poderia estar em risco neste evento programado para de 1 a 29 do corrente mês de Março.

Fonte: Angop/LD

Categories: "Miss Angola", #salud, ANGOLA, Angola y Portugal, epidemia, Musica Angolana, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, SALUD, Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , , , | Deixe um comentário

Governo suspende aulas a partir do dia 24 de Março

O Executivo decidiu suspender, a partir de terça-feira, as aulas durante 15 dias, prorrogáveis automaticamente por igual período, em todo o território nacional, como forma de prevenir a pandemia do coronavírus no país.

dd

Um Decreto Executivo exarado pelo Ministério da Educação, agora liderado por Luísa Grilo, determina a paralisação das aulas em todas as instituições de ensino públicas, privadas e público-privadas, nos subsistemas de educação pré-escolar, ensino geral, secundário técnico-profissional, secundário pedagógico, da educação de adultos.
Durante o período de suspensão das actividades lectivas, estipula o documento, os professores devem atribuir e orientar a realização de tarefas para a casa aos alunos e os gabinetes, secretarias provinciais e direcções municipais da Educação deve assegurar o cumprimento escrupuloso desta orientação.
O Decreto Executivo do Ministério da Educação visa assegurar a implementação do Decreto Legislativo Presidencial Provisório 1/20, de 18 de Março, que adopta medidas adicionais que pretendem evitar a propagação da pandemia Covid-19 em território nacional.
Considerando que o desenvolvimento das actividades lectivas dessas instituições de ensino envolve um número significativo de alunos superior ou aglomerado de mais de 200 pessoas, esclarece ainda o Decreto, urge a necessidade de se tomar tal medida, prevista no número 1 do artigo do Decreto Legislativo Presidencial Provisório.

TPA com JA/LD

Categories: "La epopeia de Angola", "Miss Angola", #salud, ANGOLA, Angola y Portugal, EDUCAÇÃO, educação, ESTUDIANTES AFRICANOS, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, SALUD, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Feliz sábado a todos.

Categories: "Miss Angola", ANGOLA, Musica Angolana, MUSICAS, Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Amor em tempos de crise.

Categories: "La epopeia de Angola", "Miss Angola", #Kizomba---, ANGOLA, Angola y Portugal, ECONOMIA, economia nacional, Musica Angolana, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Comece o fim de semana com tomate de boa energia e música não pode faltar.

Categories: "Miss Angola", #Kizomba---, ANGOLA, Musica Angolana, MUSICAS, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Mirempet lança concurso para três avaliadores de diamantes

O Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos (Mirempet) abriu um concurso internacional para a contratação de três avaliadores independentes dos 9,2 milhões de quilates de diamantes brutos produzidos anualmente no País.

A iniciativa resulta da implementação dos Decretos Presidenciais 175/18 de 27 de Julho e 35/19 de Janeiro, que aprova a nova política de comercialização de diamantes, assim como o regulamento técnico de comercialização de diamantes brutos de Angola.

 Angola vai privatizar empresa de diamantes e colocá-la em bolsa

Em cerimónia oficial de lançamento do concurso, o secretário de Estado dos Petróleos, José Barroso, afirmou que o Mirempet pretende, com este acto, contratar, em regime de prestação de serviços, três avaliadores independentes, com boas referências em termos de práticas internacionais para execução desta actividade.

Com a adopção deste procedimento, segundo o governante, pretende-se que a política de comercialização de diamantes brutos seja implementada com eficácia.

Por sua vez, o presidente da comissão de elaboração das propostas deste concurso, Mankenda Ambroise, explicou que actualmente o País conta com apenas um avaliador independente de diamantes brutos e o Estado pretende que tenha cinco.

Diamantenschleifer in Angola

“Vamos começar com três avaliadores, um número que já vai permitir avaliar os critérios de produção, preços de mercado e obedecer a certificação do processo kimberley” disse.

O prazo para a entrega de propostas vai até ao dia 06 de abril próximo, e estas deverão ser abertas em acto público no dia seguinte, prevendo-se a divulgação dos resultados na segunda quinzena do mesmo mês, explicou.

Qualquer entidade nacional ou estrangeira pode concorrer, mas deve apresentar a proposta em português.

dd

Sobre os critérios de selecção deste concurso, explicou que os avaliadores independentes devem ter a experiência técnica e económica de cinco anos, no mínimo.

Os três avaliadores independentes vão garantir maior controlo na actividade de produção e comercialização de diamantes no País, através de uma produção classificada, bem como estabelecer o volume de receitas a serem arrecadadas pelo Estado e melhorar a gestão de exploração de uma mina.

Angola arrecadou, em 2019, 1,3 mil milhões de dólares norte-americanos com a exploração de 9,2 milhões de quilates de diamantes, resultado da nova política de comercialização da pedra preciosa adoptada em 2018 pelo Executivo, que abdicou dos clientes preferenciais.

Fonte: Novo Jornal/BA

Categories: "La epopeia de Angola", "Miss Angola", ANGOLA, ECONOMIA, economia nacional, estratégias de apropriação de símbolos e outros recursos para prosseguir o seu esvaziamento., Ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Acompanhando a música

Categories: "La epopeia de Angola", "Miss Angola", ANGOLA, Angola y Portugal, Musica Angolana, MUSICAS, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: