BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez

O legado de Hugo Chávez ainda está em vigor na Venezuela e na América Latina.

El presidente venezolano Hugo Chávez, durante un mitin celebrado el 4 de octubre de 2012.

Este 5 de março marca sete anos do desaparecimento físico do líder da Revolução Bolivariana, Hugo Chávez, que deixou para trás um legado de luta e resistência que ainda está em vigor na Venezuela e na América Latina.

El presidente de Venezuela Hugo Chávez, se une a una manifestación progubernamental para conmemorar el aniversario de la democracia venezolana, en Caracas, en enero de 2002.

A resistência do povo venezuelano às constantes agressões dos Estados Unidos e de seus aliados regionais é um sinal da validade dos ideais humanistas e sociais do comandante Chávez.

Por meio de debates, discursos e ações políticas, Hugo Chávez estava construindo um projeto para transformar a sociedade venezuelana, buscando eliminar as estruturas do sistema capitalista e promovendo os valores do socialismo: liberdade, igualdade, solidariedade.

El presidente venezolano en la Asamblea General de las Naciones Unidas en septiembre de 2006.

Apesar da aplicação de medidas coercitivas, o governo venezuelano continuou com uma profunda agenda social iniciada pelo comandante Chávez em favor da maioria do povo venezuelano.

A continuidade de missões como Great Housing Venezuela, Barrio Adentro, a entrega de alimentos pelo comitê de suprimentos (CLAP), entre outras ações sociais, responde à profunda política social mantida nos mais de 20 anos da Revolução Bolivariana.

El presidente Venezolano, Hugo Chávez, hace el saque de honor en el partido inaugural de la Copa América entre Venezuela y Bolivia, el 27 de junio de 2007, en presencia del presidente Evo Morales y el futbolista retirado Diego Armando Maradona.

Em sua caminhada, Chávez não apenas despertou a consciência do povo da Venezuela, mas também abraçou os povos da região, semeando um legado de unidade e paz na América, ao despertar o sonho de Simón Bolívar, que permanece até o dia de hoje

Como na Venezuela, os protestos sociais no Chile contra o modelo neoliberal promovido pelo presidente Sebastián Piñera são outro exemplo claro de como, sete anos após sua morte, o apelo de Chávez a se opor a modelos antissociais permanece em vigor.

El presidente de Paraguay Fernando Lugo y Hugo Chávez, durante un festival en Asunción en Agosto de 2008.

As recentes mobilizações na Colômbia e no Equador exigindo profundas reformas políticas e econômicas de seus governantes são um reflexo de como o ideal de Hugo Chávez se acalmou nos povos latino-americanos que mantêm sua luta por uma sociedade mais equilibrada, sem uma diferença entre ricos e pobres.

Durante o governo do argentino Mauricio Macri, houve manifestações e protestos contra as políticas neoliberais que minaram as melhorias sociais alcançadas nos anos do quirchnerismo.

Los presidentes de Venezuela, Hugo Chávez; Bolivia, Evo Morales; Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, y Ecuador, Rafael Correa (de izquierda a derecha), posan para la fotografía oficial de su encuentro el 30 de septiembre de 2008, en Manaos (Brasil), donde celebraron una cumbre.

A constante manifestação na Argentina nos últimos quatro anos também responde ao chamado de Hugo Chávez para enfrentar o modelo capitalista.

Sete anos após a partida física de Chávez, aqueles que continuam a denunciar os excessos do modelo capitalista e condenam o intervencionismo norte-americano continuam a lembrar as palavras do líder da Revolução Bolivariana.

El presidente de Venezuela, Hugo Chávez, juega con unos niños, durante la emisión número 343 de su programa dominical de radio y televisión "Aló Presidente" en Caracas (Venezuela), en noviembre de 2009.

Categories: # Venezuela, #Venezuela, #Venezuela, #Nicaragua, A Venezuela que a mídia nos diz, ALBA, ALBA-TCP, Cuba, Fidel Castro Ruz, Hugo Chávez Frías, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, COMANDANTE CHAVEZ, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Soberania, Venezuela, EE. UU insiste em desestabilizar a Venezuela, Estados Unidos Venezuela, Fidel Castro y Hugo Chávez., Hugo Chavez, MNOAL_Venezuela, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Hugo Chávez: Te veo, siempre te veo, aunque no te puedan ver

Autor:  | internacionales@granma.cu

Parece que foi ontem, mas já se passaram sete anos. Todos nos lembramos das notícias, um golpe que nos deixou com uma dor que não cura, que não podemos mitigar. Havana, toda Cuba, estremeceu e chorou em sua despedida, na melhor amiga até mais tarde.

Eu estava procurando uma foto para recordar quando encontrei o vídeo de uma garota que recitou um poema, uma garota que cantou para Chávez no aniversário de sua semeadura. Tal era o seu sentimento, tão grande a palavra nascida em seu coração, que emocionou a todos.

Fidel y Raúl estuvieron siempre muy pendientes de la salud de Chávez.

«Eu vejo você, eu sempre vejo você, como eles não podem vê-lo / mas para você eu respondo». Aqueles que amam você, seus soldados, os milhões que você libertou da censura, aqueles que lutam, resistem e constroem, respondem.

«Para você eu respondo, já aprendi a responder / respondo com as verdades, respondo com meu amor / respondo com sua verdade que finalmente consegui entender /».

Seu pessoal responde que, inspirado por essa verdade clara e firme, travou uma das maiores batalhas da história americana.

«Tão depressa que nos deixaste, fiel soldado patriótico / Meu comandante, ouves-me?» ./ Pergunte à moça, uma venezuelana, talvez uma de muitas que deram a possibilidade de ser, uma das que estudaram no novo escolas, às quais você deu livros, lápis, salas de aula, um desses computadores canaítas, professores e professores.

Parece-me que algum senhor da minha terra, que é a sua terra, ensinou-lhe as primeiras letras, que um médico da minha terra curou seus sofrimentos, que um artista da minha terra, que é a sua terra, alegrou sua alma.

«Meu comandante, está me ouvindo? / Vejo você de manhã quando começa o amanhecer / Vejo você nas escolas / Vejo você no quartel / Vejo você nas igrejas / crente Sou de sua fé / Vejo você na longa rua de Sabaneta a pé / Te vejo, eu sempre te vejo Como eles não podem te ver? / Vejo você quando a chuva cai e minha pele fica molhada / Vejo você na natureza que pede para viver também / Vejo você praticando esportes com suor na têmpora / Vejo você quando a sede da sua sede bebe água / ».

Uma sede renovada, sem fim, porque chegar ao amanhecer é como atravessar um deserto, é conquistar toda a justiça, sem mais armas do que amor e verdade, é a sede que nunca se apaga. Sempre haverá lanças para quebrar contra o calçado gigante com botas de sete pernas.

Sete anos e aí está você. Como o Presidente Díaz-Canel disse, eles nos jogaram com tudo, nos jogaram para matar, mas ainda estamos vivos e lutando, porque você também acompanha conosco, cavalgando ao lado de nossos soldados libertadores, renascendo de esquinas, nas planícies e selvas escuras, nas montanhas e rios, vencendo a morte que você nunca terá, porque a pior e única morte real é o esquecimento, e você cresce na memória.

“Eu vejo você gigante na via láctea / eu vejo você de jaleco branco querendo fazer o bem /”.

«Meu comandante, consegues ouvir-me? / Diga-me se você me ouvir, cara? / Alguns não querem vê-lo / eles virão comigo atrás Fabricio, Alí ​​e Che / Simón Bolívar virá com o general Ezequiel / Guaicaipuro virá com José Gregorio também / Martí será acompanhado por Fidel / mãe Rosa trará aranhas com sabor de mel / as pessoas livres virão sem mudar de idéia / se eu te vir e você me vir / me ver porque eu sou Chávez e Chávez também é você / porque Chávez estamos todos lutando para vencer / Viva Chávez, caramba / ».

Até sempre comandante. Até a vitória que virá da sua mão e da de Fidel. Até à vitória, sempre.

Fonte: Poesia para Chávez. Embora eles não possam vê-lo, recitado pela garota, Alegría Marquina, tirada da vtv multimedia.

Categories: # Miguel Díaz-Canel, # Venezuela, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Díaz-Canel, #Venezuela, #YoSoyFidel, A Venezuela que a mídia nos diz, ALBA, ALBA-TCP, Cuba, Fidel Castro Ruz, Hugo Chávez Frías, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, COMANDANTE CHAVEZ, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Marco Rubio, Mario Díaz-Balart, Relaciones bilaterales., Cuba, fidel castro, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Solidariedade, Venezuela, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Soberania, Venezuela, DIAZ CANEL, Fidel Castro Ruz, Fidel Castro Ruz, Historia de Cuba, Fidel Castro y Hugo Chávez., Fidel, el ejemplo imperecedero de Maceo y Che,, Hugo Chavez, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, sonhos de Fidel, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Bolívia, o MAS e a oposição.

O binômio do Movimento ao Socialismo, liderado por Luis Arce, lidera a intenção de votar na Bolívia com mais de 30% dos votos, segundo uma nova pesquisa. A oposição a essa força volta a mostrar resultados sem um favorito claro, já que as preferências são divididas entre três candidatos à presidência. Enquanto isso, o debate sobre o relatório do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, que concluiu que não havia fraude eleitoral nas eleições de outubro passado.

Categories: #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Bolívia, Bolívia, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, Evo Moraless, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Triunfo de Evo Morales na Bolívia

O presidente da Argentina Alberto Fernández, ratificou sua denúncia de que na Bolívia “o estado de direito foi violado” após o golpe de Estado contra Evo Morales e exigiu “imediata democratização” naquele país “com a participação plena do povo”.

“De acordo com um relatório publicado pelo Washington Post e realizado pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), Evo Morales venceu as eleições do ano passado por mais de 10 pontos de diferença, sem nenhuma fraude”, escreveu o presidente.

Evo Morales agradeció el apoyo del presidente de Argentina, país donde el exmandatario de Bolivia está asilado.

Em uma série de mensagens em sua conta na rede social do Twitter, Fernández disse que “o relatório divulgou, com uma dureza singular, critica, por sua inconsistência, a auditoria realizada na época pela OEA (Organização dos Estados Americanos) que concluiu afirmando a existência de irregularidades nas eleições agora reivindicadas “.

“Como sempre indiquei, na Bolívia o Estado de Direito foi violado com as ações das Forças Armadas e setores da oposição ao então presidente e com a cumplicidade explícita da OEA que foi chamada para garantir a plena validade da democracia”.

Fernández disse: “O governo argentino da época (chefiado por Macri) manteve um silêncio cúmplice diante de tal indignação, ignorando as vozes que surgiram para preservar a institucionalidade boliviana”.

O estudo do MIT questiona o relatório em que a OEA notou irregularidades nas eleições e que serviu de argumento para seu secretário-geral, Luis Almagro, para garantir que houvesse fraude a favor de Morales.

No dia em que um avanço do relatório da OEA foi publicado, em 10 de novembro, em violação a um acordo para divulgá-lo posteriormente, o então presidente Morales anunciou sua renúncia e deixou o país para o México, que lhe concedeu asilo. .

O líder indígena foi pressionado a deixar a Bolívia, depois que o exército, juntamente com o comando da polícia, pediu que ele se demitisse, o que consumiu o golpe, orquestrado pela oposição de direita que não reconheceu o triunfo de Morales nas eleições de outubro passado

O atual líder de campanha do Movimento ao Socialismo (MAS) da Bolívia permaneceu no exílio por um mês no México e, em 12 de dezembro, dois dias após Fernández assumir a Presidência Argentina, chegou a Buenos Aires, onde solicitou refúgio.

As novas eleições na Bolívia serão realizadas no dia 3 de maio e o candidato do MAS, Luis Arce, lidera as pesquisas em face das eleições organizadas pelas autoridades eleitorais escolhidas pelo governo de fato.

Categories: #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Argentina, #Bolívia, Andrés Manuel López Obrador, Bolivia, estados unidos, Evo Morales, Grupo de Lima, Luis Almagro, Mexico, Nicolás Maduro, Red Europea de Solidaridad con la Revolución Bolivariana, venezuela, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, Democracia, Golpe de Estado, Donald Trump liderou um golpe de estado na nação bolivariana, Evo Moraless, Uncategorized, Washington, Washington deseja apenas como vizinhos os governos servis, Washington. | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Supremo Tribunal Eleitoral da Bolívia desabilita as candidaturas de Evo Morales e Diego Pary

O presidente deposto decidiu depois da decisão da Corte, chamando de “um golpe contra a democracia”. Luis Arce, candidato do MAS à corrida presidencial, continua autorizado a participar das eleições.

Categories: #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Bolívia, Andrés Manuel López Obrador, Bolivia, estados unidos, Evo Morales, Grupo de Lima, Luis Almagro, Mexico, Nicolás Maduro, Red Europea de Solidaridad con la Revolución Bolivariana, venezuela, Bolívia, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, CORRUPÇÃO, Evo Moraless, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Evo Morales viaja para Cuba.

O ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, viajou segunda-feira da Argentina, onde é refugiado, para Cuba.

Alguns meios de comunicação consideram várias explicações, incluindo razões médicas. De fato, após o golpe de Estado de 10 de novembro na Bolívia, Morales se estabeleceu no México e um mês depois fez uma viagem à ilha para uma visita médica. Não foi a primeira vez que Morales viajou a Havana por motivos de saúde: em março de 2017, ele voou urgentemente para que suas cordas vocais fossem verificadas e um nódulo foi removido.

Evo Morales viaja a Cuba desde Argentina, donde se encuentra refugiado

Da mesma forma, a atual vice-presidente argentina, Morales viaja para Cuba.Cristina Fernández de Kirchner, também está na ilha do Caribe, pelo tratamento médico realizado por sua filha. No entanto, ainda não foi relatado se haverá uma reunião entre os dois líderes sul-americanos.

Morales tem lidado com as questões de sua formação na Argentina, o Movimento ao Socialismo (MAS). A partir daí, o presidente renunciado e vários líderes partidários elegeram os candidatos para as eleições presidenciais de 3 de maio, onde ele poderia ser candidato senador pelo departamento de Cochabamba.

Categories: # Argentina, #Canadá, #Caracas, #Colombia, Grupo de Lima, #Jorge Arreaza, #Perú, #venezuela, # Cuba, #Argentina, #CubaCoopera, #Salud en Cuba, Andrés Manuel López Obrador, Bolivia, estados unidos, Evo Morales, Grupo de Lima, Luis Almagro, Mexico, Nicolás Maduro, Red Europea de Solidaridad con la Revolución Bolivariana, venezuela, argentina, ·Medicos Cubanos, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, Evo Moraless, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Crise na direita boliviana: por que a decisão de Añez de se candidatar às eleições é tão controversa?

A decisão da presidente de fato da Bolívia, Jeanine Áñez, de se candidatar para as próximas eleições naquele país causou uma crise interna daqueles que viram seu anúncio como uma traição à sua abordagem inicial: liderar um governo de transição que daria lugar para a eleição de um novo presidente.

Em um evento público desde La Paz, na sexta-feira passada, Áñez catalogou sua decisão como “inevitável” e “enorme responsabilidade”, acrescentando que não estava em seus planos “participar dessas eleições”.

No entanto, as reações não apenas surgiram entre os possíveis candidatos, como esta decisão causou a renúncia, no último domingo, de sua ministra da Comunicação, Roxana Lizárraga, que afirmou que essa administração não era mais a de um governo “provisório ou transitório” . “Ao se candidatar, ele deixou de lado o mandato do povo boliviano”, afirmou.

As notícias não caíram bem entre a maioria dos candidatos. A discordância, depois de tomar sua decisão conhecida, surgiu não apenas como seria de esperar do candidato do MAS, Luis Arce, que participará das próximas eleições de 3 de maio.

Durante o final de semana, apareceram publicações nas contas e comunicados do Twitter dos principais candidatos do direito à Presidência boliviana. As mensagens variavam de telefonemas a abster-se de ser candidato, até que ele considerou que havia cometido um golpe de estado contra o presidente demitido Evo Morales.

Segundo várias pesquisas, que foram coletadas por Morales em sua conta no Twitter, quase três meses antes das eleições, Luis Arce, ex-ministro de Economia de Morales e apoiado pelo MAS, tem o maior voto. o segundo lugar é disputado pelo ex-chefe do Comitê Cívico de Santa Cruz, Luis Fernando Camacho, e pelo ex-candidato à presidência Carlos Mesa. Por trás, estaria a própria Áñez, o pastor evangélico Chi Hyun Chung e o ex-presidente Jorge ‘Tuto’ Quiroga.

Categories: #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Bolívia, Andrés Manuel López Obrador, Bolivia, estados unidos, Evo Morales, Grupo de Lima, Luis Almagro, Mexico, Nicolás Maduro, Red Europea de Solidaridad con la Revolución Bolivariana, venezuela, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, Evo Morales denunciou os planos de golpe dos EUA na Venezuela, Evo Moraless, Presidente da República, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

“Ajustes na equipe de trabalho” Jeanine Áñez pede a renúncia de todos os seus ministros.

A presidente de fato da Bolívia, Jeanine Áñez, pediu neste domingo a renúncia de todos os ministros “a enfrentar esta nova etapa da gestão democrática das transições”, de acordo com uma declaração da Secretária da Presidência.

La presidenta de facto de Bolivia pide la renuncia de todos sus ministros

O presidente de fato considera “habitual” que na véspera do registro dos candidatos para as eleições gerais de 3 de maio “haverá ajustes na equipe de trabalho do órgão executivo”, explica a nota.

Áñez afirmou que “ele completará ou ratificará sua equipe do governo no menor tempo possível para dar continuidade aos objetivos estabelecidos no início de sua administração e agradecer a todos por seu trabalho”.

“O governo de transição perdeu seus objetivos”
A decisão ocorre horas depois que Roxana Lizárraga, de fato Ministra de Comunicação do Governo, apresentou sua “renúncia irrevogável” devido a discrepâncias com Áñez, depois de anunciar sua candidatura para as eleições gerais.

“Está claro que nosso governo de transição perdeu seus objetivos”, diz o comunicado divulgado pelo ministro no Twitter, que afirma que Áñez “anulou o mandato do povo boliviano” e não ajudou em nada a “reconstruir o democracia “.

Categories: #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Bolívia, #Conspiracion, Bolívia, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, CORRUPÇÃO, COSPIRACAO, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

O que Trump e sua gangue não dizem

Categories: #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Bolívia, Andrés Manuel López Obrador, Bolivia, estados unidos, Evo Morales, Grupo de Lima, Luis Almagro, Mexico, Nicolás Maduro, Red Europea de Solidaridad con la Revolución Bolivariana, venezuela, Bolívia, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, confrontar Donald Trump da câmara baixa, CUBA-BOLÍVIA, Donald Trump, FORA TRUMP, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Trump Google, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Cuba rejeita “pretextos” da Bolívia para “impedir relações bilaterais”

O chanceler da ilha explicou que seu país agiu com “paciência e prudência”, a fim de evitar confrontos “apesar do desempenho reproduzível dos golpistas”.

O Ministério das Relações Exteriores de Cuba rejeitou os “pretextos das autoridades golpistas da Bolívia para suspender as relações diplomáticas”. O pronunciamento oficial foi feito através de comunicado divulgado neste sábado.

A crise ocorreu depois de quinta-feira, o chefe da diplomacia da ilha, Bruno Rodríguez, descreveu a presidente interina Jeanine Áñez como “golpe” e “mentiroso”.

Posteriormente, o Executivo de fato anunciou na sexta-feira a decisão de suspender os laços com Cuba com base nas “expressões recentes e inadmissíveis do ministro das […] Relações Exteriores e na hostilidade constante e queixas constantes de Cuba contra o Governo Constitucional Boliviano e seu processo democrático”. .

Diante dessas acusações, Cuba garante que, desde sua “violenta irrupção no poder” – em 12 de novembro de 2019 -, os membros do atual governo do país andino desenvolveram ações sistemáticas para “deteriorar e dificultar as relações bilaterais”.

Rodriguez explicou que seu país agiu com “paciência e prudência”, a fim de evitar confrontos “apesar do desempenho reproduzível dos conspiradores”.

Pressão dos EUA
Na declaração oficial, o Ministério das Relações Exteriores de Cuba compila uma série de “mentiras e deturpações” contra a cooperação bilateral, especialmente em saúde. A instituição garante que esses “insultos” respondam à “pressão” dos Estados Unidos. intensificar o bloqueio e a hostilidade contra Cuba.

“São conhecidas as pressões que o governo do presidente Donald Trump exerce sobre outros países para forçá-los a aderir às políticas neoliberais, unilateralistas, coercitivas e violadoras do Direito Internacional”, diz o texto.

Categories: #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Bolívia, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, Bruno Rodríguez Parrilla, Cuba, Daniel Ortega Saavedra, Governo, Ministério das Relações Exteriores (Minrex), Nicarágua, CUBA-BOLÍVIA, MINREX, Perguntas sobre # Cuba e mais médicos? MINREX responde, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: