#Brasil se alinha aos #EUA

Venezuela denuncia Brasil por abrigar os responsáveis por assalto militar

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, denunciou neste domingo perante a comunidade internacional a decisão do Executivo brasileiro de conceder refúgio aos cinco soldados golpistas que participaram do ataque armado ao Batalhão de Infantaria 513 do Gran Sabana.

Los militares venezolanos desertores han confesado su responsabilidad en el asalto armado al 513 Batallón de Infantería de Selva Mariano Montilla ubicado en Luepa, Gran Sabana del estado Bolívar.

“Seria possível perguntar às autoridades políticas e militares do Brasil qual seria a reação se a Venezuela protegesse legalmente os desertores de seu exército, fugindo de um ataque às instalações militares brasileiras, perpetrado para gerar ansiedade em sua população”, disse o ministro Arreaza.

Os desertores militares venezuelanos confessaram sua responsabilidade no ataque armado ao Batalhão de Infantaria Mariano Montilla 513, localizado em Luepa, Gran Sabana, no estado de Bolívar, em 22 de dezembro de 2019.

Nesta ação, 120 espingardas de assalto e nove lançadores de foguetes foram roubados, em uma operação violenta em que o Primeiro Cabo da Guarda Nacional Bolivariana, Jean Pierre Caraballo Marcano, perdeu a vida.

“Esse tipo de decisão do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, faz parte da ativação ilegal e perigosa do Tratado Interamericano de Assistência Recíproca (TIAR), cujo objetivo é gerar as condições para uma intervenção militar na Venezuela”, conclui.

“A República Bolivariana da Venezuela denuncia à comunidade internacional essa decisão incomum que confirma o padrão de proteção e cumplicidade dos governos satélites dos EUA de atacar a paz da Venezuela por meio de mercenários que confessaram seus crimes”, afirmou o chanceler.

Da mesma forma, o ministro reitera que a decisão do Executivo brasileiro viola o direito internacional “estabelece um registro perigoso de proteção para pessoas que cometeram crimes flagrantes contra a paz e a estabilidade de outro Estado”, acrescenta.

“Seria possível perguntar às autoridades políticas e militares do Brasil qual seria a reação se a Venezuela protegesse legalmente os desertores de seu exército, fugindo de um ataque às instalações militares brasileiras, perpetrado para gerar ansiedade em sua população”, disse o ministro Arreaza.

Os desertores militares venezuelanos confessaram sua responsabilidade no ataque armado ao Batalhão de Infantaria Mariano Montilla 513, localizado em Luepa, Gran Sabana, no estado de Bolívar, em 22 de dezembro de 2019.

Nesta ação, 120 espingardas de assalto e nove lançadores de foguetes foram roubados, em uma operação violenta em que o Primeiro Cabo da Guarda Nacional Bolivariana, Jean Pierre Caraballo Marcano, perdeu a vida.

“Esse tipo de decisão do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, faz parte da ativação ilegal e perigosa do Tratado Interamericano de Assistência Recíproca (TIAR), cujo objetivo é gerar as condições para uma intervenção militar na Venezuela”, conclui.

Categories: # Argentina, #Canadá, #Caracas, #Colombia, Grupo de Lima, #Jorge Arreaza, #Perú, #venezuela, # Venezuela, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Brasil, #Brasil se alinha aos #EUA, #Brasil, Corrupción, #Jair Bolsonaro, #Caracas, Golpe de Estado, Militar,#Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, #Donald Trump, #Estados Unidos, #EUA contra uma possível intervenção militar na# Venezuela, #Jair Bolsonaro, #Trump, #Venezuela, @Trump, ações intervencionistas dos EUA, agressão internacional contra a Venezuela,, Brasil, Brasil al poderío militar de EE.UU, Donald Trump, EUA contra a América Latina, EUA contra a Venezuela na ONU, FORA TRUMP, Força Aérea dos EUA realiza voos de reconhecimento na costa da Venezuela, governo idiota no Brasil", instalar base militar dos EUA, no Brasil, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

O homem do ano na Casa Branca não é Trump

Por Rosa Miriam Elizalde

Se a pesquisa de Natal do Times fosse realizada em Cuba, o personagem do ano seria Mauricio Claver-Carone. Por quase um século, a revista dedicou suas capas mais famosas a heróis ou vilões – Papa Francis e Adolph Hitler; Albert Einstein e Osama Bin Laden … -, e este homem, de mãe cubana e pai espanhol nascido na Flórida, ganhou em 2019 com ampla vantagem a coroa perversa no ninho de escorpiões que é a Casa Branca de Trump.

Em agosto de 2018, ele assumiu o cargo de consultor de Segurança Nacional para a América Latina e, em setembro, interromperam todas as trocas e negociações entre Cuba e os Estados Unidos, um evento sem precedentes em 60 anos de bairro tenso, nos quais canais de diálogo mesmo nos momentos mais frios da Guerra Fria. Os historiadores Peter Kornbluh e William LeoGrande, em sua monumental diplomacia secreta com Cuba, mostraram que as conversas entre os dois países eram realizadas mesmo quando o Pentágono fantasiou sobre bombardear e invadir a ilha durante o governo Kennedy.

A hostilidade sempre esteve presente, como o dinossauro na história de Augusto Monterroso, mas com Mauricio Claver-Carone a obsessão cubana no governo dos EUA e a escalada das sanções atingiram níveis de vertigem. Não é por prazer que o senador Marco Rubio, outro odiador profissional de Cuba e seu padrinho político, disse ao The New York Times: “Quando Mauricio entrou (na Casa Branca), a política entrou em alta velocidade”. E ele está certo. Pelo menos uma vez por semana, é ditada uma nova medida que não apenas deixa de fora o pouco que Barack Obama avançou na normalização das relações, mas o mínimo que permaneceu com George W. Bush, o presidente que limitou Os emigrantes cubanos apenas viajam em família a Cuba a cada três anos e proíbem visitas a primos e tios sob a alegação de que “esses não são familiares”.

O gotejamento de sanções se alimenta de um ódio alistado por 60 anos na estrutura de poder americana; um ódio extremo, irracional, absoluto, mas que se extingue com aqueles que possuíam propriedades na ilha e reciclado em uma geração de iniciantes, que se beneficiou economicamente da indústria anticubana. Claver-Carone é o produto típico dessa circunstância. Foi co-fundador e diretor do Comitê de Ação Política para a Democracia de Cuba, dos Estados Unidos (USCD PAC), um dos grupos mais ativos a favor do bloqueio em Washington, cujo objetivo é arrecadar dinheiro para apoiar congressistas cubano-americanos e que , de acordo com registros da Comissão Federal Eleitoral, ele gastou cerca de US $ 680.000 nas eleições que levaram Trump à Presidência.

O New Yorker o retrata como “um típico advogado do sul da Flórida, conhecido entre os políticos de Washington por sua visão extremista, tudo ou nada, de Cuba”, enquanto The Global Americans afirma que ele é alguém que não duvida mentindo sobre a ilha que ele nunca visitou. Em seu blog Capitol Hill Cubans, ele garantiu que a conectividade com a Internet diminuiu e que há menos pessoas trabalhando por conta própria no país do Caribe, duas notícias comprovadamente falsas.

“É o típico carreirista que, quando não está no poder, sua única preocupação é ganhar dinheiro com o maquinário anti-Castro. Mas quando ele está no poder, ele se prepara para o momento em que não está lá e precisa continuar ganhando dinheiro ”, descreveu um acadêmico americano, que participou de um evento recente no Instituto Internacional de Relações Internacionais (ISRI) de La Havana

Outro analista da Flórida, que também prefere não revelar sua identidade diante de possíveis represálias contra os críticos de Trump que viajam para Cuba, descreve Claver-Carone como alguém que coloca seu trabalho como lobista acima do interesse nacional dos Estados Unidos: profissional, ele olha tudo sob o prisma de sua obsessão cubana e mal conhece a região. ” Há um ano, ele prometeu a Trump que em poucos dias derrubaria o governo de Nicolás Maduro na Venezuela e “como Marco Rubio, ele enganou seu presidente sobre a verdadeira popularidade de Guaidó e sobre o apoio internacional que supostamente receberia” o autoproclamado Presidente venezuelano.

Ele também é descrito como um advogado obscuro, sem um dom social e com uma discreta exposição na mídia até a posse presidencial de Alberto Fernández na Argentina, quando, abruptamente, cancelou compromissos e anunciou aos jornalistas que deixaria Buenos Aires sem comparecer à cerimônia. Claver-Carone disse que queria evitar “a surpresa desagradável” de encontrar o ministro da Comunicação da Venezuela, Jorge Rodríguez, ou o ex-presidente equatoriano Rafael Correa “, como se um funcionário daquela hierarquia que viajasse de Washington não soubesse quem vai funcionar ”, comentou a página 12.

Talvez o verdadeiro problema de Claver-Carone seja Miguel Díaz-Canel, convidado por Fernández para o ato presidencial. O “homem do ano” da Casa Branca preferiu evitar um inevitável frente a frente com seu fracasso, personificado no presidente do Caribe, que na última sessão do Parlamento cubano em 2019, há cinco dias, convidou para aguardar o novo ano com um grande festa: “Que nossas praças urbanas e rurais sejam cheias de música e alegria. Há todas as razões para comemorar. No 61º ano da Revolução, eles nos jogaram para matar e nós estamos vivos. ”

Categories: "Ataques acústicos" e meios de comunicação norte-americanos catalogado incidentes de saúde relatado por diplomatas dos EUA em Cuba, que disseram ter ouvido sons que, de acordo com um novo estudo c, #Brasil se alinha aos #EUA, #EUA contra uma possível intervenção militar na# Venezuela, #Nancy Pelosi, presidente da Câmara dos EUA?, 70 bases nos EUA. em toda a América Latina, ações intervencionistas dos EUA, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, confrontar Donald Trump da câmara baixa, Constituição dos EUA, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Marco Rubio, Mario Díaz-Balart, Relaciones bilaterales., Donald Trump, Donald Trump,, eeuu, EUA contra a América Latina, EUA contra a Venezuela na ONU, EUA monta um novo show anti-cubano, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

“Um pirralho assim”: Bolsonaro acusa Greta Thunberg por denunciar assassinato de indígenas no Brasil.

O ativista lançou um tweet para rejeitar a violência contra povos indígenas na Amazônia, após o assassinato de duas pessoas no fim de semana.

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e a ativista sueca Greta Thunberg.
Adriano Machado / Sergio Perez / Reuters
O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, chamou a ativista sueca de 16 anos de idade, Greta Thunberg, de “pirralha” depois que a jovem denunciou a violência contra os povos indígenas na Amazônia.

"Una mocosa como esa": Bolsonaro carga contra Greta Thunberg por denunciar asesinato de indígenas en Brasil

No domingo passado, a jovem escreveu um tweet no qual se referiu ao assassinato por tiros no dia anterior de dois povos indígenas no estado brasileiro do Maranhão (nordeste).

“Os povos indígenas estão literalmente sendo mortos por tentar proteger a floresta do desmatamento ilegal. De novo e de novo. É uma pena que o mundo permaneça em silêncio sobre isso”, denunciou Thunberg, que acrescentou um vídeo de duas outras pessoas feridas no ataque. .

“Um pirralho como esse”
“Greta já disse que os índios morreram porque estavam defendendo a Amazônia. É impressionante que a imprensa dê espaço a um pirralho como esse, pirralho”, disse Bolsonaro a repórteres em Brasília.

Além disso, o direitista disse que “qualquer morte preocupa” e acrescentou que o governo pretende “fazer cumprir a lei”.

Após a declaração de Bolsonaro, Thunberg mudou a descrição de sua biografia no Twitter para a palavra “pirralho”.

Na segunda-feira, o ativista também mencionou os povos indígenas durante a Cúpula do Clima da ONU, em Madri. “Seus direitos estão sendo violados em todo o mundo, eles também estão entre os mais afetados pela emergência climática e ambiental”, disse ele.

Segundo dados preliminares da Comissão Pastoral da Terra (CPT), em 2019 sete líderes indígenas já morreram, em comparação com as duas mortes registradas em 2018. O maior número registrado nos últimos 11 anos.

Categories: #Bolsonaro, #Brasil, #Brasil se alinha aos #EUA, #Brasil, Corrupción, #Jair Bolsonaro, #Jair Bolsonaro,, Brasil al poderío militar de EE.UU, governo idiota no Brasil", MEDIO AMBIENTE, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

EUA UU. restaura tarifas de aço e alumínio na Argentina e no Brasil

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse segunda-feira que reimplanta imediatamente as tarifas de todas as importações de aço e alumínio do Brasil e Argentina e exigiu uma queda nas taxas de juros do Federal Reserve.

Autor:  | internet@granma.cu

Donald Trump

Foto: Sputnik

“O Brasil e a Argentina aplicaram uma desvalorização maciça de suas moedas, o que não é bom para nossos agricultores”, disse o presidente em mensagens postadas em sua conta na rede social do Twitter. (EFE)

Categories: #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Bolívia, #Brasil, #Brasil se alinha aos #EUA, #Brasil, Corrupción, #Jair Bolsonaro, #Donald Trump, #Estados Unidos, #LulaLivre, Partido de la Social Democracia Brasileña, #Trump, @Trump, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Brasil al poderío militar de EE.UU, Donald Trump, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Trump Google, Trump procura reforçar o bloqueio, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Defesa de Lula recorre ao STF para anular condenação no caso do sítio

Brasília – A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recorreu nesta segunda-feira (2) ao Supremo Tribunal Federal (STF) para anular a decisão que aumentou para 17 anos de prisão a pena no processo do sítio em Atibaia (SP). Na semana passada, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), sediado em Porto Alegre (RS), confirmou sentença proferida pela juíza Gabriela Hardt, na qual Lula foi condenado na primeira instância pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

No recurso apresentado ao relator do caso, ministro Edson Fachin, a defesa de Lula alega que o processo não seguiu a tramitação correta. Para os advogados, a decisão do TRF4 deve ser anulada por não ter respeitado a ordem cronológica, obrigatória por lei, para ser julgada.Lula foi condenado na primeira instância pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro (Foto: Agência Brasil)

Entenda

No caso do sítio de Atibaia, Lula foi condenado em 6 de fevereiro pela juíza substituta.Gabriela Hardt,da 13ª Vara Federal de Curitiba, a 12 anos e 11 meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.Foi a segunda condenação do ex-presidente no âmbito da Lava Jato.A primeira se deu no caso do tríplex no Guarujá (SP).

De acordo com a sentença da primeira instância, Lula recebeu vantagens indevidas das empreiteiras Odebrecht e OAS por meio da reforma do sítio em Atibaia, que costumava frequentar com a família.

A obra teria custado mais de R$ 1 milhão, e o dinheiro teria sido descontado de propinas devidas pelas empresas em troca de favorecimento ilícito em contratos com Petrobras, segundo a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), que foi acolhida pela juíza.

Entre as melhorias realizadas no sítio, estão a construção de uma casa nos fundos do sítio, uma sauna, a reforma de um campo de futebol e de uma piscina, a instalação de uma cozinha projetada e a reforma de um lago.

Categories: #Brasil se alinha aos #EUA, #Brasil, Corrupción, #Jair Bolsonaro, #Lula, #LulaLivre, Partido de la Social Democracia Brasileña, Brasil, Brasil al poderío militar de EE.UU, governo idiota no Brasil", Lula libre, já: outra bandeira que Cuba está levantando, solidariedade com Lula, solidariedade mundial para a liberdade de Lula, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Venezuela denuncia invasão de embaixada em Brasília

digital@juventudrebelde.cu       digital@juventudrebelde.cu    Exigen salida de los agresores digital@juventudrebelde.cu

Celebração fora da embaixada da Venezuela no Brasil pela saída dos agressores. Autor: Brasil de Fato

Brasília, 13 de novembro. – Após 12 horas de ocupação da sede venezuelana no Brasil, os opositores partiram como resultado das negociações entre o Ministério das Relações Exteriores do Brasil e os militantes do autoproclamado Guaidó.

«Denunciamos que as instalações da nossa embaixada em Brasília foram invadidas pela força no início da manhã. Responsabilizamos o governo do Brasil pela segurança de nossa equipe e instalações ”, disse Jorge Arreaza, ministro das Relações Exteriores da Venezuela, em sua conta no Twitter.

O ataque foi realizado por um grupo uniformizado de apoiadores do autoproclamado Juan Guaidó. O congressista brasileiro Paulo Pimenta, que está dentro da embaixada, disse que os agressores são um grupo de paramilitares contratados para entrar no prédio, informou o Fato.

Freddy Efraín Meregote, encarregado de negócios da Embaixada da Venezuela, negou as informações indicando que os oficiais da sede diplomática ajudaram a entrar no grupo nas instalações e expressou o apoio do corpo diplomático ao presidente Nicolás Maduro.

O Governo da Venezuela exigiu que o Brasil cumprisse suas obrigações de proteger a instalação e seu pessoal como parte da Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas, na ausência de autoridades policiais.

Da mesma forma, ele pediu à administração de Jair Bolsonaro que tome imediatamente as medidas necessárias para despejar os agressores e cessar a inaceitável situação de assédio a que estão expostos os diplomatas venezuelanos em Brasília.

Embora o presidente brasileiro, em sua conta no Twitter, tenha repudiado “interferências de atores externos” na embaixada, e tenha dito que o governo “está tomando as medidas necessárias para salvaguardar a ordem pública e impedir atos de violência, de acordo com a Convenção de Viena” sobre relações diplomáticas ”, seu filho, deputado Eduardo Bolsonaro, apoiou a“ embaixadora ”de Guaidó, María Teresa Belandria, segundo a França 24.

O Gabinete de Segurança Institucional da Presidência do Brasil emitiu uma declaração afirmando que havia indivíduos sem escrúpulos que queriam aproveitar os eventos para gerar desordem e instabilidade ”, e que o presidente daquele país“ não tinha conhecimento ou incentivou a invasão da Embaixada. da Venezuela, por apoiadores de Guaidó ».

Ativistas e movimentos sociais como a Central Única dos Trabalhadores (CUT), o Movimento dos Sem Terra e seguidores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, reuniram-se em torno da sede diplomática como sinal de solidariedade à nação sul-americana e em defesa da democracia e soberania dos povos latino-americanos, relatou Brazil de Fato.

 

Categories: # Venezuela, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Brasil, #Brasil se alinha aos #EUA, #Caracas, Golpe de Estado, Militar,#Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, #EUA contra uma possível intervenção militar na# Venezuela, #LulaLivre, Partido de la Social Democracia Brasileña, Brasil al poderío militar de EE.UU, Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Brasil se alinha aos EUA ao anunciar saída do Pacto Global de Migração, diz especialista

O futuro ministro do MRE, Ernesto Araújo, na cerimônia de diplomação do presidente eleito, Jair Bolsonaro, no TSE.

O embaixador Ernesto Araújo, próximo ministro de Relações Exteriores, disse nesta segunda-feira (10), nas redes sociais, que o governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro, se dissociará do Pacto Global de Migração.

Segundo ele, a imigração deve ser tratada de acordo com “a realidade e a soberania de cada país”.

O argumento utilizado por Ernesto Araújo, segundo João Carlos Jarochinksi Silva, professor de Relações Internacionais da Universidade Federal de Roraima, não se sustenta e coloca o Brasil ao lado dos EUA, contrário ao pacto.

“[O Pacto Global de Migração] é um instrumento que estabelece objetivos, ele não estabelece políticas vinculativas em relação a isso. Então a argumentação de que afetaria a nossa soberania é um tanto quanto infundada, também demonstra evidentemente a vinculação do nosso alinhamento no futuro governo com os Estados Unidos, que tem trabalhado contra o pacto de migração”, explico

João Carlos Jarochinksi Silva disse também que a decisão de se alinhar aos EUA pode levar o Brasil a perder sua capacidade de liderança em agendas globais.

Continuar a ler

Categories: #Brasil se alinha aos #EUA, anunciar saída do Pacto Global de Migração, Uncategorized | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: