#CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba

As vozes levantam-se mais uma vez a favor de #Cuba.

Categories: # Cuba, #colaboracion medica cubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #salud, #Salud en Cuba, ·Medicos Cubanos, cooperação médica cubana, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, CubaCoopera, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), panamá, Profesionales e la Salud | Deixe um comentário

A segunda candidata cubana à vacina contra a #Covid-19 entra na fase III.

Retirado do teleSUR .

O Centro de Controlo Estatal de Medicamentos, Equipamentos e Dispositivos Médicos (Cecmed) de Cuba informou quinta-feira que aprovou o início do ensaio clínico de fase III do candidato à vacina Abdala contra o Covid-19.

O candidato à vacina, Abdala, para o qual esta autorização de ensaio clínico fase III foi emitida, é desenvolvido pelo Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia (CIGB), disse a agência reguladora numa declaração publicada no seu sítio web.

Imagen

Esta é a segunda vacina cubana candidata à prevenção da doença coronavírus 2019 (Covid-19), causada por síndrome respiratória aguda grave coronavírus 2 (SRA-CoV-2), que entra na sua fase III – e última – de ensaios, após a aprovação concedida a Soberana 02.

A aplicação desta etapa terá lugar em 18 zonas sanitárias nas províncias orientais de Guantanamo, Santiago de Cuba e Granma.

O estudo terá início nos próximos dias e inclui 48.000 voluntários com idades compreendidas entre os 19 e os 80 anos.

Soberana 02, um projecto desenvolvido pelo Finlay Vaccine Institute, iniciou os estudos da Fase III a 3 de Março, com a participação de 40.010 voluntários, tornando-a a primeira candidata a vacina na América Latina contra a Covid-19 a chegar a essa fase.

Categories: # Cuba, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #salud, #Salud en Cuba, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, epidemia, Jose Angel Portal Miranda, Medico y Enfermera de la Familia Salud Publica cubana, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, SALUD, Vacinação | Deixe um comentário

Vamos globalizar a cooperação, vamos avançar para o desenvolvimento sustentável .

Autor: Milagros Pichardo | internacionales@granma.cu

A 18 de Março, um ano após o nosso país ter oferecido a sua mão de solidariedade ao navio de cruzeiro britânico MS Braemar, Cuba reiterou a sua total disponibilidade para continuar a sua contribuição para a redução de catástrofes, bem como a colaboração na área da saúde, incluindo o aconselhamento epidemiológico e científico, a troca de experiências adquiridas no tratamento da COVID-19, e a formação de recursos humanos.

Isto transcendeu durante o 10º Fórum Reino Unido-Caraíbas, realizado virtualmente, no qual a delegação cubana, liderada pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros Bruno Rodríguez Parrilla, participou como observador, e reiterou a contribuição activa para o sucesso da Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (COP26), e a vontade de trabalhar de forma construtiva para a plena implementação do Acordo de Paris.

Viajeros del MS Braemar ya se encuentran listos y seguros para regresar a casa desde Cuba

“Muitos de nós no Reino Unido apreciámos um gesto humanitário tão notável”, disse o Príncipe de Gales, em gratidão pela assistência cubana ao navio de cruzeiro MS Braemar. Foto: Ricardo López Hevia

O membro da Mesa Política do Comité Central do Partido Comunista de Cuba salientou a importância dada por Cuba ao princípio de responsabilidades comuns mas diferenciadas e à obrigação moral de fazer as transferências financeiras e tecnológicas apropriadas para os países em desenvolvimento.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros cubano agradeceu a Sua Alteza Real o Príncipe de Gales pela modesta assistência que o nosso país pôde dar aos passageiros e tripulação do navio de cruzeiro MS Braemar, que chegou ao porto de Mariel com pacientes convalescentes da COVID-19. Este gesto foi também apreciado pelo Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, Dominic Raab.

Rodríguez Parilla salientou que, mais de um ano após a COVID-19 ter sido declarada pandémica, continua a ser um desafio global que gerou uma crise sistémica de impactos múltiplos e devastadores nas nossas sociedades, que ameaça o progresso rumo à Agenda para o Desenvolvimento Sustentável de 2030.

Especificou que, no caso de Cuba, a intensificação do bloqueio económico, comercial e financeiro imposto pelo Governo dos Estados Unidos é acrescentada, o que limita significativamente a resposta eficaz à pandemia. “No entanto, hoje temos cinco candidatos a vacinas em diferentes fases de ensaios clínicos e este ano vamos imunizar toda a população cubana”, disse ele.

Face aos crescentes e múltiplos desafios globais, o Ministro dos Negócios Estrangeiros esclareceu que a nossa nação apoia o direito dos países das Caraíbas a receberem um tratamento justo e diferenciado.

Sublinhou que partilhámos modestamente a nossa experiência no combate à pandemia, bem como o envio de 56 brigadas médicas para 40 países e territórios, incluindo 11 países africanos, três europeus e 23 da América Latina e Caraíbas, incluindo 12 nações das Caraíbas e cinco territórios ultramarinos, quatro britânicos e um francês.

Rodríguez Parrilla referiu-se à urgência de reafirmar o compromisso colectivo de todas as nações para reforçar o multilateralismo. “Vamos procurar respostas conjuntas, vamos globalizar a cooperação, vamos avançar para o desenvolvimento sustentável que os nossos povos merecem”, disse ele.

Agradeceu também o convite para esta reunião, na qual participaram Sua Alteza Real o Príncipe de Gales; Dominic Raab, Ministro dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido; Claude Joseph, Presidente do Conselho de Relações Externas e Comunitárias; Irwin LaRocque, Secretário-Geral do Caricom; assim como os Ministros dos Negócios Estrangeiros das Caraíbas.

Categories: #colaboracion medica cubana, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #salud, #Salud en Cuba, #solidaridadvs bloqueo, ·Medicos Cubanos, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, epidemia, MasQueMedicos, Medicina de Família, criada pelo Comandante em Chefe Fidel Castro em 1984,, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, REINO UNIDO, Solidaridad | Deixe um comentário

#Vacinas para a idade pediátrica em #Cuba e outros esclarecimentos necessários.

Categories: # Cuba, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #salud, #Salud en Cuba, ações subversivas, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, CIENCIA, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, epidemia, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Manipulacion, Manipulacion Politica, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Profesionales e la Salud, Subversão contra Cuba, Subversión | Deixe um comentário

Quando poderia o #Turismo em #Cuba recuperar?

Categories: # Cuba, # yo voto vs bloqueo, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #salud, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, CubavsBloqueo, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, TURISMO, Vacinação | Deixe um comentário

O Departamento de #Saúde dos #EstadosUnidos pressionou o #Brasil a rejeitar a vacina russa #SputnikV .

Categories: # Cuba, # Venezuela, #Brasil, #Brasil se alinha aos #EUA, #Brasil, Corrupción, #Jair Bolsonaro, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Estados Unidos, #salud, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, bolivia, CIENCIA, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, ECUADOR, epidemia, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Injerencia De EEUU, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, RUSIA, Vacinação | Deixe um comentário

A primeira semana da fase III do #Soberana02 passou satisfatoriamente.

Por Redacción Razones de Cuba Autor: Yudy Castro | castro@granma.cu

A primeira semana do ensaio clínico fase III do Soberana 02, em voluntários entre os 19 e os 80 anos de idade, passou “satisfatoriamente, no estrito cumprimento do protocolo estabelecido e das boas práticas clínicas”, como noticiado sábado, na rede social Facebook, o Grupo de Biotecnologia e Indústrias Farmacêuticas de Cuba (BioCubafarma).

A mensagem sublinhou que esta fase inicial “de pilotagem e ajustamento dos processos, encerra com 4 478 vacinados, e apenas ocorreram eventos adversos ligeiros em alguns participantes no ensaio, tais como dores ligeiras no local da injecção nas primeiras 24 horas de administração do candidato e mal-estar”.

De acordo com esta informação, replicada noutras redes sociais como o Twitter, a partir de sexta-feira, 12 de Março, 40 vacinadores estavam funcionais, que deveriam ser aumentados nos próximos dias nos oito municípios da capital que fazem parte do estudo.

O Finlay Vaccine Institute também publicou na sua conta oficial no Twitter que, após o início da nova fase, Soberana 02 “continua a demonstrar a sua elevada segurança”.

Durante a sessão de trabalho de domingo do Conselho Provincial de Defesa de Havana, soube-se também que em cada um dos dias decorridos, quase todas as pessoas foram vacinadas, graças ao trabalho realizado pelos consultórios do médico de família e da enfermeira da família.

O início da Fase III do ensaio clínico de Soberana 02, o primeiro candidato latino-americano à vacina anti-COVID-19 a alcançar esta fase do estudo, foi aprovado a 3 de Março, após os resultados favoráveis da imunogenicidade demonstrados nas Fases I e II, que tiveram início em Outubro e Dezembro de 2020, respectivamente.

A Fase III, que inclui cerca de 44.000 residentes da capital, residentes nos municípios de Plaza, Playa, 10 de Octubre, Centro Habana, Marianao, Habana Vieja, Cerro e La Lisa, tem como objectivo avaliar a eficácia do imunogénio.

Cuba tem até agora cinco candidatos a vacinas em diferentes fases de desenvolvimento clínico: Soberana 01, Soberana 02 e Soberana Plus (recentemente incorporada), do Instituto de Vacinas Finlay; assim como Abdala e Mambisa, do Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia.

Categories: #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #salud, #Salud en Cuba, CIENCIA, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, epidemia, Jose Angel Portal Miranda, Medico y Enfermera de la Familia Salud Publica cubana, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, Vacinação | Deixe um comentário

O Departamento de #Saúde dos #EstadosUnidos pressionou o #Brasil a rejeitar a vacina #Russa #Sputnik V .

O Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA publicou recentemente o seu relatório anual descrevendo 2020 como “um dos anos mais desafiantes da história” do país.

O documento prevê “o fim da pandemia” graças à “entrega de vacinas seguras e eficazes através da Operação Warp Speed”, um programa público-privado dedicado à criação de vacinas e métodos de tratamento covid-19.
“Fighting Malign Influences in the Americas”.

O relatório revela também que Washington pressionou o governo brasileiro a não comprar a vacina russa Sputnik V. Sob o subtítulo “Fighting Malign Influences in the Americas”, o documento explica como o Gabinete de Assuntos Globais (OGA) do Departamento de Saúde dos EUA utilizou as relações diplomáticas para “mitigar os esforços dos Estados, incluindo Cuba, Venezuela e Rússia, que estão a trabalhar para aumentar a sua influência na região, em detrimento da segurança dos EUA”.

El Departamento de Salud de EE.UU. presionó a Brasil para rechazar la vacuna rusa Sputnik V

A OGA coordenou com outras agências governamentais dos EUA para reforçar as relações diplomáticas e oferecer assistência técnica e humanitária para dissuadir os países da região de aceitar a ajuda destes estados maliciosos”, afirma o relatório.

Como parte desta estratégia, o documento confirma que o gabinete do Adido de Saúde da OGA foi utilizado para “persuadir o Brasil a rejeitar a vacina russa contra a covid-19”. Além disso, verificou-se que os Estados Unidos dissuadiram o Panamá de aceitar médicos cubanos, que têm lutado na linha da frente contra a pandemia em mais de 40 países.

Para além do Brasil, Washington enviou adidos de saúde à China, Índia, México e África do Sul, provavelmente encarregados de levar a cabo actividades semelhantes.

Em resposta às notícias, os criadores do Sputnik V afirmaram que “os países devem trabalhar em conjunto para salvar vidas”. “Os esforços para minar as vacinas não são éticos e estão a custar vidas”, diz um post na conta oficial da droga russa no Twitter.

Categories: # Cuba, #Al Qaeda, Associated Press, #CIA, #cuba, #EEUU, estados unidos, MSNBC, NBC,#Reino Unido, #Rusia, Universidad de Lincoln, William Arkin, #Brasil, #Brasil se alinha aos #EUA, #Brasil, Corrupción, #Jair Bolsonaro, #colaboracion medica cubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #salud, #Salud en Cuba, #Venezuela, Brasil, CIENCIA, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, CUBA - ESTADOS UNIDOS, Estados Unidos Venezuela, Estados Unidos Vs Cuba, Estados Unidos,, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), panamá, Profesionales e la Salud, RUSIA, Vacinação | Deixe um comentário

Media Batalha no Palco Virtual de #Cuba .

Categories: # Cuba, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, #salud, #solidaridadvs bloqueo, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Acciones contra Cuba, fake news, bloqueio econômico, BLOQUEIO VS CUBA, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, Coronavirus, CoronaVirus, Política, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, Cuba, fake news, CubavsBloqueo, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo, Ley Helms Burton, Manipulacion, Manipulacion Politica, Profesionales e la Salud, SANCIONES, Trump procura reforçar o bloqueio | Deixe um comentário

Economistas seniores pedem mudanças em Cuba e em outros países .

Por Arthur González

De masterclasses a receitas específicas para mudar o sistema socialista cubano são inúmeras, com recomendações de economistas renomados que ignoram quase totalmente a guerra econômica, comercial e financeira imposta pelos Estados Unidos há 62 anos, que visa o objetivo de fazer o modelo econômico. , culpe-o por ser um fracasso para que não se repita em outras nações.

Em 1959, os Estados Unidos iniciaram suas ações subversivas contra o processo revolucionário, permitindo e incentivando atividades realizadas por membros da tirania de Fulgencio Batista. Em 5 de junho daquele ano, o senador democrata George Smathers, propôs uma emenda para reduzir a cota de açúcar que compraram de Cuba.

No ano seguinte, em 3 de julho, o Congresso aprovou o cancelamento da referida cota, que foi assinada em 6 de julho pelo presidente Eisenhower, que declarou:

“Esta ação dá início às sanções econômicas contra Cuba. Agora devemos empreender outras medidas econômicas, diplomáticas e estratégicas ”.

Em 1962, eles legalizaram a guerra econômica, chamando-a eufemisticamente de “Embargo”.

Que países pobres dependentes do comércio com os Estados Unidos teriam suportado tais medidas?

De uma sala de aula universitária ou de um bureau, é muito fácil criticar e até desenhar políticas econômicas, como fazem o eminente professor Carmelo Mesa Lago e outros economistas formados em Cuba a partir de 1959, mas dirigir uma economia sujeita a constantes sanções é outra coisa, e ainda mais quando defendendo programas sociais como educação gratuita em todos os níveis, incluindo centros para deficientes; saúde da atenção primária à atenção especializada; o esporte; cultura e suas escolas; pesquisa científica em todos os campos; obras sociais e vantagens que só um sistema socialista pode realizar.

É claro que não faltam erros em um trabalho colossal com funcionários inexperientes, sem falar nos colaboradores inimigos guiados pelos ianques para atrapalhar o processo revolucionário, junto com planos terroristas, hoje desclassificados, que falam por si.

Cuba há muitos anos vem aperfeiçoando seu sistema para erradicar os erros, mas sem abandonar sua essência socialista e por isso soube resistir ao desmantelamento do socialismo no Leste Europeu e na URSS, apesar da perda de mais de 85% de seu comércio. … no exterior, quando muitos apostavam que a Revolução não duraria mais de seis meses, deixando Washington e seus aliados com o desejo.

Não só resistiu, mas avançou economicamente, sem abandonar nenhum de seus programas sociais, nem aplicando políticas de choque, como faz o capitalismo, defendidas por sábios economistas que exigem tantas mudanças.

Cuba desenvolveu o setor científico e o turismo sem contar com empréstimos do FMI e do Banco Mundial, como nenhuma outra nação o fez, algo impensável no chamado Terceiro Mundo.

A reação dos Estados Unidos não esperou e em 1992 aprovaram a conhecida Lei Torricelli e em 1996 a Lei Helms-Burton, para apertar ainda mais o cerco econômico e financeiro contra a Revolução, ao mesmo tempo que aumenta sua guerra biológica para prejudicar a produção. de alimentos, introduzindo pragas e doenças.

Um teste de validade do socialismo é o resultado do confronto com a pandemia Covid-19, porque enquanto nos Estados Unidos e na Europa aumentam o desemprego e a pobreza, Cuba, pobre e economicamente bloqueada, demonstra sua capacidade de resistência e progresso, por trabalhando em quatro vacinas candidatas no mesmo nível do primeiro mundo, junto com a cooperação médica em mais de 40 países para salvar vidas e não mortes, como os ianques fazem com suas guerras injustificadas.

Um exemplo das diferenças se manifesta na Itália, onde no último ano mais pessoas vivem na pobreza absoluta, cinco milhões e meio, cerca de 9,4% da população do país, número considerado o mais alto dos últimos 15 anos. Por isso, diariamente há longas filas para receber alimentos oferecidos pelas ONGs, para quem não tem dinheiro para comprá-los.

A pandemia expôs as fragilidades do sistema capitalista, jogando milhões de europeus na pobreza e no desamparo, por não terem o apoio do governo, como acontece na Cuba socialista, que exigem uma mudança de sistema. Apesar das 242 sanções impostas nos 4 anos do governo Trump, nenhum cubano ficou sem emprego e a população recebe assistência médica incomparável com a de outros países capitalistas.

Hoje os países desenvolvidos e sem a guerra econômica e financeira que Cuba sofre, sofrem pobreza financeira e social, mas para este capitalismo em crise os economistas renomados não prescrevem mudanças, apesar do fracasso da economia capitalista.

Estudos da ONU afirmam que, no mundo, uma em cada 5 pessoas está em risco de pobreza, porque os governos veem o gasto social como um aumento de sua dívida e não como um investimento para o desenvolvimento futuro, como na crítica do sistema socialista.

Estudos da OXFAM mostram que devido à crise econômica causada pela Covid-19, cerca de 2.700 milhões de pessoas no mundo não tiveram proteção social e estima que 500 milhões estão subempregados ou desempregados.

A Espanha vive uma crise colossal, com frustração para seus cidadãos, que observam que o governo aprovou apenas um por cento dos pedidos de ajuda.

A Áustria, o sexto país mais rico da União Europeia, está no mesmo caminho e muitos se viram repentinamente nas ruas, perdendo seus empregos e pequenos negócios, sem um sistema governamental de apoio.

A economia britânica contraiu 9,9% em 2020, o maior colapso em 300 anos, e a economia alemã sofre seu pior ano desde a crise financeira de 2008. Mas são os trabalhadores e os jovens que suportam o peso, perdendo empregos e dinheiro para pagar o aluguel , eletricidade, alimentação e outros serviços básicos, sem ter uma pequena cesta básica para sustentá-los.

A América Latina é outro exemplo do fracasso neoliberal capitalista, onde a pobreza, e as mais de 700.000 mortes de Covid-19, é a única coisa que cresce.

A pandemia expôs o esgotamento do sistema capitalista.

É essa a receita perfeita que propõem aos cubanos?

A China, com seu sistema socialista particular, apresenta um crescimento de 2,3% do PIB em 2020, apesar da pandemia, razão pela qual os Estados Unidos e a União Européia não param de sancioná-la, como fazem com a Rússia.

A vida se encarrega de expor a verdade. O sistema socialista trabalha para o bem-estar do ser social e sob o capitalismo faz o oposto.

Pare de desperdiçar milhões de dólares para subverter a ordem interna de Cuba, aceite o socialismo e cuide de seus próprios problemas; por isso José Martí afirmou:

“O que não pode ser mudado, deve ser visto como está.”

Categories: # Cuba, # yo voto vs bloqueo, #America Latina, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #ONU, #salud, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, CUBA - ESTADOS UNIDOS, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, CubavsBloqueo, La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo, ONU, ONU-CUBA, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, SANCIONES | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

<span>%d</span> bloggers like this: