Dança de máscaras na OEA

O que está acontecendo no Haiti?

Categories: #Estados Unidos, #OEA, #OEA,Luis Almagro, Carta Democrática da OEA, Dança de máscaras na OEA, HAITI, Injerencia De EEUU, Organizacion e Estados Americanos (OEA), Presidente Haiti, Secretário-Geral da OEA, | Deixe um comentário

Por que os EUA estão preocupados com a recente lei aprovada na Nicarágua?

Autor: Elson Concepción Pérez | internet@granma.cu

Poucos dias depois de o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, pisar na poeira e deixar a Casa Branca para trás de Donald Trump, ele ousou exigir que o presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, “mudasse de rumo” em seu país, e afirmou que “Washington não tolerará ameaças à democracia na Nicarágua.”

Esse homem parece esquecer os anos em que a Frente Sandinista e o Comandante Ortega lutaram com armas, até derrotar a ditadura de Anastasio Somoza, e depois, a dura batalha para fazer daquela nação centro-americana um exemplo de independência, com planos sociais que Eles promoveram não apenas o desenvolvimento econômico, mas levaram o país a excelentes taxas de saúde, educação e emprego.

Coronavirus: dónde está Daniel Ortega, el líder de Nicaragua que no aparece  en público - LA NACION

Pompeo poderia dedicar suas “preocupações” a encontrar uma solução para o sistema que representa, doente com metástases e com programa de saúde em coma.

Outros atores americanos atacaram a Nicarágua, como o congressista Albio Sires, que pediu uma “resposta internacional unificada” contra o governo nicaraguense.

Poucos dias antes das ameaças de Pompeo e do pedido do deputado Senhores, o Secretário-Geral da OEA, Luis Almagro, inspirou a campanha de denúncias contra a nação sandinista, chegando a exigir que o Presidente Ortega revogasse a lei recentemente aprovada democraticamente naquele país, com o título de Lei de Defesa dos Direitos dos Povos à Independência, Soberania e Autodeterminação para a Paz.

Especificamente, trata-se de exigir que a Nicarágua renuncie à sua soberania e permita que grupos pagos pelos Estados Unidos e apoiados pela OEA assumam o poder na nação sandinista.

Após o primeiro pronunciamento de Almagro, o embaixador do governo Trump junto à OEA, Carlos Trujillo, “deu todo o apoio de seu governo” à demanda contra Manágua.

A lei que “irritou” Pompeo, Almagro e outros personagens da mesma categoria, foi aprovada pela maioria dos membros da Assembleia Nacional daquele país, e se pronuncia para desqualificar aqueles que “ferem os interesses de supremo da nação, contemplado no ordenamento jurídico.

Daniel Ortega - Noticias, reportajes, vídeos y fotografías - Libertad  Digital

Segundo a Prensa Latina, a legislação, em seu artigo 1º, determina que “os nicaragüenses que liderarem ou financiarem um golpe de Estado, que alterarem a ordem constitucional, perderão o direito político de serem eleitos”.

Da mesma forma, essas limitações terão aquelas que “promovem ou encorajam atos terroristas, que realizam atos que minam a independência, a soberania e a autodeterminação, que incitam a ingerência estrangeira nos assuntos internos”.

Outros sujeitos aos quais o novo corpo jurídico poderá ser aplicado serão aqueles que “solicitarem intervenções militares, e se organizarem com financiamento de potências estrangeiras para realizar atos de terrorismo e desestabilização”.

Por fim, cita, entre os desqualificados, aqueles que “propõem e administram bloqueios de operações econômicas, comerciais e financeiras contra o país e suas instituições, aqueles que exigem, exaltam e aplaudem a imposição de sanções contra o Estado da Nicarágua e seus cidadãos ».

Luis Almagro, el candidato de Pompeo

Almagro, em seu ego servil ao império, encerrou sua declaração dirigida ao presidente da Nicarágua com uma oferta que caracteriza o próprio coração da instituição e de seu chefe: “a OEA está preparada para aconselhar sobre a realização de eleições livres, justas e transparentes”. .

Almagro parece pensar que na região o plano de golpe que a própria OEA, e ele pessoalmente engendrou, contra o governo de Evo Morales e as massas na Bolívia, que causou mortes e feridos e declínio econômico e social para aquela nação que viveu seus melhores anos.

Categories: "Liberdade", "democracia", "racismo" e "direitos humanos", #China#EEUU#Iran#Nicaragua.barco hospital naval Arca de la Paz, #Daniel Ortega Saavedra, #Nicaragua, #USAID, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Nicaragua, #OEA, #OEA,Luis Almagro, CIA, CIA Mike Pompeo, Comunidad de Estados Latinoamericanos y Caribeños (CELAC), Cuba, Organización de Estados Americanos (OEA), Dança de máscaras na OEA, Donald Trump liderou um golpe de estado na nação bolivariana, Donald Trump, Estados Unidos, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, expulsou da aliança o Secretário Geral da OEA, FORA TRUMP, Injerencia De EEUU, Luis Almagro, Nicarágua, Organização dos Estados Americanos (OEA), Nicaragua, Organizacion e Estados Americanos (OEA), relações bilaterais, o governo Donald Trump, Secretário-Geral da OEA,, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

As duas faces do mesmo AEO.#EleccionesDeEEUU #OEA #Bolivia #Almagro #Politica #FraudesElectorales

Categories: #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #OEA, #OEA,Luis Almagro, bolivia, Carta Democrática da OEA, Dança de máscaras na OEA, Elecciones EEUU, Organizacion e Estados Americanos (OEA), Secretário-Geral da OEA, | Deixe um comentário

Bolivianos nos Estados Unidos denunciam que foram privados do direito de voto nas eleições de 18 de outubro.

Categories: # OEA, bolivia, Carta Democrática da OEA, Dança de máscaras na OEA, Derechos Humanos, Organizacion e Estados Americanos (OEA) | Deixe um comentário

Democracias que desabilitam os oponentes.

Categories: #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Bolívia, #Chile, #China#EEUU#Iran#Nicaragua.barco hospital naval Arca de la Paz, #China#EEUUDonald TrumpFondo Monetario Internacional (FMI)Ivan Duque, #Donald Trump, #Estados Unidos, #ECUADOR#Paraguay#PerúAsunciónConvención de Viena, #Estados Unidos, #Rússia, #salud, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, China, Colômbia, COLOMBIA ACUERDOS DE PAZ, Dança de máscaras na OEA, Donald Trump, Estados Unidos, ECUADOR, Estados Unidos, Imperialismo, Estados Unidos, Nicolás Maduro Moros, Política, Rússia, Sociedade, Venezuela, FORA TRUMP, Organiacion Panamericana de la Salud, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud, propaganda contra Cuba, Venezuela, Nicarágua, Irã, Rússia e China,, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , , | Deixe um comentário

#Cuba relatou ataque da #OEA contra colaboração médica.

“Cuba es pueblo que ama y cree, y goza en amar y creer.” José Martí

Cuba denunciou o novo ataque da Organização dos Estados Americanos (OEA), com Luis Almagro à frente, contra a colaboração médica internacional da ilha.

Esse órgão convocou para quarta-feira em Washington um fórum intitulado “A realidade sombria por trás das missões médicas cubanas” que tem o objetivo de desacreditar a participação de especialistas em saúde cubanos em programas sociais de países do Terceiro Mundo.

A conferência faz parte da campanha difamatória promovida pela Casa Branca para atacar a Revolução Cubana nas áreas em que mais desperta admiração, disse Johana Tablada, vice-diretora geral dos Estados Unidos do Ministério das Relações Exteriores.

O funcionário também definiu como embaraçoso a intenção de atacar uma atividade que beneficia milhões de seres humanos no mundo todos os dias, e faz parte dos esquemas de cooperação Sul-Sul, cobertos pelo Direito Internacional, pelos programas. das Nações Unidas e da Organização Mundial da Saúde.

Ao fazer isso, Almagro mais uma vez se coloca contra o povo e a serviço dos interesses mais reacionários do governo do presidente dos EUA, Donald Trump, e das oligarquias que o apóiam, disse ele.

Jorge Delgado, diretor da Unidade Central de Cooperação Médica do Ministério da Saúde Pública de Cuba, lembrou que, em 1963, começou uma ampla história de colaboração com nações carentes, na qual dezenas de milhares de profissionais participaram.

Ele afirmou que esses cooperadores oferecem voluntariamente seus serviços, movidos por uma convicção humanista, desinteressadamente, e assumem essa tarefa como um dever internacionalista genuíno.

O Dr. José Luis Aparicio, entretanto, rejeitou a qualificação de “escravos” que pretendem endossar médicos na ilha que prestam serviços em outros países, como parte da campanha de descrédito.

Somos apenas escravos do sagrado cumprimento do dever de salvar vidas e cuidar da saúde dos povos, cujos indicadores de saúde e satisfação hoje são a melhor evidência de solidariedade no sistema de saúde cubano.

Ambos os profissionais participam de um painel sobre cooperação médica da ilha, no Instituto Superior de Relações Internacionais “Raúl Roa”, como parte da edição XVIII da série de conversas Cuba-EUA, onde são discutidos os desafios. Relações atuais entre os dois países.

Fonte

Categories: # Cuba, #Almagro, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #colaboracion medica cubana, #Cuba, #Cuba #CIA, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Cuba, a terra onde o melhor #Tabaco do mundo é #Cultivado., #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #FalsosAtaquesAcústicos, Cuba, diplomáticos estadounidenses, Estados Unidos, #Luis Almagro, #OEA,Luis Almagro, #Salud en Cuba, Almagro e a cloaca do império, Andrés Manuel López Obrador, Bolivia, estados unidos, Evo Morales, Grupo de Lima, Luis Almagro, Mexico, Nicolás Maduro, Red Europea de Solidaridad con la Revolución Bolivariana, venezuela, ·Medicos Cubanos, BLOQUEIO VS CUBA, bloqueo contra cuba, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, Comunidad de Estados Latinoamericanos y Caribeños (CELAC), Cuba, Organización de Estados Americanos (OEA), Dança de máscaras na OEA, expulsou da aliança o Secretário Geral da OEA, Luis Almagro, Nicarágua, Organização dos Estados Americanos (OEA), Manipulação Política, Organização dos Estados Americanos (OEA), Venezuela, Secretário Geral, Luis Almagro, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

OEA apresenta seu relatório final adiado sobre as eleições na Bolívia

O documento garante que uma quantidade “esmagadora” de evidências possibilite afirmar a existência de “operações maliciosas destinadas a alterar a vontade expressa nas pesquisas”.

Categories: #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Bolívia, #OEA, #OEA,Luis Almagro, BOLIVIA Evo Morales Fidel Castro Hugo Chávez, Carta Democrática da OEA, CUBA-BOLÍVIA, Dança de máscaras na OEA, Donald Trump liderou um golpe de estado na nação bolivariana, Estados Unidos Gobiernos Paralelos Golpe de Estado Golpes Suaves, expulsou da aliança o Secretário Geral da OEA, Governo boliviano denuncia violência da direita contra instituições do Estado, indígena Mayor sindicato de Bolivia da ultimátum de 24 horas antes de huelga general, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Dominica mantém a data das eleições gerais para a próxima sexta-feira

Autor: Redação Internacional | internacional@granma.cu

Apesar da interferência estrangeira, o governo da Dominica confirmou que mantém a data das eleições gerais para a próxima sexta-feira.

Primer ministro de Dominica, Roosevelt Skerrit, ratifica elecciones pese a injerencia de EE. UU. y la OEA.

O primeiro ministro da Dominica, Roosevelt Skerrit, ratifica as eleições apesar da interferência dos EUA. UU. e a OEA. Foto: AFP

Os Estados Unidos e a Organização dos Estados Americanos (OEA) realizaram uma forte campanha para que o candidato da oposição Lennonx Linton, do Partido dos Trabalhadores Unidos (UWP), possa ser eleito e por isso eles usaram um clima de incerteza.

A Prensa Latina relata as alegações feitas pelo primeiro-ministro Roosevelt Skerrit, que instou seus compatriotas a manter a calma e evitar qualquer provocação. “A oposição sabe que está perdendo as eleições e está usando meios ilegais para intimidar as pessoas e usar uma narrativa internacional para deslegitimar os resultados”.

O Tribunal Superior de Justiça da Dominica rejeitou na terça-feira um apelo da oposição para suspender as eleições e disse que as eleições estão de acordo com as leis da Comunidade do Caribe (Caricom).

Em apoio ao governo da Dominica, os ministros das Relações Exteriores Jorge Arreaza, da Venezuela; e Bruno Rodríguez, de Cuba, e os primeiros-ministros Ralph Gonsalves, de São Vicente e Granadinas; e Gaston Browne, de Antígua e Barbuda, questionaram a posição antidemocrática da OEA. A Caricom enviará nas próximas horas uma Missão de Observação Eleitoral para supervisionar as eleições na ilha.

Categories: # OEA, #OEA,Luis Almagro, #Trump, @Trump, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, antilatinoamericana agenda geopolítica belicista e Donad Trump alinhados, Barack Obama Bruno Rodríguez ParrillaDonald Trumpoficina del Servicio de Ciudadanía e Inmi, Carta Democrática da OEA, Comunidad de Estados Latinoamericanos y Caribeños (CELAC), Cuba, Organización de Estados Americanos (OEA), Dança de máscaras na OEA, Donald Trump, Donald Trump, Estados Unidos, FORA TRUMP, Luis Almagro, Nicarágua, Organização dos Estados Americanos (OEA), República Dominicana, Trump Google, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

A OEA busca dividir a América Latina, disse Rodríguez Zapatero

O ex-presidente espanhol pediu que não se calasse antes do golpe na Bolívia contra o presidente Evo Morales, enquanto pedia a toda a esquerda do continente que denunciasse a situação.

Autor:  | internet@granma.cu

Zapatero afirma que la OEA busca dividir a Latinoamérica Foto: Extraído de Cubasi.cu

O ex-presidente da Espanha, José Luis Rodríguez Zapatero, denunciou neste sábado no Brasil que a Organização dos Estados Americanos (OEA) divide o continente latino-americano, como parte de uma política que fracassou.

“O desempenho da OEA errou suas posições e também a única coisa que fez foi aprofundar as divisões no continente latino-americano, para que a organização precise de um processo de integração e recuperação dos grandes diálogos, de não exclusão”, afirmou Zapatero.

Da mesma forma, o ex-presidente espanhol pediu que não se calasse antes do golpe na Bolívia contra o presidente Evo Morales, enquanto convocava toda a esquerda do continente para denunciar a situação daquele país andino.

«Vimos o golpe contra o presidente da Bolívia ultrajante, por isso peço aos brasileiros que não calem a boca e levantem a voz, intervenções militares, forças militares, pedir a um presidente eleito constitucionalmente para deixar o poder não pode ser um ato de democracia . Não podemos calar a boca ”, disse o ex-presidente espanhol.

Nesse sentido, Zapatero expressou preocupação pelo fato de as Forças Armadas bolivianas terem solicitado a renúncia de Morales, o que, segundo ele, coloca em risco a raiz democrática do continente latino-americano.

Ele também reiterou a necessidade de organizações regionais e internacionais mostrarem seu apoio à Bolívia para recuperar “o caráter democrático e acabar com a violência”.

(Retirado de Cubasi.cu)

Categories: #OEA, #OEA,Luis Almagro, agência de notícias espanhola EFE,, Carta Democrática da OEA, Comunidad de Estados Latinoamericanos y Caribeños (CELAC), Cuba, Organización de Estados Americanos (OEA), Dança de máscaras na OEA, España, ESPANA, Os Estados Unidos declararam guerra à Espanha., Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Trama e silêncio da OEA

O momento é de união entre todos os latino-americanos e caribenhos para dizer não ao golpe de estado e seus patrocinadores da Organização dos Estados Americanos

Autor: Elson Concepción Pérez | internet@granma.cu

El pueblo boliviano defiende en las calles su derecho a que se respete la soberanía del país.

O povo boliviano defende nas ruas o direito de respeitar a soberania do país. Foto: O País
A instituição projetada para atender aos interesses dos Estados Unidos, financiada e aupada por aqueles que servem como anfitriões em Washington, demonstrou seu domínio sobre a concepção, organização e execução do golpe na Bolívia. Esse é o oea.

Depois que o presidente Evo Morales foi deposto, a organização não disse uma palavra. Condenar o que aconteceu seria pedir muito. Convocar o diálogo deve ser o comportamento a seguir, e nunca o fez. Atuar para que as vidas humanas sejam respeitadas, incluindo a do presidente, do vice-presidente e de outras autoridades bolivianas, não fez parte de sua agenda.

O pior de tudo é que tanto o secretário-geral, Luis Almagro, quanto o apêndice ilegal do Grupo Lima, mantiveram um silêncio cúmplice neste caso, certamente esperando por sinais do Departamento de Estado dos EUA.

É incompreensível, mas ainda existem alguns governos na América Latina, como os do Grupo Lima, que não pertencem apenas a essa instituição nefasta, mas se prestam aos planos mais diabólicos de derrubar governos e finalizar projetos sociais que beneficiam milhões de pessoas. Cidadãos pobres de nossos países.

Devo admitir que nesta segunda-feira, quando pensei erroneamente que encontraria na rede de redes alguma declaração de condenação da citada acima – embora fosse mais cínica do que o próprio esquecimento -, sobre o que acontece na Bolívia, não me senti frustrado. não encontre nada

Enquanto o governo digno e solidário do México, ciente da necessidade de assumir uma posição em defesa da paz na Bolívia, pediu uma reunião urgente da instituição, o outro lado da moeda, o governo peruano, simplesmente pediu novas eleições na nação vizinha e que ouve acompanhar todo o processo.

Acho que chegou a hora

– Talvez devesse ter demorado muito – que os povos latino-americanos denunciem tudo à OEA, onde a vergonha, a ética e o desejo de nossas nações se impõem sobre as manobras mais sombrias de uma entidade que provou ser útil durante sua história aos seus mestres americanos acima dos interesses do povo.

Repito, é hora de apagar, de uma vez por todas, aquele fardo pesado que causa tanto dano aos processos de independência e desenvolvimento de nossos povos. É hora de desmascarar personagens como o seu secretário geral, Luis Almagro, perante o mundo, capaz de traçar os piores compromissos para provocar golpes como o consumado na Bolívia contra um presidente constitucional, eleito democraticamente, amado por seu povo, exemplo de trabalho e dignidade

Até essa instituição teve que ser acusada de fornecer informações sobre a auditoria das eleições bolivianas, que tiveram de ser divulgadas na terça-feira e, suspeitas, vazadas a partir de sábado, de madrugada.

O que se pretendia com esse vazamento, que não era criar incerteza e acender o pavio do caos e da violência?

Isso merece punição, se houver leis para julgar os miseráveis ​​deste mundo.

Além disso, o relatório acima mencionado foi escrito em uma linguagem ambígua e pouco convincente.

Imagino que Evo, sempre cheio de vergonha e dignidade, tenha percebido o significado que teve para seu país, para a América Latina e para o mundo, tendo confiado uma oea tão desacreditada, primeiro observando as eleições e depois a auditoria deles.

Mas não é tarde demais. O momento é de união entre todos os latino-americanos e o Caribe para dizer não ao golpe de estado e seus patrocinadores da Organização dos Estados Americanos.

Vamos agir, não vamos perder tempo. Os chutados na Bolívia, os que perderam os olhos nas mãos da polícia do Chile, dos camponeses, indígenas, ex-combatentes e outros colonos que são mortos todos os dias na Colômbia; aqueles que morrem ou são feridos nas favelas brasileiras pelo único crime de pedir trabalho e comida, e os milhões levados à pobreza e à extrema pobreza na Argentina de Macri, todos, absolutamente todos, exigem que os povos ajam e os únicos A maneira de fazer isso é junto, com dignidade e coragem. Esses ingredientes são vitais. E ele não tem todos eles.

E o que os ianques querem? Eles significam que desrespeitamos a OEA? Bem, se você quer dizer magnífico, diga o que dizemos: eles têm o oea como instrumento para impedir revoluções na América ». Discurso proferido por Fidel Castro na cerimônia de encerramento do Primeiro Congresso Juvenil da América Latina, em 6 de agosto de 1960.

«… a Organização dos Estados Americanos carece completamente de moral e direito de julgar e punir Cuba». Discurso proferido por Fidel Castro em 26 de julho de 1964, no décimo primeiro aniversário do ataque ao quartel de Moncada.

«Nossa posição é que esse organismo tem sido um instrumento de penetração e domínio imperialista na América Latina. Nossa posição é que esse organismo terá que desaparecer. Nossa posição é que um dia temos que estar unidos, os povos latino-americanos, para se tornar uma comunidade humana digna de respeito no mundo, unindo nossas forças, para que não sejamos o que somos hoje, que somos vítimas de agressões. É ou não é esgoto? É ou não é porão? É ou não é o Ministério das Colônias Yankee? Historicamente, essa instituição simboliza a opressão imperialista sobre nossos povos e, quando nossos povos estiverem livres, essa instituição desaparecerá. E não será necessário quando houver uma comunidade de povos latino-americanos ». Fidel Castro, entrevista à imprensa, em 4 de dezembro de 1971.

«Será que nessa instituição podre existe um cidh (Comissão Interamericana de Direitos Humanos)? Sim, eu respondo. E qual é a sua missão? Julgar a situação dos direitos humanos nos países

Membros da OEA. Os Estados Unidos são membros dessa instituição? Sim, um de seus membros mais honoráveis. Você já condenou o governo dos Estados Unidos? Não Jamais. Nem os crimes de genocídio cometidos por Bush, que custaram a vida de milhões de pessoas? Não, nunca! Como você cometerá essa injustiça? Nem a tortura da base de Guantánamo? Tanto quanto sabemos, nem uma palavra ». Reflexão de Fidel: «Mais uma vez a podre oea», de 8 de maio de 2009.

“Nunca esqueceremos que a OEA – Organização dos Estados Americanos, fundada pelos Estados Unidos no final de meados do século passado, no início da Guerra Fria – serviu apenas interesses contrários aos da América. Essa organização, justamente qualificada como “ministério de colônias” dos Estados Unidos pelo Ministro das Relações Exteriores da Dignidade, camarada Raúl Roa García, foi a que sancionou Cuba e estava disposta a apoiar e reconhecer um governo fantoche, se tivesse consolidado a invasão mercenária de Playa Girón. A lista de suas ações contra a nascente Revolução Cubana e outros governos revolucionários e progressistas é interminável. Embora nunca tenhamos incentivado outros países a deixarem essa organização, devo reiterar o que foi expresso no Brasil há alguns anos, parafraseando José Martí, que antes que Cuba retorne à OEA, o Mar do Norte se juntará para o Mar do Sul e uma cobra nascerá de um ovo de águia ”». Relatório Central para 7º. Congresso do Partido Comunista de Cuba, apresentado pelo Primeiro Secretário do Comitê Central, Geral do Exército Raúl Castro Ruz, Havana, 16 de abril de 2016.

«O sistema interamericano reativa mecanismos de memória odiosa para a região, como o Tratado de Assistência Recíproca (TIAR) e a OEA desmoralizada, consolidada como instrumento de pressão política dos Estados Unidos e das oligarquias que defendem o neoliberalismo. (…) Sim, a OEA é uma coisa muito feia. E muito cínico. Suas “preocupações” não atingem as profundezas da raiva das pessoas que se levantam contra o neoliberalismo e recebem pellets, gases e lideram protestos pacíficos ». Discurso proferido por Miguel M. Díaz-Canel Bermúdez, Presidente da República de Cuba, no encerramento do Encontro Anti-Imperialista de Solidariedade, pela democracia e contra o neoliberalismo, no Palácio de Convenções, em 3 de novembro de 2019.

Categories: #OEA, Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa Tratado dos Povos da América Trade, Carta Democrática da OEA, contra o governo bolivariano, Dança de máscaras na OEA, Donald Trump liderou um golpe de estado na nação bolivariana, Uncategorized | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: