Declaração do governo revolucionário

Edição especial sobre os eventos do Ministério da Cultura – 27 de janeiro de 2021.

Categories: # Miguel Díaz-Canel, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, Contrarevolución, Contrarevolucion, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, cultura, Declaração do governo revolucionário, DIAZ CANEL, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, INTERVENÇÕES HUMANITÁRIAS DOS EUA, Manipulacion, Manipulacion Politica, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, Redes sociais | Deixe um comentário

Guerreiro Cubano: O morto que está partindo está puxando as pessoas, até Ferrer está no jamo.

Categories: # yo voto vs bloqueo, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, #Fidel, #salud, #Salud en Cuba, #solidaridadvs bloqueo, #YoSoyFidel, ações subversivas, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Automobilismo, Carros Clássicos, Cuba, Economia, Fotografia, Havana, Turismo, ·Medicos Cubanos, bloqueo, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, Contrarrevolucion, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, CubavsBloqueo, Declaração do governo revolucionário, Economía, Noticias de Cuba, Política, ECONOMIA, economia nacional, epidemia, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, investigação internacional para crimes financeiros imputados "da revolução cubana" ., La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo, Ley Helms Burton, Manipulação Política, Organização dos Estados Americanos (OEA), Venezuela, Manipulacion, Manipulacion Politica, MasQueMedicos, Noticias de Cuba, Politica, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Politica, Politica agressiva contra Cuba, Politica Exterior, Profesionales e la Salud, Redes sociais, Republicanos ou democratas, sonhos de Fidel, Subversão contra Cuba, Subversión, TURISMO | Deixe um comentário

A Unesco parabeniza Cuba pelo aniversário de sua Revolução.

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) felicitou Cuba no sábado por ocasião do feriado nacional do 62º aniversário do triunfo da Revolução em 1º de janeiro.

Cuba es mimebro fundador de la Unesco, desde 1947, y uno de sus más activos defensores como parte del multilateralismo.

A informação veio através de um comunicado da missão permanente de Havana ao organismo multilateral da ONU, em Paris, no qual indica ter recebido uma carta de felicitações ao Governo e ao povo cubano pela data.

De acordo com a missão diplomática, a carta foi enviada pelo vice-diretor-geral de Prioridade África e Relações Exteriores da UNESCO, Firmin Matoko, que destacou os laços que sempre existiram entre as maiores das Antilhas e a organização, bem como agradeceu aos O compromisso de Cuba com os ideais e programas da Unesco e reiterou a vontade de continuar trabalhando juntos.

Matoko também expressou nos parabéns o interesse de que os laços continuem a se fortalecer para benefício mútuo, em áreas como o cumprimento dos objetivos da Agenda 2030 da ONU para o Desenvolvimento Sustentável e a defesa do multilateralismo.

Em nota pública, a missão permanente de Cuba lembrou que a história das relações diplomáticas entre a ilha e a Unesco remonta aos primórdios da criação da entidade, com seu lançamento oficial em 29 de agosto de 1947.

Imagen

Meses depois essa etapa foi complementada com a constituição da Comissão Nacional Cubana para a UNESCO, encarregada de promover a cooperação em todas as áreas de competência da entidade internacional, frisou.

Categories: # Cuba, #Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Francia, Africa, Declaração do governo revolucionário, Ordenamiento Monetario, UNESCO | Deixe um comentário

Os EUA planejam subverter os jovens cubanos.

Por Arthur González Razones de Cuba.

Desde 1959, quando o governo dos Estados Unidos ordenou à CIA que fabricasse uma contra-revolução na ilha, com o objetivo de destruir o processo revolucionário, a juventude cubana tem sido alvo prioritário de suas ações subversivas.

Essa linha de ação política foi exposta pelo então diretor da CIA, Allen Dulles, quando afirmou:

“Em breve chegará o dia em que teremos que funcionar com conceitos diretos de poder. Nossa principal aposta será a juventude, vamos corrompê-la, desmoralizá-la e pervertê-la. ”

Por isso, no Projeto Cuba de fevereiro de 1962 se afirmava:

“O Departamento de Estado e a CIA continuam a explorar suas capacidades para montar operações especiais dentro de Cuba, com foco em elementos ativos da população, especificamente operações por meio da Igreja para alcançar as mulheres e suas famílias, bem como por meio de contatos de trabalho. para alcançar os trabalhadores. Outros elementos alistados incluem jovens e grupos profissionais ”.

“A CIA concluiu que seu verdadeiro papel será criar a ilusão de que um movimento popular ganha apoio estrangeiro e ajudar a estabelecer um clima que permitirá atos provocativos em apoio a uma mudança em direção à ação aberta em Cuba”.

Nada mudou em seus planos e é por isso que a juventude continua em sua mira, com a aspiração de que se tornem os protagonistas dessa tão esperada mudança de sistema em Cuba.

Em maio de 1971, em seus projetos subversivos contra a Revolução, expressaram:

“O objetivo é desenvolver o ceticismo e o desânimo da juventude cubana em relação à sua sociedade, mas de uma forma que esteja trancada a sete chaves e que não provoque uma oposição ativa e a conseqüente repressão”.

La fe revolucionaria de creer en los jóvenes - Vanguardia

Eles falharam novamente, mas seus sonhos não cessaram e o presidente George W. Bush, ao aprovar seu plano para uma transição em 2004, disse:

“Alcançar a juventude cubana representa uma das oportunidades mais significativas para apressar o fim do regime. Esta geração tem o elo mais fraco com a Revolução, sua apatia e descontentamento são endêmicos. Continue isolando o regime de Castro ao mesmo tempo que apóia a oposição democrática e dá poder à sociedade civil emergente.

Embora a mencionada monstruosidade não tenha obtido sucesso, os ideólogos da CIA mantiveram seus objetivos inabaláveis ​​e, em 2009, idealizaram cursos de preparação para jovens cubanos em entidades acadêmicas dos Estados Unidos. Assim lançaram a convocatória para o primeiro programa de bolsas para Cuba desde o triunfo da Revolução, e sua Seção de Interesses em Havana se encarregou da divulgação e seleção dos candidatos.

Este programa tinha duas variantes, uma para jovens de nível médio ou técnico superior, com duração de um ano em uma universidade ianque e obrigação de retorno a Cuba, e outra para jovens universitários, por cinco semanas. Tanto para desenvolver habilidades de liderança comunitária quanto para trazê-los a uma compreensão mais profunda dos Estados Unidos.

Presidente de Cuba da Tángana en El Trillo con la juventud (+ Fotos y  video) › Cuba › Granma - Órgano oficial del PCC

Ao mesmo tempo, a missão diplomática em Havana iniciou programas de estudos em suas instalações, apesar de ser uma violação do artigo 41-3 da Convenção de Viena de 1961, que estabelece:

“As instalações da missão não devem ser utilizadas de maneira incompatível com as funções da missão, conforme estabelecido nesta Convenção.”

Esses programas tratavam de: organização civil, liderança, comunicação social, informática e língua inglesa.

O objetivo era introduzir uma barreira ideológica para trabalhar para mudar o sistema socialista.

Com as novas normas de imigração, eles prepararam novos programas e convocatórias para cursos de liderança nos Estados Unidos, como o realizado em abril de 2015 pela organização com sede em Washington World Learning Inc., para jovens cubanos de 16 a 18 anos, durante quatro semanas .

Em janeiro de 2017, a organização dos Líderes Sociais promoveu um novo curso com o objetivo de “promover o desenvolvimento profissional dos jovens e fortalecer a sociedade civil cubana”.

Sem desistir de sua linha de ação sobre a juventude cubana, em junho de 2019 anunciaram outro projeto de “Líderes cubanos emergentes”, para que os participantes “pudessem se estabelecer em Cuba com recursos profissionais para promover a democracia e os direitos humanos”.

Tángana" en el Parque Trillo de La Habana | Presidencia y Gobierno de la  República de Cuba

Entusiasmados com a ideia, no dia 3 de dezembro de 2020, a organização de Líderes Sociais anunciou sua quinta convocatória, oferecendo 15 bolsas a jovens profissionais cubanos de 20 a 35 anos, com o objetivo de “promover a liderança juvenil e fortalecer a sociedade civil cubana”. O tempo é de 4 meses em entidades dos Estados Unidos, onde receberão ferramentas profissionais e preparação em habilidades para criar, administrar e executar projetos comunitários em Cuba.

Para esta linha de ação contra a Revolução Cubana, o governo dos Estados Unidos aprova orçamentos milionários todos os anos.

Em 24 de novembro, o governo ianque anunciou que destinará um milhão de dólares para financiar projetos de subversão, que justificam denúncias de violação dos direitos humanos em Cuba. Nesse sentido, o Escritório de Democracia, Direitos Humanos e Trabalho do Departamento de Estado, assegurou que busca propostas para “fortalecer a capacidade dos grupos independentes da sociedade civil em Cuba, para promover os direitos civis e políticos na ilha e aumentar a responsabilização de funcionários cubanos por violações de direitos humanos e corrupção ”.

Esta ação é respaldada pelo Memorando Presidencial de Segurança Nacional de 16 de junho de 2017, intitulado: “Fortalecimento da política dos Estados Unidos em relação a Cuba”, que autorizou os programas que visam fortalecer as capacidades da sociedade civil independente. , para promover as liberdades fundamentais e os interesses de todas as pessoas.

Em 3 de dezembro de 2020, o Conselho de Segurança Nacional declarou em seu Twitter:

“Apoiamos todo o povo cubano em sua luta contra a repressão. “Os artistas e intelectuais do Movimento San Isidro exigem mudanças e liberdades democráticas, através de protestos pacíficos contra o regime cubano. O povo cubano merece e conta com o nosso apoio ”.

Otra Tángana histórica y la emoción que no cabe en el pecho | UJC

Dinheiro desperdiçado porque os cubanos sabem disso, como disse José Martí:

“Depois de desfrutar da liberdade, você não pode mais viver sem ela”

Categories: "Liberdade", "democracia", "racismo" e "direitos humanos", # América Latina, # Cuba, #Al Qaeda, Associated Press, #CIA, #cuba, #EEUU, estados unidos, MSNBC, NBC,#Reino Unido, #Rusia, Universidad de Lincoln, William Arkin, #CIA, #Cuba #CIA, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #ECUADOR#Paraguay#PerúAsunciónConvención de Viena, #YoSoyFidel, ações subversivas, Agencia Central de Inteligencia de Estados Unidos (CIA), Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CIA Mike Pompeo, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Contrarevolucion, CUBA, CUBA - ESTADOS UNIDOS, Declaração do governo revolucionário, Democracia, Golpe de Estado, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, INTERVENÇÕES HUMANITÁRIAS DOS EUA, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, sonhos de Fidel, Subversão contra Cuba, Subversión, Viena | Deixe um comentário

O Tema de Cuba (II) .

Categories: Declaração do governo revolucionário, Economía, Noticias de Cuba, Política, ECONOMIA, economia nacional | Deixe um comentário

Como será o atendimento aos vulneráveis ​​em Cuba após a Ordenação Monetária?

Categories: Declaração do governo revolucionário, ECONOMIA, economia nacional, Ordenamiento Monetario, Revolução Cubana, Revolução Cubana sobrevive a todas as agressões, Revolução Cubana, | Deixe um comentário

Agora, se eles estão na cara, todos clamam por uma invasão armada contra Cuba..

Categories: "La epopeia de Angola", "Miss Angola", #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, ações subversivas, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Agencia Central de Inteligencia de Estados Unidos (CIA), AMLO, Andrés Manuel López Obrador, estados unidos, México, zona franca, ANGOLA, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Contrarevolucion, Cooperacion Cuba y Angola., Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, CUBA-ANGOLA, Declaração do governo revolucionário, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Fidel Castro Ruz, Fidel Castro Ruz, Historia de Cuba, INTERNACIONALISTAS DE ANGOLA, Manipulacion, Manipulacion Politica, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Subversão contra Cuba, Subversión | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Chega de engano .

Por Arthur González Retirado do Razones D e Cuba .

Depois de mobilizar dezenas de jovens e não tão jovens, em frente às portas do Ministério da Cultura de Cuba, através do uso de redes sociais, elementos contra-revolucionários pagos com dinheiro do governo dos Estados Unidos, tentam fazer os desavisados ​​acreditarem que só Exigiram um diálogo aberto, quando na realidade pediram a libertação do pseudo-artista Denis Solís, sancionado por desacato à autoridade, o que as pessoas verificaram nos vídeos que o sujeito colocou na internet e foram veiculados na TV nacional.

Outra de suas reivindicações foi a libertação do provocador a serviço da embaixada ianque em Havana, Luis Manuel Otero Alcántara, um elemento anti-social e antiético que, em uma atuação inventada, se despiu em uma das ruas mais centrais da cidade , manchou a bandeira e fez greve de fome no bairro de San Isidro, junto com vários de seus seguidores, todos com posições abertamente contra-revolucionárias.

La farsa de San Isidro en Cuba, testimonios de Denis Solis González sobre  su vinculo con terrorista en EE.UU | Razones de Cuba

Nenhum dos instigadores do protesto diante do MINCULT quis dialogar, mas exigir, entre eles Tania Brugueras, uma artista radicada nos Estados Unidos há anos que viaja a Havana para provocar e criar motins de rua, como tentou realizar há alguns anos na Plaza de la Revolução e mais recentemente com o chamado INSTAR, uma fachada que procuravam poder pagar por suas ações subversivas.

A ata da reunião com o vice-ministro da cultura foi publicada no Diario de Cuba, livro criado e financiado pela USAID, no âmbito de programas com o rótulo “Liberdade de informação”, que entre 2014 e 2017 promoveu cerca de 39 programas com financiamento de 6 milhões 797 mil 562 USD, mais os 2 milhões que o NED contribuiu.

El Ministerio de Cultura cubano abre diálogo con jóvenes artistas que piden  más libertad de expresión

O referido ato mostra que o objetivo daquele encontro não era um diálogo entre verdadeiros artistas e intelectuais, mas reivindicações contra a Revolução sem encobrimento ou afetação.

Seguindo o roteiro escrito dos Estados Unidos e sua propaganda anticubana, Michel Matos, membro do pequeno grupo Movimiento San Isidro, disse entre outras coisas:

“A Segurança do Estado tomou conta do país, fomos maltratados por eles, presos, reprimidos, espancados, citados e nos colocaram em prisão domiciliar … É inadmissível … Denis Solís teve todos os seus direitos violados. A greve de fome iniciada por alguns membros do MSI foi fruto do desespero… Estamos totalmente indefesos e totalmente sozinhos ”.

Todos somos San Isidro!', un grito que se extiende por Cuba y el mundo |  DIARIO DE CUBA

Onde está a reivindicação de um diálogo dos artistas?

Ele afirmou que os “espancam e reprimem”, mas as imagens da televisão dizem o contrário. Nem golpe, nem repressão, nem greve de fome e sempre acompanhada do embaixador dos Estados Unidos em Havana.

Mauricio Mendoza, que se autodenomina jornalista do Libero Diario de Cuba, exigiu o reconhecimento dos jornalistas independentes e com total atrevimento disse: “Não concordamos com o Governo, e daí?”

Isso está relacionado ao MINCULT? De jeito nenhum, faz parte do roteiro pensar que havia uma fraqueza no governo e era hora de começar o que Gene Sharp idealizou em seu manual de Luta Não Violenta, que estabelece 5 etapas. A reivindicação de Mendoza se enquadra na 2ª e 3ª etapas que levantam:

2ª Etapa. Realizar intensas campanhas de “defesa da liberdade de imprensa e dos direitos humanos”, acompanhadas de denúncias de “totalitarismo” contra o governo no poder.

3º Luta ativa pelas “demandas políticas e sociais”, e na manipulação do grupo para realizar manifestações e protestos violentos, ameaçando instituições.

Por sua vez, Tania Brugueras, que foi premiada pela UNEAC há alguns anos e decidiu morar em Nova York, expressou, entre outras idéias:

“A arte independente não é reconhecida em Cuba devido à censura. A arte independente não é inimiga, é um direito; o artista é independente por natureza. Eu tenho uma pergunta: Qual é a relação entre o MININT e o MINCULT? Há 30 anos sou censurado em Cuba.

Omara Ruiz Urquiola se reconcilia con Tania Bruguera y manifestantes del  Mincult

Falsas afirmações, em Cuba há arte independente em todas as manifestações, mas seus atos contra-revolucionários não são independentes, dependem do financiamento da USAID e do NED, como telas da CIA e por isso sua atitude provocativa em cada ato em que finge Aparecer.

Ela se sente desconfortável em ser impedida de seus atos contra-revolucionários, mas nunca foi julgada ou condenada por eles.

O que aconteceria nos Estados Unidos se alguém tentasse mudar o sistema capitalista pelo socialismo? Eles permitiriam isso?

Todos nós vimos como Bernard Sanders teve que renunciar em sua aspiração à presidência dos Estados Unidos, sendo acusado de ser socialista, e até Joe Biden também foi apontado por Donald Trump como socialista. Lá, não permitem que ninguém fale mal do capitalismo, mas agora querem que seus funcionários aspirem a pavimentá-los, a restabelecer na Ilha aquele capitalismo que nunca resolveu os problemas econômicos e sociais do povo.

Os orçamentos aprovados e publicados pela USAID e NED não deixam dúvidas. Eles construíram várias organizações para poder canalizar dinheiro para a contra-revolução em Cuba, por exemplo:

A Cuban Soul Foundation, Inc. atribuiu a ele no ano fiscal passado US $ 95.000 para “a liberdade de expressão do artista independente cubano e para poder produzir e exibir seu trabalho em eventos comunitários sem censura”.

O Diario de Cuba, recebeu 220 mil dólares para “promover a liberdade de expressão na ilha e na comunidade internacional, e envolver jornalistas, artistas, intelectuais e acadêmicos cubanos independentes, a fim de promover a análise da evolução social e política , econômico e cultural na Ilha ”.

Os ianques não poupam dinheiro para subverter a Revolução, algo que se reflete publicamente em seus sites oficiais.

Em Cuba existem aqueles que vivem há 40 anos do comércio de ser contra-revolucionários, transformando-o em “um modo de vida”.

Para enganar os outros com aquele disfarce e lembrar sempre de José Martí quando ele alertava:

“Abrir a casa ao inimigo é nos doarmos a eles e não nos livrarmos deles”

Categories: #Daniel Ortega Saavedra, #Nicaragua, #USAID, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #EstadosUnidos, #USAID Dexis Consulting Group and ChemonicsFrente Sandinista de Liberación Nacional (FSLN)Fu, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, ações subversivas, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Agencia Central de Inteligencia de Estados Unidos (CIA), Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, causa comum dos cubanos, Contrarevolucion, Contrarrevolucion, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, CUBA - ESTADOS UNIDOS, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, cultura, Declaração do governo revolucionário, departamento de estado dos estados unidos, Derechos Humanos, Diferendo Estados Unidos - Cuba, Relaciones Cuba-EE.UU, Estados Unidos Vs Cuba, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, origem e causa do conflito EE. UU.-Cuba?, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, pretextos para acusar Cuba, RADIO MARTI, Subversão contra Cuba, Subversión, Usacc | Deixe um comentário

Estratégia do governo dos Estados Unidos para promover a subversão interna em Cuba..

Categories: #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, ações subversivas, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Agencia Central de Inteligencia de Estados Unidos (CIA), Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, candidato presidencial demócrata Joe Biden, Casa Blanca, Cámara de Representantes, Cuba, el director interino de Inteligencia Nacional, Estados Unidos, Joseph Maguire, presidente de Ucrania, preside, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Contrarevolucion, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, Declaração do governo revolucionário, Diferendo Estados Unidos - Cuba, Relaciones Cuba-EE.UU, ESTADOS UNIDOS, Estados Unidos contra Cuba, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, EUA avalia retornar a Cuba para lista de estados patrocinadores do terrorismo, Manipulacion Politica, MIAMI, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Subversão contra Cuba, Subversión, Subversión contra Cuba, subversion, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA | Deixe um comentário

Cultura e Revolução .

Não por acaso, o dia 20 de outubro foi eleito o Dia da Cultura Cubana. Lembro com muito orgulho que Armando Hart reiterou a importância de que a data em que o Hino de Bayamo foi cantado pela primeira vez serviu para homenagear os homens e mulheres protagonistas da vida cultural do país. Assim, dizia Hart, a identificação orgânica entre nossos criadores e os ideais patrióticos, antiescravistas e anticoloniais de 1868, posteriormente enriquecidos por Martí, Mella, Guiteras, Fidel, se sintetizou de maneira excelente.
A triunfante Revolução de 1959 recebeu o apoio entusiástico da esmagadora maioria dos artistas e escritores cubanos. Muitos, mesmo, que viviam no exterior, voltaram à Ilha para se juntar à construção de um novo mundo.

El escudo, obra de Alexis Leyva Machado (Kcho)


Embora a agressividade dos EUA tenha começado muito cedo, por meio de pressões e ameaças, ataques, bombardeios, financiamento de gangues armadas e uma feroz campanha na mídia, o governo revolucionário não negligenciou a promoção da cultura: fundou o Icaic, a Casa de las Américas, a Imprensa Nacional e a primeira escola de instrutores de arte, e realizou a Campanha de Alfabetização.
Segundo Carpentier, os tempos de solidão acabaram para o escritor cubano e os de solidariedade começaram. E é que a Revolução formou um público massivo e ávido pelas artes e letras. Também deu espaço às expressões mais genuínas e discriminadas das tradições populares e às pesquisas mais ousadas nos diversos gêneros artísticos.
Incapazes de perceber os vínculos profundos entre a cultura e a Revolução, os ianques insistiram em organizar grupos de “dissidentes” nos círculos intelectuais; mas eles falharam novamente e novamente.
O caso de Armando Valladares foi fruto do desespero: foi apresentado ao mundo como um poeta inválido prisioneiro de consciência. Até publicaram um livro de poemas com grande publicidade e um título dramático: Da minha cadeira de rodas. Mas não era poeta nem paralítico (subiu agilmente a escada do avião quando foi perdoado), teve um passado tenebroso como policial sob a tirania de Batista e fora punido por atividades terroristas.


Agora, muitos anos depois, eles apresentam um suposto “movimento” (San Isidro), um suposto rapper processado por desacato e uma suposta greve de fome de uma dúzia de supostos “jovens artistas”. Eles foram apoiados por uma forte campanha na imprensa estrangeira, na mídia digital paga para subversão e nas redes sociais. Tiveram o apoio imediato de Pompeo, Marco Rubio, Almagro e outros personagens.
Por meio das redes sociais, criou-se um clima rarefeito, de intensa carga emocional, para suscitar expressões de adesão e apoio moral diante de uma hipotética injustiça.
Como tem sido estudado por muitos analistas, apelar para as emoções nas redes envolve as pessoas em comunidades sentimentais transitórias e paralisa a capacidade de raciocinar, julgar e verificar onde estão os limites entre a realidade e a ficção.
Muitos (a maioria) dos que se reuniram no dia 27 de novembro em frente às portas do Ministério da Cultura foram influenciados pela atmosfera criada nas redes. Poucos sabiam o que realmente aconteceu em San Isidro e seus protagonistas. Talvez alguns deles tenham passado por uma ou outra experiência ruim e tenham se sentido magoados. Acho que eles queriam sinceramente dialogar com a instituição.


Outros (uma minoria) participaram com total consciência de um plano contra a Revolução. Eles usaram as redes sociais para amplificar o que estava acontecendo lá e espalhar de forma adulterada. Notícias falsas foram divulgadas em torno de uma repressão imaginária que incluía gás lacrimogêneo, spray de pimenta e supostas emboscadas contra os participantes. Eles sabiam que estavam ajudando a justificar as políticas de Trump contra seu país com mentiras. Eles estavam interessados ​​apenas no “diálogo” para transformá-lo em notícia, em um show, e marcá-lo como uma vitória. Alguns precisavam justificar o dinheiro que recebem.
No entanto, é necessário separar claramente o cartoon das marginais de San Isidro e o que aconteceu no Ministério da Cultura. No segundo caso, existem jovens valiosos que devem ser cuidados.
A política cultural da Revolução abriu um espaço amplo e sem preconceitos para que os criadores possam realizar seu trabalho em total liberdade. É verdade que houve erros, mal-entendidos e erros crassos, mas o próprio processo revolucionário se encarregou de corrigi-los.

As instituições, junto com a Uneac e a Associação Hermanos Saíz, permanecem abertas ao debate franco com artistas e escritores. Se por algum motivo o diálogo for interrompido, existem canais de comunicação apropriados para retomá-lo.
É totalmente legítimo discutir como consolidar os laços entre criadores e instituições, sobre manifestações experimentais da arte ainda não suficientemente compreendidas, sobre a função crítica essencial da criação artística, sobre o “vale tudo” da visão pós-moderna, sobre o liberdade de expressão e muitos outros tópicos.
O que não é legítimo é o desrespeito à lei, a pretensão de chantagem contra as instituições, ultrajando os símbolos do país, buscando notoriedade por meio da provocação, participando de ações pagas pelos inimigos da nação, colaborando com quem trabalha para destruí-lo, mentir para se juntar ao coro anticubano nas redes, incitar o ódio.
Em meio à crise global provocada pela pandemia e pelo neoliberalismo global, Cuba sofre simultaneamente um assédio sem precedentes por parte dos Estados Unidos. É por isso que este momento foi escolhido para financiar programas que oferecem uma imagem desfigurada do país.
Qualquer criador que se aproxima de instituições com objetivos legítimos encontrará interlocutores dispostos a ouvi-lo e apoiá-lo. Com os falsos não há diálogo possível.

Categories: # Miguel Díaz-Canel, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Díaz-Canel, #Fidel, #YoSoyFidel, 60º aniversário do triunfo revolucionário, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Contrarevolucion, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, Cuba, fidel castro, cultura, CULTURAIS, Declaração do governo revolucionário, Dia da Cultura Cubana 20 de Outubro, DIAZ CANEL, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Fidel Castro Ruz, Fidel Castro Ruz, Historia de Cuba, Fidel, el ejemplo imperecedero de Maceo y Che,, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, sonhos de Fidel | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: