economia nacional

Díaz-Canel recebeu o Presidente Executivo do Banco Centro-Americano de Integração Econômica

O presidente da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, recebeu o Sr. Dante Mossi Reyes, presidente executivo do Banco Centro-Americano de Integração Econômica (CABEI) na tarde de quinta-feira

Autor:  | internet@granma.cu

recibe diaz-canel a Dante Mossi

Em um ambiente amigável, foi acordado destacar as excelentes relações existentes e o desejo de continuar a aprofundá-las. Foto: Estudos da Revolução
O Presidente da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, recebeu o Sr. Dante Mossi Reyes, presidente executivo do Banco Centro-Americano de Integração Econômica (CABEI) na quinta-feira à tarde, que está em nosso país por ocasião da Mesa de diálogo para financiar projetos de desenvolvimento em Cuba, que se reuniu por dois dias em Havana.

Foto: Estudos da Revolução
Em um ambiente amigável, foi acordado destacar as excelentes relações que existem com o Banco Centro-Americano de Integração Econômica, das quais Cuba é um parceiro extra-regional, e a vontade de continuar aprofundando-as.

O Presidente Executivo do CABEI expressou sua satisfação pela reunião e disse que “trabalhamos com as autoridades do Governo da República de Cuba com o objetivo de formular uma Estratégia por País para nos guiar, a fim de identificar suas prioridades de desenvolvimento e alinhamento com a estratégia quinquenal do CABEI ».

O Presidente Díaz-Canel agradeceu ao CABEI por seu apoio na consecução dos objetivos propostos na estratégia.

O ilustre visitante foi acompanhado por funcionários do Banco Centro-Americano de Integração Econômica, Salvador Sacasa Cisne, chefe do Escritório de Relações Institucionais, e Hernán Danery Alvarado, Gerente Financeiro.

Do lado cubano, estava presente a Presidente Ministra do Banco Central de Cuba, Irma Martínez Castrillón.

Categories: # Cuba, #Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, DIAZ CANEL, ECONOMIA, economia nacional, Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

A verdadeira “ajuda” do #Trump ao setor privado: cinco histórias de cubanos #Cuba

Maio de 2017. Um novo negócio é aberto na rua San Lázaro, em Havana. “Quartos para alugar”, alerta a placa com o número da residência 1210. Houve tempos de “vacas gordas” para empresas ligadas à indústria do turismo e Adriana Orejuela se aproveita disso. Assim como ele previu, o boom de visitantes americanos bate à sua porta. Mas essa “tremenda série” duraria em breve.

“Quase 60% dos visitantes que recebi eram dos Estados Unidos e hoje, infelizmente, representam apenas 5%”, diz esse colombiano com sede em Cuba, cuja acomodação, perto da Universidade de Havana, atraiu jovens que vieram para a “ilha proibida” coberta pela licença para viagens acadêmicas.

# Craft lockBrave against CubacrucerosCuba

Desde que Donald Trump chegou à Casa Branca, ele se voltou ao seu antecessor, que optou pelo setor privado como uma estratégia para continuar a política histórica de seu país contra Cuba. Uma avalanche de sanções contra as Grandes Antilhas acompanha os dois anos e 11 meses do atual mandato do presidente.

“Eles (o novo governo dos Estados Unidos) dizem que todas essas medidas afetam quem governa o país, mas afetam os trabalhadores autônomos”, diz Adriana.

Para o proprietário do “San Lázaro 1210”, um dos maiores danos tem sido a incerteza gerada pelas políticas de Trump. Além de medidas como a proibição de viagens de cruzeiro e todos os vôos para Cuba – com exceção de Havana – “a idéia de que visitar a ilha é um risco ainda está sendo vendida”.

Esse efeito desencorajador surgiu, por exemplo, quando o tornado em janeiro de 2019. “Muitas reservas foram canceladas porque (nas redes sociais e na mídia) mostraram Havana como caos, embora nada (aqui no Vedado) nada tenha acontecido. . No momento, há uma campanha feroz contra o turismo, porque, com a situação, eles dizem coisas às pessoas que não são, os problemas são ampliados e, no final, afetam quem tem seu pequeno negócio. ”

“Para o turismo – ele argumenta – a tranquilidade é muito importante. Por isso é promovido que o destino é perigoso, que há ataques sônicos. Eu já tive clientes americanos que me escreveram para me perguntar o que eles deveriam trazer para Cuba; Eles foram informados de que não há táxis aqui no aeroporto. Eles me perguntam até sobre as rotas de ônibus e eu apenas ri. ” Continuar a ler

Categories: # yo voto vs bloqueo, #Donald Trump, #Estados Unidos, #solidaridadvs bloqueo, #Trump, @Trump, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Automobilismo, Carros Clássicos, Cuba, Economia, Fotografia, Havana, Turismo, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, CubavsBloqueo, Donald Trump, Donald Trump, Estados Unidos, ECONOMIA, economia nacional, FORA TRUMP, La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Ex-Primeiro Ministro britânico elogia reformas em curso em Angola

Instituto Tony Blair para Mudança Global manifestou a intenção de trabalhar com o Governo angolano, na sequência das reformas políticas, económicas e sociais empreendidas pela actual governação, liderada pelo Presidente João Lourenço.

O facto foi anunciado nesta segunda-feira, em Luanda, pelo seu director, Tony Blair, antigo primeiro-ministro do Reino Unido, à saída de uma audiência que lhe foi concedida pelo Chefe de Estado angolano.

dd

“Angola é um país bastante importante a nível da África. O meu instituto tem trabalhado com vários países africanos, excepto Angola. Então, por isso, tivemos esse primeiro encontro com o Presidente João Lourenço, no sentido de falarmos sobre os passos empreendidos, principalmente no que diz respeito às mudanças em curso”, explicou.

Tony Blair reconheceu que, como em qualquer país, as mudanças criam dificuldades. Considerou “impressionante, mas necessárias” as alterações levadas a cabo pelo Presidente João Lourenço.

“Por isso, o meu trabalho será de cooperar com os governos que estão em processo de reformas”, afirmou o líder do Instituto Tony Blair para Mudança Global, em alusão a parceria que pretende manter com o Governo angolano.

Em relação a Cimeira sobre Investimentos em África, que terá lugar a 20 de Janeiro de 2020 em Londres, a qual o Presidente angolano já foi convidado oficialmente, Tony Blair considerou o evento “bastante importante” para os países africanos, no que diz respeito aos negócios e investimentos.

Disse que haverá muitas empresas britânicas que pretendem investir em África, pelo que será uma oportunidade para África e o Reino Unido puderem discutir questões que têm a ver com o comércio, assim como os investimentos.

Anthony Chatles Lynton (Tony Blair ) foi primeiro-ministro do Reino Unido (1997 a 2007), líder do Partido Trabalhista (1994/2007) e membro do parlamento britânico (1983/2007).

Depois de deixar o cargo de primeiro-ministro, Tony Blair foi indicado enviado no Médio Oriente, da Organização das Nações Unidas (ONU), da União Europeia, dos Estados Unidos da América e da Rússia.

Nascido em Edimburgo (Escócia), a 6 de Maio de 1953, Tony Blair é empresário.

TPA com Angop/AF

Categories: "Miss Angola", ECONOMIA, economia nacional, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Por que as relações com a Rússia estão no melhor momento dos últimos 20 anos?

Cuba e Rússia estão atualmente promovendo um processo constante de atualização dos vínculos econômicos bilaterais em áreas como energia, metalurgia, setores automotivo, ferroviário e de aviação, bem como agricultura e indústria biofarmacêutica, entre muitos outros.

Autor: Gladys Leidys Ramos | internet@granma.cu

Llegada a cuba de locomotoras y Útiles ferroviarios de procedencia Rusa

Chegada em Cuba de locomotivas e equipamentos ferroviários de origem russa. Foto: Ricardo López Hevia
Mais de meio século de história e amizade unem um país multinacional da Eurásia, o maior do mundo, cujas costas são banhadas por 13 mares, incluindo as águas dos oceanos Ártico, Atlântico e Pacífico, a um arquipélago nas Índias Ocidentais, geograficamente muito distante, mas intimamente ligado se houver cooperação e solidariedade mútua. Continuar a ler

Categories: #Rússia, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Comercio, ECONOMIA, economia nacional, Estados Unidos, Nicolás Maduro Moros, Política, Rússia, Sociedade, Venezuela, propaganda contra Cuba, Venezuela, Nicarágua, Irã, Rússia e China,, Putin, RUSSIA, Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Bancos passam a vender divisas sem documentos

As operações cambiais privadas passam a ser feitas, a partir do próximo mês de Janeiro, sem necessidade de apresentação de qualquer documentação, como acontece actualmente, anunciou o Banco Nacional de Angola (BNA), num aviso divulgado na sua página oficial na Internet.

O documento refere que fica dispensada a apresentação de documentação de suporte para a realização de operações cambiais privadas, designadamente as respeitantes a gastos com viagens, transferências unilaterais de natureza privada, incluindo para apoio familiar.

dd
O limite anual para as operações privadas para todas as finalidades efectuadas no mesmo ano civil por pessoas singulares residentes cambiais maiores de 18 anos, mediante a compra de moeda estrangeira ou com recurso a fundos próprios, não deve ultrapassar o montante cumulativo do equivalente a 120 mil dólares, independentemente da finalidade ou do instrumento de pagamento utilizado, lê-se no documento.
Isentos do limite de 120 mil dólares, de acordo com o normativo, estão os pagamentos de despesas de saúde, de educação e de alojamento, quando são efectuados directamente aos prestadores desses serviços.
Também isenta do limite está a transferência de recursos acumulados por cidadãos estrangeiros não residentes, durante a sua estadia no país, ao cessar a sua permanência em Angola.
O aviso nº 10/2019 é um dos quatro normativos publicados esta semana pelo BNA, no quadro das medidas de adequação da regulamentação sobre política cambial, que a instituição desenvolve desde Janeiro do ano em curso.
Para as casas de câmbio, o BNA actualizou as regras operacionais, através do aviso n.º 08/2019, de 6 de Novembro. O documento refere que, nas operações de compra e venda de moeda estrangeira, a taxa de câmbio a praticar é livremente negociada.
Ainda sobre as casas de câmbio, o banco central informa que as comissões e quaisquer outros encargos, independentemente de serem fixos ou em percentagem do valor da operação, devem ser cobrados exclusivamente em moeda nacional.
De acordo com o normativo, as casas de câmbio devem proceder ao registo contabilístico das suas operações, nos termos do Plano de Contas das Instituições Financeiras Não Bancárias, instituído pelo instrutivo n.º 15/2019, de 6 de Setembro.
Sobre o chamado Serviço de Remessa, o BNA aprovou o aviso n.º 9/19, de 6 de Novembro, no qual informa que nas operações de remessas ordenadas e recebidas, a taxa de câmbio, a praticar pelos prestadores de serviço de pagamento, também é livremente negociada.
As comissões e quaisquer outros encargos, independentemente de serem fixos ou em percentagem do valor da operação, devem ser cobrados exclusivamente em moeda nacional.
Aos avisos, junta-se o instrutivo n.º 19/2019, de 6 de Novembro, sobre procedimentos de organização e funcionamento dos leilões de compra e venda de moeda estrangeira, que recomenda aos bancos comerciais a remissão ao Banco Nacional de Angola, diariamente, de um mapa de necessidades de divisas que reflecte a procura por parte dos seus clientes.
As propostas para a compra de divisas, feitas pelos bancos comerciais durante o leilão de divisas, segundo o instrutivo, deve ter o valor mínimo um milhão de dólares.

Fonte: JA/BA

Categories: "Miss Angola", ANGOLA, ECONOMIA, economia nacional, Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Uma Magna Carta, filha da sabedoria do povo

Para que a ciência continue a ser uma condição histórica e uma necessidade ao fazer a Revolução, a comunidade científica do país apóia o novo texto constitucional

 La ciencia está llamada a transformarse en pilar básico de la economía nacional. Foto: Raúl López Sánchez

A ciência é chamada para se tornar um pilar básico da economia nacional. Foto: Raúl López Sánchez

Chamada para se tornar um pilar básico da economia nacional, a ciência cubana celebra o seu dia com um renovado compromisso de tributar mais riqueza para o bem-estar da sociedade e alcançar a soberania tecnológica completa da nação. Continuar a ler

Categories: CIÊNCIA, economia nacional, Revolução, soberania tecnológica, Uma Magna Carta, filha da sabedoria do povo, Uncategorized | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: