O sono existe para que o cérebro possa descansar, sonhar, fornecendo às crianças, energia para aprender, brincar e serem felizes.

 

Já a sabedoria popular dizia que “bom sono e boa comida acrescentam à vida” e que “deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer”. No entanto, dormir continua a não estar na moda. A sociedade moderna preocupa-se cada vez mais com a alimentação e com o desporto e secundariza a importância do sono. Mas apesar de o organismo humano estar preparado para passar algum tempo sem comer ou sem exercício, não aguenta um dia sem dormir. Afinal é a dormir que passamos um terço da nossa vida.

O sono existe para que o cérebro possa descansar, sonhar, fornecendo às crianças, energia para aprender, brincar e serem felizes. Segundo Clementina Pires de Almeida, psicóloga especialista na importância das histórias no sono das crianças, “os primeiros seis anos de vida são os mais importantes para o desenvolvimento cerebral saudável, que se dá com base na estimulação e em novas experiências, para que se possam desenvolver novas conexões entre as células”. A especialista defende que ler ou contar histórias às crianças, antes de dormir “é uma forma de os pais garantirem que influenciam positivamente esse processo de desenvolvimento cerebral”. Continuar a ler