Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID

Cuba continua a desmascarar #FakeNews .

Categories: # Cuba, Acciones contra Cuba, fake news, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Contrarevolucion, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, Cuba, fake news, Declaração do governo revolucionário, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Fake news, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI, Redes sociais | Deixe um comentário

Os apelos à violência e às notícias falsas dos odiosos habituais continuam. #GuerreroCubano #CubaNoEstaSola #MafiaCubanoAmerican #MercenariosYDelincuentes #RedesSociales #EEUUBloquea #ElBloqueoEsReal #PuentesDeAmor #TerrorismoNuncaMas

Categories: # Cuba, A obsessão dos Estados Unidos, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Contrarrevolucion, Cuba: a obsessão de EE. UU, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA | Deixe um comentário

Sem limite de custos. Pagar ao papa Binde .

É assim que o dinheiro dos contribuintes americanos é desperdiçado, pagando as luxuosas viagens da OtaOla a Washington.

Caravana a Washington D. C. de Otaola. Casi listo - YouTube
Categories: ações subversivas, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, joe biden, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI, Redes sociais, Subversão contra Cuba, Subversión | Deixe um comentário

O discurso de ódio patrocinado pelos EUA continua.#NoAlTerrorismo

Categories: #Estados Unidos, #EstadosUnidos, Estados Unidos contra Cuba, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, EUA avalia retornar a Cuba para lista de estados patrocinadores do terrorismo, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA | Deixe um comentário

Ministério dos Negócios Estrangeiros denuncia ataque terrorista contra a embaixada cubana em #França .

Categories: #Estados Unidos, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Constituição é filha da Revolução, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Contra-revolução cubana, CUBA - ESTADOS UNIDOS, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, EUA avalia retornar a Cuba para lista de estados patrocinadores do terrorismo, Revolução Cubana, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA | Deixe um comentário

Previsivelmente, os responsáveis devem pagar.

Categories: Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Contrarrevolucion, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, Declaração do governo revolucionário, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI, MINREX, Redes sociais | Deixe um comentário

A CARAVANA DO AMOR Vs a caravana do ódio e da guerra.

Categories: # yo voto vs bloqueo, #solidaridadvs bloqueo, A obsessão dos Estados Unidos, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC), CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, CUBA - ESTADOS UNIDOS, Cuba: a obsessão de EE. UU, CubavsBloqueo, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI | Deixe um comentário

IAPA e Amnistia Internacional: Os dois estão deitados um na garganta do outro.

Em Cuba e na América Latina, temos material suficiente sobre ambas as instituições para as conhecer e definir… e, ao mesmo tempo, para as repudiar.

A IAPA, ou seja, a Associação Interamericana de Imprensa, sempre foi um porta-voz dos proprietários da grande imprensa, dos monopólios de informação, estreitamente aliada ao poder daqueles que nela têm uma retaguarda segura para a defesa dos seus interesses económicos.

Com este endosso, logicamente, não poderia ser deixado de fora do grande espectáculo provocatório para alterar a ordem em Cuba. A sua tarefa era clara: entrar na ofensiva contra o governo cubano e, supostamente, fazê-lo com base na “defesa do jornalismo independente”.

A agência noticiosa espanhola EFE estava encarregada de expressar as suas opiniões com os seus despachos de Miami: “a situação em Cuba merece decisões urgentes por parte da comunidade internacional”.
Esta foi a opinião expressa pelo Presidente da SIP Jorge Canahuati e pelo presidente do Comité para a Liberdade de Imprensa e Informação, Carlos Jornet, numa declaração sobre três alegados jornalistas detidos em Camagüey após os motins de 11 de Julho.

Pediram nada menos que a Comissão Interamericana dos Direitos Humanos – a outra parte desta mesa – para “conceder urgentemente medidas cautelares a favor dos “três jornalistas detidos e mantidos incomunicáveis”.

Outra notícia, esta da CNN americana em espanhol, recorre a uma montagem grosseira e argumenta que “os jovens cubanos avisam que vão continuar nas ruas apesar do sangue que manchou a sua bandeira”.

Neste caso, entrevistam uma personagem bastante obscura na região, Erika Guevara Rosas, directora para as Américas da Amnistia Internacional, que se considera uma especialista em direitos humanos.

Ela disse à estação de televisão que desde domingo tem vindo a monitorizar o uso excessivo da força e detenções arbitrárias em protestos espontâneos que rapidamente se espalharam por 58 localidades em todo o país.

Neste caso vale a pena salientar o “uso excessivo da força”, as “detenções arbitrárias” e as “58 localidades” do país onde as manifestações tiveram lugar.

Tais mentiras são muito fáceis de combater, porque os únicos que usaram força excessiva foram as pessoas violentas cheias de ódio, que partiram montras de lojas, esmagaram edifícios, esmurraram, feriram pessoas com pedras e paus, destruíram carros estatais e privados e até atacaram um hospital infantil.

Todas as detenções que tiveram lugar foram feitas sob regras estritas de respeito pela lei e pela integridade dos cidadãos, e onde cada detido tem os direitos legais estabelecidos.

Quanto às 58 localidades, não conheço o mecanismo de contagem que a CNN tem de ser tão exacto ao fazer esta declaração.

Esta estação de televisão ecoa a afirmação do funcionário da Amnistia Internacional que, além disso, foi capaz de contar uma mentira grosseira ao dizer que “o governo cubano está a pressionar ou a recrutar jovens, incluindo menores, para se manifestarem a seu favor, até mesmo para chocar com aqueles que protestam”.

E, como parte do esquema de desinformação, noutra entrevista à BBC Mundo, Guevara-Rosas denunciou que “registaram pelo menos 247 pessoas que foram detidas ou estão desaparecidas”.

Os representantes das agências e outros meios de comunicação social sabem muito bem que em Cuba não há detenções arbitrárias nem pessoas desaparecidas. Em qualquer caso, os meios de comunicação em questão e o vedet entrevistado têm o país errado: Cuba não é o Chile e os seus carabineros; a nossa força policial não é constituída por supremacistas brancos que matam ou ferem pessoas negras todos os dias nos Estados Unidos, para dar apenas dois exemplos.

Categories: #Estados Unidos, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, Derechos Humanos, Estados Unidos, Imperialismo, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Intelectuales, Política, Red de Intelectuales y Artistas en Defensa de la Humanidad (REDH), Soberanía, Venezuela, Jornalismo no mundo, Los artistas del Imperio, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI, Redes sociais | Deixe um comentário

Mais mentiras, coincidências e ironias.

Coincidentemente, a 20 de Julho de 2021, a administração do Presidente Joe Biden libertou Abdul Latif Nasir, de 56 anos de idade, que foi preso em 2001 por suspeita de ter ligações com os Taliban e de lutar contra as forças militares dos EUA no Afeganistão. Latif Nasir tinha estado detido na base ilegal de Guantánamo desde 2002 e, tal como muitos outros reclusos de lá, nunca foi oficialmente acusado de um crime, de acordo com o The New York Times, citado pela RT.

Guantánamo ainda detém 39 reclusos, 28 dos quais não foram acusados de um crime durante as quase duas décadas em que estiveram detidos na prisão, acrescenta o diário norte-americano.

As provas revelam uma “justiça” aplicada no país que acusa outros, sem a mais pequena verdade, devido a mentiras fabricadas sobre “detenções arbitrárias” ou “pessoas desaparecidas” em Cuba.

A 21 de Julho, de Miami, nos Estados Unidos, a agência noticiosa EFE saltou para o mesmo comboio de notícias falsas e informou que “os congressistas americanos pediram à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da OEA para investigar as alegações de milhares de desaparecimentos forçados e violações por parte do regime cubano durante os protestos que começaram a 11 de Julho”.

Vejamos mais de perto o texto do despacho: … “alegações de milhares de desaparecimentos forçados e violações”. Não há uma única parte do que qualquer manual editorial ou código de ética de uma imprensa e de um jornalista estabelece, que estabelece a verificação sempre com várias fontes antes de fazer julgamentos que, como neste caso, não são verdadeiros e podem desacreditar o editor e os meios de comunicação aos quais ele ou ela pertence.

Mas este tipo de uso de palavras e opiniões fabricadas, como neste caso, é sem dúvida um hábito no mundo da mentira.

A outra parte do conteúdo corresponde aos congressistas que, não por acaso, representam distritos na Florida – onde mais! – e que exortam a referida comissão da OEA – vergonha para eles – a “iniciar uma investigação imediata sobre as violações dos direitos humanos do povo cubano por parte do regime”.

Uma recomendação que lhes pode ser dada: recorrer à OEA desacreditada para os seus objectivos não menos desacreditados apenas acrescenta lama a uma instituição que não tem credibilidade em Cuba.

E para o pequeno povo da barulheira política aninhado em Miami, uma cidade americana que ainda hoje abriga assassinos e terroristas notórios, talvez um dia haja um governo nesse país que não tenha qualquer compromisso com políticos cuja história não é outra senão o de encher os seus bolsos com dólares obtidos da indústria da contra-revolução.

O envio de notícias da EFE estaria incompleto se não incluísse outra citação que, evidentemente, ecoa: “Segundo o senador cubano-americano Marco Rubio, o regime de Miguel Díaz-Canel deteve e desapareceu milhares de cubanos por terem participado nestes protestos pacíficos”.

E finalmente, outra recomendação aos jornalistas e agências que enchem os seus escritórios com este tipo de notícias falsas: valeria a pena realizar uma investigação séria sobre o que aconteceu na prisão ilegal ou no centro de tortura criado pelos Estados Unidos em Guantánamo, um pedaço de terra retirado de Cuba, onde os detidos se encontram detidos há mais de 20 anos e nem sequer sabem porque foram levados para lá.

É então possível encontrar na própria casa imperial a explicação do que é uma detenção arbitrária e um desaparecimento forçado.

Não acha que sim?

Categories: # yo voto vs bloqueo, #Estados Unidos, #solidaridadvs bloqueo, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Base Naval ilegal de Guantánamo., Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, CubavsBloqueo, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, HISTORIA DE CUBA, MIAMI | Deixe um comentário

O presidente da câmara de #Miami mente sobre a realidade de #Cuba.

Categories: #Estados Unidos, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: