Mais Medicos

CARICOM rejeita a intensificação do bloqueio e reconhece o valor da colaboração médica cubana

Por: Cubadebate Writing

Os Chefes de Governo presentes na 31ª Reunião da Comunidade do Caribe (Caricom) reiteraram na quarta-feira sua preocupação com a intensificação das sanções anunciadas pelo governo dos Estados Unidos sob o Título III da Lei Helms-Burton, que fortalece o Embargo econômico, comercial e financeiro dos Estados Unidos contra Cuba.

A reunião foi concluída na quarta-feira em Georgetown com a participação de 15 Estados membros, representados por seus chefes de governo, além de outros cinco parceiros.

Chefes de Governo denunciaram como injustificável a aplicação de leis e medidas extraterritoriais contrárias ao Direito Internacional.

Também expressaram seu profundo apreço pela assistência médica prestada por Cuba aos Estados membros da Comunidade ao longo dos anos que ajudaram a construir seus setores de saúde em benefício e bem-estar de seus povos.

Eles reconheceram que, por seu próprio conhecimento em primeira mão, as pessoas enviadas haviam acrescentado um enorme valor para ajudar seus cidadãos.

Eles rejeitaram a afirmação de que essa assistência médica fornecida pelos cubanos era uma forma de tráfico de pessoas.

Por sua parte, o ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez Parrilla, em sua conta no Twitter, agradeceu aos Chefes de Governo por rejeitarem o bloqueio ao nosso país e pela defesa da CARICOM pela solidariedade que os médicos conquistam.

Bruno Rodríguez P

@BrunoRguezP

Agradezco a los Jefes de Gobierno de por su rechazo al recrudecimiento del bloqueo de vs y a la aplicación de la Ley Helms-Burton y su agradecimiento a la cooperación médica cubana que por años ha contribuido al bienestar de sus pueblos. |

Ver imagen en Twitter
246 personas están hablando de esto

Além disso, no intercâmbio, os líderes examinaram o estado de implementação das disposições do mercado único e da economia.

Por outro lado, discutiram esforços para promover iniciativas em um sistema de telecomunicações para coleta de dados; os desafios das listas negras; a eliminação de riscos e a retirada de serviços bancários correspondentes.

Outro item da agenda do grande fórum foi propor uma aliança com a Cúpula Africana e a análise de questões regionais como crime, violência e segurança.

Na reunião, houve consenso na luta contra as mudanças climáticas, na promoção da democracia, no comércio, no crescimento econômico e na segurança.

Categories: # yo voto vs bloqueo, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, América Latina e do Caribe como Zona de Paz, América Latina e do Caribe,, América Latina y el Caribe, ·Medicos Cubanos, bloqueo, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, Bruno Rodríguez Parrilla, Cuba, Daniel Ortega Saavedra, Governo, Ministério das Relações Exteriores (Minrex), Nicarágua, Caribe, Caribe Sul e Antilhas, Comunidad de Estados Latinoamericanos y Caribeños (CELAC), Cuba, Organización de Estados Americanos (OEA), Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC), CubavsBloqueo, La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo, Mais Medicos, MAS MEDICOS, MINREX, Perguntas sobre # Cuba e mais médicos? MINREX responde, programa de fuga de cérebros contra médicos cubanos, Programa de Médicos, Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , | Deixe um comentário

«Vocês são um símbolo do país que os formou»

O presidente dos Conselhos de Estado e Ministros, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, ao se dirigir a uma representação dos médicos que retornaram a Cuba, disse: «O retorno à Pátria não é o fim, é um começo. Vocês chegam em um momento importante para Cuba, quando estamos prestes a aprovar a nova Constituição, que será submetida a um referendo em 24 de fevereiro».

Categories: # Miguel Díaz-Canel, #America Latina, #Cuba, Mais Medicos, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Uma perda irreparável para o Brasil.

Dilma Rousseff

Dilma Rousseff, uma lutadora que um golpe de direita conseguiu sair do governo, mas não de seus sonhos de justiça, lamenta que para a população mais humilde do país o Programa Mais Médicos esteja fechado. O pessoal de saúde de Cuba será muito necessário aqui

Seu humor é o de uma mulher serena e simples. Tem o passo típico de alguém que está acostumado a trabalhar duro. Suas chances de influenciar o cenário político do Brasil diminuíram substancialmente desde o golpe parlamentar de direita que a tirou da presidência, mas a partir de suas opiniões e esforços deduz-se que ela é fiel a uma ideia de Martí de que nunca desistiria: ela jogou sua sorte com os pobres da terra.

A resistência e a energia internas a acompanham desde 1970, quando, aos 23 anos, foi condenada por enfrentar a ditadura militar e sofreu a tortura de seus carcereiros por três anos.

Essas são as forças que o viram compartilhar com seus companheiros para lutar contra o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra que viu chegar Dilma Rousseff à Escola Nacional Florestan Fernandes, localizada em Guararema, na periferia de São Paulo, cumprimentou, abraçou e eles tiravam fotos, repetidas vezes, dificilmente deixando que ela andasse para chegar à sala de conferências, onde outra multidão a aplaudia.

Fomos a Guararema para desvendar em primeira mão as realidades de um projeto que devolveu esperança e amor a 113.359.000 pacientes, especialmente das áreas mais pobres. Nós falamos sobre a iniciativa nascida de sua sensibilidade social em 2013.

Conversar com o estadista e líder esquerdista latino-americano sobre o programa Más Médicos é participar de uma aula. O diálogo com ela é sempre um ensinamento muito intenso. Durou apenas 15 minutos, enquanto aguardava pelo encontro enriquecedor com os “sem-terra”.

Falamos tão naturalmente, ela não tinha importância que tinha sido o presidente do gigante sul-americano entre janeiro de 2011 e agosto 2016 a primeira mulher a ocupar esse cargo, ou o líder do Partido dos Trabalhadores.

Mais de um mês atrás, com a decisão de Cuba de não continuar participando do Programa de mais médicos, muito se tem falado sobre o surgimento desta iniciativa, mas nada melhor do que ouvir a sua visão inspiradora … Continuar a ler

Categories: #America Latina, #Brasil, #colaboracion medica cubana, #Cuba, #Jair Bolsonaro, AMERICA LATINA, ·Medicos Cubanos, Brasil, colaboração, Cooperacion, CUBA - BRASIL, Dilma Rouseff, Mais Medicos, POLÍTICA, Programa Mas Medicos, SAÚDE, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Cuba ratifica solidariedade e vocação humanista de seus médicos.

Categories: #Bolsonaro, #colaboracion medica cubana, #salud, AMERICA LATINA, BOLSONARO, Brasil, colaboração, Cooperacion, CUBA, Mais Medicos, SAÚDE, Solidaridade, solidariedade, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Cuba anuncia saída de médicos do Brasil.

O Ministério da Saúde de Cuba resolveu sair do “Mais Médicos” no Brasil, por discordar das declarações e das condições impostas pelo Presidente eleito Jair Bolsonaro para a continuidade do programa social.

Com a saída dos médicos do país sul-americano daquele programa, iniciado em 2013 pela então Presidente Dilma Rousseff, cerca de 1600 municípios, atendidos apenas por especialistas cubanos, deixam de ter assistência sanitária. Com 24 milhões de brasileiros servidos pelo programa, o caso preocupa populações, prefeitos e governadores de vários Estados. Desde que em campanha, o então candidato Bolsonaro, do PSL, atacou o Governo de Havana que o fim da participação cubana no programa já era dado como provável, mas foram as condições impostas pelo agora presidente eleito que precipitaram o fim da relação.

 

Categories: #colaboracion medica cubana, AMERICA LATINA, colaboração, Cooperacion, CUBA, CUBA - BRASIL, Mais Medicos, SAÚDE, Solidaridade, solidariedade, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

O governo eleito do Brasil não tem autoridade moral para questionar Cuba.

Bruno en Guatemala.
O ministro das Relações Exteriores da Ilha, Bruno Rodríguez Parrilla, ofereceu declarações à multinacional Telesur e à Prensa Latina sobre o programa Más Médicos.
“O próximo governo do Brasil, o governo recém-eleito, não tem a menor autoridade moral para questionar Cuba em qualquer campo, nem na cooperação médica internacional, nem na dos direitos humanos”, disse o ministro das Relações Exteriores da ilha. Bruno Rodríguez.
Em declarações oferecidas à Prensa Latina e Telesur no âmbito da Cúpula Ibero-americana, realizada nesta sexta-feira na Guatemala, o chefe da diplomacia cubana defendeu a decisão da nação caribenha de não continuar participando do programa Mais Médicos, após declarações do presidente eleito Jair Bolsonaro.

Rodríguez Parrilla criticou as palavras do próximo presidente do gigante sul-americano, que se referiu aos médicos cubanos como “escravos”, o que é escandaloso e inaceitável, particularmente em um país que reconheceu que, entre 1995 e 2005, No final do século XX e início do século XXI, tirou 50 mil brasileiros da escravidão e reconhece a existência de milhares deles “, afirmou o ministro das Relações Exteriores. Continuar a ler

Categories: #colaboracion medica cubana, #salud, AMERICA LATINA, Brasil, colaboração, Cooperacion, CUBA, CUBA - BRASIL, Mais Medicos, SAÚDE, Solidaridade, solidariedade, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Nos próximos dias começa o retorno à Pátria dos médicos cubanos no Brasil.

Profissionais cubanos no Brasil trabalhavam em lugares onde havia um médico pela primeira vez. 

O retorno dos profissionais de saúde cubanos que estão no Brasil começará no final desta semana e deverá terminar em meados de dezembro, além de garantir a transferência de todos os seus pertences, informaram nesta capital autoridades dos ministérios da Saúde Pública (Minsap) e dos Transportes (Mitrans).

O doutor Jorge Delgado Bustillo, diretor da Unidade Central de Cooperação Médica (UCCM), disse que, juntamente com um grupo de agências da Administração Central do Estado durante dias está se trabalhando, com vista ao retorno ordeiro e sem contratempos daqueles que honrosamente cumpriram seu dever internacionalista, como parte do Programa Mais Médicos para o Brasil, agora obstruído pelo presidente eleito naquele país. Continuar a ler

Categories: #colaboracion medica cubana, #salud, AMERICA LATINA, Brasil, colaboração, Cooperacion, CUBA, CUBA - BRASIL, Mais Medicos, SAÚDE, Solidaridade, solidariedade, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Dr. Arthur Chioro: “Superar a loucura”

De Arthur Chioro

Doutor e professor da Escola Paulista de Medicina – UNIFESP, ex-ministro da Saúde do primeiro governo de Dilma Rousseff

Uma tragédia ocorreu para a vida e a saúde de 30 milhões de brasileiros. Continuar a ler

Categories: #salud, Brasil, colaboração, CUBA - BRASIL, Mais Medicos, Uncategorized | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: