# Miguel Díaz-Canel

O bloco não vai nos parar

Enquanto o mundo dizia Não ao bloqueio dos EUA contra Cuba, o Presidente e o Vice-Presidente da República acompanharam os planos estratégicos do país.

Autor:  | internet@granma.cu

Autor:  | karina@granma.cu

El Presidente conversó con los vecinos beneficiados con nuevas viviendas.

O presidente conversou com os vizinhos beneficiados com novas casas. Foto: Estudos da Revolução
A entrega de novas casas e obras de benefício social, o reconhecimento daqueles que, com seu trabalho diário, contribuem para preservar a memória da nação e a verificação de investimentos estratégicos para o país …, tão variada foi a agenda desta quinta-feira para o Presidente Miguel Díaz-Canel Bermúdez e o vice-presidente Salvador Valdés Mesa, que com suas ações revelam a decisão de um povo de não interromper sua marcha apesar dos bloqueios, ameaças e pressões.

Em Havana, foram entregues novas casas nascidas do esforço para apagar as pegadas do tornado em 27 de janeiro. Nas comunidades de Thaba e Castanedo, no município de Guanabacoa, 139 famílias foram beneficiadas e o trabalho desenvolvido por várias empresas, brigadas de construção, contingentes e trabalhadores foi reconhecido.

Até lá veio o Presidente Miguel Díaz-Canel, que destacou o conforto dos edifícios e conversou com os vizinhos e os construtores, revisando o local da Presidência.

Na capital, 1 220 casas foram construídas para as vítimas do tornado e 1.377 foram reabilitadas; 7 250 famílias que sofreram danos parciais em suas casas receberam apoio material; e 78 escolas e 19 centros de saúde foram recuperados.

No dia também abriu suas portas, com a presença de Díaz-Canel, o centro cultural La Llave, no município de Cerro. Oficina de artes plásticas, loja do Fundo de Propriedade Cultural, livraria, lanchonete e salão de festas são algumas das instalações da instalação, das quais o presidente disse que “é um sonho” e que “a idéia é que temos um em cada município para que as pessoas possam desfrutar do bairro da nossa cultura ».

Anteriormente, o Presidente observou o progresso de dois importantes investimentos feitos com o apoio da Federação Russa em Mayabeque. O primeiro, na usina termelétrica Ernesto Guevara de la Serna, que constitui “um dos projetos decisivos do país no campo da energia”, pois aumentará a capacidade de geração de eletricidade da usina.

O segundo trabalho visitado – detalha o local da Presidência – foi um poço de perfuração horizontal, no qual a empresa russa Zarubezhneft e o Cuban Cupet Exploración Production Occidente trabalham juntos. Lá, o presidente soube que a fase de perfuração terminou e a fase de exploração começa, com muitas perspectivas, como consideravam os técnicos russos.

Na fábrica de fertilizantes nitrogenados, Valdés Mesa enfatizou a importância dessa linha para apoiar diferentes áreas econômicas e substituir importações. Foto: Juan Carlos Dorado

UM TRIBUTO JUSTO

Nesta quinta-feira, foi prestada uma homenagem merecida aos que contribuem para preservar a memória da nação, no ato do Dia do Arquivista Cubano, celebrado na Aula Magna da Universidade de Havana.

O Presidente Miguel Díaz-Canel apresentou a Ordem Lazaro Peña de terceiro grau e a Medalha Jesus Menéndez, concedida pelo Conselho de Estado, a algumas personalidades de destaque nesta área, enquanto outros especialistas receberam o selo comemorativo dos 80 anos da Central de Trabalhadores de Cuba, o Prêmio Nacional pela Conservação do Patrimônio Documentário, a distinção Juan Tomás Roig e o medalhão dos 180 anos do Primeiro Arquivo de Cuba.

O trabalho de Joaquín Llaverías Martínez, cuja homenagem foi instituída em 3 de novembro como o dia do arquivista cubano, e o papel de Celia Sánchez Manduley foram lembrados na cerimônia, onde o trabalho realizado hoje para impedir a deterioração acumulada de nossa herança, uma iniciativa promovida pelo general do exército Raúl Castro, que tem acompanhamento permanente do presidente.

CIENFUEGOS: UM CENÁRIO DE INVESTIMENTOS IMPORTANTES

Para acelerar os processos de investimento, aumentar as capacidades de armazenamento, aumentar as exportações e expandir iniciativas científicas valiosas no país em relação às cadeias produtivas, o vice-presidente da República, Salvador Valdés Mesa, pediu a Cienfuegos.

Na fábrica de fertilizantes nitrogenados (NPK), ele ressaltou a importância dessa linha para apoiar diferentes campos econômicos e substituir importações. Além disso, ele chamou para produzir mais e articular um estudo de mercado para exportar essa linha na região.

Juntamente com Jorge Luis Tapia Fonseca, vice-presidente do Conselho de Ministros e as mais altas autoridades do Partido e Governo da província, o vice-presidente cubano visitou áreas da Companhia de Serviços Portuários do Centro e do moinho de trigo de Cienfuegos. Além disso, ele confirmou os resultados da indústria de álcool fino Alficsa Plus s.a., uma experiência que, segundo ele, será estendida a outras fábricas do país.

No final de sua visita, ele presidiu uma reunião sobre os preparativos para a próxima colheita.

Categories: # Cuba, # Miguel Díaz-Canel, # yo voto vs bloqueo, #Díaz-Canel, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, BLOQUEIO VS CUBA, Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

O Presidente Miguel Díaz-Canel realiza uma reunião com o Secretário Executivo da ALBA-TCP, David Choquehuanca Céspedes

Autor: Redação digital | internet@granma.c

David Choquehuanca

O Presidente da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, recebeu no domingo o Secretário Executivo da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América – Acordo Comercial dos Povos (ALBA-TCP), David Choquehuanca Céspedes, que participa da a Reunião Anti-Imperialista de Solidariedade, pela Democracia e Contra o Neoliberalismo, realizada de 1 a 3 de novembro em Havana.

Em um ambiente fraterno, eles trocaram temas de interesse mútuo nas esferas regional e internacional. Eles enfatizaram a necessidade de fortalecer a unidade regional diante da escalada agressiva de ações contra a paz e a segurança, que ameaça a Proclamação da América Latina e do Caribe como Zona de Paz, assinada pelos Chefes de Estado e / ou Governo no II Cúpula da CELAC, realizada em Havana, em 28 e 29 de janeiro de 2014.

O primeiro vice-ministro de Relações Exteriores, Marcelino Medina González, e o diretor geral da América Latina e Caribe do Ministério das Relações Exteriores, Eugenio Martínez Enriquez, estiveram presentes no lado cubano.

Categories: # Miguel Díaz-Canel, #ALBA, ALBA, ALBA-TCP, Cuba, Fidel Castro Ruz, Hugo Chávez Frías, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, ALBA, com a bandeira de Bolívar e Martí, América Latina e do Caribe como Zona de Paz, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Defendendo a paz regional

José Ramón Machado Ventura e Miguel Díaz-Canel participam da reunião de trabalho do Fórum de São Paulo

Díaz-Canel insistió en que debemos articular estrategias para hacer frente a la guerra cultural y mediática con la que pretenden someter a nuestros pueblos. Foto: Estudios Revolución

Autor: | internacionales@granma.cu

Focada no fortalecimento da esquerda latino-americana e na coesão das forças progressistas, realizou-se em Havana a reunião do Grupo de Trabalho do Fórum de São Paulo (FSP) em Havana, com a presença do Presidente cubano Miguel Díaz-Canel Bermúdez e do Segundo Secretário do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba, José Ramón Machado Ventura.

No Palácio das Convenções, representantes de partidos de esquerda e movimentos sociais falaram pelo desenvolvimento de ações comuns de solidariedade, paz continental e outras causas que hoje convocam a região da América Latina e do Caribe, cuja realidade exige a resistência do forças progressistas e o destaque dos jovens na luta, como apontou o Presidente cubano.

Também é necessário, disse Díaz-Canel, articular estratégias que nos permitam enfrentar a guerra cultural e da mídia com a qual o neoliberalismo e o imperialismo pretendem subjugar nossos povos, tentando destruir nossas identidades. A escalada agressiva que o continente está enfrentando hoje faz parte de uma batalha ideológica e cultural, acrescentou.

No caso particular de Cuba, o Segundo Secretário do Comitê Central do Partido havia afirmado previamente aos participantes da reunião que “quanto mais radical a agressão, maior nosso compromisso de solidariedade com causas justas. Não mudaremos nenhum dos nossos princípios ».

Mónica Valente, secretária executiva da FSP, chamou “para analisar a situação internacional pela qual os povos da região estão passando, principalmente com os processos eleitorais na América Latina”, e fez uma descrição objetiva do contexto em que as lutas atuais estão se desenvolvendo.

O ativista político agradeceu ao povo cubano e a todas as organizações envolvidas no processo de assinatura a favor da libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que ele descreveu como um grande apoio.

No dia – dedicado a avaliar os eventos ocorridos desde a última reunião, realizada em Caracas, para elaborar estratégias e planos de ação – a importância de se trabalhar em direção à unidade e defender a América Latina e o Caribe como área de paz.    Foto: Estudios Revolución

Categories: # Miguel Díaz-Canel, #Díaz-Canel, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Marco Rubio, Mario Díaz-Balart, Relaciones bilaterales., Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Raúl recebeu Díaz-Canel em seu retorno à Pátria

Resultado de imagen de imagenes de Raul y Diaz canel en el aeropuerto hoy 31 de octubre2019

Autor:  | internet@granma.cu

O primeiro secretário do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba, general do exército Raúl Castro Ruz, recebeu o presidente da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, na madrugada desta quinta-feira no Aeroporto Internacional José Martí, e a delegação que Ele o acompanhou na turnê de vários países.

Em 20 de outubro, ele iniciou a turnê do presidente cubano na Irlanda, depois continuou na Bielorrússia e no Azerbaijão, onde participou da XVIII Cúpula do Movimento Não-Alinhado, para finalmente fazer uma visita de trabalho à Federação Russa.

O membro do Bureau Político e o vice-presidente da República, Salvador Valdés Mesa, também estiveram no terminal aéreo.

Categories: # Miguel Díaz-Canel, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Soberania, Venezuela, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

O presidente Miguel Díaz-Canel Bermúdez foi recebido por seu colega russo, Vladimir Putin.

Ele tem um encontro com o Presidente do Governo, Dimitri Medvedev. Ele se encontra com empresários do país da Eurásia. Ele entrega a Medalha da Amizade aos trabalhadores e empresas russos que participaram da restauração e douramento da cúpula do Capitólio de Havana

Díaz - Canel sostuvo un fructífero intercambio con directivos de algunas de las más importantes entidades del país. El empresariado ruso apuesta por Cuba

MOSCOU, Rússia. – O presidente da Federação da Rússia, Vladimir Putin, recebeu nesta terça-feira (hora local) o Chefe de Estado cubano, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, que cumprimentou o general do exército Raúl Castro Ruz, primeiro secretário do Exército. Comitê Central do Partido, e foi recebido e retribuído com muito carinho pelo líder russo.

O anfitrião recebeu seu casal caribenho na residência de Novo Ogariovo, onde observou que esta é a primeira estadia de Díaz-Canel no país como Presidente da República (em novembro passado ele o fez como Chefe de Estado e Governo).

Ele também enfatizou a extensa visita agora feita pelo colega Diaz-Canel, que começou no domingo à tarde em São Petersburgo. “Espero que você tenha uma experiência interessante e útil”, disse ele ao convidado.

Putin falou sobre relações mútuas históricas, muito conhecidas nos dois países, disse ele. “Na Rússia, sempre tratamos com grande simpatia a posição independente de Cuba e sua política soberana”, acrescentou.

Os líderes expressaram total concordância sobre as principais questões da agenda internacional. Putin expressou apoio incondicional à nossa luta para suspender o bloqueio e a rejeição das novas medidas do governo Trump para sufocar economicamente Cuba.

Díaz-Canel ratificou a condenação de Cuba das sanções unilaterais e injustas dos Estados Unidos e do Ocidente contra a Rússia e de tentativas de aproximar a OTAN das fronteiras deste país.

Encontro com cubanos residentes na Rússia.

Em 2018, o comércio entre as duas nações cresceu mais de 30%. Os presidentes também observaram o progresso nos principais projetos econômico-comerciais bilaterais, uma vez que a Rússia está inserida no Plano de Desenvolvimento Econômico e Social de Cuba até 2030.

A Rússia, lembraram, é um dos maiores mercados emissores de turistas para as Grandes Antilhas e o mais dinâmico em termos de crescimento; portanto, na Feira de Turismo da Ilha no próximo ano (FitCuba-2020), a Rússia será a convidada de honra

Díaz-Canel reconheceu a atenção dada à delegação cubana em São Petersburgo e Moscou durante sua atual visita de trabalho e agradeceu o convite de Putin para participar em maio de 2020 dos eventos do 75º aniversário da vitória sobre o fascismo, e confirmou que ele comparecerá à comemoração histórica. Para a ocasião, Cuba e Rússia também comemoram o 60º aniversário da restauração das relações diplomáticas.

Outra reunião com Medvedev
Antes da reunião com Putin, Díaz-Canel foi recebido pelo presidente do executivo russo, Dimitri Medvedev, no Palácio do Protocolo do Governo, onde foi realizada uma reunião com a participação do grande grupo de ministros que fazem parte da delegação cubana.

Havia o chefe de relações exteriores, Bruno Rodríguez Parrilla; Comércio Exterior e Investimento Estrangeiro, Rodrigo Malmierca Díaz; Energia e Minas, Raúl García Barreiro; Transportes, Eduardo Rodríguez Dávila; Indústria, Alfredo López Valdés; Comunicações, Jorge Luis Perdomo Di-Lella; Agricultura, Gustavo Rodríguez Rollero; e a ministra-presidente do Banco Central de Cuba, Irma Margarita Martínez Castrillón. Da mesma forma, Eduardo Martínez Díaz, presidente da Biocubafarma; Marcia Cobas Ruiz, vice-ministra da Saúde Pública; e o portal Gerardo Peñalver, embaixador cubano na Rússia, entre outras autoridades.

Medvedev cumprimentou o Presidente cubano com carinho e ficou entusiasmado com o desenvolvimento de laços bilaterais nas mais diversas áreas, desde econômica, comercial, financeira até aquelas ligadas às áreas de humanidades, como educação e cultura.

Díaz-Canel disse que o Presidente do Governo da Federação Russa deixou uma impressão agradável em sua visita a Havana no início deste mês.

O camarada Raúl Castro Ruz mostrou grande satisfação pela reunião que teve com você, e eu sou o portador de uma saudação especial dele para você, disse ele ao anfitrião, a quem agradeceu a mensagem de felicitações a sua pessoa quando foi eleito pelo Assembléia Nacional do Poder Popular como Presidente da República, em 10 de outubro.

“Foi uma visita em uma situação muito particular”, acrescentou Diaz-Canel. Uma visita na qual foram avaliados não apenas os resultados dos programas conjuntos que realizamos dentro do nosso Plano de Desenvolvimento Econômico e Social até 2030, mas você também propôs um grupo de novas idéias e linhas de trabalho que devemos especificar ».

Ele também indicou que tudo o que foi acordado na época está sendo acompanhado pelo governo das Antilhas. Na ocasião desta visita, os ministros que fazem parte da delegação têm trabalhado com os colegas russos a esse respeito e um grupo foi definido. de questões a avançar no proposto. Continuar a ler

Categories: # Miguel Díaz-Canel, #Díaz-Canel, #Rússia, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Díaz-Canel e Lukashenko, um encontro entre amigos

O presidente cubano foi recebido na quarta-feira de manhã por seu colega bielorrusso no Palácio da Independência de Minsk. O presidente também visitou vários locais da cidade e compartilhou com os cubanos que vivem na Bielorrússia

El presidente cubano fue recibido por el presidente bielorruso Alexander Lukashenko

Autor:  | internet@granma.cu

 

 

 

 

 

O presidente da Bielorrússia Alexander Lukashenko recebeu Miguel Díaz-Canel Bermúdez no Palácio da Independência. Foto: Estudos da Revolução
MINSK, Bielorrússia – Com a qualificação de um amigo querido, o presidente da Bielorrússia, Aleksandr Lukashenko, recebeu o presidente cubano Miguel Díaz-Canel Bermúdez, quando recebeu oficialmente seu país, em uma cerimônia realizada no Palácio da Independência, um belo edifício onde , desde 2013, fica o governo.

Por volta das onze horas da manhã e depois do hino das duas nações, o comandante das tropas, o passe da revista, o arco aos ensinamentos da Bielorrússia como sinal de respeito e a foto para a imprensa, ambos os estadistas conversas oficiais na companhia de suas respectivas delegações.

Em suas primeiras palavras, Lukashenko se referiu aos últimos 25 anos “da história da heroica Cuba revolucionária” – que coincidiram com sua vida política – e considerou uma honra conhecer Fidel, Raúl e o presidente Díaz-Canel. Estamos sempre assistindo Cuba e apoiamos isso, acrescentou.

Não é necessário inventar nada de novo, ele considerou, mas cumprir o que combinamos. Cuba é um fiel aliado, um amigo e continuaremos advogando que a cooperação seja ampliada. “Nossas economias não competem, não interferem, só temos que coordenar as etapas conjuntas, marcar as diretrizes e segui-las”, afirmou.

Díaz-Canel salientou que esta visita à Bielorrússia é uma continuidade da visita realizada em 2016, quando assumiu o cargo de Primeiro Vice-Presidente dos Conselhos de Estado e Ministros; Eu mantenho boas lembranças desta bela cidade, ele lembrou.

“A Bielorrússia é um dos primeiros países que visito como Presidente da República de Cuba, isso fala da prioridade que damos às nossas relações”, afirmou o presidente. Também recebo um abraço forte e caloroso do Primeiro Secretário do Partido Comunista de Cuba, General do Exército Raúl Castro Ruz.

Após as conversações oficiais – que, como de costume, não são abertas à imprensa – as delegações assinaram vários acordos: um memorando de entendimento entre os ministérios da Justiça dos dois países, a fim de fornecer um quadro jurídico para a cooperação; um programa de desenvolvimento colaborativo entre o Ministério do Ensino Superior de Cuba e o Ministério da Educação da Bielorrússia, para o período 2019-2021; e um programa de cooperação técnico-científica e inovação para 2020-2022.

Além disso, a atualização de um acordo entre a agência de notícias Prensa Latina e a agência telegráfica da Bielorrússia Belta; bem como a Declaração Conjunta de ambos os Presidentes, que sintetiza os resultados da reunião, com o objetivo de continuar o desenvolvimento e o aprofundamento dos laços de amizade nos níveis político, comercial, econômico, industrial, agrícola, educacional e científico-tecnológico.

Segundo a mídia, este último documento “reafirma o caráter dos aliados nas relações entre Bielorrússia e Cuba, unidos por laços de amizade e apoio mútuo”.

Em declarações que os presidentes fizeram depois à imprensa, detalhes deste dia oficial vieram à tona. Díaz-Canel descreveu a conversa com seu colega como “em uma atmosfera de cordialidade e compreensão”.

Ele ressaltou que há crescentes relações econômicas, comerciais e cooperativas entre as duas nações, em setores como agro-alimentar, transporte, educação, saúde e pesquisa.

Recebemos experiências, acrescentou, dadas as simetrias entre nossos dois países em termos de população, tamanho e políticas para o benefício de ambos os povos.

Em particular, ele agradeceu no intercâmbio com Lukashenko o apoio da Bielorrússia ao bloqueio que os Estados Unidos mantêm na ilha e forneceu detalhes sobre o ressurgimento dessa política cruel, que foi agravada nos últimos tempos com perseguição financeira e Sanções brutais a navios que transportam combustível para portos cubanos.

O Presidente da Bielorrússia, por seu lado, sublinhou o potencial de Cuba em setores-chave como os medicamentos. Ele acrescentou que mais trabalho deve ser feito para elevar as relações econômicas ao nível dos laços políticos entre as duas nações hoje.

Ele destacou o potencial das trocas com a Ilha do Caribe e mostrou confiança de que essa visita os impulsionará ainda mais. Ele também aceitou o convite que Diaz-Canel fez para visitar as Grandes Antilhas. Muito em breve estarei em Havana, disse ele, Cuba é um país magnífico e encantador.

Nesse dia oficial de visita em Minsk, Díaz-Canel foi acompanhado pelo vice-presidente do Conselho de Ministros, Ricardo Cabrisas Ruiz; o chefe de Comércio Exterior e Investimento Estrangeiro, Rodrigo Malmierca Díaz, e o de Agricultura, Gustavo Rodríguez Rollero; a presidente do Banco Central de Cuba, Irma Martínez Castrillón; o presidente da BioCubaFarma, Eduardo Martínez Díaz; e os vice-ministros das Relações Exteriores e Saúde Pública, Rogelio Sierra Díaz e Marcia Cobas Ruiz, respectivamente.

Cuba e Bielorrússia mantêm relações ininterruptas desde 1992, atualmente classificadas como “muito boas”. Um diálogo político foi estabelecido ao mais alto nível e ambos os governos dão alta prioridade aos laços bilaterais.

MINSK, UMA CIDADE HERÓICA E VIVA

Se algo impressiona quem passa por esta cidade, é vê-la bonita e moderna, mantendo intacta a história que a definiu e a trouxe até os dias que correm. Os livros percebem que era uma das regiões da União Soviética mais atingidas pelo ódio nazista. As pessoas mortas aqui durante a Segunda Guerra Mundial são contadas em mais de dois milhões; Cerca de 400.000 bielorrussos foram internados em campos de concentração e 85% da cidade de Minsk foi destruída pela invasão. Continuar a ler

Categories: # Miguel Díaz-Canel, #Díaz-Canel, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Presidente cubano Miguel Díaz-Canel chega ao México em visita oficial

Maximiliano Reyes Zúñiga, subsecretario para América Latina y el Caribe de la cancillería mexicana recibió al presidente cubano a su llegada a México. Foto: Estudios Revolución.

Chove intermitentemente sobre a Cidade do México ao amanhecer em 17 de outubro. Depois das 8h40 (horário local), o avião que leva a nação irmã asteca ao presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, começa a pousar para iniciar a primeira visita oficial de um chefe de estado estrangeiro, desde a tomada de Posse de Andrés Manuel López Obrador há pouco menos de um ano, em dezembro de 2018.

Hoje, durante a “manhã”, como costumam chamar a conferência de imprensa que a AMLO oferece todos os dias às 7:00 da manhã. – desde seu tempo como chefe do governo da República Democrática do Congo, no início dos anos 2000 – o presidente dos Estados Unidos Mexicanos confirmou a notícia com palavras cativantes:

“(…) Apoiaremos esse compromisso e tradição da política externa de respeito ao povo cubano, sua independência, o direito à sua autodeterminação, o que tem sido característico de nossa política externa e o que nossa Constituição contempla no artigo. 89

“Vamos receber o presidente de Cuba. É uma visita importante. Todos os que podem vir ao México para se encontrar conosco são bem-vindos. O povo cubano e mexicano são povos irmãos. ”

Antes disso, ele disse que hoje receberá Diaz-Canel, depois das 12h, no Pátio de Honra do Palácio Nacional, localizado na Cidade do México.

Antes de outra pergunta sobre a visita, a AMLO disse: “Vamos falar sobre cooperação para o desenvolvimento, como fazemos com outros países. Da mesma forma, cooperação para procurar desenvolver os dois países, no que podemos considerar conveniente em saúde, educação, esportes, existem vários campos. Vamos falar em geral sobre um programa a ser desenvolvido no coral e no médio prazo. Não há nada preciso, mas há a vontade de que haja cooperação para o desenvolvimento “.

Por seu lado, enquanto esperava Díaz Canel em uma área de protocolo do Aeroporto Internacional Benito Juárez, o vice-secretário da América Latina e Caribe do Ministério das Relações Exteriores do México, Maximiliano Reyes Zúñiga, em declarações exclusivas à imprensa cubana, disse:

“Esta visita é de relevância emblemática e outro exemplo da apreciação, carinho e irmandade histórica do povo mexicano e do governo com Cuba. É especial para o presidente López Obrador receber dignitário Diaz-Canel no Palácio Nacional por causa da importância que Cuba tem para ele ”, disse o subsecretário para a América Latina e Caribe do Ministério das Relações Exteriores do México, Maximiliano Reyes Zúñiga.

A delegação cubana também inclui o ministro das Relações Exteriores Bruno Rodríguez Parrilla e os ministros Rodrigo Malmierca, do MINCEX e Raúl García Barreiro, de Energia e Minas, além do embaixador de Cuba no México, Pedro Núñez Mosquera e funcionários do nosso Ministério das Relações Exteriores.

Por: Arleen Rodríguez Derivet

Categories: # Miguel Díaz-Canel, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Presidente chinês Xi Jinping felicita em Díaz-Canel por sua eleição

Este artigo: Amistad, China, Cuba, Política, Xi Jinping

O presidente chinês, Xi Jinping, felicitou como Miguel Díaz-Canel por sua execução como mandatário de Cuba, destacou a lista de amigos e reafirma a disposição de trabalhar juntos pelo fortalecimento dos lábios bilaterais.

Em sua mensagem, o dignatário afirma que os países filhos de amigos, sociedades e hermanos, lograron forjar uma fraternidade contínua por mais de um símbolo médio, encontrar uma confiança sincera e compartir um destino.

Assim, ratifique a expansão voluntária com Díaz-Canel e a cooperação bilateral e promova mais a estabilidade dos vínculos entre os estados socialistas.

Xi Jinping também se comunica com o primeiro secretario do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba, Raúl Castro, e transmite os seus votos pelo voto da IV Seção Extraordinária da Associação Nacional de Poder Popular (Parlamento), celebrado este ano para eleger dirigentes do país.

China – como garantido – concede alta importação do projeto de relacionamento com Cuba, está disponível para manter a comunicação com Raúl e juntos escrever um novo capítulo na lista de relacionamentos.

Díaz-Canel resultou em elegível como presidente da República de Cuba pela prefeitura absoluta em uma votação gratuita, direta e secreta durante a sessão parlamentar.

O órgão legislativo também aprovou Salvador Valdés para a carga do vice-presidente da nação e ambas as líderes recebem um mandato até 2023, após o término da legislação atual do Parlamento cubano.

Categories: # Miguel Díaz-Canel, Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Cuba Eleito Miguel Díaz-Canel como Presidente da República: Discurso do Chefe de Estado

A Assembléia Nacional do Poder Popular (ANPP) elegeu nesta quinta-feira, 10 de outubro, o presidente da República de Cuba, Miguel Mario Díaz-Canel Bermúdez, que assumirá o cargo até 2023.

Reunidos no Centro de Convenções de Havana, em sessão extraordinária, os legisladores votaram em Díaz-Canel, 59, como Chefe de Estado, deputado pelo município de Santa Clara, província de Villa Clara.

Até agora, ele ocupava a presidência dos Conselhos de Estado e Ministros, uma nomenclatura que agora desaparece conforme estipulado na nova Constituição, aprovada em abril de 2019.

Após 43 anos, Cuba retoma a figura do Presidente da República como chefe de Estado, eleito do seu seio pela Assembléia e acompanhado por um vice-presidente, com uma forte centralidade na estrutura do poder do Estado.

Díaz-Canel: A Revolução é uma luta pelo futuro
No início de seu discurso de posse, Díaz-Canel prestou homenagem ao evento ocorrido em 10 de outubro de 1868, “o primeiro dia de liberdade e independência de Cuba”, como o chamou Carlos Manuel de Céspedes.

“Esta data tem todos os direitos de ser uma das mais celebradas em nosso calendário nacional, por suas fortes ressonâncias, desde o minuto de 1868 até o momento em que renovamos o juramento de serviço incondicional ao país”.

O recém-eleito presidente da República de Cuba destacou episódios que colocam a juventude cubana no epicentro dessas lutas. Ele lembrou as palavras do comandante em chefe Fidel Castro, em julho de 1962 em Santiago de Cuba, diante de estudantes e professores da Universidade de Oriente:

“A Revolução não é uma luta para o presente, a Revolução é uma luta para o futuro; a Revolução está sempre de olho no futuro e na pátria em que pensamos; A sociedade que concebemos como uma sociedade justa e digna para os homens é a pátria de amanhã. A Revolução é uma luta pelo futuro. Sempre foi e é agora.

Vergonha como faixa e como colete moral”
Em outro momento de seu discurso, Díaz-Canel disse que se algo nunca perdia a liderança da Revolução, era o curso moral da história. “Lá estão eles, invictos, sem mais monumentos do que seu próprio trabalho, aos quais temos o dever de prestar o tributo mais justo: fazê-lo crescer e prosperar, sem medo de ameaças ou riscos”.

Ele fez referência à política do governo dos EUA: “Que mal está fazendo esse império, velho e desmoralizado, sua tropa de políticos medíocres e mentirosos, nutridos pela OEA”.

Os pobres da terra não podem perder nossa dignidade ou ceder à ameaça. É uma condenação demonstrada muitas vezes ao longo da história, desde o dia 10 de outubro em La Demajagua até abril de 1961, quando Fidel disparou um tanque contra navios mercenários. ”

Ele afirmou firmemente que a Revolução preservará intactas todas as suas convicções, aquelas que custam o sangue dos melhores filhos da Pátria. “Quando você tem uma cidade de ascendência cubana, não duvida nem um segundo para enfrentar o futuro, ciente de que a conquistaremos”.

O Presidente da República retomou a avaliação de que “tantas vezes ouvimos o General do Exército e aprendemos a aquecer melhor em meio às dificuldades: que tipo de pessoas temos! Quem cria e constrói derrotou aqueles que odeiam e desfazem. ”

“Quanto mais eles nos atacam, mais nos intimidam, mais cresce a vontade e a força nacionais: a unidade. Como os mambises, nome honorável do crioulo rebelde, não hesitaremos em usar o facão se os rifles estiverem faltando. E sempre teremos vergonha como faixa e como colete moral. ”

Ele observou que o aviso do Titã de Bronze não variou nem um milímetro: “Quem tentar apropriar-se de Cuba, coletará a poeira de seu solo alagado, se não perecer na luta”.

“Dias intensos e desafiadores nos aguardam, mas ninguém vai tirar a confiança no futuro que devemos aos nossos filhos na Pátria de que os pais nos conquistaram de pé”, concluiu.

* FONTE: CUBADEBATE

Categories: # Miguel Díaz-Canel, Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Soberania, Venezuela, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Díaz-Canel: Cuba sempre homenageará vítimas do terrorismo (+ Fotos e Tweet)

El presidente de Cuba reclama justicia una vez más. Fotos: Archivo

O presidente do Estado e Ministros, Miguel Díaz-Canel, disse em 6 de outubro passado que Cuba sempre honraria as 73 fatalidades do ataque terrorista ocorrido há 43 anos contra uma aeronave comercial de Cubana de Aviacion na costa de Barbados .

1.100 pessoas estão falando sobre isso

Neste domingo, uma representação do povo cubano chegou à necrópole de Colombo em peregrinação ao Dia das Vítimas do Terrorismo do Estado, data estabelecida em Cuba após o ataque à aeronave cubana.

Ver imagen en Twitter

No ato, foram depositadas oferendas de flores enviadas pelo primeiro secretário do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba, Raúl Castro Ruz, e pelo presidente Miguel Díaz-Canel.

 

 

Eliecer Romero, capitão de Cubana de Aviacion, denunciou que a ação contra a aeronave foi planejada pelos terroristas cubanos Luis Posada Carriles e Orlando Bosch e executada pelos venezuelanos Hernán Ricardo e Freddy Lugo.

Ele disse que os envolvidos pertenciam à Agência Central de Inteligência (CIA) dos Estados Unidos.

Posada Carriles e Bosch nunca pagaram por esse crime e viveram em liberdade até sua morte na cidade americana de Miami, apesar das reivindicações de justiça pelas famílias das 73 vítimas: 57 cubanos, 11 guianenses e cinco norte-coreanos.

O terrorismo de Estado contra Cuba já matou três mil 478 mortos e deixou mais de dois mil cubanos incapacitados.

Na rádio Habana Cuba

Categories: # Cuba, # Miguel Díaz-Canel, # yo voto vs bloqueo, #EstadosUnidos, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: