Nunca mais seremos o quintal dos EUA

Erdogan anuncia o início do envio de tropas turcas para a Líbia

Em 14 de janeiro, Erdogan ameaçou “ensinar uma lição ao marechal” se continuar “os ataques ao governo legítimo da Líbia”. Além disso, ele anunciou que a Turquia se juntará à Rússia, Alemanha e Reino Unido em uma cúpula que a chanceler alemã Angela Merkel organizará em Berlim no próximo domingo para discutir a situação na Líbia.

Erdogan anuncia el incio del envío de tropas turcas a Libia

Presidente turco Recep Tayyip Erdogan em Ancara, Turquia, Murat Cetinmuhurdar / Assessoria de Imprensa Presidencial / Reuters

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, anunciou na quinta-feira o início do envio de forças militares turcas para a Líbia, informa o TRT.

Em discurso proferido no Centro Cultural Bestepe, em Ancara, o presidente disse que as tropas terão como objetivo garantir a sobrevivência e a estabilidade do Governo do Acordo Nacional (GAN), com sede em Trípoli e reconhecido pela ONU.

Ele também disse que a Turquia continuará a usar todos os seus meios diplomáticos e militares para garantir a estabilidade ao sul de suas fronteiras.

Ao mesmo tempo, Ergodan indicou que já neste ano Ancara começará a conceder licenças para exploração e perfuração no leste do Mediterrâneo, de acordo com seu acordo marítimo assinado com Trípoli em dezembro passado. O presidente enfatizou que qualquer extração de petróleo na costa da Líbia não é possível sem a permissão dos governos dos dois países.

Em 5 de janeiro, Erdogan já afirmou que os militares turcos estão presentes na Líbia. Ele disse que os militares turcos não formarão a principal força de combate na operação planejada por Ancara. “Diferentes unidades de combate vão operar na Líbia, eles não são nossos soldados. Mas nossos soldados coordenarão tudo”, disse Erdogan.

Conflito na Líbia
Atualmente, na Líbia, existe uma dualidade de poderes. O GAN, criado em 2015 como um órgão de transição e apoiado pela ONU, tem Trípoli e partes do noroeste do país sob seu controle. Na maior parte da Líbia, a Câmara dos Deputados governa, com sede em Tobruk, em operação desde 2014 e apoiada pelo ENL.

A situação piorou em abril de 2019, quando o marechal Jalifa Haftar, comandante da ENL, anunciou o início de uma ofensiva militar para assumir o controle de Trípoli. Atualmente, eles controlam a maior parte do país com diferença e até chegaram aos subúrbios da capital.

No início de janeiro, o Parlamento turco aprovou o envio de tropas para a Líbia para apoiar o governo de Trípoli.

Em 13 de janeiro, a reunião entre representantes de várias partes do conflito armado na Líbia foi realizada em Moscou por iniciativa da Rússia e da Turquia e resultou no desenvolvimento de um documento que ajudaria a especificar questões relacionadas ao cessar-fogo no país do norte da África .

Categories: #Al Qaeda, Associated Press, #CIA, #cuba, #EEUU, estados unidos, MSNBC, NBC,#Reino Unido, #Rusia, Universidad de Lincoln, William Arkin, #ONU, #Rússia, 29 de maio Dia Internacional da ONU, ações intervencionistas dos EUA, Constituição dos EUA, interesses dos EUA, INTERVENÇÕES HUMANITÁRIAS DOS EUA, Joseph Goebbels, ministro de Pueblo Popular y Propaganda de la Alemania de Adolfo Hitler, Nunca mais seremos o quintal dos EUA, ONU, OTAN, REINO UNIDO, RUSSIA, Secretaria-Geral da ONU, Stéphane Dujarric, secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo,, Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

O Parlamento iraniano apóia “vingança” contra o Exército dos EUA e o Pentágono como “organizações terroristas”

Por :RT

Na terça-feira, o Parlamento iraniano ratificou uma moção chamada “vingança severa” que foi aprovada em abril passado e nomeia o Comando Central dos EUA. como uma “organização terrorista” e o governo dos EUA como “patrocinador do terror”, relata a mídia local.

El Parlamento iraní avala la "venganza" contra el Ejército de EE.UU. y el Pentágono como "organizaciones terroristas"

Nazanin Tabatabaee / Reuters

A moção foi aprovada após o assassinato do general Qassem Soleimani durante um ataque aéreo lançado em 2 de janeiro perto do aeroporto da capital iraquiana. O ataque, ordenado pelo presidente Donald Trump, foi descrito pelo Parlamento iraniano como um ato de “terrorismo patrocinado pelo Estado”.

“Hoje, depois da cruel medida dos EUA de assassinar o general Soleimani, cuja responsabilidade foi aceita pelo presidente dos Estados Unidos, modificamos a lei anterior e anunciamos que todos os membros do Pentágono, comandantes, agentes e responsáveis pelo martírio de O general Soleimani será considerado forças terroristas “, disse Ali Larijani, presidente da Casa.

A emenda da lei também permitirá que a Força Quds do IRGC (Órgãos da Guarda Revolucionária Islâmica) retire 200 milhões de euros do Fundo Nacional de Desenvolvimento do Irã nos próximos dois meses, explicou Larijani, que também garantiu que eles tinham a permissão do líder supremo iraniano para fazê-lo.

Espiral de tensão
O Pentágono sustenta que o ataque aéreo na quinta-feira passada “teve como objetivo deter futuros planos de ataque iranianos” e acusou Soleimani de “desenvolver ativamente planos para atacar diplomatas dos EUA e membros do serviço no Iraque e em toda a região”.

No domingo, o Irã anunciou que não cumprirá os limites estabelecidos no acordo nuclear de 2015 sobre a quantidade de centrífugas de enriquecimento de urânio e também disse que seguirá a letra do tratado apenas se os EUA levanta as sanções contra ele.

António Guterres, Secretário Geral das Nações Unidas, falou na sexta-feira sobre a escalada de tensões no Oriente Médio com um apelo à “moderação máxima” dirigida aos líderes mundiais. “O mundo não pode permitir outra guerra no Golfo”, afirmou ele no Twitter.

Categories: #China#EEUU#Iran#Nicaragua.barco hospital naval Arca de la Paz, #Conspiracion, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Trump, @Trump, ações intervencionistas dos EUA, Donald Trump, Donald Trump,, FORA TRUMP, interesses dos EUA, Nunca mais seremos o quintal dos EUA, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Bruno Rodríguez: Condenamos veementemente os bombardeios dos EUA contra o aeroporto de Bagdá

Bruno Rodríguez Parrilla, Ministro das Relações Exteriores de Cuba. Foto: Irene Pérez / Cubadebate

Cuba condenou hoje o ataque dos Estados Unidos ao aeroporto da capital iraquiana, com um saldo de mortes, e foi ordenada pelo presidente Donald Trump.

Condenamos veementemente o bombardeio do aeroporto #EEUU x Bagdá e o uso de mísseis para assassinatos seletivos, o ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rogiguez Parrilla, assinou em sua conta no Twitter.

Essa ação representa uma grave escalada na região do Oriente Médio, onde conflitos podem surgir com conseqüências incalculáveis ​​para a paz e a segurança internacionais, disse o chefe de Relações Exteriores.

O Pentágono confirmou que o ataque visava aniquilar o general iraniano Qasem Soleimani, de grande prestígio nos países da região por comandar ações contra grupos terroristas como o chamado Estado Islâmico.

Seu assassinato provocou forte rejeição nos governos do Iraque e Irã e protestos em massa, especialmente em Teerã.

Vários atores políticos concordam que Trump pode provocar uma escalada de violência na região, já volátil devido à intervenção militar dos EUA.

(Com informações da Prensa Latina)

Categories: #China#EEUU#Iran#Nicaragua.barco hospital naval Arca de la Paz, ações intervencionistas dos EUA, Constituição dos EUA, Donald Trump, Donald Trump,, Donald Trump, Estados Unidos, FORA TRUMP, interesses dos EUA, INTERVENÇÕES HUMANITÁRIAS DOS EUA, Nunca mais seremos o quintal dos EUA, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Trump, Trump Google, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Quatro milhões de turistas em Cuba, o número que os EUA Ele insiste em não crescer

«Apesar do ressurgimento do bloqueio econômico, comercial e financeiro dos Estados Unidos contra o nosso país, que afeta diretamente o desenvolvimento do turismo, chegamos em 11 de dezembro aos quatro milhões de visitantes internacionais e estamos buscando mais»

Autor:  | internet@granma.cu

A pesar del impacto del recrudecimiento del bloqueo y las medidas de la administración Trump, el turismo aspira a recibir este año más de 4 300 000 visitantes foráneos. Foto: José M. Correa

Foto: Jose M. Correa

Isso foi dito em sua conta no Twitter, Manuel Marrero Cruz, ministro desse setor estratégico no Plano de Desenvolvimento da nação, que continua sendo a contribuição mais dinâmica para a economia.
Nem a aberrante suspensão do destino Cuba aos cruzeiros das empresas americanas, nem a privação das companhias aéreas daquele país de vôos para nove destinos nas Grandes Antilhas, que entraram em vigor em 10 de dezembro último, dia universal do Os direitos humanos, nem a perseguição financeira e a aplicação de multas aos investidores em Cuba, puderam visitar uma terra hospitaleira, segura e alegre, onde a paz é uma garantia.
O turismo mostra o progresso do investimento estrangeiro no país, uma esfera em que, até abril passado, havia 97 contratos de administração e marketing de hotéis e um contrato de administração estrangeira. (Redação Nacional)

Categories: "para Cuba Eu até ando de bicicleta, # Cuba, # yo voto vs bloqueo, #Cuba, #Cuba #CIA, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #solidaridadvs bloqueo, ações intervencionistas dos EUA, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, CubavsBloqueo, Donald Trump, eeuu, EUA monta um novo show anti-cubano, FORA TRUMP, interesses dos EUA, Nunca mais seremos o quintal dos EUA, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Trump Google, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

“Nunca mais seremos o quintal dos EUA”: Bolívia em apoio ao presidente Maduro

Resultado de imagen de foto de evo morales

Nesta quarta-feira, após as ações intervencionistas dos EUA, promovendo a autoproclamação do deputado Juan Guaidó como “presidente encarregado” do país, o presidente da Bolívia, Evo Morales expressou palavras de apoio e solidariedade para com a Venezuela. Continuar a ler

Categories: ações intervencionistas dos EUA, Nunca mais seremos o quintal dos EUA, promovendo a autoproclamação do deputado Juan Guaidó como "presidente encarregado, Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: