# OEA

Bolivianos nos Estados Unidos denunciam que foram privados do direito de voto nas eleições de 18 de outubro.

Categories: # OEA, bolivia, Carta Democrática da OEA, Dança de máscaras na OEA, Derechos Humanos, Organizacion e Estados Americanos (OEA) | Deixe um comentário

Cuba: Sessenta anos de uma Declaração de Princípios.

Por :Prensa Latina

A Primeira Declaração de Havana, aprovada em grande ato nesta capital há 60 anos, ratificou ao mundo a vontade de independência e soberania de Cuba ante a agressividade de Washington.

Com esta demonstração de rebelião, a nascente Revolução replicou a Declaração de San José, acertada na Costa Rica pelos Estados Unidos e seus governos acólitos da região, durante a Sétima Reunião de Consulta dos Chanceleres da Organização dos Estados Americanos (OEA).

Este documento, promovido pelo secretário de Estado norte-americano, Christian Archibald Herter, abriu as portas a sanções contra Cuba, já ameaçada por Washington, por sua aproximação com a União Soviética e outros países socialistas como a China, dispostos a prestar ajuda solidária à ilha.

O texto cubano, lido pelo líder da Revolução, Fidel Castro, perante um milhão de compatriotas que ofereceram seu apoio, denunciou o caráter predatório dos Estados Unidos e condenou a política hostil da potência do norte contra Cuba e seu histórico de intervenções na América Latim.

“Diante do pan-americanismo hipócrita que é apenas o predomínio dos monopólios ianques sobre os interesses dos povos americanos e a gestão ianque dos governos prostrados diante de Washington, a Assembleia do Povo de Cuba proclama o latino-americanismo libertador que bate em José Martí e Benito Juárez”, capturou o documento.

Ratificou também a política de amizade com todos os povos do mundo, incluindo os países socialistas, e anunciou o estabelecimento de relações diplomáticas com a China.

Afirmou que a democracia não pode se limitar apenas ao exercício eleitoral, quase sempre administrado por latifundiários e políticos profissionais, e a definiu como o direito dos cidadãos de decidirem seus próprios destinos.

Na luta por essa América Latina libertada, diante das vozes obedientes daqueles que usurpam sua representação oficial, surge agora a voz genuína dos povos, com poder invencível, dizia a Declaração que expressava fé no futuro da América Latina libertada de laços com o imperialismo dos EUA.

Categories: # OEA, # yo voto vs bloqueo, #America Latina, #EstadosUnidos, #solidaridadvs bloqueo, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, bloqueo contra cuba, China, CubavsBloqueo, La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo, mentiras construídas em Washington contra Cuba, Washington | Deixe um comentário

Dominica mantém a data das eleições gerais para a próxima sexta-feira

Autor: Redação Internacional | internacional@granma.cu

Apesar da interferência estrangeira, o governo da Dominica confirmou que mantém a data das eleições gerais para a próxima sexta-feira.

Primer ministro de Dominica, Roosevelt Skerrit, ratifica elecciones pese a injerencia de EE. UU. y la OEA.

O primeiro ministro da Dominica, Roosevelt Skerrit, ratifica as eleições apesar da interferência dos EUA. UU. e a OEA. Foto: AFP

Os Estados Unidos e a Organização dos Estados Americanos (OEA) realizaram uma forte campanha para que o candidato da oposição Lennonx Linton, do Partido dos Trabalhadores Unidos (UWP), possa ser eleito e por isso eles usaram um clima de incerteza.

A Prensa Latina relata as alegações feitas pelo primeiro-ministro Roosevelt Skerrit, que instou seus compatriotas a manter a calma e evitar qualquer provocação. “A oposição sabe que está perdendo as eleições e está usando meios ilegais para intimidar as pessoas e usar uma narrativa internacional para deslegitimar os resultados”.

O Tribunal Superior de Justiça da Dominica rejeitou na terça-feira um apelo da oposição para suspender as eleições e disse que as eleições estão de acordo com as leis da Comunidade do Caribe (Caricom).

Em apoio ao governo da Dominica, os ministros das Relações Exteriores Jorge Arreaza, da Venezuela; e Bruno Rodríguez, de Cuba, e os primeiros-ministros Ralph Gonsalves, de São Vicente e Granadinas; e Gaston Browne, de Antígua e Barbuda, questionaram a posição antidemocrática da OEA. A Caricom enviará nas próximas horas uma Missão de Observação Eleitoral para supervisionar as eleições na ilha.

Categories: # OEA, #OEA,Luis Almagro, #Trump, @Trump, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, antilatinoamericana agenda geopolítica belicista e Donad Trump alinhados, Barack Obama Bruno Rodríguez ParrillaDonald Trumpoficina del Servicio de Ciudadanía e Inmi, Carta Democrática da OEA, Comunidad de Estados Latinoamericanos y Caribeños (CELAC), Cuba, Organización de Estados Americanos (OEA), Dança de máscaras na OEA, Donald Trump, Donald Trump, Estados Unidos, FORA TRUMP, Luis Almagro, Nicarágua, Organização dos Estados Americanos (OEA), República Dominicana, Trump Google, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: