#ONU

No mesmo planeta, 16 mil crianças menores de 4 anos morrem de fome todos os dias.Vamos lutar por um sistema mais justo.

Imagem
Categories: #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #ONU, Derechos Humanos, Prensa Capitalista | Deixe um comentário

Assassinato do #EmbaixadorItaliano no #Congo investigado.

Retirado do teleSUR .

O Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas (PMA) informou nesta quinta-feira em seu site oficial que três investigações estão em andamento para esclarecer o assassinato do embaixador italiano na República Democrática do Congo, Luca Atanassio, ocorrido na segunda-feira.

“Existem atualmente três investigações em andamento, examinando os eventos em torno do incidente na segunda-feira, 22 de fevereiro, em que o embaixador italiano na República Democrática do Congo, Luca Attanasio, sua escolta de segurança, Vittorio Iacovacci, e o motorista da PMA, Mustapha Milambo, “WFP relata em um comunicado.

Los otros cuatro empleados del PMA que se encontraban en el lugar de la tragedia y que fueron heridos, "están a salvo y continúan recuperándose".

“Apoiamos o apelo ao Governo da República Democrática do Congo para que investigue (…) e leve os perpetradores à justiça”, acrescenta o documento do referido organismo multilateral.

A entidade das Nações Unidas indica que as investigações são conduzidas, respetivamente, pelo Departamento de Segurança e Vigilância das Nações Unidas (UNDSS), pelas autoridades italianas e pela República Democrática do Congo; com os quais o WFP está disposto a colaborar.

Da mesma forma, o PMA agradeceu ao Secretário-Geral da ONU, António Guterres, o seu apoio. Também expressou solidariedade aos familiares, amigos e colegas das vítimas e insistiu na importância de se trabalhar com celeridade, para que os fatos sejam apurados com transparência e integridade.

“A família do PMA continua a chorar por todos os perdidos neste incidente, incluindo nosso amigo e colega Mustapha Milambo, que foi enterrado na cidade congolesa de Goma na terça-feira, 23 de fevereiro”, lamenta a nota oficial.

O texto especifica que os outros quatro funcionários do WFP que estiveram no local da tragédia e que foram feridos, “estão seguros e continuam a se recuperar em Goma”, conclui o relatório.

Categories: #ONU, MISION DIPLOMATICA, ONU, PENSAMIENTO DIPLOMATICO, Secretaria-Geral da ONU, Stéphane Dujarric | Deixe um comentário

#Sanções: ilegalidade coberta.

Categories: "Liberdade", "democracia", "racismo" e "direitos humanos", # Cuba, # Venezuela, # yo voto vs bloqueo, #America Latina, #China#EEUU#Iran#Nicaragua.barco hospital naval Arca de la Paz, #China#EEUUDonald TrumpFondo Monetario Internacional (FMI)Ivan Duque, #Cuba #CIA, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #ONU, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, China, CIA Mike Pompeo, congresso, CubavsBloqueo, Derechos Humanos, ECONOMIA, relações bilaterais, o governo Donald Trump, RUSIA, SANCIONES, secretario de Estado, Michael Pompeo, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump, UNION EUROPEA | Deixe um comentário

O Exército executou 6.402 civis na #Colômbia (o triplo dos #FalsosPositivos reconhecidos)

Categories: #ONU, COLOMBIA ACUERDOS DE PAZ, OTAN, Politica, Tiene Colombia moral para enjuiciar a Venezuela, UNION EUROPEA | Deixe um comentário

#ONU alerta para agravamento da fome na #AméricaCentral .

Segundo o Programa Alimentar Mundial (PAM) das Nações Unidas, o número de pessoas em situação de insegurança alimentar, que em 2018 era de cerca de 2,2 milhões em El Salvador, Honduras, Guatemala e Nicarágua, quase quadruplicou para atingir oito milhões.

Entre esses oito milhões, 1,7 milhões de pessoas necessitam de ajuda alimentar de urgência, precisou o PAM em comunicado, no qual também apela a um maior envolvimento dos doadores.

A agência da ONU sublinhou que a região, onde vários anos de seca e de alterações climáticas perturbaram a produção alimentar, sofreu particularmente os efeitos dos furações de 2020, que destruíram colheitas vitais.

“Os furacões Eta e Iota, que atingiram a América Central em Novembro de 2020, afectaram a vida de 6,8 milhões de pessoas que perderam as suas habitações e o seu ganha-pão”, sublinha a organização internacional.

“Atendendo ao nível de destruição e aos problemas com que se confrontam as pessoas afectadas, calculamos que a recuperação seja longa e lenta”, considerou Miguel Barreto, chefe do PAM para a América Latina e Caraíbas.

Antes da chegada dos furacões, a pandemia tinha já atingido fortemente a população dos quatro países, onde um elevado número de núcleos familiares registou quebra de rendimento ou perda de emprego.

Segundo os inquéritos do PAM, o número de famílias na Guatemala que afirmam não possuir o suficiente para comer duplicou em relação ao período anterior à pandemia, e o número aumentou mais de 50% nas Honduras.

“As comunidades urbanas e rurais da América central tocaram no fundo”, advertiu Miguel Barreto.

“A crise económica provocada pelo coronavírus já tinha tornado inacessíveis os alimentos disponíveis nos mercados para as famílias mais vulneráveis, que ainda foram mais afectadas pelos furacões Eta e Iota”, acrescentou.

“Muitos não têm onde viver e refugiaram-se em abrigos temporários onde sobrevivem com menos que nada”.

Devido à destruição de muitas habitações e quintas, as reservas alimentares ameaçam esgotar-se e as oportunidades de trabalho escasseiam, e perto de 15% das pessoas inquiridas pelo PAM afirmaram pretender emigrar, contra 8% em 2018.

O PAM apelou aos doadores internacionais para intensificarem a sua ajuda indicando necessitar de mais de 47 milhões de dólares (38,7 milhões de euros) para ajudar 2,6 milhões de pessoas nos quatro países e durante os próximos seis meses.

Categories: #Nicaragua, #ONU, #salud, Coronavirus, CoronaVirus, Política, Guatemala, Guatemala, Guiana, Honduras, Panamá, Paraguai, Peru e Santa Lúcia, Profesionales e la Salud | Deixe um comentário

Luca Attanasio: o embaixador italiano na República Democrática do Congo morre em um ataque violento .

Uma viagem por uma das áreas mais perigosas da África para visitar um projeto escolar em uma aldeia custou a vida do embaixador italiano na República Democrática do Congo, Luca Attanasio, na segunda-feira.

“Hoje a Itália chora a perda de dois de seus filhos e abraça suas famílias”, diz o comunicado no qual o chanceler italiano, Luigi Di Maio, também expressa seu “grande choque e imensa dor” pelos “brutais” assassinatos.

Luca Attanasio

“Nenhum esforço será medido para esclarecer o ocorrido”, acrescentou Di Maio.

Também foram mortos no ataque um policial militar italiano, Vittorio Iacovacci, 30, e um motorista congolês cujo nome não foi divulgado imediatamente.

Attanasio, 43, morreu no hospital depois que o comboio do Programa Mundial de Alimentos da ONU (PMA), no qual ele viajava, foi atacado perto de Goma, segundo nota do Ministério das Relações Exteriores da Itália.

Luca Attanasi

O primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, emitiu uma declaração expressando suas “mais profundas condolências”, enquanto o presidente Sergio Mattarella condenou o “ataque covarde”.

Tentativa de sequestro?
Acredita-se que o ataque tenha sido uma tentativa de sequestro, segundo autoridades do Parque Nacional de Virunga, localizado próximo ao local do ataque.

As forças de segurança foram posicionadas na área onde ocorreu o ataque.

O incidente ocorreu por volta das 10h15 no horário local (08h15 GMT) perto da cidade de Kanyamahoro, ao norte de Goma, disseram autoridades à Reuters.

Não está claro quem estava por trás do ataque, mas muitos grupos armados operam dentro e ao redor do parque.

Attanasio estava viajando de Goma para visitar um “programa escolar” na vila de Rutshuru, no leste da República Democrática do Congo, disse o PMA em Roma em um comunicado.

Las fuerzas de seguridad fueron desplegadas en la zona donde se produjo el ataque.

“O ataque … ocorreu em uma estrada que já havia sido liberada para viajar sem escoltas de segurança”, acrescentou.

Desde então, o Exército da RDC enviou tropas para ajudar nas buscas na área.

Diferentes milícias armadas também se enfrentam regularmente no leste do país, onde uma grande força da ONU está lutando para manter a paz.

O Parque Nacional de Virunga é considerado um dos lugares mais perigosos da África.

Attanasio representava a Itália na República Democrática do Congo desde 2017. Entrou para o serviço diplomático em 2003 e passou alguns períodos no Marrocos e na Nigéria.

Perguntas sobre uma aparente falha de segurança
Análise de Emery Makumeno, BBC News, Kinshasa

Attanasio é o primeiro embaixador a ser assassinado no país desde que o francês Philippe Bernard foi morto a tiros durante tumultos na capital, Kinshasa, em 1997.

Normalmente, os comboios de ajuda que viajam pelo leste da RDC são fortemente guardados por tropas da ONU e é provável que surjam dúvidas sobre o nível de segurança do comboio de Attanasio.

Un general de la RD Congo habla con un efectivo de la ONU.

O diplomata viajava para o leste, a parte mais instável da República Democrática do Congo. Muitos grupos armados locais, bem como os de Ruanda, Burundi, República Centro-Africana (CAR) e Uganda, se estabeleceram na região nos últimos 25 anos.

O ataque destaca o fato de que a estabilidade na região só voltará se for encontrada uma solução para os problemas políticos em todos esses países.

Linha cinza de apresentação
A República Democrática do Congo esteve durante muitos anos no centro de uma guerra civil brutal que afetou vários países vizinhos.

O conflito matou cerca de 5 milhões de pessoas entre 1994 e 2003, e alguns observadores a chamaram de a Grande Guerra na África.

Mas seu fim não serviu para acabar com a violência. Dezenas de milícias e grupos rebeldes continuam operando nas áreas orientais.

A missão de paz da ONU está na República Democrática do Congo desde 1999. É uma das maiores operações de paz do mundo, com mais de 17.000 pessoas no terreno.

Categories: #ONU, Africa, africa do sul, Congo Democrático, MINREX, MISION DIPLOMATICA, ONU, República Democrática do Congo | Deixe um comentário

O Ministro das Relações Exteriores de Cuba participará do Segmento de Alto Nível da Conferência sobre Desarmamento e do Segmento de Alto Nível do Conselho de Direitos Humanos.

Retirado da Cubadebate .

O Chanceler cubano participará de forma virtual do Segmento de Alto Nível da Conferência sobre Desarmamento, que será realizada nesta segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021, em Genebra, na Suíça.

A participação de Cuba neste evento corresponde ao seu compromisso com o regime internacional de desarmamento, não proliferação e controle de armas.

O Ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez Parrilla, também participará virtualmente do Segmento de Alto Nível do 46º Período Ordinário de Sessões do Conselho de Direitos Humanos, que acontecerá no próximo dia 23 de fevereiro de 2021 em Genebra, Suíça.

Cuba foi eleita em outubro de 2020 como membro do Conselho de Direitos Humanos para o período 2021-2023, apoiado por 88% dos membros da ONU, representados em sua Assembleia Geral.

Categories: # Cuba, #ONU, Assembléia Geral da ONU, Colômbia, Organização das Nações Unidas (ON, Derechos Humanos, MINREX | Deixe um comentário

Base dos #EstadosUnidos em #Cuba: uma história centenária de ocupação.

Por Karina Marrón González Redacción Razones de Cuba

Apesar das convenções internacionais que fundamentam a ilegalidade da base naval dos Estados Unidos em território cubano, hoje esse enclave militar continua violando a soberania da nação caribenha.

Em 16 de fevereiro de 1903, os presidentes de Cuba, Tomás Estrada Palma, e dos Estados Unidos, Theodore Roosevelt, firmaram um acordo pelo qual foi cedida a parcela de terra localizada na província oriental de Guantánamo, “pelo tempo necessário e para para fins de estação naval e estação de carvão ”.

Isso seria complementado em 2 de julho de 1903, com os documentos especificando os detalhes do arrendamento; no entanto, a história é um pouco mais antiga.

Em 1901, os cubanos foram obrigados a aceitar um apêndice à Constituição da República, se quisessem acabar com a ocupação militar estadunidense que o país vinha experimentando desde 1899, após a intromissão dos Estados Unidos na guerra contra a metrópole espanhola .

Sob o nome de Emenda Platt, o documento deu aos Estados Unidos o poder de intervir em Cuba quando julgar necessário e obrigou a ilha a vender ou arrendar terras para o estabelecimento de bases navais e depósitos de carvão.

Esse é o primeiro ponto em que o acordo firmado dois anos depois não pode ser considerado válido, apontam os especialistas, por se tratar de um acordo feito sob coação.

A Conferência das Nações Unidas sobre o Direito dos Tratados, realizada em Viena em 1969, aprovou uma Declaração sobre a Coerção Militar, Política ou Econômica na Conclusão de Tratados, na qual condena “o recurso à ameaça ou o uso de pressão em todas as suas formas ”.

O caso da base naval dos Estados Unidos em Guantánamo coincide plenamente com essas definições, e também com o que está previsto no artigo 42 da IV Convenção de Haia (1907), que “considera um território como ocupado ilegalmente quando colocado sob a autoridade ou controle efetivo do exército inimigo ”.

O pesquisador cubano Elier Ramírez refere em artigo publicado no Cubadebate, que embora a Emenda Platt tenha sido revogada em 1934, seus postulados relativos a terrenos para depósitos de carvão ou estações navais foram assegurados no novo acordo firmado entre as duas nações.

Enquanto as partes contratantes não concordassem em modificar ou revogar as estipulações do que foi assinado em 1903, o que era relativo à estação naval de Guantánamo estaria em vigor, o tratado de 1934 proposto.

Acrescentou que enquanto os Estados Unidos não abandonarem a base, ou os dois governos concordarem com uma modificação dos limites atuais, ela continuará com a mesma extensão territorial.

Desse modo, a nação caribenha ficou privada da possibilidade de rescindir o contrato, poder que só ficou nas mãos da administração dos Estados Unidos.

A pesquisadora Olga Miranda, em sua obra Vizinhos Indesejáveis. A base naval de Guantánamo lembra que na lei “revogar uma lei é dispor contra ela e revogar uma legislação é destruí-la inteiramente”.

Porém, no caso da Emenda Platt, ela não foi revogada conforme declarado, mas sobrevive no Tratado de 1934 sobre a questão da base naval de Guantánamo.

Outro aspecto apontado pelo historiador Elier Ramírez é que o acordo de 1903, ao conceder aos Estados Unidos total jurisdição e domínio sobre as terras arrendadas, violou o princípio da integridade territorial consagrado nas constituições cubanas de 1901 até o presente.

Acrescenta que se considera universalmente que os tratados sem termo contêm uma condição tácita, têm valor enquanto duram as circunstâncias do momento de sua celebração, explica Ramírez; mas “Cuba não é uma neocolônia ianque há muito tempo”, portanto nenhum dos tratados desse período pode ser considerado válido.

A permanência da base naval dos Estados Unidos em Guantánamo até se qualifica como um ato de colonialismo, aponta o especialista com base na resolução 1514 aprovada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 14 de dezembro de 1960.

Todos esses argumentos são defendidos pelos cubanos no cenário internacional, onde não deixaram de exigir a devolução do território ocupado ilegalmente.

Soma-se a isso a condenação às atividades desenvolvidas naquele enclave pelo governo dos Estados Unidos, que desde 2002 transformou suas instalações em uma prisão denunciada como centro de tortura.

Retirado da Prensa Latina

Categories: # Cuba, #Cuba #CIA, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, #ONU, 70 bases nos EUA. em toda a América Latina, Assembléia Geral da ONU, Colômbia, Organização das Nações Unidas (ON, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, Injerencia De EEUU, Manipulacion Politica, ONU-CUBA, Politica agressiva contra Cuba, Politica Exterior | Deixe um comentário

Denunciam o impacto do bloqueio no confronto com a #COVID-19.

Autor: Lisset Chávez | internet@granma.cu

Cuba denunciou neste dia 18 de fevereiro, no debate aberto do Conselho de Segurança da ONU, sobre a manutenção da paz e da segurança internacional, com base na implementação da Resolução 2532, que a pandemia do

O covid-19 continua sendo um desafio global que tem gerado uma crise de múltiplos e devastadores efeitos, não só para a saúde, mas também para a economia, o comércio e a sociedade em geral.

A declaração cubana destacou que a pandemia representa uma ameaça ao desenvolvimento sustentável das nações e um desafio adicional para o cumprimento da Agenda 2030.

Além disso, destacou que na profunda recessão econômica que se aproxima, os países do Sul serão os mais afetados, especialmente aqueles sujeitos a medidas coercitivas unilaterais, em violação ao Direito Internacional e à Carta das Nações Unidas.

No mesmo contexto, Cuba denunciou o impacto negativo do bloqueio imposto pelos Estados Unidos e assegurou que cabe à Assembleia Geral da ONU assumir o papel central na coordenação dos esforços internacionais para enfrentar a pandemia e suas consequências.

Categories: # Cuba, # yo voto vs bloqueo, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #ONU, #salud, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Assembléia Geral da ONU, Colômbia, Organização das Nações Unidas (ON, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, CubavsBloqueo, Derechos Humanos, La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo, ONU-CUBA, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud | Deixe um comentário

Sanções ilegais dos #EUA contra a #Venezuela afetam a vida no país.

Categories: # Venezuela, #Colombia, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Guerrilla, Paz, #Venezuela, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #Estados UnidosGrupo de LimaPalacio de Miraflores, #ONU, #salud, Colombia, COLOMBIA ACUERDO DE PAZ, CoronaVirus, Política, Derechos Humanos, Donald Trump liderou um golpe de estado na nação bolivariana, EUA contra a Venezuela na ONU, Golpe de Estado #John Bolton #Nicolas Maduro Dialogo de Paz, joe biden, nicolas maduro, ONU continuará trabalhando com a Venezuela, Politica, Politica Exterior, relações bilaterais, o governo Donald Trump, SANCIONES, Tiene Colombia moral para enjuiciar a Venezuela, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: