#JairBolsonaro, durante a #Pandemia .

#JairBolsonaro #Covid-19 #Politica

A comissão parlamentar de inquérito do Brasil apresentou na quarta-feira o seu relatório final sobre o tratamento da pandemia pelo Presidente Jair Bolsonaro. Os senadores chegaram a um consenso para acusar o presidente de pelo menos nove crimes durante a sua gestão da crise de saúde. Do ponto de vista do analista político Carlos Alberto Almeida, os crimes de Bolsonaro são evidentes.

Primeira vacina anti-covid para menores: nos EUA… ou em Cuba?

#CubaPorLaSalud #VacunasCubanas #CienciaEnCuba

Newsweek: Enquanto os #EUA consideram a primeira vacina #COVID-19 para crianças até aos 5 anos de idade, #Cuba oferece-a a crianças de 2 anos.

#CienciaEnCuba #VacunasCubanas #CubaPorLaSalud #Covid-19 #ElBloqueoEsReal #XCubaYo

medida que os debates sobre saúde pública prosseguem nos EUA, pelo menos um fabricante da vacina COVID-19 apresentou um pedido de licenciamento do jab para crianças, um desenvolvimento que desencadeou mais discussões sobre segurança e eficácia.

Um funcionário da FDA confirmou à Newsweek na quinta-feira que a Pfizer “apresentou um pedido à FDA para alterar a sua autorização de utilização de emergência (EUA) para a vacina Pfizer-BioNTech COVID-19 para a prevenção da COVID-19 em crianças dos 5 aos 11 anos de idade. . “

“A agência realizará uma reunião do seu Comité Consultivo de Vacinas e Biologia Relacionada no dia 26 de Outubro para solicitar a contribuição dos seus cientistas independentes e peritos de saúde pública sobre os dados e informações constantes do pedido”, disse o funcionário da FDA.

O funcionário da FDA disse que o cronograma para o cumprimento desse pedido dependeria da revisão por peritos, mas foi previsto um resultado antes do final do mês.

“Embora a FDA não possa prever quanto tempo levará a sua avaliação dos dados e informações”, disse o funcionário da FDA, “a agência irá rever a aplicação dos EUA o mais rapidamente possível utilizando a sua abordagem abrangente e baseada na ciência, e espera que esta avaliação demore cerca de semanas em vez de meses.

Entretanto, em Cuba, uma fervorosa campanha para inocular a ilha de cerca de 11,3 milhões de pessoas contra a doença permitiu a vacinação de crianças com apenas 2 anos de idade, desde o mês passado.

Até agora parece estar a funcionar. E os funcionários em Havana já estabeleceram o seu objectivo de expandir a campanha de modo a incluir também as idades mais jovens.

“O nosso programa de vacinação está a ser implementado desde os dois anos de idade e já estamos a fazer testes em crianças menores de dois anos”, disse Carlos Fernandez de Cossio, director-geral para os Estados Unidos no Ministério dos Negócios Estrangeiros cubano, à Newsweek.

O objectivo, argumentou Fernandez de Cossio, era eventualmente adicionar a injecção COVID-19 à lista padrão de vacinas oferecidas aos bebés.

Cuba já atingiu uma taxa líder de cerca de 55 por cento da população totalmente vacinada contra a COVID-19, e cerca de 85 por cento recebeu pelo menos uma dose. O país espera chegar a 92 por cento totalmente vacinado em algum momento do próximo mês.

Cuba foi o primeiro país do mundo a iniciar a vacinação em massa de crianças contra a COVID-19 e é também o país mais pequeno a desenvolver a sua própria vacina, da qual foram desenvolvidos cinco tipos diferentes.

Fernández de Cossío atribuiu este avanço a uma ambiciosa missão lançada há anos atrás a medicamentos avançados pioneiros, incluindo aplicações sanitárias da biotecnologia, num país com poucos recursos e sujeito a um embargo americano de décadas.

“Em Cuba temos tido bastante sucesso há anos no campo da biotecnologia”, disse ele.

Depois, quando a extensão da propagação global da COVID-19 se tornou aparente e o embargo dos EUA só se tornou mais rigoroso devido a medidas tomadas pelo antigo Presidente Donald Trump , Fernández de Cossío disse que os funcionários se propuseram desde cedo a desenvolver uma vacina que pudesse ser administrada com segurança numa idade jovem. .

“Desde o início, os nossos cientistas disseram que precisamos de desenvolver uma vacina que possa ser usada com crianças”, disse ele.

Apesar das suas diferenças políticas, o sucesso de Cuba pode ser um bom presságio para o esforço dos EUA para vacinar as crianças. A vacina Pfizer-BioNTech foi a primeira no país a receber a aprovação da Food and Drug Administration em Agosto para idades a partir dos 16 anos, e a vacina também tem aprovação de utilização de emergência para idades a partir dos 12 anos.

A Newsweek oficial da FDA fez referência a uma declaração no mês passado na qual a FDA se comprometeu a tomar medidas adicionais “para garantir a segurança e eficácia destes produtos para as crianças” e a adoptar uma abordagem científica do problema.

“Além disso, os ensaios clínicos são realizados de acordo com planos que reflectem a considerável experiência da FDA na concepção de ensaios clínicos; estes planos são chamados ‘protocolos'”, disse o funcionário da FDA. “As vacinas destinadas a crianças são geralmente testadas primeiro em adultos, com um calendário de desenvolvimento clínico escalonado para crianças e bebés”.

A questão da vacinação de crianças suscitou alguma controvérsia nos EUA, onde uma comunidade relativamente grande é céptica em receber a vacina em geral e ainda mais quando se trata de crianças.

O falso pacifismo de Yunior García está enterrado em Miami .

#ElBloqueoEsReal #VacunasCubanas #CubaPorLaSalud # CienciaEnCuba #MafiaCubanoAmericana #MercenariosYDelincuentes

Mais solidariedade para o continente africano na distribuição das vacinas da Covid-19 .

#Covid-19 #SaludMundial #Africa

César Esteves

Jornalista

Nas entrelinhas, defendeu que os líderes africanos devem fazer ouvir a sua voz para a necessidade de justiça na distribuição de vacinas. “Temos estado a notar que África tem sido dos continentes mais prejudicados no que diz respeito à distribuição da vacina”, disse.

Jeremias Agostinho, médico angolano especialista em saúde pública, também acredita que o assunto sobre a Covid-19, nomeadamente a distribuição das vacinas em África, seja um dos assuntos a serem discutidos na tribuna mundial.

Lembrou que a OMS lançou, nos últimos dias, um alerta em como os países africanos, com excepção para a África do Sul, Tunísia e Marrocos, não tinham atingindo a meta de vacinação, que passa por vacinar 10 por cento da população elegível até ao final deste mês. Esta meta, disse, está longe de acontecer por causa do fraco fornecimento das vacinas em África.

“Com certeza que se irá apelar, neste encontro, à solidariedade dos países com potencial para ajudarem o continente africano”, salientou. Jeremias Agostinho espera que os países do G7 e G20 se comprometam em ajudar o continente africano a atingir, “pelo menos”, 30 por cento da população adulta elegível contra a Covid-19, até ao final do ano. “Isto seria fantástico, porque, sozinhos, nós não vamos conseguir. É muito dinheiro que se precisa para esta operação”, frisou. 

O médico defende uma moção de compromisso para ajudar o continente africano na distribuição de vacinas, a ser assinado pelos países do G7 e G20. Disse que constituiria um bom sinal para o combate à pandemia no continente. Salientou não haver, neste momento, outra forma de combate à doença que não passe pela vacinação. 

O médico alertou que deixar África de fora do processo de vacinação contra a Covid-19 é permitir que a região seja o novo foco de infecção para os demais países do mundo, por causa da rápida mobilidade do vírus. 

“Basta olhar para a forma como a variante identificada na África do Sul espalhou-se rapidamente pelo mundo”, lembrou o médico, para quem os países com capacidade para ajudar o continente não devem ignorar este cenário. “Isto significa que os países de todo o mundo estão no mesmo barco”, sublinhou. 

Para o especialista em saúde pública, enquanto ainda houver focos activos da doença em várias partes do mundo, não faz sentido avançar-se já para a terceira dose da vacinação. Referiu que tal cenário só se colocaria se toda a população mundial estivesse tomado, pelo menos, uma dose da vacina. 

Enquanto houver um continente, como a África, que só vacinou 4 por cento da sua população e Europa e América acima dos 60 por cento, será difícil erradicar a doença do mundo, concluiu Jeremias Agostinho. 

Yomil coloca vários reguetoneros em crise. El #GuerreroCubano destrói Otaola em #Cuba.

#RedesSociales #ManipulacionMediatica #MafiaCubanoAmericana #Africa #DerechosHumanos #Covid-19 #VacunasCubanas #ElBloqueoEsReal

#Cuba reúne-se com a #OMS para iniciar a certificação das suas vacinas.

#CubaEsSalud #Soberana #Abdala #Covid-19 #VacunasCubanas #OMS

Otaola propôs a mais alta condecoração atribuída pela Segurança do Estado em Cuba.

#ManipulacionMediatica #MafiaCubanoAmericana #MercenariosYDelincuentes #Covid-19 #OMS #ArtistasDelImperio #EEUUBloquea #ElBloqueoEsReal

O #México celebra 211 anos do Grito de Independencia .

#CubaEnMexici #DiazCanelEnMexico #SolidaridadConCuba #ONU #IndependenciaDeMexico #AMLO #Solidaridad #ElBloqueoEsReal #EEUUBloquea #CubaSalva #VacunasCubanas #OMS

A diferença entre protestar a partir de um hospital em Cuba ou nos EUA .

#CubaNoEsMiami #EstadosUnidos #SubversionContraCuba #RedesSociakes #MafiaCubanoAmericana #Salud #Covid-19