Politica Exterior

Revisão pontual da constituição .

Categories: ANGOLA, ConstituciónPlan Nacional de Desarrollo Económico y Social, Politica, Politica Exterior | Deixe um comentário

Discurso del Canciller de Cuba en XXI Reunião do Conselho Político do ALBA-TCP.

Categories: "Ataques acústicos" e meios de comunicação norte-americanos catalogado incidentes de saúde relatado por diplomatas dos EUA em Cuba, que disseram ter ouvido sons que, de acordo com um novo estudo c, # Cuba, # Venezuela, # yo voto vs bloqueo, #America Latina, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, ALBA, ALBA-TCP, Cuba, Fidel Castro Ruz, Hugo Chávez Frías, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, ALBA, com a bandeira de Bolívar e Martí, ALBA-TCP, Alianza Bolivariana de los Pueblos de Nuestra América-Tratado de Comercio de los Pueblos (alba-tcp, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, Cúpula da ALBA-TCP, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, CubavsBloqueo, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, EUA avalia retornar a Cuba para lista de estados patrocinadores do terrorismo, Injerencia De EEUU, La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo, Noticias de Cuba, Politica, Politica, Politica Exterior, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA | Deixe um comentário

Alba-TCP exige levantamiento de medidas coercitivas.

Categories: # Cuba, # Venezuela, #Donald Trump, #Estados Unidos, #ECUADOR#Paraguay#PerúAsunciónConvención de Viena, #Estados Unidos, #Nicaragua, #Venezuela, #Nicaragua, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, ECUADOR, Estados Unidos, Golpe de Estado, Injerencia, Lima, Nicolás Maduro Moros, Venezuela, Injerencia De EEUU, Manipulacion Politica, Politica Exterior | Deixe um comentário

#Biden ordenou o ataque a alvos da milícia apoiada pelo #Irã no leste da #Síria.

Categories: #China#EEUU#Iran#Nicaragua.barco hospital naval Arca de la Paz, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #Siria, China, Derechos Humanos, Injerencia De EEUU, joe biden, Politica Exterior, relações bilaterais, o governo Donald Trump, RUSIA, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

Base dos #EstadosUnidos em #Cuba: uma história centenária de ocupação.

Por Karina Marrón González Redacción Razones de Cuba

Apesar das convenções internacionais que fundamentam a ilegalidade da base naval dos Estados Unidos em território cubano, hoje esse enclave militar continua violando a soberania da nação caribenha.

Em 16 de fevereiro de 1903, os presidentes de Cuba, Tomás Estrada Palma, e dos Estados Unidos, Theodore Roosevelt, firmaram um acordo pelo qual foi cedida a parcela de terra localizada na província oriental de Guantánamo, “pelo tempo necessário e para para fins de estação naval e estação de carvão ”.

Isso seria complementado em 2 de julho de 1903, com os documentos especificando os detalhes do arrendamento; no entanto, a história é um pouco mais antiga.

Em 1901, os cubanos foram obrigados a aceitar um apêndice à Constituição da República, se quisessem acabar com a ocupação militar estadunidense que o país vinha experimentando desde 1899, após a intromissão dos Estados Unidos na guerra contra a metrópole espanhola .

Sob o nome de Emenda Platt, o documento deu aos Estados Unidos o poder de intervir em Cuba quando julgar necessário e obrigou a ilha a vender ou arrendar terras para o estabelecimento de bases navais e depósitos de carvão.

Esse é o primeiro ponto em que o acordo firmado dois anos depois não pode ser considerado válido, apontam os especialistas, por se tratar de um acordo feito sob coação.

A Conferência das Nações Unidas sobre o Direito dos Tratados, realizada em Viena em 1969, aprovou uma Declaração sobre a Coerção Militar, Política ou Econômica na Conclusão de Tratados, na qual condena “o recurso à ameaça ou o uso de pressão em todas as suas formas ”.

O caso da base naval dos Estados Unidos em Guantánamo coincide plenamente com essas definições, e também com o que está previsto no artigo 42 da IV Convenção de Haia (1907), que “considera um território como ocupado ilegalmente quando colocado sob a autoridade ou controle efetivo do exército inimigo ”.

O pesquisador cubano Elier Ramírez refere em artigo publicado no Cubadebate, que embora a Emenda Platt tenha sido revogada em 1934, seus postulados relativos a terrenos para depósitos de carvão ou estações navais foram assegurados no novo acordo firmado entre as duas nações.

Enquanto as partes contratantes não concordassem em modificar ou revogar as estipulações do que foi assinado em 1903, o que era relativo à estação naval de Guantánamo estaria em vigor, o tratado de 1934 proposto.

Acrescentou que enquanto os Estados Unidos não abandonarem a base, ou os dois governos concordarem com uma modificação dos limites atuais, ela continuará com a mesma extensão territorial.

Desse modo, a nação caribenha ficou privada da possibilidade de rescindir o contrato, poder que só ficou nas mãos da administração dos Estados Unidos.

A pesquisadora Olga Miranda, em sua obra Vizinhos Indesejáveis. A base naval de Guantánamo lembra que na lei “revogar uma lei é dispor contra ela e revogar uma legislação é destruí-la inteiramente”.

Porém, no caso da Emenda Platt, ela não foi revogada conforme declarado, mas sobrevive no Tratado de 1934 sobre a questão da base naval de Guantánamo.

Outro aspecto apontado pelo historiador Elier Ramírez é que o acordo de 1903, ao conceder aos Estados Unidos total jurisdição e domínio sobre as terras arrendadas, violou o princípio da integridade territorial consagrado nas constituições cubanas de 1901 até o presente.

Acrescenta que se considera universalmente que os tratados sem termo contêm uma condição tácita, têm valor enquanto duram as circunstâncias do momento de sua celebração, explica Ramírez; mas “Cuba não é uma neocolônia ianque há muito tempo”, portanto nenhum dos tratados desse período pode ser considerado válido.

A permanência da base naval dos Estados Unidos em Guantánamo até se qualifica como um ato de colonialismo, aponta o especialista com base na resolução 1514 aprovada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 14 de dezembro de 1960.

Todos esses argumentos são defendidos pelos cubanos no cenário internacional, onde não deixaram de exigir a devolução do território ocupado ilegalmente.

Soma-se a isso a condenação às atividades desenvolvidas naquele enclave pelo governo dos Estados Unidos, que desde 2002 transformou suas instalações em uma prisão denunciada como centro de tortura.

Retirado da Prensa Latina

Categories: # Cuba, #Cuba #CIA, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, #ONU, 70 bases nos EUA. em toda a América Latina, Assembléia Geral da ONU, Colômbia, Organização das Nações Unidas (ON, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, Injerencia De EEUU, Manipulacion Politica, ONU-CUBA, Politica agressiva contra Cuba, Politica Exterior | Deixe um comentário

Sanções ilegais dos #EUA contra a #Venezuela afetam a vida no país.

Categories: # Venezuela, #Colombia, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Guerrilla, Paz, #Venezuela, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #Estados UnidosGrupo de LimaPalacio de Miraflores, #ONU, #salud, Colombia, COLOMBIA ACUERDO DE PAZ, CoronaVirus, Política, Derechos Humanos, Donald Trump liderou um golpe de estado na nação bolivariana, EUA contra a Venezuela na ONU, Golpe de Estado #John Bolton #Nicolas Maduro Dialogo de Paz, joe biden, nicolas maduro, ONU continuará trabalhando com a Venezuela, Politica, Politica Exterior, relações bilaterais, o governo Donald Trump, SANCIONES, Tiene Colombia moral para enjuiciar a Venezuela, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

#Maduro questiona a decisão de #Duque de oferecer proteção temporária aos migrantes venezuelanos.

Categories: # Venezuela, #Caracas, Golpe de Estado, Militar,#Nicolás Maduro Moros, #Venezuela, #China#EEUUDonald TrumpFondo Monetario Internacional (FMI)Ivan Duque, #Venezuela, agressão internacional contra a Venezuela,, Colombia, COLOMBIA ACUERDOS DE PAZ, Emigracion, Gobierno de Ivan Duque ., Manipulacion Politica, Politica, Politica Exterior, Tiene Colombia moral para enjuiciar a Venezuela | Deixe um comentário

Especialista alerta que #Trump enfrentará novos processos judiciais.

Gregory Magarian, professor da Escola de Direito da Universidade de Washington, Gregory Magarian, garantiu a um meio de comunicação local na quinta-feira que, apesar de o Senado absolver o ex-presidente Donald Trump, ele enfrenta vários processos judiciais por “coisas hediondas que fez” nos últimos anos.

Al mismo tiempo, el analista indicó que el exmandatario podría ganar cada uno de los procesos legales que pueden abrirse en su contra.

“O ex-líder republicano já foi atingido por uma acusação de incitar uma insurreição ao promover o ataque ao Capitólio federal em 6 de janeiro e enfrenta a possibilidade de que outros venham a persegui-lo nos próximos meses”, disse Magarian.

O analista indicou que o ex-presidente pode ganhar cada um dos processos judiciais que podem ser abertos contra ele, mas seriam tantos que ele deveria “se preocupar em gastar todo o seu tempo depois que a presidência inundada de litígios”.

“Estes não são casos frívolos”, disse Magarian, enfatizando que realmente existe a possibilidade de que Trump acabe enfrentando responsabilidade legal. “Isso pode desviá-lo do centro de seus esforços se tentar alcançar algum outro objetivo político em sua carreira”, disse ele.

Notavelmente, logo depois que o Senado votou contra a condenação de Trump no julgamento de impeachment do sábado passado, o líder da minoria no Senado, Mitch McConnell, disse que o procedimento não era o lugar certo para responsabilizá-lo. “

“Trump ainda é responsável por tudo que fez enquanto estava no cargo, como um cidadão comum, ele ainda não se safou”, disse McConnell em um discurso no plenário do Senado.

Categories: #Al Qaeda, Associated Press, #CIA, #cuba, #EEUU, estados unidos, MSNBC, NBC,#Reino Unido, #Rusia, Universidad de Lincoln, William Arkin, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #EstadosUnidos, confrontar Donald Trump da câmara baixa, congresso, Manipulacion Politica, Politica Exterior, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Terrorismo, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

Análise de #Cuba: #JoeBiden conseguirá fechar a Base Naval de Guantánamo?

Categories: # Cuba, #Al Qaeda, Associated Press, #CIA, #cuba, #EEUU, estados unidos, MSNBC, NBC,#Reino Unido, #Rusia, Universidad de Lincoln, William Arkin, #CIA, #Estados Unidos, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, #ONU, 70 bases nos EUA. em toda a América Latina, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Injerencia De EEUU, joe biden, Manipulacion Politica, Noticias de Cuba, Politica, panamá, Politica agressiva contra Cuba, Politica Exterior, presença militar suspeita dos EUA no Panamá | Deixe um comentário

O candidato #Lasso retira acordo de recontagem no #Equador.

O candidato à Presidência do Equador pela aliança CREO-PSC, Guillermo Lasso, retratou neste domingo o acordo alcançado com o candidato presidencial Yaku Pérez para a recontagem de votos em 17 das 24 províncias do país.

Em carta enviada ao Conselho Nacional Eleitoral (CNE), Lasso pede que este poder promulgue os resultados do primeiro turno eleitoral realizado no dia 7 de fevereiro, “sem prejuízo das correspondentes contestações que se apresentem nos termos da lei”.

As eleições de 7 de fevereiro foram vencidas pelo candidato à presidência da aliança de oposição União pela Esperança (Unes), Andrés Arauz, com 32,06 por cento, e ele espera um adversário para o segundo turno, marcado para o próximo dia 11 de abril.

Lasso, indicado pelo movimento Creando Oportunidades (CREO), em aliança com o Partido Social Cristão (PSC), e Pérez, candidato do partido indígena Pachakutik, que disputam o segundo lugar, porque obtiveram 19,66 e 19,61 por cento dos votos elenco, de acordo com a contagem oficial preliminar.

Lasso aceptó el viernes pasado la petición de Pérez de realizar un recuento parcial de los votos del 7 de febrero.

Na sexta-feira passada, a CNE anunciou que, num encontro com Lasso e Pérez, se chegou a um acordo para recontar 100 por cento dos votos na província de Guayas e rever 50 por cento dos votos em 16 províncias.

Em sua carta neste domingo, o candidato do CREO-PSC disse concordar com a revisão de 100 por cento em Guayas, localizada no sudoeste do país, mas estabeleceu que, “se houver consenso com os demais candidatos”, recontará os 50 por cento do as pesquisas nas seguintes províncias: Los Ríos, Manabí, El Oro, Esmeraldas, Pichincha e Bolívar.

“Parece-me ineficaz e uma perda de tempo abrir 50 por cento das urnas nas outras 9 províncias, que o candidato Pérez escolheu unilateralmente, já que nelas me conquistou amplamente e aceito o resultado”, afirmou. disse.

Ele garantiu que “nunca aceitaria a possível intenção de aumentar ilegalmente o resultado em seu favor e em meu detrimento nessas províncias.”

Por sua vez, o candidato Yaku Pérez disse em um tweet que Lasso não é igual a 2017, porque nos últimos quatro anos “ele co-governou com o pior governo, o de Moreno. Por isso não tem chance de sucesso se ele chega ao segundo turno “.

“Por que você está recuando na contagem de votos? O que você e a CNE fizeram que não quer que o Equador saiba? Para você a política é um jogo, para mim é a oportunidade de mudar a vida de milhões de equatorianos. pesquisas é defender a democracia “, disse Pérez em outro tweet.

Categories: #ECUADOR#Paraguay#PerúAsunciónConvención de Viena, ECUADOR, Politica Exterior | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: