TERRORISMO VS CUBA

Cuba: o país que há mais tempo recebe a maior quantidade de ataques terroristas.

Retirado do Jornal Granma .

Autor: Raúl Antonio Capote | internacionales@granma.cu

Fidel abraça Carlos Alberto Cremata, filho de uma das vítimas do ato terrorista que abateu um avião em pleno vôo na costa de Barbados, matando 73 pessoas. Foto: Cortesia de Carlos Alberto Cremata.

Em 11 de setembro de 2001, uma notícia ganhou as manchetes da mídia mundial: “America Under Attack”. Imagens das Torres Gêmeas em Nova York envoltas em nuvens de fumaça e poeira tornaram-se símbolos de “uma nova era”.

Mais de 3.000 pessoas foram sacrificadas no World Trade Center, um ícone das finanças e dos negócios. O fato, infelizmente, serviu como falcões de guerra brandindo seus sabres e semeando medo e morte nos “cantos escuros do mundo”.

Como disse o ex-diretor da CIA, general David Petraeus: “A luta contra o terrorismo durará gerações.”

As mesmas pessoas que durante anos patrocinaram o terrorismo como política de Estado no confronto com os países progressistas, com movimentos e lideranças de esquerda no mundo, proclamaram-se, naquele nono mês de 2001, “porta-estandartes” da luta contra aquele flagelo da humanidade.

Mas esse mês tem sua história e os cubanos, vítimas dessa política do governo ianque, lembram outro setembro e outros crimes.

Em 11 de setembro de 1980, Félix García Rodríguez, diplomata da Missão Cubana na ONU, nos Estados Unidos, dirigia em seu carro pelas ruas de Nova York. Ele estava se encontrando com amigos no Queens quando, parado em um sinal vermelho, foi baleado várias vezes por uma pistola Mac-10 com silenciador. O crime foi atribuído a ele pela organização contra-revolucionária Omega-7.

Naquele dia, Félix havia lembrado, junto com vários colegas chilenos, a resistência do presidente Salvador Allende ao golpe de Estado perpetrado por Augusto Pinochet.

O golpe, realizado em 11 de setembro, sete anos antes do assassinato do diplomata cubano, foi preparado e realizado por militares e políticos conspiratórios, sob o comando da CIA, como parte da estratégia de terrorismo de Estado do governo dos Estados Unidos. .US contra a América Latina.

Também em setembro, mas em 1997, um jovem turista italiano morreu quando explodiu uma bomba que Luis Posada Carriles mandou colocar no hotel Copacabana, em Havana.

Como resultado de 681 ações terroristas comprovadas e documentadas contra Cuba, 3.478 mulheres, homens e crianças morreram. Outros 2.099 foram desativados. Nosso país tem toda a moral do mundo para denunciar o governo dos Estados Unidos. uu como responsável por esses atos.

As explosões na Embaixada de nosso país em Washington, no dia 30 de abril, e o silêncio que se seguiu, nada mais são do que a confirmação da validade dessa política que parece não ter fim. É a prova da hipocrisia crônica daqueles que se autodenominavam, em 2001, inimigos jurados do terrorismo.

Categories: #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Fidel, #YoSoyFidel, Acciones contra Cuba, fake news, Contrarrevolucion, EUA avalia retornar a Cuba para lista de estados patrocinadores do terrorismo, EUA contra a América Latina, Fidel Castro Ruz, Historia de Cuba, sonhos de Fidel, TERRORISMO VS CUBA | Deixe um comentário

Terrorismo de Estado contra Cuba, denúncias que chegam à ONU.

Por :Prensa Latina

Desde o triunfo da Revolução Cubana em 1959, a ilha tem sido alvo de ataques terroristas organizados dos Estados Unidos, com o conhecimento das agências policiais que operam naquele país hoje.

Essa é uma das reclamações que a delegação cubana apresenta na Semana Virtual contra o Terrorismo, que se reúne na ONU praticamente até a próxima sexta-feira.

Atos de terrorismo de Estado contra a maior das Antilhas custaram a vida de 3.478 pessoas e mutilaram outras 2.999, segundo dados da missão cubana às Nações Unidas.

Um dos atos terroristas mais recentes denunciados pelo governo de Havana ocorreu há alguns meses nos Estados Unidos: a embaixada da ilha em Washington.

Em 30 de abril, essa legação foi atacada por um indivíduo com uma espingarda de assalto semiautomática: um ataque terrorista que colocou em risco a vida e a segurança dos funcionários da embaixada e de suas famílias.

De fato, conforme relatado pelas autoridades de Havana, no momento do ataque, 10 diplomatas cubanos estavam presentes no edifício.

O autor do ataque foi detido pelas autoridades locais no local – conduta rápida e profissional reconhecida publicamente por Cuba – e ainda está sob sua custódia.

Mas, embora dois meses se passaram desde o ataque, o governo dos Estados Unidos ainda não conseguiu condenar o fato e reconhecer seu caráter terrorista, como denunciou esta semana na ONU pelo representante permanente suplente de Cuba à organização multilateral Ana Silvia Rodríguez.

Washington também se abstém de tomar ações contra pessoas e grupos terroristas baseados em seu território, que incitam a violência contra Cuba e suas instituições, acrescentou.

Os grupos e indivíduos que cometem atos terroristas contra a ilha operam há anos e continuam a fazê-lo impunemente em solo americano, observou ele.

Além disso, disse o diplomata, as agências policiais do governo dos Estados Unidos estão plenamente conscientes disso.

Enquanto isso, os discursos e mensagens de ódio promovidos pelas administrações dos EUA continuam incentivando ações terroristas contra a ilha, enfatizou o embaixador.

Rodríguez expressou grande preocupação com a prática de alguns governos, como os Estados Unidos, de usar mensagens de ódio e discriminação em seus discursos contra nações cujos sistemas políticos não estão relacionados a ele.

Como conseqüência, ele ressaltou que assuntos inescrupulosos e extremistas são promovidos e incentivados a cometer atos terroristas contra pessoas inocentes. Esses padrões duplos, manipulação, oportunismo político e seletividade na luta contra o terrorismo apenas impedem o fim desse flagelo que causa tanto dano às pessoas, alertou o representante cubano.

Nesse sentido, rejeitou a inclusão unilateral e arbitrária de Cuba na lista do Departamento de Estado dos EUA de países que supostamente não colaboram totalmente com seus esforços antiterroristas.

Cuba, por sua vez, registra dolorosamente em sua historiografia uma longa lista de ações terroristas promovidas por Washington.

Entre os primeiros atos terroristas cometidos após o triunfo da Revolução Cubana estavam a explosão do Vapor La Coubre, no porto de Havana, em 4 de março de 1960.

Também a sabotagem da então loja El Encanto, em 13 de abril de 1961, um ato organizado por contra-revolucionários e apoiado financeiramente e taticamente pelo governo dos Estados Unidos, como relatado por Cuba.

Um dos crimes que mais chocou a ilha foi o ataque terrorista contra o voo CU-455 da companhia aérea Cuban Aviation, com 73 pessoas a bordo, enquanto sobrevoava Barbados, ocorrido em 6 de outubro de 1976.

Seus autores, Orlando Bosch e Luis Posada Carriles, viveram seus últimos anos desfrutando da proteção do governo dos Estados Unidos.

Há uma longa história de atos violentos e hostis graves, incluindo ataques terroristas a diplomatas cubanos designados nos Estados Unidos, tanto na sede de Washington quanto na missão da ilha na ONU.

O diplomata cubano Félix García Rodríguez, credenciado nas Nações Unidas, foi assassinado em Nova York em 11 de setembro de 1980.

Ainda hoje, a missão da ilha nas Nações Unidas é sitiada em várias épocas do ano por grupos anticubanos que lançam ameaças e obstruem o funcionamento normal dessa legação diplomática.

Categories: # Cuba, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Donald Trump, #Estados Unidos, #ONU, #Trump, @Trump, EUA avalia retornar a Cuba para lista de estados patrocinadores do terrorismo, FORA TRUMP, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , , ,

Cuba participa da semana virtual das Nações Unidas contra o terrorismo

Embaixadora Ana Silvia González Abascal, Chargé d’Affaires a.i. da Missão Cubana à ONU, preside a delegação cubana que participa da Semana Virtual das Nações Unidas contra o Terrorismo, a ser realizada de 6 a 10 de julho.

Ao intervir nos debates interativos de hoje, o embaixador cubano reafirmou o compromisso absoluto e categórico de Cuba de combater o terrorismo em todas as suas formas e manifestações por quem, contra quem e onde quer que eles estejam, quaisquer que sejam suas motivações, inclusive os atos, métodos e práticas terroristas nos quais existem Estados envolvidos direta ou indiretamente.

González Abascal também denunciou o grave ataque terrorista com uma arma de fogo contra a Embaixada de Cuba nos Estados Unidos em 30 de abril e o fato de que, dois meses depois, o governo daquele país ainda não conseguiu condenar publicamente o evento. e reconhecer seu caráter terrorista. Também se abstém de tomar medidas contra indivíduos e grupos terroristas baseados no território dos Estados Unidos que incitam a violência contra Cuba e suas instituições. A atitude de evidente cumplicidade do governo dos Estados Unidos acarreta o perigo de ser assumida como um endosso do terrorismo.

Cuba en ONU

Ele rejeitou a inclusão unilateral e arbitrária de Cuba na lista de países do Departamento de Estado dos Estados Unidos que supostamente não colaboram totalmente com seus esforços antiterroristas. Ele também apontou que esse flagelo não pode ser erradicado se prevalecerem padrões duplos, manipulação, oportunismo político e seletividade para enfrentá-lo.

O diplomata cubano confirmou a disposição de Cuba de cooperar com qualquer Estado na prevenção e no enfrentamento do terrorismo internacional, sempre com base no respeito pelas normas do Direito Internacional. Para Cuba, a cooperação internacional é essencial. As Nações Unidas devem assumir o papel central nos esforços globais para combatê-lo.

A delegação cubana também é composta por funcionários da Missão Cubana na ONU.

Para mais informações, siga em tempo real a conta oficial do Twitter da Missão Permanente de Cuba junto à ONU (https://twitter.com/CUBAONU)

Cubaminrex

Categories: # yo voto vs bloqueo, #ONU, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, bloqueo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, CubavsBloqueo, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, EUA avalia retornar a Cuba para lista de estados patrocinadores do terrorismo, La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo, MINREX, ONU-CUBA, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Ministro das Relações Exteriores de Cuba rejeita acusações dos EUA sobre terrorismo.

Havana, 25 de junho de 2020. – O ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, descreveu hoje como paradoxais e hipócritas as indicações dos Estados Unidos à nação caribenha em relação ao terrorismo.

Por meio de sua conta na rede social Twitter, o chefe da diplomacia cubana garantiu que Washington insiste em tentar destacar a ilha nesse sentido.

Os Estados Unidos praticam o terrorismo de Estado com uma trajetória ultrajante, da qual Cuba foi vítima, acrescentou o chefe de Relações Exteriores.

Neste dia, o embaixador cubano na nação do norte, José Ramón Cabañas, também questionou os padrões duplos do governo dos EUA em relação aos crimes internacionais sobre os quais ele geralmente é cúmplice em silêncio.

Quando as autoridades dos Estados Unidos e Cuba não falam sobre tráfico de pessoas, narcóticos, contrabando de estrangeiros, terrorismo e outros crimes internacionais, traficantes e criminosos o comemoram, acrescentou ele na plataforma de microblog.

Nesse sentido, ele perguntou se o Departamento de Estado teria interesse “em ajudar gângsteres”.

Todos esses crimes são condenados e combatidos pela ilha do Caribe. As autoridades cubanas expressaram a política de tolerância zero ao tráfico de pessoas, o que faz com que esta nação tenha um desempenho exemplar na prevenção e no combate ao flagelo.

Em Cuba, vários instrumentos jurídicos enfrentam o tráfico de pessoas e a conduta associada a ele, em coerência com o espírito da Convenção de Palermo, de seus protocolos e de outros instrumentos internacionais, afirmou o ministro das Relações Exteriores da ilha, referindo-se à questão no início do ano.

Além disso, estão as acusações dos Estados Unidos a Cuba sobre uma suposta participação no narcotráfico, que o presidente Miguel Díaz-Canel considerou um pretexto para mais ataques.

Enquanto o atual governo se enfurece com acusações em todos os níveis, a Casa Branca ainda não fez um pronunciamento oficial sobre o ataque terrorista contra a embaixada cubana em Washington, em 30 de abril.

(Cubaminrex- Prensa Latina)

Categories: # Cuba, # Miguel Díaz-Canel, #Bruno Rodríguez,, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, ataques frenéticos contra Cuba, BLOQUEIO VS CUBA, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, Chanceler Bruno Rodiguez Parrilla, eeuu, Injerencia De EEUU, mentiras construídas em Washington contra Cuba, MINREX, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA, Uncategorized, Washington | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

A ironia e atrevimento do governo da Casa Branca é interminável.

Cuba ataca os Estados Unidos depois que a Casa Branca incluiu a ilha na lista de países que, segundo Washington, não cooperam na luta contra o terrorismo. As autoridades cubanas garantem que há uma longa história de atos terroristas cometidos pelo governo dos Estados Unidos.

Categories: # yo voto vs bloqueo, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Donald Trump, #Estados Unidos, #salud, #solidaridadvs bloqueo, #Trump, @Trump, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, CubavsBloqueo, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, EUA avalia retornar a Cuba para lista de estados patrocinadores do terrorismo, FORA TRUMP, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Conferência virtual de Bruno Rodríguez Parrilla, Ministro das Relações Exteriores da República de Cuba.

Juan A. Fernández (Apresentador) .- Boa tarde.

Desde a sede do Ministério das Relações Exteriores da República de Cuba, iniciamos a conferência de imprensa do Ministro das Relações Exteriores, Bruno Rodríguez Parrilla, sobre o ataque terrorista contra nossa embaixada nos Estados Unidos em 30 de abril.

Primeiro, o ministro fará uma intervenção com novas informações sobre esses eventos graves e, em seguida, iniciaremos uma breve sessão de perguntas e respostas.

Informamos que esta conferência é realizada em formato virtual, em conformidade com as medidas sanitárias estabelecidas para enfrentar o COVID-19. É transmitido ao vivo como parte da transmissão do noticiário da televisão cubana no meio-dia e na página do Facebook e no canal do YouTube da Presidência e Ministério das Relações Exteriores de Cuba.

Ministro, por favor, você tem a palavra.

Bruno Rodríguez.- Muito obrigado a todos que acompanham esta conferência de imprensa em Cuba ou em outros países de suas casas, e reitero a sugestão de “Fique em casa”.

Como nosso povo sabe, em 30 de abril, às cinco e duas da manhã, houve um ataque de armas de fogo contra a Embaixada de Cuba nos Estados Unidos.

O autor, Alexander Alazo Baró, cujas imagens podem ser vistas (destaca), é uma pessoa de origem cubana que vive nos Estados Unidos desde 2010.

Reconhecemos a ação profissional e imediata da polícia local e das forças de serviço secreto no momento do ataque; No entanto, devo dizer que o Departamento de Estado levou quase cinco dias para entrar em contato com as autoridades cubanas e emitir qualquer comunicação oficial sobre esse grave evento.

O Departamento de Estado e o Governo dos Estados Unidos, infelizmente, optaram por silenciar esse grave ataque terrorista. Até esse momento, não houve nenhuma declaração pública condenando esse fato ou rejeitando um ato terrorista; Em uma situação dessa gravidade, é necessário denunciar o silêncio cúmplice do governo dos Estados Unidos.

Como as imagens mostram (ele ressalta), o atacante se aproximou da embaixada, gritou frases ofensivas e jogou uma bandeira cubana profanada contra a cerca com várias frases incoerentes e depois tentou incendiá-la com gasolina. Continuar a ler

Categories: Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, MINREX, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA, Uncategorized | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

Cuba aguarda investigação do ataque.

“Não é possível dissociar um fato como esse da intensificação da política de agressão e hostilidade aplicada pelo governo dos EUA contra Cuba, nem do aperto do bloqueio, que inclui medidas não convencionais, mesmo durante a pandemia cobiçada. -19 “, disse Rodríguez.

Em uma de suas últimas declarações contra o país do Caribe, Pompeo acusou o governo da ilha de cometer “tráfico de seres humanos”, enviando médicos a missões internacionais de saúde para a pandemia de coronavírus.

O presidente cubano Miguel Díaz-Canel também falou, observando que “os Estados devem proteger missões diplomáticas credenciadas em seu país”.

Categories: # Cuba, # Miguel Díaz-Canel, # yo voto vs bloqueo, #Bruno Rodríguez,, #Cuba #CIA, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Díaz-Canel, #Donald Trump, #Estados Unidos, #solidaridadvs bloqueo, #Trump, @Trump, BLOQUEIO VS CUBA, FORA TRUMP, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

“Como o governo dos Estados Unidos reagiria a um ataque de suas embaixadas?”

Segundo o governo da ilha, o sujeito preso pelo ataque executou pelo menos 30 tiros, numa época em que uma dúzia de funcionários diplomáticos estavam dentro do prédio.

Cuba pediu “uma maior cooperação das autoridades do governo dos EUA” e “esclarecimentos urgentes dos fatos e garantias de que atos como esse não serão repetidos”.

Havana afirmou ainda que esse “ataque terrorista” foi alimentado “pela crescente retórica hostil de várias autoridades americanas, incluindo o secretário de Estado americano Mike Pompeo”.

Categories: # Cuba, # yo voto vs bloqueo, #Cuba #CIA, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Donald Trump, #Estados Unidos, #solidaridadvs bloqueo, CubavsBloqueo, FORA TRUMP, mentiras construídas em Washington contra Cuba, MINREX, Noticias de Cuba, Política, novo espetáculo contra Cuba,, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, origem e causa do conflito EE. UU.-Cuba?, política dos Estados Unidos em relação a Cuba, relações bilaterais, o governo Donald Trump, TERRORISMO VS CUBA, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized, Washington | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

«Concerto Anticomunista»Patrañas contra Cuba em Miami

Os interesses turvos estão por trás do projeto “concerto anticomunista”, uma mistura de politicagem e farandulerismo, convocado pela cidade de Miami para abril próximo.

Cantar em apoio a uma suposta “resistência” contra a Revolução Cubana e afirmar que isso “vem crescendo” se qualifica como uma típica notícia falsa, destinada a atrair desavisados ou satisfazer as demandas de um círculo que mede mais de meio século no sul da Flórida, com o incentivo e o consentimento de um setor político nos Estados Unidos.

A evidência é óbvia. O prefeito de Miami, Francis Suarez, de bom grado deu o lugar a uma organização chamada Diretoria Democrática Cubana (DDC), que cobrará a entrada do centro James L. Knight por nada menos que US $ 54, fundos que o grupo se apropriará para cobrir despesas operacionais, sustentar o Conselho de Administração e financiar um aparelho chamado Justicia Cuba, cujos objetivos legais não são muito claros.

Orlando Gutierrez é um personagem associado ao terrorismo. Três anos atrás, ele tentou incentivar a sabotagem contra o transporte público e a ordem institucional. Semear o caos social sempre foi um de seus objetivos obviamente falhados. No ano passado, ele pediu abertamente o boicote ao referendo constitucional. Dados os repetidos fracassos de seus esforços anticubanos – pelos quais ele não parou de cobrar – em uma data não muito distante, ele aspirou a internacionalizar sua escalada e foi recebido por Jair Bolsonaro, pouco antes de assumir a presidência do Brasil e se mudar. 180 graus nas relações entre o país sul-americano e a nação das Antilhas. Em outubro de 2019, ele organizou um colapso nervoso para repudiar a visita do rei da Espanha a Havana.

Por trás da justiça Cuba está o advogado mexicano René Bolio, íntimo de Luis Almagro na Organização dos Estados Americanos. O assunto se tornou um especialista na obtenção de fundos sob o pretexto de contratar colegas para ajudá-lo a abrir causas internacionais às personalidades cubanas. Entre reuniões de duração bizantina, escrevendo resumos volumosos e lobby inútil, eles gastam o dinheiro que recebem e levantam. Com o show, eles esperam aumentar os fluxos.

Ambos declararam o desejo de fazer história. Eles farão isso, sem dúvida, porque o histórico será o desafio e o colapso.

Categories: # Cuba, # Venezuela, #Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Trump, #Venezuela, @Trump, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, antilatinoamericana agenda geopolítica belicista e Donad Trump alinhados, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Cuba, Venezuela y Nicaragua, Cuba: a obsessão de EE. UU, Donald Trump, Donald Trump liderou um golpe de estado na nação bolivariana, Donald Trump, Estados Unidos, Estados Unidos contra Cuba, Estados Unidos Vs Cuba, EUA monta um novo show anti-cubano, FORA TRUMP, MIAMI, Revolução Cubana sobrevive a todas as agressões, SOMOS CUBA, TERRORISMO VS CUBA, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump, Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , | Deixe um comentário

Nas entrelinhas: O que o governo Trump esconde após o aperto do bloqueio contra Cuba?

Uma cronologia das últimas ações dos Estados Unidos em relação a Cuba revela a crescente hostilidade em relação ao nosso país.

Uma cronologia das últimas ações dos Estados Unidos em relação a Cuba revela a crescente hostilidade em relação ao nosso país.

Afirman desde Estados Unidos que existe inseguridad en la Casa Blanca

Foto: Latin Press
Em maio deste ano, o governo Donald Trump ativou o Título III da Lei Helms Burton, pouco tempo depois o Departamento do Tesouro proibiu viagens culturais e educacionais e, posteriormente, alterou o Regulamento de Controle de Ativos de Cuba, desse modo As restrições para o envio de remessas e transações bancárias aumentaram.

A administração dos EUA também limitou a entrada de petróleo bruto na ilha, o que gerou uma grave crise nacional e restringiu a operação de companhias aéreas e navios de cruzeiro.

E nesta semana, para não deixar passar o voto da resolução que Cuba apresenta na ONU contra o bloqueio todos os anos, sem multas ou glórias, proibiu o financiamento de atividades de intercâmbio educacional e cultural com representantes do estado de Cuba.

Após o desespero que levou a mais restrições, uma necessidade eleitoral está oculta em primeiro lugar.

De acordo com as informações divulgadas pela imprensa americana em 2017, a grande maioria das agências governamentais recomendou que o presidente mantivesse o curso das relações com Havana.

No entanto, a concessão de favores em troca de votos no Congresso aos políticos Marco Rubio e Mario Díaz-Balart, teve muito a ver com a mudança de rumo.

O próprio presidente mencionou a importância do apoio da comunidade cubana em sua vitória na Flórida nas eleições presidenciais de 2016. No entanto, os cubanos são apenas um pouco mais de 30% dos latinos da Flórida e uma parte muito menor do rolo eleitoral.

Em 2019, os números já começam a se “preocupar”, porque nas eleições Joe Biden, do Partido Democrata, lidera as pesquisas com 51% contra Trump.

Esperançosamente, então, Trump manterá sua estratégia, que agora inclui pressões para as nações que historicamente apóiam Cuba na ONU este ano para mudar seu voto.

Mesmo assim, Cuba continua sendo um exemplo de que o modelo neoliberal é um fracasso, daí o esforço dos Estados Unidos para devastar e submeter nossa economia.

A resistência da ilha e o despertar da América Latina contra o neoliberalismo e a democracia representam uma ameaça ao status imperial do inimigo.

Embora, no final, para detectar o medo de perder força em Nossa América por causa de Cuba, cada nova medida deve ser lida nas entrelinhas.

Categories: # Cuba, # yo voto vs bloqueo, #solidaridadvs bloqueo, A Casa Branca: Poderosa casa de cartas, BLOQUEIO VS CUBA, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Casa Branca, do Departamento de Estado, TERRORISMO VS CUBA, Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: