Os refugiados militares ucranianos na aciaria Azovstal pediram para serem evacuados para a Turquia.

#Rusia #Ucrania #GuerraMediática #InjerenciaDeEEUU

Angola e Turquia decidem avançar com acordos assinados.

#Angola #Turquia #EconomíaNacional

Jornal de Angola.

Angola e a Turquia devem afinar os mecanismos para levar avante os instrumentos jurídicos de cooperação recentemente assinados, ao mais alto nível, nos sectores da Agricultura, Pescas, Assistência aduaneira, Educação, Indústria e Turismo.

Esta decisão foi analisada quinta-feira, em Luanda, no encontro entre a secretária de Estado para as Relações Exteriores, Esmeralda Mendonça, e o embaixador da Turquia em Angola, Alp Ay.

Os dois Estados observaram, também, o nível da cooperação bilateral, assim como passaram em revista questões de interesse comum no âmbito do multilateralismo, conforme um comunicado de imprensa do Ministério das Relações Exteriores enviado ao Jornal de Angola.

O encontro serviu ainda para abordarem sobre o incremento da cooperação bilateral, sobretudo nas áreas já identificadas entre as partes, que no entender do embaixador da Turquia merece maior dinamismo.

No domínio do multilateralismo, as partes assinalaram os seus posicionamentos perante o conflito que perdura entre a Rússia e a Ucrânia.

As relações diplomáticas e de cooperação entre Angola e a Turquia são consideras boas e ambos os governos têm feito esforços no sentido de incrementar a cooperação bilateral nos mais variados domínios.

Além de outros instrumentos, os dois Estados têm assinado um Memorando de Entendimento entre as autoridades aeronáuticas, bem como um Processo Verbal da I Sessão da Comissão Conjunta de Comércio, Cooperação Económica e Técnica.

Angola e a Turquia têm rubricado igualmente, entre os dois governos acordos no domínio do Ensino, Cooperação Comercial, Económica e Técnica.

Os dois países estabeleceram relações diplomáticas a 9 de Julho de 1980.

A Rússia irá reduzir a intensidade da operação militar nas cidades de Kiev e Chernobyl.

#Rusia #Turquia #Ucrania #DialogoPoLaPaz

Um novo encontro entre a Rússia e a Ucrânia começa na Turquia.

#Rusia #Turquia #Ucrania #DialogoPorLaPaz

teleSUR.

As delegações russa e ucraniana iniciaram uma nova ronda de conversações na cidade turca de Istambul na terça-feira para encontrar uma saída para o conflito no leste da Ucrânia.

Os negociadores foram recebidos pelo Presidente turco Recep Tayyip Erdogan, que lhes pediu que pusessem fim à operação militar especial da Rússia no leste da Ucrânia, que teve início a 24 de Fevereiro.

O encontro entre as representações russas e ucranianas está a ter lugar no Palácio Dolmabahce em Istambul, numa nova tentativa de pôr fim à situação que obrigou mais de 10 milhões de pessoas a fugir das suas casas.

Após receber os delegados, o líder turco disse que ambas as partes têm preocupações legítimas e que é possível chegar a uma solução aceitável para a comunidade internacional.

“Cabe a ambos os lados pôr fim a esta tragédia”, insistiu Erdogan, dizendo que não era do interesse de ninguém prolongar o conflito.

Em paralelo com as conversações entre a Rússia e a Ucrânia, Vladimir Medinski e David Arajamiya, líderes das delegações russa e ucraniana respectivamente, estão a realizar uma ronda separada de conversações em Istambul sobre os principais pontos do processo de negociação.

A Turquia acolheu a primeira reunião dos ministros dos negócios estrangeiros russo e ucraniano em Antalya a 10 de Março desde que a operação russa teve início a 24 de Fevereiro.

Contudo, essa reunião não levou a um cessar-fogo ou a qualquer outro avanço significativo.

Desde o início da crise, a Turquia tem feito esforços para manter relações com ambas as partes e facilitar a mediação do conflito.

Presidente da Turquia no país para o reforço da cooperação .

#Angola #Turquia #Minrex

Jornalista:César Esteves

O Presidente da República, João Lourenço, tem, esta segunda-feira (18), no Palácio da Cidade Alta, um encontro com o homólogo turco,Tayyip Erdogan, que se encontra desde o princípio da noite de ontem em Luanda, onde inicia, hoje, uma visita de Estado de dois dias a Angola.

O Chefe de Estado turco está em Luanda a convite do Presidente João Lourenço, em retribuição à visita que o estadista angolano efectuou, em finais de Julho, a Turquia.
De acordo com o programa da visita, os Presidente João Lourenço e Tayyip Erdogan têm um encontro em privado, ao mesmo tempo em que as delegações ministeriais dos dois países reúnem para discutir aspectos concretos das relações bilaterais, bem como para assinatura de acordos de cooperação. No final da assinatura dos acordos – ainda não revelados -, os dois Presidentes vão prestar declarações à imprensa.

Ainda hoje, o Presidente da Turquia vai à Assembleia Nacional para tomar parte de uma plenária convocada em sua homenagem. Consta ainda do programa de hoje a ida ao Memorial António Agostinho Neto, onde Erdogan vai depositar uma coroa de flores no sarcófago do primeiro Presidente de Angola e Fundador da Nação.

A participação num fórum empresarial e um jantar de gala no Palácio Presidencial serão as duas últimas actividades do dia. A visita de Tayyip Erdogan a Angola termina amanhã.
Os dois Chefes de Estado encontraram-se, pela última vez, em Julho deste ano, durante a visita de trabalho que o Presidente João Lourenço efectuou a Turquia.

Naquela ocasião, os dois Presidentes testemunharam a abertura das conversações oficiais entre delegações dos dois países e a assinatura de vários acordos nos domínios dos transportes, comércio e outros.
Neste particular, o destaque recaiu para a assinatura de um acordo que vai permitir a ligação aérea entre os dois países, a partir deste mês, assim como uma linha de crédito, nos termos e montantes por definir.


Ligação aérea

Nos termos do acordo que vai permitir a ligação dos dois países por via aérea, a Turkish Airlines permitirá que a TAAG utilize o seu código de companhia e números de voo para identificar e comercializar ao público serviços de transporte de passageiros programados e operados pela companhia turca para os mais de 254 destinos em que opera.

A TAAG também vai ceder o seu código e números de voo à Turkish Airlines, permitindo encaminhar os seus passageiros à sub-região da África Austral, nomeadamente Maputo, Joanesburgo, Cidade do Cabo e outros destinos operados e a operar pela companhia angolana.
A Turkish Airlines prevê iniciar as ligações aéreas entre Istambul e Luanda a partir deste mês, inicialmente com dois voos semanais, uma operação que permitirá, igualmente, que a TAAG comercialize o mesmo percurso, através da parceria em partilha de código (Code-Share).

De acordo com um comunicado do Ministério dos Transportes, este tipo de acordo é uma prática comum da indústria de aviação civil, permitindo a cada companhia ampliar a oferta de destinos e oferta de lugares para os respectivos passageiros.

Acredita-se que, com este acordo, a TAAG vai promover a sua marca num novo mercado, sem agravar os custos operacionais, beneficiar da conectividade entre África e Europa, Ásia e Médio Oriente, aumentar e diversificar a oferta de destinos, novas oportunidades comerciais, bem como criar mais oportunidades de captação de receita.

Quanto aos benefícios para os passageiros, o memorando prevê a aquisição do bilhete em moeda nacional na rede TAAG, maior oferta de destinos, aquisição do bilhete a preços competitivos, experiência de uma viagem integrada (um único bilhete, um único voo, até ao destino final), acumular milhas e pontos dos programas de Fidelidade Umbi Umbi e Star Alliance e acesso aos lounges da Turkish Airlines, nos aeroportos para e de onde opera.

Angola e a Turquia realizaram, nos últimos anos, importantes reformas económicas, envolvendo a melhoria do ambiente de negócios que os coloca, hoje, em posição privilegiada para o relançamento da cooperação nas áreas de interesse mútuo.
Angola continua a envidar esforços para dotar a economia dos instrumentos vitais para a sua competitividade, captação de investimentos, crescimento sustentável e melhoria da vida das famílias.

Turkish Airlines – Começa a operar Quarta – Feira 13, com voos directos Estambul – Luanda

#Angola #TurkishAirlines #Economia

Prelúdio para um conflito armado e energético global.

#Russia #URS #AhiLesVa #EEUU #Francia #Guerras #NagornoKarabaj #Turquia #Iran #PazMundial #Siria

Al Assad: “Erdogan concentra todos os seus esforços no Idlib seguindo as instruções dos EUA”

O presidente sírio considera “ilógico” a existência de “sérias divergências” entre o povo sírio e turco, uma vez que existem muitos “interesses vitais comuns” e os laços históricos que eles compartilham.

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, concentrou todas as suas energias em Idlib, a pedido de Washington, diz o líder sírio Bashar al Assad em entrevista ao canal russo Rossiya 24.

“Do ponto de vista militar, Idlib agora é a principal prioridade. Obviamente, Erdogan concentrou todos os seus esforços lá, é claro, seguindo as instruções dos americanos. Não há dúvida sobre isso”, disse Al Assad.

Al Assad: "Erdogan concentra todos sus esfuerzos en Idlib siguiendo instrucciones de EE.UU."

Por outro lado, o presidente sírio enfatizou que Damasco e Ancara compartilham “interesses vitais comuns” e laços históricos, de modo que suas discórdias atuais “não têm lógica”. Nas suas palavras, na Síria, os turcos são vistos como um povo fraterno.

“Agora pergunto ao povo turco: qual é o problema deles com a Síria? Qual é o problema pelo qual os cidadãos turcos teriam que morrer? Que ação hostil, em grande ou pequena escala, a Síria cometeu contra a Turquia? Não havia e não há “, disse o líder sírio.

“Existem muitos sírios étnicos na Turquia e muitos turcos étnicos na Síria. Essa penetração cultural é determinada historicamente. Portanto, é ilógico que haja sérias divergências entre eles e nós”, acrescentou.

Vários mortos e mais de 1.000 prédios desabaram pelo terremoto na fronteira turco-iraniana

Um forte terremoto de magnitude 5,7 foi registrado neste domingo na fronteira turco-iraniana. As primeiras imagens das consequências do movimento telúrico se espalharam nas redes sociais, onde é possível ver várias casas destruídas e incontáveis escombros.

O terremoto deixou pelo menos 9 mortes e numerosos danos materiais. A notícia foi confirmada pelo ministro do Interior da Turquia, Suleyman Soylu. Entre os falecidos estão três filhos.

“Alega-se que temos cidadãos sob os escombros […] Busca e resgate continuam”, acrescentou o funcionário. Estima-se que pelo menos 37 pessoas tenham sido feridas e mais de 1.000 prédios tenham desabado.

Os corpos de emergência, juntamente com os militares e os habitantes das áreas afetadas, estão trabalhando para levantar os escombros. Segundo a mídia local, o desastre afetou várias aldeias da Turquia, um país que historicamente sofreu terremotos poderosos em seu território.

Por sua parte, a mídia iraniana relata que pelo menos 75 pessoas ficaram feridas e confirmaram o envio de equipes de resgate para o local. Além disso, o porta-voz do Departamento de Emergência, Mujtaba Khalidi, disse à televisão estatal que, por enquanto, não há relatos de mortes no território do país, observando que a área afetada não é uma área povoada.

Rússia bombardeia grupos armados que atacaram o exército sírio em Idlib com o apoio da Turquia

Em resposta ao ataque “terrorista”, caças russos Su-24 destruíram um tanque, seis veículos de combate de infantaria e cinco vans usadas na ofensiva contra as forças sírias.

%d bloggers like this: