UNESCO

Cuba destaca resultados do método “eu posso fazer” na Unesco

El método ha contribuido a disminuir el analfabetismo en todo el mundo. Foto: Radio Habana Cuba.

Como parte do Conselho Executivo da Unesco em Paris, Cuba destacou na quinta-feira os resultados do método de alfabetização “Eu posso fazer”, que permitiu que 10 milhões 500 mil pessoas aprendam a ler e escrever em 32 países.

O delegado Aimeé Pujadas enfatizou a importância que a Ilha atribui à cooperação Sul-Sul, Norte-Sul e triangular para a implementação da estratégia apresentada pela organização das Nações Unidas especializada em educação, ciência e cultura para a alfabetização. jovens e adultos no período 2020-2025.

O “eu posso fazer”, merecedor do Prêmio Rei Sejong de Alfabetização de 2006 da Unesco, foi concebido com caráter internacionalista e tem como objetivo principal a inserção ativa dos participantes no trabalho social, econômico e político do ambiente em que vivem, afirma Pujadas .

Segundo o diplomata, é um método econômico e flexível, por sua capacidade de se adaptar a qualquer país ou comunidade.

“Está disponível em vários idiomas e dialetos, além do sistema Braille, que favorece sua aplicação de maneira fácil, além de alfabetizar e transformar e educar”, afirmou.

Pujadas disse no Conselho Executivo que o programa foi atualizado para explorar melhor o potencial das Tecnologias de Informação e Comunicação.

O delegado enfatizou a disposição de Cuba de colocar essa ferramenta útil para os alfabetizados a serviço da implementação da nova estratégia da Unesco.

A vice-diretora geral de educação da Unesco, Stefania Giannini, apresentou há uma semana a nova estratégia de combate a um mal social que ainda assola 750 milhões de seres humanos, figura que constitui um forte desafio para a materialização de um dos objetivos da objetivo da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável relacionada à educação.

No fórum da organização, Cuba ratificou a importância que atribui à educação inclusiva e de qualidade, setor em que apresenta realizações reconhecidas, apesar do impacto sobre ela e em toda a sociedade o bloqueio econômico, comercial e financeiro do dos Estados Unidos, há 60 anos.

Anúncios
Categories: #solidaridadvs bloqueo, Uncategorized, UNESCO | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Eles pedem para unir forças em favor da paz.

Resultado de imagem para Imagenes de la paz en portugues
Havana será a anfitriã do 4º. Conferência Internacional Para o equilíbrio do mundo, em janeiro de 2019.

Abel Prieto Jiménez, presidente da Sociedade Cultural José Martí e diretor do Escritório do Programa Martiano, fez uma advertência global na terça-feira sobre a ascensão do fascismo, do racismo, da direita e da xenofobia ao falar no Centro. da International Press, de Havana.

A humanidade passa por um momento histórico “muito perigoso”, disse Prieto Jimenez em uma reunião com a imprensa sobre a celebração do quarto. Conferência Internacional para o equilíbrio do mundo, a ser realizada na capital cubana de 28 a 31 de janeiro de 2019.

No contexto atual, destacou, eventos como Para o equilíbrio do mundo se tornam mais relevantes, e também ressaltou que é um momento de crise cultural em que o entretenimento cada vez mais vazio substitui a verdadeira cultura.

Ele também presidente da comissão organizadora do evento pediu para participar deste grande fórum internacional do pensamento plural, porque é a opinião pública internacional, e não armas, que podem favorecer e promover uma mudança no curso dos acontecimentos em escala global.

Organizada pelo Projeto José Martí de Solidariedade Internacional, esta conferência tem como objetivo estimular, com um amplo e democrático debate de idéias, a construção de um mundo melhor, equilibrado, sustentável, mais justo e onde reine a paz. Continuar a ler

Categories: AMERICA LATINA, CUBA, EDUCAÇÃO, forças em favor da paz, MUNDO, SOCIEDADE, solidariedade, Uncategorized, UNESCO | Etiquetas: | Deixe um comentário

Memória do Tráfico de Escravos e sua Abolição.

As celebrações do 23 de Agosto, Dia Internacional da Memória do Tráfico de Escravos e sua Abolição, marcam hoje o encerramento do Colóquio Internacional sobre “Memória da Escravidão na Ilha de Moçambique: História, Resistência, Liberdade e Património”, que decorre desde segunda-feira em Nampula.

A efeméride foi consagrada pela UNESCO, Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, em homenagem à revolta de escravos ocorrida em 1791, na Ilha Santo Domingo, actual Haiti. “Essa luta, como a de tantos outros escravos, fortaleceu a consciência da igualdade de homens e mulheres, dos quais todos temos um legado e desfrutamos directamente”, afirmou o representante da UNESCO em Moçambique, Djaffar Mousa-Elkadhum. Continuar a ler

Categories: 23 de Agosto, Dia Internacional da Memória do Tráfico de Escravos e sua Abolição, ANGOLA, ANIVERSARIO, ÁFRICA, CULTURAIS, HISTORIA, Uncategorized, UNESCO | Etiquetas: | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: