Posts Tagged With: #As múltiplas e diversas formas de agressão física levadas a cabo pelas diferentes administrações do governo dos Estados Unidos a CUBA

As múltiplas e diversas formas de agressão física levadas a cabo pelas diferentes administrações do governo dos Estados Unidos a CUBA

Necesario recordar: Demanda del Pueblo cubano al Gobierno de Estados Unidos por daños económicos

contínuo (6) e mais) :  Há muitos, muitos mais para continuar lendo, você pode pesquisar no jornal Cuba Debate e lá continuar a ser muito interessante  x

DÉCIMO PRIMEIRO: O fundo da política agressiva do governo dos EUA contra a revolução cubana são anteriores ao triunfo revolucionário de 11 de Janeiro de 1959. Na verdade, esses registros estão presentes no material e apoio moral fornecido pelo governo dos EUA para a ditadura sangrenta e opressiva de Fulgencio Batista. Basta recordar o apoio sólido oferecido ao regime de Batista quase até o último momento, quando os estrategistas políticos americanos já perceberam que a permanência do tirano no poder estava prejudicando suas intenções de dominação em Cuba.

A atitude de hostilidade dos Estados Unidos ao processo popular revolucionário em Cuba ficou evidente nos esforços desesperados feitos pelas autoridades norte-americanas durante as últimas semanas da ditadura para ocultar a vitória da Revolução. É eloquente a este respeito que se refere em um documento secreto dos EUA datado de 23 de dezembro de 1958, desclassificado em 1991, em que é revelado que, naquele dia, durante uma reunião do Conselho de Segurança Nacional com a presença do Presidente Dwight Eisenhower, em que a situação foi discutida em nosso país, o então diretor da CIA, Allen Dulles, disse categoricamente: “devemos evitar uma vitória Castro.” Três dias depois, em 26 de dezembro, o presidente Eisenhower ele reconheceu a existência de “operações encobertas” contra Cuba e instruiu a CIA que “ele não queria que os detalhes [dessas operações] fossem apresentados ao Conselho de Segurança Nacional”.

Foi no momento do triunfo revolucionário de 11 de Janeiro, 1959, a mesma quando houve o primeiro ato político hostil do governo dos EUA, para oferecer hospitalidade e asilo nas dezenas território americano de criminosos de guerra, assassinos, torturadores e ladrões que eles fugiram da justiça revolucionária, apesar das inúmeras exigências de extradição formuladas pelo governo de Cuba contra esses criminosos comuns sob o tratado, assinados para o efeito entre os dois países e em vigor na época. Muitos desses criminosos, posteriormente, participou de algumas das organizações contra-revolucionárias promovidas pelo próprio governo dos EUA e dedicados à realização de ataques armados e ações terroristas contra Cuba, ea maioria deles fugiu com fundos e outros roubados dos ativos Fazenda Pública que, como já foi dito, nunca foram reintegrados ao Estado cubano.

Em 2 de fevereiro de 1959, pouco mais de um mês após o triunfo da Revolução, o cidadão americano Allen Robert Mayer, que entrara ilegalmente em território cubano a bordo de um avião para ser preso, foi preso e submetido aos tribunais. Tentativa contra a vida do comandante em chefe Fidel Castro. Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: