Posts Tagged With: #Cuba tratou 21 mil “crianças de Chernobyl”

Cuba tratou 21 mil “crianças de Chernobyl”

O que a HBO não te contou: Cuba tratou 21 mil “crianças de Chernobyl”

“Posso dizer sem exageros, que para nós, Cuba tem sido a salvação”. A frase é de Natasha Salimova, em 1999, em um artigo da agência AFP. O filho de Salimova é portador de paralisia cerebral e foi uma das crianças que participou do programa “Niños de Chernobyl” (Crianças de Chernobyl), oferecido pelo governo da ilha.    x

Por Fernanda Forgerini

 

Fidel recepciona crianças soviéticas vítimas da radiação

Fidel recepciona crianças soviéticas vítimas da radiação
De 1990 a 2011, a cidade balnearia de Tarará (a 27 km de Havana) recebeu 21.874 ucranianos, russos e bielorrussos que tiveram contato com a radiação emitida após a explosão do reator quatro da Usina Nuclear de Chernobyl. O programa foi desenvolvido para dar suporte médico, psicológico e social aos pacientes e seus acompanhantes.

Em 1989, três anos depois do desastre, autoridades da Ucrânia fizeram um chamado por ajuda humanitária, em especial às crianças que haviam sido afetadas pela radioatividade e que estavam sem o tratamento adequado. Cuba foi o único país que respondeu ao pedido e realizou, em conjunto com a Ucrânia, o programa de acolhimento na ilha.

No dia 29 de março de 1990, 139 crianças desembarcaram no território cubano. Recebidas por Fidel Castro, foram encaminhadas aos hospitais pediatras Juan Manuel Márquez, William Soler e o Instituto de Hematologia do país.

A equipe de médicos e enfermeiros cubanos que participava do programa foi dividida em quatro grupos: o primeiro, registrava os casos mais graves, que eram levados diretamente aos hospitais; segundo, analisava o impacto psicológico nas crianças. O terceiro e quarto atendiam crianças sem sintomas “complexos”. Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: