Posts Tagged With: CYBER MERCENARIOS

Mais uma vez: Quem é Yoani Sánchez?

CARICATURA CORTESIA DE João de Deus Netto / http://jenipaponews.blogspot.com

ARTIGO: Quem é Yoani Sánchez? LA PUPILA INSOMNE

ARTIGOS EM RELAÇÃO: https://tudoparaminhacuba.wordpress.com/?s=yoani+sanchez

Com o título “Yoani Sánchez: Bloguera ou mercenária? “, o jornalista brasileiro Altamiro Borges publicou uma caracterização da multipremiada blogger que se soma à  informação que nos últimos dias vários espaços alternativos do Brasil  têm difundindo sobre este mediático personagem.

Complementando o trabalho de Altamiro, quem preside o Centro de Estudos de Meios Alternativos Barão de Itararé na cidade de São Paulo e é autor, entre outros títulos, do livro A ditadura da mídia, e de outros jornalistas brasileiros, La pupila insomne elaborou  este dossiê.

Continuar a ler

Categories: CONTRA REVOLUÇÃO EM CUBA | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Os Blogueiros bem remunerados pelo Império (+ VIDEO)

Relação com o Artigo  Perguntas e respostas sobre o Cyber-activismo cubano contra-revolucionário 

Fonte Video: AUCA EN CAYO HUESO

Categories: ESTADOS UNIDOS, Relações Estados Unidos Cuba, TERRORISMO VS CUBA | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Perguntas e respostas sobre o Cyber-activismo cubano contra-revolucionário

Perguntas e respostas sobre o Cyber-activismo cubano contra-revolucionário, Pascual Serrano, “La pupila Insomne”

Por ocasião de um Festival chamado clique, realizado em Junho em Havana, organizado por um grupo chamado EBE, criado por três espanhóis, mas que recebem financiamento de grandes multinacionais, como BBVA, Microsoft ou Sony, a publicação digital Encontro disseminava um artigo intitulado “o Festival clique e a grande minoria”. O texto, aplaudiu o evento dizendo que o mesmo estava destinado a “pessoas de qualquer posição política” e chamava “blogueiros mal pago que infectam o ciberespaço cubano” aos cubanos que em seus blogues editam escritos de lealdade à revolução cubana. A expressão deve causar-nos algumas reflexões:

  • Se consideram que os blogueiros de revolução recebem pouco dinheiro, isso significa que eles fazem isso não por dinheiro, mas por princípios e ideias nas que acreditam, algo muito louvável e meritório nos tempos actuais, embora talvez não para aqueles que têm outros tipos de “razões” e “motivações” para escrever, como o autor do artigo da reunião.

  • Por outro lado, se os blogueiros partidários da revolução cubana são chamados “mau remunerados”, é porque existem outros “bem remunerados”, que não podem ser outros que os que desejam olhar para uma revolução derrubada. E quem pode pagar por eles? Em uma economia de colectivização assim como a cubana, ninguém dentro do país tem dinheiro para pagar bilhões de dólares para um blogueiro, nem gera benefícios para os negócios que justificam, portanto, o dinheiro só pode vir de Cuba externa. E por que alguém de fora de Cuba paga cubanos para escrever um blogue contra a revolução? Parece óbvio que porque vão conseguir algum benefício pessoal, se não existisse essa revolução. O que sugere que o interesse do povo cubano não é exactamente o que move-los para suas actividades e pagamentos.

  • Finalmente, o autor do artigo refere-se a esses blogueiros revolucionários profissionais com a expressão “infectam o ciberespaço cubano”. Infectam, este é o termo que tem reservado esses pressupostos defensores da liberdade de expressão em Cuba para aqueles que não compartilham as suas intenções de mudança do sistema.

Acho que já temos elaborado a partir de suas próprias palavras, conclusões suficientes para deduzir que aqueles que na Internet defendem a revolução cubana o fazem por princípios; que, em vez disso, há outros que pagam a aqueles que se opõem a revolução para dizer o que quer este é finalmente descobrimos o que seria o que eles teriam de fazer se eles chegaram ao poder na ilha, com quem não escreve por dinheiro. 

FONTE ORIGINAL: LA JIRIBILLA

FONTE DE TPMC: APORREA

Categories: BLOQUEIO VS CUBA, ESTADOS UNIDOS, Relações Estados Unidos Cuba, TERRORISMO VS CUBA | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.