Posts Tagged With: ddhh

Guatemala: “Mudanças estruturais são essenciais.”

Guatemala: “Son imprescindibles cambios estructurales”

Por Giorgio Trucchi

Em novembro do ano passado, a Guatemala foi mais uma vez abalada por fortes protestos em todo o país. As pessoas foram às ruas exigindo a renúncia do presidente Alejandro Giammattei, de ministros e deputados por terem aprovado um orçamento multimilionário que aumentou a dívida pública, cortou gastos com saúde, educação, direitos humanos, combate à pobreza e beneficiou as comunidades. Elites econômicas e funcionários corruptos.

Um novo levante popular contra o ‘pacto corrupto’, o saqueio dos cofres do Estado, contra o manejo inadequado, improvisado e incompetente da pandemia e contra a ineficácia, indiferença e ineficiência governamental diante da chegada dos furacões Eta Iota.

Mobilizações, protestos, bloqueios de estradas em rejeição aos ataques sistemáticos contra aqueles que defendem a terra e os bens comuns, contra os defensores dos direitos humanos, contra a violência de gênero irreprimível.

A Guatemala continua sendo um dos países mais perigosos para a defesa dos direitos humanos e da atividade sindical. Até o momento, neste ano, já são 28 mulheres vítimas de feminicídio, seis delas assassinadas em um único dia. Existem pelo menos 4 mulheres que desaparecem diariamente.

Uma situação dramática (cinco em cada dez meninos e meninas menores de cinco anos sofrem de desnutrição crônica, 60% da população em geral e 80% da população indígena vivem na pobreza) que tem suas raízes na aplicação implacável e no aprofundamento de uma modelo econômico neoliberal e extrativista, que passa pela desapropriação e militarização de territórios, além da criminalização e assassinato de defensores dos direitos humanos.

“É uma situação muito complicada que agora se agrava com a pandemia e os desastres causados ​​pelos dois furacões. O novo ano começa em condições muito difíceis para os povos, que historicamente sofrem os ataques deste modelo político e econômico imposto pelas oligarquias ”, disse Leiria Vay García, membro da direção política nacional do Comitê de Desenvolvimento Camponês (Codeca).

“Algo que nos preocupa muito é a expansão dos projetos extrativistas. Sua proliferação descontrolada tem sido fonte de violações dos direitos humanos, aumento da violência contra as comunidades e fonte de divisões e confrontos. Tudo isso vai de mãos dadas com uma classe política voltada para a garantia dos interesses de poucos, do grande capital nacional e transnacional, em detrimento da grande maioria ”, acrescentou.

Direitos humanos

Em seu último relatório (dezembro de 2020), a Unidade de Proteção aos Defensores dos Direitos Humanos da Guatemala (Udefegua) documentou um total de 1.004 casos de ataques. Este é o maior número de ataques contra pessoas, organizações e comunidades que defendem os direitos humanos, registrados pela referida organização.

“O governo de Alejandro Giammattei tem promovido a consolidação do autoritarismo e o fechamento de espaços de participação democrática; Com isso, ele implementou uma política repressiva contra todos aqueles que se opõem aos seus interesses.

O atual governo – continua Udefegua – desmantelou todas as instituições de paz, direitos humanos, bem como os poucos e fracos mecanismos de proteção existentes. Por sua vez, a documentação e o registro dos atentados mostram que esse período (de pandemia) foi utilizado para reprimir, violar e / ou agredir os defensores dos direitos humanos no país ”, indica o estudo.

Do total de 1.004 casos de agressão, 33,66% (338) foram contra defensores dos direitos humanos, 52,87% (530) contra defensores e 13,54% (136) contra grupos, organizações e comunidades. Também ocorreram 15 assassinatos, 22 tentativas de assassinato e 313 atos de criminalização contra defensores dos direitos humanos.

Udefegua também denunciou a repressão, abuso de autoridade, brutalidade policial e criminalização do direito de reunião e manifestação pacífica exercida pela população.

“Para este governo, os direitos humanos não são uma prioridade e o retrocesso é evidente. As pandemias e as catástrofes naturais agravaram uma crise profunda que está a afundar o país, agravando a situação de pobreza e desemprego ”, alertou Leiria Vay.

Em pouco mais de dois anos, 19 membros da Codeca foram assassinados com absoluta impunidade.

Mudanças estruturais

Para o líder social é necessário que a população comece a apostar nas mudanças estruturais.

“Não é fácil. Gostaríamos que houvesse um compromisso da população com as transformações estruturais do modelo, e não apenas uma reação emocional aos excessos de políticos corruptos.

Precisamos de mobilizações fortes que atinjam os interesses econômicos dessas pessoas. Precisamos canalizar esse descontentamento popular para gerar mudanças profundas.

Estamos comprometidos com a mudança do sistema por meio de uma assembléia constituinte originária que nos fará avançar na construção de um Estado Plurinacional ”, concluiu Vay.

Fonte: LINyM

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Chamam no Brasil para dizer basta ao governo Bolsonaro

Brasília, 25 de janeiro (Prensa Latina) A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, dom Paulo Evaristo Arns, fez um apelo aos verdadeiramente comprometidos com a democracia e o direito à vida no Brasil a dizerem hoje o suficiente ao governo do presidente Jair Bolsonaro.

Em matéria publicada no jornal O Globo e ampliada nesta segunda-feira por outros meios de comunicação, a diretoria, conhecida como Comissão Arns, insiste que é necessário barrar “esse desgoverno que tantos danos tem causado à vida dos brasileiros e à nossa democracia”. .

Esses escritos dirigem-se diretamente a cidadãos, organizações da sociedade civil, partidos políticos, grupos empresariais e religiosos e, sobretudo, a instituições fundamentais da República, como o Congresso Nacional, o Supremo Tribunal Federal e o Procurador-Geral da República.

Alerta sobre as ações, omissões e violações cometidas pelo Bolsonaro contra os direitos garantidos pela Constituição que jurou defender quando tomou posse em janeiro de 2019. Entre eles, o direito à saúde. A negação pelos ex-militares da gravidade da doença causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19, a promoção de aglomerações e o descumprimento de medidas preventivas (além do boicote à produção e obtenção de a vacina), estão associados às mais de 217 mil mortes pela pandemia no gigante sul-americano.

“Desde o início de seu governo, o presidente Bolsonaro insistiu em aprofundar a polarização política, dividindo o país entre amigos e inimigos”, diz um trecho do artigo.

Denuncia que, ‘com uma retórica pavorosa, baseada na crueldade para com os mais vulneráveis, no racismo, no obscurantismo e na exaltação da violência, das armas e da ditadura, ataca diariamente os pilares fundamentais da nossa República, conforme estabelecido artigo um da Constituição. ‘

Os autores criticam o apetrechamento do aparato de segurança pelo governo para atender aos interesses pessoais do presidente e de seus familiares.

Apontam também para a “vergonhosa omissão” do procurador-geral da República, Augusto Aras, na apuração dos crimes comuns atribuídos ao presidente de extrema direita.

Da mesma forma, a comissão questiona a desastrosa política externa do chanceler Ernesto Araújo, de hostilidade a diversos países, o que ocasionou, entre outros atos, o atraso na obtenção das vacinas contra o patógeno.

mem / ocs

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , | Deixe um comentário

China não tolera a politização dos direitos humanos para pressionar Cuba

A China rejeitou hoje que os Estados Unidos politizem a questão dos direitos humanos para exercer pressão e interferir nos assuntos internos cubanos, instando-a a normalizar os laços bilaterais com base no respeito

Wang Wenbin, vocero del Ministerio de Relaciones Exteriores, reiteró la oposición de su Gobierno a la doble moral y a las críticas usadas como pretexto para promover la injerencia extranjera en la nación antillana.

Wang Wenbin, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, reiterou a oposição de seu governo aos padrões duplos e às críticas usadas como pretexto para promover a interferência estrangeira na nação antilhana. Foto: Retirado da Prensa Latina

A China rejeitou hoje que os Estados Unidos politizem a questão dos direitos humanos para exercer pressão e interferir nos assuntos internos de Cuba, instando-o a normalizar os laços bilaterais com base no respeito.

Wang Wenbin, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, reiterou a oposição de seu governo aos padrões duplos e às críticas usadas como pretexto para promover a interferência estrangeira na nação antilhana.

A China, acrescentou, sempre sustentou que os Estados Unidos devem respeitar a soberania e a independência de Cuba e eliminar o bloqueio econômico, financeiro e comercial imposto unilateralmente e há mais de meio século.

Ele instou Washington a romper seus laços com Havana, mas apoiado pela igualdade para responder aos interesses de ambos os povos.

Da mesma forma, Wang considerou que a normalização das relações entre os Estados Unidos e Cuba levará à estabilidade e ao desenvolvimento da América Latina.

Suas declarações ratificam a posição da China contra a política coercitiva e a insistência da Casa Branca em usar os direitos humanos como argumento para fazer imposições à ilha.

A nação asiática sempre se juntou à maioria da comunidade internacional na reivindicação do levantamento do bloqueio norte-americano a Cuba, por considerá-lo prejudicial aos interesses e à vida do povo, bem como contrário à Carta das Nações Unidas.

Durante anos, ele exortou Washington a corrigir essa postura hostil e denunciou o caráter extraterritorial de suas sanções, por violar o direito internacional.

(Fonte: Prensa Latina)

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Do sonho americano ao inferno na terra

A violação dos direitos humanos pode assumir muitas formas particulares, incluindo qualquer tipo de transferência de pessoas com base em ameaças, enganos ou abusos de poder. O México é o segundo país a fornecer vítimas de tráfico aos Estados Unidos e ocupa o primeiro lugar como consumidor de pessoas em situação de tráfico para qualquer finalidade (transferência, exploração, servidão etc.)

Autor: 

Eu entro no México, em lugares semelhantes a este, os traficantes operam. Foto: LNN

O Protocolo de Palermo, um documento da Convenção das Nações Unidas contra o Crime Organizado Transnacional, define tráfico de pessoas como qualquer relação de autoridade e submissão entre duas pessoas, para fins de exploração (prostituição de outras pessoas, exploração sexual, trabalho forçado, escravidão). servidão, remoção de órgãos). Essa violação dos direitos humanos pode assumir muitas formas particulares, incluindo qualquer tipo de transferência de pessoas com base em ameaças, enganos ou abuso de poder. Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

EE.UU. recibe con honores en base militar a acusado de terrorismo vs Cuba

Manuel Alzugaray en el homenaje que le rinde el administrador ejecutivo de la Base Militar de EE.UU. Collin Caswell.

Manuel Alzugaray en el homenaje que le rinde el administrador ejecutivo de la Base Militar de EE.UU. Collin Caswell.

Autor:  Iroel Sánchez

El pasado 26 de abril, fuerzas del Ministerio del Interior cubano detuvieron a cuatro ciudadanos de origen cubano y residentes en Miami, Estados Unidos, cuando planificaban ejecutar acciones terroristas en el territorio nacional. Continuar a ler

Categories: CUBA - ESTADOS UNIDOS, ESTADOS UNIDOS, POLÍTICA, TERRORISMO VS CUBA | Etiquetas: , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

El papa Francisco y la exhortación incendiaria. Carlos Marx y el sermón de la montaña.

La Santa Mambisa

 

EVANGELII

Por: Eduardo Gómez* | Ciudad del Vaticano

Cuando conocí el texto de la exhortación apostólica “Evangelii Gaudium” sobre el anuncio del evangelio en el mundo actual, sonreí satisfecho, preguntándome como serían los escenarios que generaría este incendiario “cóctel molotov evangélico” y no me sorprendió  que el padre Federico Lombardi en la Sala de Prensa de la Santa Sede, respondiera como lo hizo cuando un periodista presente en dicho recinto le preguntó si referente a la exhortación, existía alguna relación entre el último texto doctrinal pontificio y el marxismo.

View original post mais 1.244 palavras

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

Un lazo de amor por #LosCinco (#Cuba #DDHH #EEUU #Miami #Mexico) los cinco

los cinco
Categories: CUBA - ESTADOS UNIDOS, LIBERDADE PARA OS CINCO CUBANOS | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

<span>%d</span> bloggers like this: