Posts Tagged With: dívida

Sobre morte, vida

No dia seguinte à inauguração na Argentina, o presidente cubano chegou à antiga Escola Mecânica da Marinha, a temível ESMA, um dos maiores centros clandestinos de detenção, tortura e extermínio da Argentina.

ESMA

O presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, visita a ESMA, um dos símbolos mais dilacerantes da ditadura que abalou a Argentina entre 1976 e 1983. Foto: Estudios Revolución
Buenos Aires, Argentina. – Mais de 5.000 detidos, quase 200 sobreviventes, em 2.818 dias de ditadura, são os números macabros que marcam o “registro” de terror atrás dos muros da antiga Escola Mecânica da Marinha, temível esma, um dos maiores centros clandestinos de detenção, tortura e extermínio da Argentina.

Através da agitação de uma cidade, ainda impactada pela posse do presidente Alberto Fernández e da vice-presidente Cristina Fernández, vários homens e mulheres, tremendamente felizes com o novo amanhecer de seu país, voltaram hoje para o campo de concentração onde foram presos. torturado em plena juventude.

Numa voz interrompida por uma emoção incontrolável, o Chefe de Estado cubano, que passou duas horas na ESMA, disse a seus anfitriões, vítimas de terror, “você é a luz e o amanhecer”. Foto: Estudos da Revolução

São Ana, Nestor, Silvia, Mercedes, Ricardo, Graciela, Silvia, Alfredo e também Vera, a mãe que tem 92 anos e perdeu a filha Franca, 18, nas celas do sma ou nos vôos da morte. Pouco se sabe. Eles retornam ao site que os vincula, mas desta vez com uma conotação diferente. Eles vêm acompanhar o presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, por todos os cantos da barbárie.

Ele tinha a obrigação de vir, disse o Chefe de Estado para encontrá-los reunidos em um dos escritórios do local, enquanto conversava com sua companheira, Lis Cuesta, esperando o presidente chegar de uma reunião com o presidente Fernández.

«Que você concordou em ficar comigo excede todas as minhas expectativas. Você tem todo o reconhecimento e apoio de Cuba, faz parte da energia que ajuda a resistir e vencer todos os dias.

“Será uma jornada difícil”, disse Alejandra Naftal, diretora do Museu do Esma Memory Site, segundos antes de iniciar a turnê. Mas este lugar é uma vitória para os argentinos, é o resultado de mais de 40 anos de lutas. Não é pela morte, é pela vida, pelo respeito, mesmo pelos indiferentes que negam, ainda, tudo o que aconteceu.

“Um crime contra a humanidade foi cometido aqui”, ele sentenciou alguns segundos depois que o presidente Díaz-Canel e sua delegação começaram a usar um dos símbolos mais dilacerantes da ditadura que abalou a Argentina entre 1976 e 1983.

No que era o cassino oficial da Esma, os sobreviventes contaram ao presidente em detalhes sobre o inferno onde foram sequestrados, com grossos capuzes de pano preto, algemas nas mãos, repousando quase o tempo todo em um espaço de 0, 70 por dois metros, siga em direção ao corredor para avistar os guardas, com uma temperatura sufocante e a possibilidade de fazer suas necessidades básicas, dependendo do que seus captores desejassem naquele dia.

Silvia mostrou a ela o lugar, miserável, onde ela deu à luz a filha, com quem poderia estar sozinha uma semana antes, “felizmente”, que a entregaram à avó. Ao lado dela, para reviver a história, estava Mercedes, a outra jovem que na época a ajudou a dar à luz em meio ao terror. Hoje, em uma das paredes da sala, há uma pergunta escrita: como é possível que crianças tenham nascido neste lugar? A garotinha de Silvia poderia responder.

Dessas atrocidades, o Presidente de Cuba se encontrou, bem na voz de suas vítimas; e também do pentotal que injetou os “condenados” para entorpecê-los antes de jogá-los vivos no rio La Plata; do chamado caminho da felicidade que levou à sala de tortura; da picana elétrica para matar e os gritos que querem ser ofuscados pela música estrondosa; de mulheres estupradas; de trabalho forçado; de execuções simuladas … tudo isso no meio da vida cotidiana de uma Escola Mecânica da Marinha que, em anos, não percebia o que estava acontecendo em suas instalações. Isso pode ser real?

Mas o passeio, não por prazer, terminou na sala onde as informações de todos os detidos eram processadas. Hoje, mais de quatro décadas depois, o nome dos assassinos é projetado em suas paredes, muitas delas seguidas pelo cartel Condenado.

Numa voz interrompida por uma emoção incontrolável, o chefe de Estado cubano, que passou duas horas na esma, disse a seus anfitriões, vítimas de terror, “você é a luz e o amanhecer”. Aqui está um enorme testemunho do que é crueldade, o que é assassinato, o que é abuso, o que é violação de direitos humanos; dos prejudiciais, os perversos, dos nefastos das ditaduras militares.

Você não pode imaginar o que nos deu em sentimentos, em convicções revolucionárias. «Esta é uma memória que teremos uma vida inteira». E lembrou-se dos jovens desaparecidos: “A geração da minha idade”, disse ele. «Não vamos esquecê-los. Nesta inauguração, e explicamos ao presidente Alberto Fernández, viemos lhe dizer que você tem o apoio de Cuba, que tem o respeito de Cuba, que tem amizade e solidariedade cubanas. Juntos, trilharemos esse caminho de vitória para a América Latina ».

«Expressei isso no ato de solidariedade, como no canto de Fito, que disse que tudo está perdido, Cuba vem para entregar seu coração».

Foto: Estudios Revolución

Então, aquelas palavras de Graciela, uma das sobreviventes, que, antes de iniciar o passeio, disseram: «Quando fomos presos, Cuba era o nosso farol; Conversar com você hoje é a prova de que vencemos em você ».

Categories: # Argentina, #Canadá, #Caracas, #Colombia, Grupo de Lima, #Jorge Arreaza, #Perú, #venezuela, # Cuba, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Argentina, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #CubaCoopera, DIAZ CANEL, Uncategorized | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

Após acordo sobre “abismo fiscal” EUA pode ter batalhas orçamentárias ainda maiores (#EUA #abismofiscal #batalhasorçamentárias )

Fonte: reuters Brasil

O presidente norte-americano, Barack Obama, e os congressistas republicanos podem ter que enfrentar batalhas orçamentárias ainda maiores nos próximos dois meses, depois que um duro acordo evitou por pouco o chamado “abismo fiscal”, uma combinação devastadora de aumentos de impostos e cortes de gastos.

O acordo, aprovado na noite de terça-feira pela Câmara dos Deputados, liderada pelos republicanos e sancionado por Obama na quarta-feira, foi uma vitória para o presidente, que ganhou a reeleição em novembro com a promessa de tratar dos problemas orçamentários, em parte, elevando os impostos sobre os norte-americanos mais ricos. Continuar a ler

Categories: ECONOMIA, ESTADOS UNIDOS, POLÍTICA | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Estados Unidos, numeros vermelhos (#EE.UU. #China #economia)

eeuu Estados Unidos: se desacelera la economía

Fonte: agencia LUSA

A agência de ‘rating’ chinesa Dagong colocou a notação de crédito dos Estados Unidos sob “perspetiva negativa”, na sequência das dificuldades que o país enfrenta no que se refere à negociação orçamental. Continuar a ler

Categories: ECONOMIA, ESTADOS UNIDOS, OPINIÃO, POLÍTICA, SOCIEDADE | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: