Posts Tagged With: #NoSeTirenConVenezuela

Cabello: Venezuela dará uma lição ao imperialismo com eleições

El presidente de Venezuela, Nicolás Maduro (dcha.), y el presidente de la Asamblea Constituyente, Diosdado Cabello, 8 de septiembre de 2020. (Foto: AFP)

HispanTV

Um político venezuelano garante que, por meio das eleições legislativas, o povo dará uma lição ao imperialismo para que ele não volte a interferir na Venezuela.

“Temos certeza que neste 6 de dezembro vamos dar uma lição de pátria, vamos dar uma lição ao imperialismo que acredita que virão à Venezuela para nomear um presidente assim, na Venezuela o presidente é escolhido pelo povo”, disse. na segunda-feira o presidente da Assembleia Nacional Constituinte (ANC), Diosdado Cabello.

Falando em ato de campanha no estado de Bolívar (sul), o também candidato oficial à Assembleia Nacional (AN) convidou toda a população a se mobilizar para votar na madrugada deste domingo para resgatar o Parlamento e garantir maior bem-estar aos cidadãos.

Cabello reiterou que a primeira lei a ser aprovada pela nova Assembleia Nacional, quando ela for instalada em 5 de janeiro de 2021, será a punição dos deputados “traidores da Pátria” que durante cinco anos exigiram sanções e intervenção militar contra a Venezuela e roubaram a recursos da aldeia.

Cabello: Venezuela no necesita que EEUU valide sus parlamentarias | HISPANTV

Cabello: A Venezuela não precisa dos EUA para validar seus parlamentares |

A Venezuela enfatiza que não precisa dos Estados Unidos para validar as eleições parlamentares de 6 de dezembro, pois o “povo digno” decidirá seu destino.

Além disso, repudiou a hipocrisia do direito nacional e internacional, pela “preocupação” que alguns de seus porta-vozes têm pelo povo e lembrou que aqueles que hoje defendem a alimentação do povo “são os mesmos que quiseram ativar o Tratado Interamericano. Assistência Recíproca (TIAR) que nada mais é do que a invasão da Pátria ”, afirmou.

No dia 6 de dezembro, os venezuelanos são chamados às urnas para eleger os 277 deputados da Assembleia Nacional, com maioria oposicionista e desrespeitosos desde 2016, por isso algumas de suas funções são desempenhadas pela Assembleia Nacional Constituinte.

CNE venezuelana: está tudo pronto para as eleições legislativas

Enquanto o partido no poder se prepara para reconquistar o corpo legislativo, os principais partidos da oposição liderados por Juan Guaidó, autoproclamado “presidente interino” da Venezuela, rejeitam as eleições e apelam à abstenção.

Maduro pede votação em D6 contra "plebiscito" da oposição

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, garantiu que o processo eleitoral será “com todos os mecanismos de proteção” devido ao novo coronavírus, a causa da COVID-19 e também destacou que todas as organizações mundiais terão uma porta aberta para o acompanhamento eleitoral, inclusive os dos EUA

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Reportagem “A verdade da Venezuela contra a infâmia do Grupo Lima”

Informação de Cuba

Luigino Bracci Roa – VTV.- O Procurador-Geral da Venezuela, Tarek William Saab; O Ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza e o Provedor de Justiça, Alfredo Ruiz, apresentaram conjuntamente no dia 23 de setembro de 2020 o relatório “A Verdade da Venezuela Contra a Infâmia do Grupo Lima”, que apresenta um balanço da situação real dos direitos humanos no país, em resposta ao relatório dos direitos humanos apresentado em 16 de setembro por uma missão

ONU independente internacional, liderada pela advogada portuguesa Marta Valiñas, que assegurou que as autoridades e forças de segurança venezuelanas planejaram e executaram, desde 2014, “graves violações dos direitos humanos” incluindo “tortura” e “execuções arbitrário ”, o que constituiria“ crimes contra a humanidade ”. Da sede do Ministério Público em Caracas, o responsável pela acção penal explicou que o texto “foi trabalhado por activistas dos direitos humanos no terreno, não por pessoas pagas de fora, e por instituições do Estado que cumprem o mandato constitucional trabalhar perante a justiça qualquer ação que viole os direitos humanos dos venezuelanos e buscar sua exemplar sanção ”.

Nesse sentido, Saab considerou que “este relatório era necessário porque permite outras narrativas baseadas na realidade, em ações judiciais como acusações, denúncias e sentenças definitivas contra violadores de direitos humanos que na Venezuela nunca terão aliado. Todo o peso da lei vai contra eles ”.

Venezuela apresenta relatório em resposta ao Grupo Lima

O relatório será apresentado quarta-feira ao Presidente Nicolás Maduro e na quinta-feira ao Secretário-Geral da ONU, António Guterres.

teleSUR.- “A verdade da Venezuela contra a infâmia do Grupo Lima” será apresentada ao Secretário-Geral da ONU.

Representantes do Estado venezuelano apresentaram à opinião pública nacional e internacional o relatório intitulado “A verdade da Venezuela contra a infâmia do Grupo Lima”, que sistematiza as violações dos direitos humanos cometidas por aqueles que promovem a violência contra a nação bolivariana.

A apresentação do documento à imprensa contou com a presença do Procurador-Geral da República, Tarek William Saab, do Provedor de Justiça, Alfredo Ruiz, do Ministro das Relações Exteriores, Jorge Arreaza, e do Secretário Executivo do Conselho Nacional de Direitos Humanos, Larry Devoe

O chefe do Ministério Público explicou que o objetivo do relatório financiado pelo Grupo Lima é dinamitar e implodir o trabalho que vem realizando o Escritório do Alto Comissariado para os Direitos Humanos da Venezuela.

Ele também lembrou que as instituições internacionais têm caráter subsidiário, não substituem os órgãos nacionais. “São os órgãos venezuelanos competentes em matéria de justiça que têm competência para fornecer informações relevantes sobre direitos humanos”, afirmou.

Por sua vez, o chanceler Arreaza destacou que o relatório do Grupo Lima não é um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) e que os chamados “especialistas” que o elaboraram perderam a autoridade.

O chefe da diplomacia venezuelana destacou que 85 por cento das fontes utilizadas pela suposta missão são secundárias, ou seja, redes sociais, meios de comunicação digitais, imprensa, publicações de terceiros. Essas deficiências deslegitimam o relato dos inimigos da Venezuela, em suas palavras.

Além disso, as autoridades denunciaram que a comissão que realizou a suposta investigação patrocinada pelo Grupo Lima não solicitou uma única informação às autoridades nacionais. Na falta de dados oficiais, o relatório que foi apresentado na ONU não pode ter qualquer validade.

De fato, Arreaza destacou que nenhum órgão internacional votou pela aprovação do referido relatório, portanto, não se trata de um documento da ONU como apresentado pela mídia hegemônica, mas sim de um relatório unilateral financiado por uma entidade bem definida: o Grupo Lima. .

Em contrapartida, o Relatório apresentado esta quarta-feira baseia-se em dados totalmente oficiais, fontes judiciais, processos, sentenças, resoluções, que são verificáveis ​​de acordo com os procedimentos de investigação social e científica que regem o trabalho dos observatórios de direitos humanos que o UN.

O Chanceler venezuelano expressou que o Relatório “A verdade da Venezuela contra a infâmia do Grupo Lima” será apresentado ao Presidente da República, Nicolás Maduro Moros, nesta quarta-feira. O presidente, por sua vez, vai entregá-lo ao secretário-geral da ONU, António Guterres, na quinta-feira.

Cuba desqualifica e rejeita relatório contra a Venezuela

Cuba em resumo

O chanceler cubano, Bruno Rodríguez, desqualificou e rejeitou hoje o que qualificou como o “Relatório da suposta Missão Internacional Independente” das Nações Unidas sobre a Venezuela.

“Rejeitamos este documento de motivação política, parte da campanha de descrédito liderada pelos Estados Unidos contra aquele povo irmão e governo”, Rodríguez se inscreveu em sua conta no Twitter.

O texto de uma comissão da Organização das Nações Unidas (ONU) garante que o governo venezuelano cometeu “violações atrozes” que configuram crimes contra a humanidade. “A missão tem motivos razoáveis ​​para acreditar que tanto o presidente quanto os ministros do Interior e da Defesa contribuíram para o cometimento dos crimes documentados neste relatório”, conclui a investigação.

A reação do chefe da diplomacia cubana coincide com severos pronunciamentos de porta-vozes do governo venezuelano, intelectuais, ativistas e organizações políticas a respeito.

O representante da Rede de Intelectuais, Artistas e Movimentos Sociais em Defesa da Humanidade, Luis Britto, alertou sobre a publicação de um parecer repleto de imprecisões, em meio aos preparativos para a realização das eleições legislativas no país sul-americano.

É surpreendente que saia um relatório cheio de falácias, com uma enorme ausência de prova e precisão em suas alegações, justamente quando a Venezuela se prepara para as eleições parlamentares para renovar a Assembleia Nacional (Parlamento unicameral), afirmou.

O chanceler venezuelano, Jorge Arreaza, disse no Twitter que o relatório está “cheio de falsidades” e vem de “uma missão fantasma dirigida contra a Venezuela e controlada por governos subordinados a Washington”.

Arreaza denunciou a destinação de cinco milhões de dólares para a preparação da sentença, considerada pelas autoridades de Caracas como “uma fraude irresponsável e um monumento à propaganda de guerra”, com o objetivo de torpedear o diálogo político nacional.

É importante ressaltar que os peritos encarregados da redação do documento não visitaram a Venezuela nem entrevistaram autoridades ou vítimas de violações de direitos humanos, destacou o diplomata.

Também é notável que o relatório ocorra apesar do fato de que desde 2018 está na Venezuela uma equipe do Escritório da Alta Comissária da ONU nesta área, Michelle Bachelet, com a qual há espaços de entendimento.

O relatório tenta questionar o trabalho de Bachelet com a Venezuela e a alternativa de buscar soluções para as divergências políticas do país por meio do diálogo, afirmou o advogado e ativista Cristóbal Cornieles.

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Desmascaram o advogado de Guaidó

CubaInformation

 

Granma.- A extensa e discutida investigação realizada pela jornalista americana Anya Parampil revela a rede de corrupção e suborno, na qual José Ignacio Hernández está envolvido, que até julho atuou como “advogado” do inexistente “governo interino” do vice da oposição Juan Guaidó, de acordo com um estudo publicado no domingo no site do Ministério das Relações Exteriores da Venezuela. Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Caracas vê “ato provocador indesculpável” entrada de navio dos EUA

HispanTV

El buque de guerra USS Pinckney (DDG-91) dispara durante unos ejercicios militares.

A Venezuela denuncia o “ato provocador indesculpável” de um navio de guerra dos EUA que entrou ilegalmente nas águas jurisdicionais do país do Caribe.

“A entrada do navio dos EUA de maneira furtiva nas águas jurisdicionais venezuelanas é claramente uma violação do Direito Marítimo Internacional e só pode ser qualificada como Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Coberto de lama, mas ousa apontar para a Venezuela

Editorial

De Miami veio a notícia? Não poderia ser de nenhum outro lugar. As travessuras: vários ex-presidentes ibero-americanos – certamente com lembranças sombrias em alguns casos – “instaram” a OEA e a União Européia (UE) a rejeitar o que ousaram chamar de “ficção eleitoral” na Venezuela. Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , | Deixe um comentário

#NoMoreTrumpAdministration, #TrumpGenocide

Por Renán Vega Cantor / Rebelion

 

Em 20 de maio, a pedido da Rússia, o Conselho de Segurança da ONU se reuniu para discutir a questão da agressão armada contra a Venezuela em 3 de maio, quando mercenários de La Guajira, na Colômbia, entraram no território do vizinho país, com o objetivo de realizar ataques e sequestrar o presidente Maduro. Este fato, de extrema gravidade, passou de um agachamento para Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

A foto da guerrilha Santrich é supostamente distração, supostamente na Venezuela

POR: RHC

O ministro das Relações Exteriores Jorge Arreaza descreveu como uma tática de distração a foto em que aparece o guerrilheiro fugitivo das Forças Armadas Revolucionárias desmobilizadas da Colômbia (FARC), Jesús Santrich, supostamente na Venezuela.

“Como o apoio, a proteção e o financiamento de Iván Duque para a operação mercenária contra a Venezuela são claramente evidentes, na Colômbia eles retornam com a história eterna. Tática antiga e perturbadora: um disco arranhado, falso e inútil ”, escreveu Arreaza na rede social Twitter. Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: