Biden nomeia cubano-americano de Miami como seu embaixador na OEA

Prensa Latina.– O presidente Joe Biden nomeou hoje o cubano-americano Francisco Mora de Miami como embaixador dos Estados Unidos junto à OEA, que seria uma de suas principais vozes na política para o Hemisfério Ocidental. Mora é professor de política e relações internacionais na Florida International University, onde anteriormente dirigiu o Kimberly Green Latin AmericanContinue a ler “Biden nomeia cubano-americano de Miami como seu embaixador na OEA”

OEA é um instrumento da guerra não convencional contra Cuba

Havana, 12 de julho (Prensa Latina) O presidente cubano Miguel Díaz-Canel afirmou hoje que a Organização dos Estados Americanos (OEA) é um instrumento da guerra não convencional contra Cuba.Cuba exige respeito pela soberania e autodeterminaçãoPresidente de Cuba rejeita cerco da mídia contra a unidade nacionalBloqueio dos Estados Unidos afeta o sistema elétrico de Cuba NumaContinue a ler “OEA é um instrumento da guerra não convencional contra Cuba”

Os Estados Unidos violam os princípios olímpicos.

Por Arthur González. Voltando à política contra Cuba, durante os anos 60 do século XX, quando a OEA o expulsou da organização por ordem da Casa Branca, segundo seus documentos secretos, os ianques voltaram a negar vistos a atletas cubanos para impedi-los de participar em competições realizadas em seu território. É o caso da seleçãoContinue a ler “Os Estados Unidos violam os princípios olímpicos.”

Bolívia rejeita declarações da OEA sobre processo judicial contra líderes golpistas

O governo boliviano rejeitou as declarações do Secretário-Geral da OEA, Luis Almagro, sobre o processo judicial contra ex-golpistas. Por meio de nota, a Chancelaria boliviana assegurou que este personagem não tem autoridade moral ou política para se referir à nação andino-amazônica e, a pretexto de defender os direitos humanos, favorece interesses privados e políticos eContinue a ler “Bolívia rejeita declarações da OEA sobre processo judicial contra líderes golpistas”

Bolívia: Fora com Áñez, o choro!

  Fora com Áñez! É a demanda que se impõe na atual mobilização de protesto popular na Bolívia. Há apenas uma semana a reivindicação era do Eleições Agora !, para que fosse atendida a convocação para a data do dia 6 de setembro, acertada na época pelos órgãos políticos e pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).Continue a ler “Bolívia: Fora com Áñez, o choro!”

Pastores religiosos, novo disfarce de alguns contra-revolucionários

A extrema direita dos Estados Unidos recorre a qualquer recurso para manter viva a guerra da mídia anticubana, com o objetivo de questionar nossa governabilidade. Desde detratores e falsificadores, oportunistas e vítimas fabricadas, incluindo líderes sociais questionados e artistas de valor duvidoso, até pretensos justos que emergem como “apóstolos” e “pastores” para fazer da religiãoContinue a ler “Pastores religiosos, novo disfarce de alguns contra-revolucionários”

Crônica da Itália

Painelistas regulares em campanhas orquestradas pelo governo dos EUA. EUA contra Cuba, Almagro, Rosa María Paya, entre outros bonecos sem seu próprio pensamento ou projeto de país para a Grande Ilha das Antilhas, recebem apenas desafios do público que assistiu ao último show anticubano de Miami. Diante de tantas palavras inacreditáveis ​​e sem argumentos sólidos,Continue a ler “Crônica da Itália”

Bolívia: todas as estradas levam ao Almagro

Por Alejandra Dandan Na manhã de sábado, 9 de domingo e 10 de novembro, um dos dois observadores argentinos convidados a participar da Auditoria da Organização dos Estados Americanos na Bolívia recebeu uma ligação. A OEA disse a ele que divulgaria os resultados preliminares do relatório originalmente programado para a terça-feira 12. O argentino, GerónimoContinue a ler “Bolívia: todas as estradas levam ao Almagro”

Washington deve tirar conclusões da dificuldade de difamar Cuba.

Por Arthur González.     Desde que o funcionário dos Estados Unidos, José Daniel Ferrer, foi preso, quando foi acusado por vários cidadãos que sofreram espancamentos causados ​​por ele e por dois de seus capangas, as campanhas da mídia para atacar Cuba não cessaram, prova de que Ferrer é realmente um de seus peões naContinue a ler “Washington deve tirar conclusões da dificuldade de difamar Cuba.”

EUA e a construção do golpe na Bolívia

A rede de poder local e internacional, principalmente americana, forma na Bolívia uma rede de interesses essenciais para a realização do golpe de estado. Embora Evo Morales tenha saído vitorioso nas eleições de 20 de outubro (por uma margem ligeiramente superior a 10%), a oposição declarou os resultados inválidos e causou uma escalada de violênciaContinue a ler “EUA e a construção do golpe na Bolívia”