Posts Tagged With: Organización de las Naciones Unidas (ONU)

ONU: Mais de 40 milhões de pessoas são vítimas da escravidão moderna

Hoje as mulheres e meninas representam 71% dos mais de 40 milhões de pessoas vítimas da escravidão, avaliou o secretário-geral da ONU, António Guterres, em mensagem publicada por ocasião do Dia Internacional pela Abolição do Escravidão, que acontece no dia 2 de dezembro.

Guterres ressaltou que esse fenômeno não é uma questão de história. Atualmente, manifesta-se sob várias formas: servidão baseada na descendência, trabalho forçado, trabalho infantil, servidão doméstica, casamento forçado, servidão por dívida, tráfico de pessoas para fins de exploração, incluindo exploração sexual e exploração sexual. recrutamento forçado de crianças em conflitos armados.

Grupos pobres e marginalizados, em particular minorias étnicas e raciais, povos aborígenes e migrantes; assim como mulheres e meninas, eles são afetados pelas formas contemporâneas de escravidão de "uma forma desproporcional", disse o comunicado.

O Secretário-Geral da ONU apelou aos Estados membros, à sociedade civil e ao setor privado para que façam um esforço coletivo e ponham fim a estas “práticas abomináveis”. Além disso, solicitou apoio para identificar, proteger e empoderar vítimas e sobreviventes, inclusive contribuindo para o Fundo Fiduciário Voluntário das Nações Unidas para combater as formas contemporâneas de escravidão.

(Com informações da RT)

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Conselho de Direitos Humanos adota resolução sobre ordem internacional apresentada por Cuba

O diplomata cubano Lester Delgado destacou que uma ordem internacional democrática e equitativa é uma necessidade diante dos desafios e crises globais, agravados pela pandemia de Covid-19. Foto: Prensa Latina.

O Conselho de Direitos Humanos da ONU aprovou na terça-feira uma resolução apresentada por Cuba para prorrogar o mandato do especialista independente em Promoção de uma Ordem Internacional Democrática e Eqüitativa, uma iniciativa apoiada por países em desenvolvimento.

No segmento final do 45º Período de Sessões do órgão, fórum que culmina nesta quarta-feira com deliberações sobre outros projetos apresentados pelos estados membros, 22 nações votaram a favor, 15 contra e 10 optaram pela abstenção ante o texto defendido pela Ilha à nome dos co-patrocinadores.

Ao apresentar o documento, o diplomata cubano Lester Delgado destacou aqui que uma ordem internacional democrática e equitativa é uma necessidade diante dos desafios e crises globais, agravados pela pandemia Covid-19, e a urgência de enfrentá-los com eficácia e coordenado.

É importante também apoiar os esforços nacionais na promoção e proteção de todos os direitos humanos de todos, sublinhou o representante das maiores das Antilhas, que lembrou que a renovação é por três anos.

Delgado afirmou em seus argumentos que o projeto não busca uma abordagem punitiva dos responsáveis ​​pelas causas estruturais e pelos obstáculos impostos à plena realização dos direitos humanos.

“Em vez disso, busca contribuir para a promoção e equidade no atual sistema internacional, bem como estimular o fortalecimento da cooperação e da equidade na governança global”, afirmou.

Nesse sentido, lembrou a recente intervenção do presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, na Assembleia Geral da ONU e seu apelo a superar com uma ordem internacional justa, equitativa, solidária e democrática as posições egoístas e os mesquinhos interesses de uma poderosa minoria , que pesam sobre as aspirações legítimas do ser humano.

Em nome da União Europeia, o representante alemão Michael Freiherr von Ungern-Sternberg manifestou-se contra a iniciativa, argumentando que o mandato do perito independente já não é necessário.

Países da África, Ásia, América Latina (Argentina e Venezuela) e Caribe (Bahamas) apoiaram o texto, rejeitado por europeus, Austrália e Japão, enquanto a abstenção foi fixada por Estados como Brasil, México, Uruguai, Chile e Peru.

(Com informações do PL)

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , , | Deixe um comentário

Vamos construir uma ordem internacional democrática, justa e sustentável (+ Vídeo)

Por: Bruno Rodríguez Parrilla

Declaração do Ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez Parrilla, na Reunião de Alto Nível da AGNU para comemorar o 75º aniversário das Nações Unidas, 21 de setembro de 2020

Sr. Secretário Geral,

Senhor Presidente,

Distintos delegados:

No 75º aniversário das Nações Unidas, o multilateralismo e o Direito Internacional são ameaçados pela maior potência mundial. A conduta irresponsável dos Estados Unidos é o maior perigo para a paz e segurança internacionais. Promove conflitos, guerras não convencionais e comerciais e impõe severas medidas coercitivas unilaterais e esbanja – em sua corrida armamentista – recursos essenciais para o desenvolvimento sustentável de nossos povos, ao mesmo tempo em que se recusa a cooperar no enfrentamento das múltiplas crises geradas pela devastadora COVID- 19

Foto de perfil, abre la página de perfil en Twitter en una pestaña nueva

Cancillería de Cuba@CubaMINREXEn el 75 aniversario de las Naciones Unidas, el multilateralismo y el Derecho Internacional están amenazados por la mayor potencia mundial. #UNGA#ONU755:17 a. m. · 22 sept.

Imagen

Os Estados Unidos desconhecem acordos importantes sobre meio ambiente, desarmamento e controle de armas e abandonam fóruns internacionais como a Organização Mundial da Saúde, a UNESCO ou o Conselho de Direitos Humanos. Parece que está em guerra com o planeta, seus recursos vitais e seus habitantes.

Impede uma solução abrangente, justa e duradoura para o conflito israelense-palestino, que esta Organização historicamente exigiu. Propõe o chamado “Acordo do Século”, que ameaça o futuro do Estado da Palestina, nas fronteiras pré-1967 e com Jerusalém Oriental como sua capital.

Foto de perfil, abre la página de perfil en Twitter en una pestaña nueva

Cancillería de Cuba@CubaMINREXEE.UU. desconoce importantes acuerdos en materia ambiental, de desarme y control de armamentos y abandona foros internacionales como la OMS, la UNESCO o el Consejo de Derechos Humanos. #UNGA#ONU755:22 a. m. · 22 sept. 20208580 personas están twitteando sobre esto

Imagen

Nega ao povo de Porto Rico o direito à autodeterminação e independência, quando a Terceira Década Internacional para a Eliminação do Colonialismo estiver prestes a ser concluída.

Ele interfere nos assuntos internos de dezenas de Estados membros da ONU e ameaça aqueles que acusa de influenciar seu sistema eleitoral corrupto. Medo e mentiras repetidas são as novas armas em sua mídia desonesta e estratégia de desinformação.

Rompe a Proclamação da América Latina e do Caribe como Zona de Paz, ao reativar a Doutrina Monroe

Contra Cuba, eleva sua hostilidade a níveis qualitativamente mais elevados. Viola sistematicamente os direitos humanos do povo cubano, ao intensificar o bloqueio econômico, comercial e financeiro e seu caráter extraterritorial. É aquele que ataca descaradamente nossa cooperação médica e os governos que legitimamente a solicitam, restringindo o direito à saúde de outras nações; quando é o epicentro da pandemia COVID-19, que por irresponsabilidade e oportunismo eleitoral custou a vida a quase 200 mil de seus cidadãos.

Senhor Presidente:

75 anos após a assinatura da Carta das Nações Unidas, é urgente reafirmar nosso compromisso com os princípios do Direito Internacional e com o fortalecimento do multilateralismo, a cooperação com os organismos internacionais e o empoderamento desta Assembleia Geral. Multipliquemos cooperação e solidariedade. Vamos construir uma ordem internacional democrática, justa e sustentável.

Muito obrigado.
Em vídeo, a intervenção

Foto de perfil, abre la página de perfil en Twitter en una pestaña nueva

Bruno Rodríguez P@BrunoRguezPEn el 75 aniversario de @UN, el multilateralismo y el Derecho Internacional están amenazados por la mayor potencia mundial. La conducta irresponsable de #EEUU es el mayor peligro para la paz y la seguridad internacionales. #UNGA75

5:18 a. m. · 22 sept. 2020

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

Há 60 anos, Fidel: “Sempre haverá amor ao povo dos Estados Unidos” (+ Fotos e Vídeo)

Por: Equipo Editorial Fidel Soldado de las Ideas

A notícia mais importante da quarta-feira, 14 de setembro de 1960, foi aclamada pelo povo cubano: Fidel viajará a Nova York e falará na Assembleia Geral da ONU. Seria a primeira vez que o faria. O boca a boca dizia: “Fidel vai para a ONU”.

Às 11h18 de domingo, 18, o chefe da Revolução partiu para Nova York, que presidiu a delegação cubana no XV período de sessões da Assembleia Geral da ONU.

A multidão esperou mais de cinco horas pela chegada do avião. Apesar da garoa persistente, ninguém se moveu de seu posto. Aproximadamente 500 policiais e um número desconhecido de agentes secretos do Departamento de Estado e da polícia local se reuniram no aeroporto para “proteger” Fidel.

Do Cubadebate e do site Fidel Soldado de las Ideas, sugerimos que você recorde alguns momentos daqueles dias, que continuaremos acompanhando em nossas redes sociais e com a publicação do discurso de Fidel na ONU na próxima semana.

Domingo 18 de setembro

Às 4:34 da tarde Fidel chega ao Aeroporto Internacional de Idlewild, no hangar número 17, um dos mais distantes do enorme aeroporto de Nova York, nos Estados Unidos, para participar da XV Assembleia Geral da ONU.

Mais de 100 carros, 25 ônibus e diversos caminhões, cheios de cubanos, dominicanos, nicaragüenses, venezuelanos e outros, seguiram o carro que levou Fidel à cidade. Pouco depois das cinco horas da tarde, a delegação cubana chegou ao Shelburne Hotel, onde se hospedariam os dias em que estivessem em Nova York.

Ao lado dos microfones, Fidel disse: “Saúdo o povo americano. O resto diremos na ONU, no devido tempo ”.

Segunda-feira, 19 de setembro

No dia seguinte, 19 de setembro, a direção do hotel Shelburne notificou a delegação cubana de que deveria deixar o referido estabelecimento, recusando-se também a devolver $ 5.000 depositados como garantia de pagamento. A gerência do hotel afirmou que, para devolver o depósito, teria que esperar instruções do Departamento de Estado de Washington.

Vários minutos antes de Fidel deixar o hotel para ir às Nações Unidas, ele parou para cumprimentar o jornalista Herbert Matthews, que viera visitar o Comandante.

A conversa entre os dois se transformou em uma coletiva de imprensa improvisada, quando os jornalistas que aguardavam a saída de Fidel se juntaram à conversa.

Fidel denuncia, em Nova York, perante a imprensa internacional, o sequestro do avião que voltaria a Havana para a delegação presente à XV Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), por contra-revolucionários de origem cubana a serviço da CIA e do governo dos Estados Unidos .

Às 12h30, a delegação cubana chegou ao Theresa Hotel, onde se hospedou nos dias em que passou em Nova York.

A chegada de Fidel ocorreu em meio a gritos de milhares dos mais humildes habitantes de Nova York que aclamavam o líder cubano com gritos de Viva Castro! e Fidel, Fidel, Fidel!

O lendário líder afro-americano Malcolm X visita a delegação cubana e eles se encontram no Theresa Hotel.

Malcolm X se reune con Fidel Castro en el hotel Theresa.
Foto: PL
Malcolm X se reune con Fidel Castro en el hotel Theresa. Foto: PL

Terça-feira 20 de setembro

Fidel, antes de deixar o hotel Shelbourne onde se hospedava a delegação cubana.
Foto: PL

Às 12h14 da terça-feira, dia 20, Nikita Khrushchev apareceu em frente ao Theresa Hotel. Entrou no hotel e foi até a porta dos quartos do chefe da Revolução Cubana, que o recebeu pessoalmente, com fortes apertos de mão.

Os dois líderes tiveram uma conversa cordial e animada. Depois do encontro com o líder soviético, Fidel participou da sessão da Assembleia daquela terça-feira à tarde 20. E aqui aconteceu o segundo encontro entre Nikita e Fidel, quando o primeiro-ministro soviético se levantou para cumprimentar o líder. Cubano. Jornalistas e funcionários das Nações Unidas confirmaram que foi a primeira vez na história daquele órgão que um chefe de governo se levantou para cumprimentar outro chefe de governo.

Fidel com Nikita Jhruschov no Theresa Hotel, Estados Unidos. Foto: Escritório de Assuntos Históricos do Conselho de Estado

Nikita Khrushchev visita Fidel, em seu humilde quarto do Theresa Hotel, no bairro do Harlem. Foto: PL

Quinta-feira, 22 de setembro

Na quinta-feira, dia 22, Cuba foi excluída de um almoço que o presidente Eisenhower ofereceu às delegações latino-americanas. Em resposta à exclusão de Cuba, o chefe da delegação uruguaia junto à ONU se recusou diplomaticamente a comparecer a esse almoço.

À pergunta de um jornalista sobre o não convite de Cuba para o banquete, Fidel respondeu:

“Parece-me bom e o que quero é que quem frequente tenha bom apetite. Almoçarei no bairro do Harlem, com os humildes. Eu pertenço aos humildes ”.

Fidel, acompanhado por Almeida, Celia e outros integrantes da delegação cubana, desce ao refeitório dos trabalhadores do Hotel Theresa e ali almoça. Foto: Korda.

Fidel almoçou com os empregados e o proprietário do hotel Theresa, Love Woods, e presenteou-o com um busto do herói cubano José Martí, com a inscrição: “Quem promove e propaga a oposição e o ódio racial peca contra a humanidade. ”.

À noite, uma refeição foi oferecida a Fidel, patrocinada pelo Comitê Cubano Norte-Americano. Nele, Fidel, sobre sua estada no hotel Theresa, expressava:

“Sinto-me como quem caminha no deserto e se encontra, de repente, num oásis. (...) Uma das coisas mais difíceis para nós é que sempre temos que explicar a diferença entre as pessoas e os responsáveis ​​por atos que não podem ser atribuídos às pessoas. (...) sejam quais forem as dificuldades, sempre haverá amor ao povo dos Estados Unidos. ”

Em vídeo, Fidel em Nova York

Com informações de um artigo publicado em 2010 por Eugenio Suárez Pérez em Cubadebate.
Para saber mais sobre a ideologia do líder da Revolução Cubana, visite o site Fidel Soldado de las Ideas.
Siga-nos no Facebook, Youtube e Twitter.

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , , | Deixe um comentário

Transferência do projeto de resolução contra o bloqueio contra Cuba à Assembléia Geral da ONU transferida para maio de 2021

Todos os anos, Cuba apresenta na Assembléia Geral uma resolução condenando o bloqueio dos Estados Unidos. Foto: ONU Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

No final da COP25, grandes economias não demonstram muito interesse no aquecimento global

A cúpula climática da ONU está chegando ao fim no domingo, depois de ser adiada, com as principais economias relutantes em emitir um novo e ousado apelo à ação para combater o aquecimento global, causando fortes críticas de estados menores e de ativistas ambientais. Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

A opinião gráfica: golpe direto contra o bloqueio

Por: Diego Rafael Albornoz

Golpe sem corte. Ilustração: Diego Rafael Albornoz

Vinte e oito ataques consecutivos Cuba venceu os Estados Unidos na luta contra o bloqueio. Este ano foi repetido novamente, e a vitória de Cuba foi inquestionavelmente por nocaute. Um golpe no queixo com a força de 187 países que nos apoiam.

Tirado de Cubadebate

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , | Deixe um comentário

Ministro das Relações Exteriores de Cuba denuncia as pressões dos EUA sobre os países da América Latina antes da votação da ONU contra o bloqueio

Bruno Rodríguez Parrilla, Ministro das Relações Exteriores de Cuba. Foto: Irene Pérez / Cubadebate

O ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, denunciou hoje que as autoridades dos Estados Unidos realizam ações de pressão e chantagem diante da próxima votação da resolução que pede o fim do bloqueio dos EUA. Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , | Deixe um comentário

A ONU está passando por sua pior crise de liquidez em uma década

A equação é simples: sem dinheiro, o orçamento não pode ser executado corretamente ”, afirmou o Secretário Geral da ONU. Foto: Reuters

Quando a agência multilateral está na vanguarda do confronto global com problemas globais, como as mudanças climáticas, a ONU está passando pela pior crise de financiamento em uma década. O secretário-geral, António Guterres, informou aos Estados membros que a organização corre o risco de esgotar suas reservas de liquidez no final de outubro, o que pode incluir o não pagamento de salários a funcionários e honorários a fornecedores. Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Venezuela triunfa diante das tentativas isolacionistas dos Estados Unidos

Em meio às tentativas dos Estados Unidos de isolar e demonizar a Venezuela, o governo bolivariano começa hoje em outubro com um saldo positivo.
A aplicação de uma estratégia política dentro e fora do país permitiu ao governo bolivariano reverter no mês que acabou de culminar com algumas das variantes mais complexas que comprometem a paz e a estabilidade do país. Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

<span>%d</span> bloggers like this: