Posts Tagged With: Política

Fidel: Hoje é um dia de glória que nada nem ninguém poderá apagar da história

Por: Fidel Castro Ruz

Fidel Castro lidera a luta durante a invasão de Playa Girón. Foto: Granma

Discurso do Comandante-em-Chefe Fidel Castro Ruz por ocasião do 40º aniversário dos combates em Girón e da primeira grande derrota do imperialismo na América, realizado em Playa Girón, em 19 de abril de 2001

Lutadores de Playa Girón;

Compatriotas:

Há três dias comemoramos a proclamação do caráter socialista da Revolução e homenageamos os jovens artilheiros que caíram em combate, repelindo o ataque covarde e surpreendente de aviões do governo dos Estados Unidos disfarçados com as cores da aviação cubana . Hoje comemoramos a vitória esmagadora das forças revolucionárias e a primeira derrota do imperialismo na América.

O fato de Playa Girón ter caído em nossas mãos 66 horas após os exploradores da força invasora pisarem nas margens de nossa terra natal, demonstra o vigor do contra-ataque explosivo a que foram submetidos os invasores. Foi lutado incessantemente dia e noite, sem um único minuto de trégua. A três milhas da costa, um forte esquadrão americano, que incluía um porta-aviões e fuzileiros navais prontos para intervir, assistia ao desenvolvimento da contra-ofensiva revolucionária, a tal ritmo que, se ordenada a agir, não havia mais uma força invasora para apoiar. nenhuma pista segura onde um governo fantoche pudesse pousar.

Não há necessidade de entrar em detalhes. Na recente conferência intitulada Girón: 40 anos depois, foi feita uma descrição bastante detalhada dos acontecimentos, que foi transmitida a toda a cidade no espaço das Mesas Redondas durante 9 dias. Novos livros foram escritos e continuarão a ser escritos. Duas gerações de cubanos precisavam conhecer, da forma mais viva e realista possível, acontecimentos de grande importância em que seus pais e avós participaram ou os viveram de perto.

A avidez cresceu nas últimas semanas após a referida conferência e quando se cumpriu a data exata do 40º aniversário. Sem dúvida, saber pela boca de quem ainda pode contar a história com memórias ainda frescas e os documentos necessários não é o mesmo que receber notícias por meio de histórias frias e fotos antigas do que aconteceu, por exemplo, quando da tomada de Havana pelos ingleses ou a derrota de Napoleão em Waterloo. Depois do triunfo da Revolução de 1959, nenhum acontecimento marcou tanto o destino e o futuro de nosso povo quanto a batalha de Playa Girón.

Na segunda-feira conversamos sobre o que o socialismo significou para nosso país como um processo revolucionário que nos colocou no topo da história atual das nações latino-americanas e caribenhas. Sinto uma necessidade especial neste momento de recordar e invocar José Martí. Ao escrever sua famosa carta inacabada, confessou que tudo o que fez até aquele dia e que faria depois foi para evitar que a independência de Cuba dos Estados Unidos caísse com mais uma força sobre nossas terras na América.

Naquele minuto ele não poderia saber que algumas horas depois ele morreria. E morreu fisicamente para renascer convertido em ideias e continuar fazendo o que disse que faria, não só para evitar que Cuba fizesse parte de uma força que caiu sobre os povos da América no tempo, mas para ser uma trincheira de ideias e uma fortaleza inexpugnável face ao inimigo dos povos latino-americanos, e cujos filhos, servindo a sua outra pátria que ele chamou de humanidade, serviriam também à causa de muitos outros povos do mundo.

Sua Revolução, reiniciada no mesmo ano de seu centenário por aqueles de nós que tivemos o privilégio de receber a luz inspiradora de seu patriotismo infinito, superando incessantemente contratempos e montanhas de obstáculos aparentemente intransponíveis, entrou no novo milênio vitoriosamente.

Resistindo a 42 anos de bloqueio e guerra econômica, imposto por aquela potência que não pôde apoderar-se de Cuba; suportando imutáveis ​​não apenas sabotagens, terrorismo, tentativas de assassinato de seus líderes, agressões biológicas e até mesmo os riscos de uma guerra nuclear, sem ceder um iota de seus princípios; ao sofrer 10 anos terrivelmente difíceis de período especial, quando outros deixaram de cumprir deveres sagrados que a história humana lhes concedeu como um grande privilégio; por não hesitar em seguir em frente quando se viu sozinha diante do império que Martí imaginou, já convertido em uma superpotência hegemônica, que usou contra si todo o seu poder político, ideológico e econômico para isolar seu povo, sufocá-lo e entregá-lo devido à fome e às doenças, Cuba não poderia ser derrotada pelo poderoso império.

Após a vitória em Girón. Foto: Arquivo.

No dia em que chegarmos ao terceiro milênio, 1º de janeiro de 2001, no momento exato em que começa cada novo ano, também de memórias indeléveis e simbolismo intransponível para a Revolução Cubana, damos o imperialismo aos olhos da América e do mundo seu segundo grande derrota (Aplausos).

A Pátria e a Humanidade estiveram inseparavelmente unidas, ao longo da história e para sempre, na mente e no coração do povo cubano.

As vossas ideias, Martí, que se inseriram em nós com as daquele que, como nos dissestes, por ter ficado ao lado dos pobres mereciam honra, e as do outro gigante que estudou a fundo e descreveu com prova irrefutável o que foste .os primeiros a descobrir e chamar de imperialismo no sentido mais moderno do conceito, eles provaram ser muito mais fortes do que todo o poder do maior império que já existiu. A você consagramos este 40º aniversário da primeira vitória!

Antes de você juramos lutar até a última gota de sangue pelo país e pela humanidade. Diante de você, juramos que os sacrifícios daqueles que caíram de La Demajagua a Girón, e daqueles que deram sua vida jovem, generosa e nobre lutando nas planícies, montanhas e cidades de qualquer canto do pequeno país, ou em outras terras do o mundo que exigiram a ajuda de seus modestos esforços, nos cantos longínquos do grande país, não foram e não serão em vão. Tampouco o foram o suor e o sacrifício de milhões de heróis anônimos que com seu trabalho e esforço puderam construir e preservar a bela Cuba de hoje e legar às gerações futuras a muito mais bela Cuba de amanhã.

Hoje 11 camaradas que serviram a Revolução, a Pátria e o Socialismo por mais de 40 anos, combatentes ou não de Girón, receberão condecorações honrosas como Heróis da República de Cuba, por cada um deles portando vários ou muitos pedaços de nossa história ao longo quase meio século, desde o assalto ao Quartel de Moncada em 26 de julho de 1953, até hoje, 19 de abril de 2001. Nunca pediram, nunca pensaram nisso, nenhum deles sabe que receberão tamanha homenagem, Mas queremos homenageá-los aqui, neste 40º aniversário da grande vitória, em homenagem a todos aqueles que naqueles dias decisivos souberam lutar e souberam morrer pela vida e pelo destino dos 11 milhões de cubanos que somos. hoje, pelas centenas de milhões de latino-americanos e caribenhos, pelos bilhões de seres humanos hoje saqueados e explorados de países que ontem foram colônias que forneciam escravos, matérias-primas e ouro, e hoje fornecem mão de obra barata e r recursos materiais não renováveis ​​sob o peso insuportável do jugo imperialista.

O líder cubano Fidel Castro (embaixo à direita) está dentro de um tanque perto de Playa Girón, Cuba, durante a invasão da Baía dos Porcos, em 17 de abril de 1961. Foto: Raúl Corrales / Granma / PL / AP

Prometemos conversar sobre coisas interessantes relacionadas à vitória de Pirro ou à derrota moral dos Estados Unidos em Genebra. Ontem nossa cidade recebeu as primeiras notícias. Uma análise profunda começará na sexta-feira. Muito é o que o império e seus capangas terão de ouvir.

Hoje é um dia de glória que nada nem ninguém pode apagar da história. Lembrando a façanha, lembrando os caídos, lembrando os filhos humildes do povo que desferiram um golpe devastador no orgulho e na arrogância do império, neste lugar sagrado cheio de simbolismo não diremos nesta ocasião: Pátria ou Morte, Socialismo ou Morte; Em vez disso, digamos do fundo de nossos corações:

Viva a pátria!

Viva o socialismo!

Viva a Vitória!

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Rússia não espera mudanças positivas nas relações com os EUA após a chegada do novo líder

O representante do Itamaraty disse que a Rússia não se concentra tanto na pessoa que ocupará o cargo de presidente dos Estados Unidos, mas “nos intercâmbios bilaterais em assuntos globais”. Foto: Sputnik

Moscou não espera mudanças positivas em suas relações com Washington depois que um novo inquilino aparece na Casa Branca, disse a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zajárova.

O representante do Itamaraty disse que a Rússia não se concentra tanto na pessoa que ocupará o cargo de presidente dos Estados Unidos, mas “nos intercâmbios bilaterais em assuntos globais” que existem entre os dois países.

“Infelizmente, não observamos nada de especial em termos de melhoria das relações bilaterais após a mudança dos participantes nos processos eleitorais, após a mudança de locatários na Casa Branca”, disse o diplomata em um programa que aparece no site do Canal de televisão Zvezda.

Os principais meios de comunicação de massa nos Estados Unidos dão a Joe Biden o vencedor das eleições presidenciais de novembro passado. Pelas projeções, o candidato democrata obteve 306 votos eleitorais, 36 acima do mínimo necessário para se tornar o próximo inquilino da Casa Branca.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reluta em conceder a vitória ao seu rival, alegando sem qualquer prova que houve fraude em massa, e tenta resolver a controvérsia eleitoral nos tribunais, embora tenha dado luz verde para a Administração de Serviços Os generais (GSA) seguem o protocolo de transição inicial.

(Retirado do Sputnik)

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Mike Pompeo começa um tour pelos países fronteiriços com a Venezuela, quais são os motivos?

Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo. Foto: AP.

Entre os dias 17 e 20 de setembro, o Secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, fará um tour por alguns países latino-americanos, precisamente aqueles que fazem fronteira com a Venezuela.

Sua agenda inclui abordar temas como “defesa da democracia”; a gestão da pandemia; reativação da economia pós-pandemia; e o fortalecimento da segurança diante das ameaças regionais. Neste último ponto, considera-se que se aborda a questão da Venezuela, já que o governo Obama a considerou “uma ameaça extraordinária e incomum” à segurança interna da superpotência americana.

Entre as cidades que Pompeo deve visitar estão Paramaribo, no Suriname; Georgetown na Guiana; Buena Vista no Brasil e Bogotá na Colômbia.

Nas ações políticas dos governos norte-americanos nada é acidental. Um tour pelos países limítrofes da Revolução Bolivariana mostraria o interesse da Casa Branca em influenciar os novos governos da Guiana e do Suriname, com os quais se proporia a retomada das relações na modalidade da Doutrina Monroe.

(Com informações do Correo del Alba)

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Bolsonaro melhor que Guaidó

Por: Andrés Ferrari Haines

Eduardo Bolsonaro, filho do presidente do Brasil, em Buenos Aires, advertiu que uma vitória eleitoral de Cristina Kirchner arriscaria a transformação da Argentina na Venezuela. Curiosamente, ele se expressou enquanto seu pai está recebendo o que Guaidó não pode … apenas o contrário: surtos e crescente oposição contra o atual presidente surgem.

Nestes momentos, há fortes chances de que a presidência de Bolsonaro se torne uma gestão expressa. A palavra impeachment já faz parte do léxico atual nas mídias e nas redes sociais. Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Comunicados de imprensa: Os Estados Unidos suspenderão as restrições ao Título III do Helms-Burton amanhã

Por: Sergio Alejandro Gómez

lliott Abrams, John Bolton, Mike Pompeo, Marco Rubio e Mauricio Claver-Carone, os ‘falcões’ de Trump. Design: França 24

Os Estados Unidos estão se preparando para levantar as restrições que impedem a apresentação de ações perante os tribunais norte-americanos, sob o Título III da Lei Helms-Burton, destinadas a pressionar os investidores estrangeiros interessados ​​em fazer negócios com Cuba.

Meios de comunicação como o New York Times, a EFE e o El Nuevo Herald citam um oficial do governo dos EUA como fonte das notícias.

Título III viola o direito internacional, permitindo ações judiciais contra entidades cubanas e estrangeiras que “o tráfego” em bens nacionalizados de forma soberana e de acordo com a lei após o triunfo da Revolução em janeiro de 1959. Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , , | Deixe um comentário

Marco Rubio não esconde para conspirar: “Falei com 13 oficiais de alto nível na Venezuela”

O senador pela Flórida, Marco Rubio. Foto: AP

O senador da Flórida, Marco Rubio, não tenta esconder suas atividades subversivas contra a Venezuela.

Ele assegurou neste sábado na rede social Twitter que ele falou com “13 funcionários de alto nível” das Forças Armadas Nacionais Bolivarianas (FANB) da Venezuela, com o objetivo de adicioná-los a um golpe de estado contra as autoridades legítimas. Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Juiz brasileiro proíbe Bolsonaro de celebrar o golpe de 1964

O golpe de 1964 contra Goulart levou ao estabelecimento de uma sangrenta ditadura militar no Brasil, que Bolsonaro agora pretende comemorar. Foto: El País

A juíza Ivani Silva da Luz, da Corte Federal de Brasília, proibiu a comemoração do domingo do golpe de 1964, proposta pelo presidente Jair Bolsonaro, que alimenta a polêmica no país.

Ao responder a um pedido urgente da Defensoria Pública da União, o magistrado reiterou a necessidade de “serenidade e equilíbrio das instituições” e que as Forças Armadas “se abstenham de realizar qualquer evento em comemoração ao estabelecimento da ditadura. no Brasil (golpe de 1964), proibindo especialmente o desembolso de recursos públicos para esse fim, sob pena de multa. ” Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

Marco Rubio afirma que a causa do blecaute foi a explosão em um “dique alemão” (que não existe)

Captura de tela de um relatório da Russia Today sobre o erro de Marco Rubio.

Comentando sobre o apagão maciço na Venezuela, o senador americano Marco Rubio apressou-se a twittar sobre uma suposta explosão em um “dique alemão” no estado de Bolívar.

“Hoje, outra explosão na represa alemã no estado de Bolívar causou outro grande apagão”, escreveu Rubio. Acontece que o político interpretou o nome de um jornalista, Dam alemão, que relatou sobre o apagão, como “dique alemão”, porque em Inglês “dique alemão” é chamado de “represa alemã”.

O repórter veio em auxílio do político. “O senador Marco Rubio, importante transformador explodiu em Bolívar […]; No entanto, isso não aconteceu em um dique, muito menos em um alemão. Meu nome é Germán Dam, eu sou um dos jornalistas que publicou a informação “, ele twittou.

Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

Os EUA acrescentam cinco entidades cubanas à sua “lista negra”

Departamento de Estado dos EUA Foto: Arquivo

Os Estados Unidos anunciou segunda-feira a expansão de sua lista negra de empresas com as quais os cubano-americanos são proibidos de fazer negócios no meio de sua ofensiva renovada contra Cuba e Venezuela.

O Departamento de Estado disse que o governo de Donald Trump teve cinco sub-distribuidores, incluindo quatro hotéis, a lista de assinaturas “controlado pelos serviços militares” com os quais os americanos não podem fazer transações.

Essa lista, que surgiu após o memorando junho 2017 com o qual Trump endureceu sua política em relação à ilha, foi estendida pela primeira vez em novembro passado, com a inclusão de 26 entidades (incluindo 16 hotéis). Na segunda-feira, o Departamento de Estado deixou a porta aberta para futuras adições. Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , | Deixe um comentário

Eles negam notícias sobre ataque à tripulação da Air Europa na Venezuela

O Diretor Geral Corporativo do Hotel Eurobuilding Caracas, Venezuela, Tachy Molina, se deparou com as declarações feitas em diferentes meios de comunicação e agências, que alegaram que uma tripulação da companhia aérea espanhola Air Europa, tinha sido vítima de um ataque armado nas proximidades do hotel, localizado na urbanização Chuao, no estado de Miranda, no que é conhecido como a Grande Caracas. Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

<span>%d</span> bloggers like this: