Posts Tagged With: Relações Angola-Cuba

Raúl Castro felicita Dos Santos pela vitória nas eleições

FONTE: RADIO NACIONAL ANGOLA

O presidente dos conselhos de Estado e de ministros da República de Cuba, Raúl Castro felicitou em nome do governo e do povo cubano o presidente, José Eduardo dos Santos pela vitória do MPLA nas eleições.

Raúl Castro reitera na sua mensagem a vontade de continuar a aprofundar as relações de amizade e cooperação existente entre as duas nações.

De notar que, as relações político-diplomáticas entre angola e Cuba mantêm a mesma vitalidade desde que foram estabelecidas a 15 de Novembro de 1976.

 

 

Categories: ÁFRICA, CUBA - ÁFRICA | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Cuba-Angola: Alargada relação interparlamentar

FONTE: JORNAL DE ANGOLA

O primeiro vice-presidente da Assembleia Nacional defendeu ontem, em Luanda, a aprovação de um programa de cooperação inter-parlamentar para identificar mecanismos que permitam potenciar o papel dos órgãos de soberania de Angola e Cuba. 

João Lourenço, que falava durante as conversações oficiais entre delegações parlamentares de Angola e Cuba, sugeriu que os dois países devem reforçar as áreas de cooperação já existentes e explorar outras. O vice-presidente do Parlamento disse que os dois órgãos legislativos devem “contribuir activamente no desenvolvimento das relações bilaterais, promovendo o alargamento do quadro de cooperação já existente”. Isso implica, como disse, dar uma dimensão maior às “excelentes relações existentes entre os dois governos, através do estabelecimento de um instrumento jurídico eficaz, exequível e mutuamente vantajoso”. 

João Lourenço frisou que os dois países estão comprometidos em revitalizar as relações de “solidariedade e irmandade, no quadro de uma visão global integrada no contexto actual, visando contribuir activamente para a redução da pobreza, desenvolvimento sustentável e o bem-estar social das populações”.O vice-presidente da Assembleia Nacional lembrou que Angola e Cuba cooperam nos domínios da educação, saúde, ciência e tecnologias, ambiente, telecomunicações e formação de quadros. 

João Lourenço disse que os dois parlamentos podem exercer um papel importante nestes domínios. 

Para João Lourenço, a cooperação parlamentar deve ser vista como factor da consolidação dos laços que unem os dois países e da promoção de acções para ampliar o campo de relacionamento existente.

Contributo de Cuba

Segundo João Lourenço, a presença do líder parlamentar cubano em Angola é uma oportunidade para o fortalecimento das relações entre os dois países, salientando que “os laços históricos de Cuba com África e Angola, em particular, tornam este país num baluarte da luta de autodeterminação dos povos, com incidências significativas, sobretudo para os países da região Austral do continente africano”.
O primeiro vice-presidente da Assembleia Nacional afirmou que o país vai registar para sempre a valiosa contribuição de Cuba à causa da independência e soberania de Angola. “O legado dos heróis cubanos e angolanos que verteram o seu sangue em inúmeras batalhas em Angola pelos ideais de liberdade, soberania e igualdade dos povos, continuará a solidificar as relações de amizade, solidariedade e cooperação entre os dois países”, disse o primeiro vice-presidente da Assembleia Nacional. 
João Lourenço reconheceu que milhares de cubanos prestaram assistência técnico-científica em diversos sectores da vida nacional, o que contribuiu para a melhoria das condições de vida dos angolanos.

Reconstrução

O primeiro vice-presidente da Assembleia Nacional afirmou que, com o alcance da paz, as instituições do Estado estão engajadas na tarefa de recuperar as infra-estruturas básicas destruídas pela guerra, para o desenvolvimento económico e a melhoria da qualidade de vida da população. 

O presidente da Assembleia Nacional de Cuba, Ricardo Alarcón de Quesada, recordou os laços históricos que unem os dois países e reconheceu que Angola está a trabalhar para o alcance da prosperidade e desenvolvimento. 

Ricardo Alarcón de Quesada, que incentivou a implementação de estratégias comuns para uma cooperação mutuamente vantajosa, aproveitou a oportunidade para agradecer a solidariedade e o apoio de Angola e dos angolanos na defesa dos interesses bilaterais.  

O presidente da Assembleia Nacional de Cuba sublinhou também os esforços das autoridades de Havana para a solução dos problemas económicos que o país enfrenta. Ricardo Alarcón de Quesada está no país desde quinta-feira.

Categories: ÁFRICA, CUBA - ÁFRICA, EDUCAÇÃO, POLÍTICA, SAÚDE, SOCIEDADE, TURISMO | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Conversações oficiais entre delegações parlamentares de Angola e de Cuba


  • Angola acompanha com atenção e interesse os esforços de Cuba – João Lourenço 

Luanda – Angola tem acompanhado, com particular atenção e interesse, os esforços das autoridades cubanas para dar solução aos inúmeros problemas que enfrenta, num contexto de crise económica e financeira mundial, agravada pelo injusto e desumano embargo económico que o país sofre, há mais de cinco décadas. 

Esta declaração foi feita hoje (sexta-feira), em Luanda, pelo primeiro vice-presidente da Assembleia Nacional, João Lourenço, na abertura das conversações oficiais entre delegações parlamentares de Angola e de Cuba, numa das salas do Palácio dos Congressos.

“Reiteramos o nosso apoio e solidariedade à República de Cuba na defesa dos seus legítimos interesses e na observância da legalidade internacional, e pugnamos pelo levantamento do referido embargo”, disse o parlamentar.

João Lourenço encabeça a delegação parlamentar angolana às conversões, enquanto a outra parte é chefiada pelo presidente da Assembleia Nacional do Poder Popular de Cuba, Ricardo Alarcón de Quesada, em Angola desde esta quinta-feira, para visita de trabalho, de quatro dias.

Saudou as autoridades cubanas pelas reformas que gradualmente vêm implementando, desde o último congresso do Partido Comunista, com vista a garantir a recuperação e o desenvolvimento económico, a redução das importações e o aumento das exportações, a minimização dos efeitos do embargo económico e a redução do desemprego.

”Reputamos também de muito importantes as alterações nos órgãos de direcção política do partido, em particular com a renovação, em mais de 40 porcento, da representatividade feminina nos organismos de direcção a todos os níveis”, sublinhou.

Para João Lourenço, o contexto de crise financeira que o mundo enfrenta e as vicissitudes que Angola e Cuba vivem não devem impedir o contínuo alargar da cooperação bilateral.

“Pelo contrário, deve incentivar-nos a encontrar caminhos viáveis que incrementem uma cooperação, cada vez mais, mutuamente vantajosa”, defendeu.

As conversações, que visam estudar estratégias e mecanismos de concertação para o reforça das relações de amizade e de cooperação bilateral, deverão culminar com assinatura de um Memorando, na próxima segunda-feira.

  • Parlamentar destaca apoio de Cuba em prol da independência de Angola 

Luanda – O primeiro vice-presidente da Assembleia Nacional, João Lourenço, afirmou hoje (sexta-feira), em Luanda, que Angola registará para sempre a inestimável contribuição do povo irmão cubano à causa da independência e soberania angolana. 

“O legado dos heróis cubanos e angolanos que verteram o seu sangue em inúmeras batalhas em Angola, pelos ideais de liberdade, soberania e igualdade dos povos, continuará a solidificar as relações de amizade, solidariedade e cooperação entre os nossos países”, disse.

O dirigente angolano fez este pronunciamento quando discursava na abertura das conversações oficiais entre delegações parlamentares de Angola e da Cuba, por si encabeçada, pela parte angolana, e pelo presidente da Assembleia Nacional do Poder Popular de Cuba, Ricardo Alarcón de Quesada.

Disse que desde os primórdios da afirmação de Angola como Estado soberano, a República de Cuba participou de forma activa na solução de muitos dos problemas de então, lembrando que milhares de quadros angolanos foram formados em Cuba.

Destacou igualmente os milhares de profissionais cubanos que deram o seu saber e prestaram assistência técnico-científica em diversos sectores da vida nacional, o que contribuiu para a melhoria das condições de vida do cidadão angolano. 

“Hoje, com o alcance da paz, as instituições do Estado angolano estão profundamente engajadas na árdua tarefa de recuperar as infra-estruturas básicas destruídas pela guerra, no desenvolvimento da economia e na melhoria da qualidade de vida das populações”, explicou. 

Segundo João Lourenço, o desafio é enorme, “mas os resultados que temos vindo a alcançar, consolidam a certeza de que podemos melhorar ainda mais a qualidade de vida do povo, com atitudes positivas e sobretudo com a parceria estratégica dos nossos amigos e aliados, dos quais o povo cubano é parte muito importante”. 

As conversações deverão culminar na próxima segunda-feira, com a assinatura de um memorando de entendimento, na perspectiva do reforço das relações de amizade e cooperação a todos os níveis entre os governos e povos dos dois países.

  • Desenvolvimento arquitectónico de Luanda impressiona parlamentar cubano 

 

Luanda  – O presidente da Assembleia Nacional do Poder Popular da República de Cuba, Ricardo Alarcón de Quesada, manifestou-se impressionado com o desenvolvimento arquitectónico dacidade de Luanda, com destaque para a zona baixa da urbe.

“Já estive em Luanda em diversas ocasiões e desta vez me foi difícil reconhecer a cidade quando cheguei. Foi uma virada, deixando para trás a carga que herdou do colonialismo e da guerra. Reconheço haver um trabalho de muita vontade e optimismo por parte das autoridades governamentais”, disse em declarações hoje (sexta-feira) à imprensa no final de uma visita de cortesia ao Governo Provincial de Luanda (GPL).

O parlamentar cubano disse que durante muitos anos a cidade esteve no centro das atenções, principalmente devido ao conflito armado, sendo vista como uma carga de dor e sofrimento, mas actualmente se da conta do seu crescimento, com novas construções, organização e habitantes mais alegres.

Em cerca de 45 minutos o presidente da Assembleia Nacional de Cuba manteve um encontro a porta fechada com o governador de Luanda, Bento Francisco Sebastião Bento.

Durante a sua permanência em solo angolano o chefe do parlamento cubano deverá encontrar-se com os ministros da Educação, Mpinda Simão, e da Indústria, Joaquim David, além de proferir uma palestra, no Palácio dos Congressos, subordinada ao tema “Cuba opções e perspectivas”.

O programa prevê, entre outras actividades, a deposição de uma coroa de flores no monumento erguido em memória ao primeiro presidente da República de Angola, António Agostinho Neto, bem como visitas a base da SONILS, a Zona Económica Especial de Viana, a Centralidade do Kilamba e ao Memorial da Batalha de Kifangondo.

FONTE: ANGOP

Categories: ÁFRICA, CUBA - ÁFRICA | Etiquetas: | 1 Comentário

Angola como convidado de honra na VigésimaSegunda Feira Internacional do Livro de Cuba no 2013

A participação faz parte dos acordos de cooperação entre os Ministérios da Cultura dos dois países.

O Ministro da Cultura, Rosa Cruz e Silva, disse em uma reunião aqui com uma delegação cubana que a apresentação de trabalhos de literatura e outras manifestações artísticas neste caso vai permitir um maior intercâmbio de conhecimentos entre as duas nações.

Salientou-se que o importante evento, que terá lugar 14-24 fevereiro em Havana e até 10 de março no resto das províncias cubanas, habilitarão estruturas para aprofundar ainda mais as históricas relações amistosas entre os povos de Angola e Cuba.

Falando na reunião, o representante da delegação ministerial, Angel Garate, Vice-Presidente do Instituto Cubano do livro, oferecio uma explicação detalhada sobre como o próximo Festival do livro em Cuba é projetado.

Observou-se que este evento é a mais visitado da cultura cubana, como pano de fundo mostrando o dinamismo da vida artística na ilha do Caribe com suas muitas facetas.

De acordo com o projeto participativo na feira, irão apreciar na capital cubana livros deste país africano,  títulos dos laureados escritores angolanos, com apresentações da antologia de contos tradicionais (lendas, provérbios).

Criadores angolanos também vão participar de reuniões com os escritores de livros infantis, editores e tradutores. Outros mostraram exposições museológicas e peças artesanais, entre outras atividades.

O público cubano, bem como a literatura, podera apreciar também o mais representativo da cultura angolana em manifestações tais como música, dança, cinema e vídeo.


Ratings de Tudoparaminhacuba.hazblog.com

· 2 vistos
Categories: ÁFRICA, CULTURAIS | Etiquetas: | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: