Posts Tagged With: yoani sanchez

Pressione pro Yankee, eixo da nova campanha.

Por Arthur González.

 

 

 

 

Especialistas dos Estados Unidos em questões de guerra psicológica, selecionam temas para suas campanhas contra a Revolução Cubana, a fim de formar matrizes de opinião que tentam semear nos leitores. Agora é a vez da chamada “imprensa independente”, mas financiada e fabricada por funcionários da CIA.

Esse tipo de guerra também é conhecido como guerra política, para conquistar mentes e corações, com a intenção planejada de evocar uma reação psicológica em outras pessoas, sempre visando influenciar o sistema de valores, destruir a moral, dilacerar a credibilidade do povo. manipular emoções, raciocínio e comportamento público.

Os Estados Unidos usam a guerra psicológica como uma política comum para atacar governos que não se submetem às suas ordens, com o objetivo de minar a opinião pública e prejudicar a avaliação das pessoas sobre seus governantes.

Como os nazistas, os Estados Unidos usam seus poderosos meios de comunicação para repetir, manipulativamente, temas de interesse contra seus adversários, com o objetivo de influenciar a atitude das massas, sobre as quais realizam suas operações psicológicas para colocá-las. a seu favor.

É por isso que atualmente voltam à falsa alegação de que Cuba “reprime” a tão mal chamada imprensa independente e por isso usam organizações criadas para acusar aqueles que consideram seus inimigos, como a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) que nunca denunciou. a situação da imprensa americana, aquela que não pode publicar nada que afete o sistema ianque. O senador Marco Rubio também se juntou a esta cruzada anti-cubana.

O alvoroço preparado contra a Revolução se tornou visível no programa de mídia desenvolvido durante o desenvolvimento da Assembléia Geral da Sociedade Interamericana de Imprensa, realizada recentemente em Miami, capital da máfia terrorista anticubana que abriga terroristas, contratados assassinos, ladrões e quanto desperdício da sociedade existe.

O mesmo SIP nunca condenou a presença em Miami do assassino Orlando Bosch, nem de Luis Posada Carriles, autores da explosão em voo de uma aeronave civil de Cubana de Aviacion, onde 73 civis inocentes morreram, além de outros crimes, incluindo a colocação de bombas em escritórios e consulados cubanos no exterior; planeja assassinar Fidel Castro e artefatos explosivos detonados em vários hotéis em Havana, resultando em mortes e feridos, e até bombas em escritórios nos Estados Unidos; portanto, o FBI as considerou pessoas perigosas, embora nunca as tenha processado. por ter o apoio de congressistas de origem cubana.

A matriz que eles pretendem semear nos leitores é que, em Cuba, “os pseudo-jornalistas construídos por Washington são reprimidos” e dependem do salário mensal que recebem, além das linhas de mensagem que devem publicar nos sites da Internet.

Não havendo evidências dessa suposta repressão, alegam que o governo “ameaça os jornalistas de processá-los”, mas nenhum foi preso por sua presença permanente nas redes sociais com falsas acusações, difamação e difamação, apesar do fato de que essas ações tipificam como crimes no código penal de Cuba e em muitos países do mundo, incluindo os Estados Unidos.

Nenhum desses funcionários foi morto ou desapareceu, como é o caso de países da região que nunca foram acusados ​​pelos Yankees e suas organizações de satélites.

Um exemplo da liberdade que gozam na ilha é Yoani Sánchez, que se tornou jornalista do terrorista e fugitivo cubano Carlos Alberto Montaner, um agente da CIA que colocou explosivos em shopping centers em Havana.

Montaner a recrutou quando era imigrante na Espanha e procurava trabalho, impondo-a como condição de retornar a Cuba e agir de dentro para atrair jovens, transformá-los em contra-revolucionários.

Apesar de sua calúnia e deturpação da realidade cubana, Yoani nunca foi preso ou condenado por colaborar com uma potência estrangeira. A tática seguida com ela foi torná-la uma “estrela” do jornalismo e em apenas três anos ela recebeu os maiores prêmios internacionais, como Ortega Gacet, Cepos, Jaime Brunet, Príncipe Claus, María Moors Cabet e também ser nomeada pelo jornal Espanhol El País, seu correspondente em Cuba.

Suas constantes reuniões com diplomatas dos EUA em Havana são divulgadas no site oficial e, apesar disso, ele não é incomodado pelas autoridades.

Para fortalecer o trabalho que ele tem que realizar na ilha, os Yankees criaram o jornal digital 14yMedio, sem serem reprimidos.

As invenções da repressão não podem prová-las porque elas não existem, mas a SIP e Marco Rubio não apontam para o presidente Donald Trump, por suas constantes acusações contra jornalistas e a imprensa em seu país, descrevendo os repórteres como “inimigos do povo” , expulsando-os da Casa Branca e impedindo o acesso a entrevistas coletivas aos representantes da mídia que o criticam por suas mentiras e despotismo sem paralelo.

Onde estão as acusações de Marco Rubio contra Milos Zeman, presidente da República Tcheca, quando, em outubro de 2017, ele se apresentou em uma conferência de imprensa com um rifle de assalto AKM falso, que dizia: “para jornalistas” ; ou sua posição contra Robert Fico, que foi o primeiro ministro da Eslováquia até março de 2018, que chamou os jornalistas de “prostitutas, idiotas e hienas sujas anti-eslovacas”?

Nada semelhante acontece na Cuba socialista que eles odeiam tanto.

O que dizer sobre o México, um país no qual o jornalismo é uma das profissões e repórteres mais perigosos mortos nas ruas com total impunidade. A vida não vale nada, algo que os assalariados dos Estados Unidos em Cuba não têm idéia do que é uma repressão mortal real.

Essa operação de guerra psicológica contra a Revolução ocorre no prelúdio da apresentação de Cuba ao relatório contra o bloqueio econômico, comercial e financeiro criminal, imposto há 60 anos pelos Estados Unidos contra o povo cubano, numa tentativa desesperada de manchar um trabalho que tirou milhões de cubanos da fome, analfabetismo, desigualdade e discriminação.

Os Estados Unidos impõem restrições ao acesso a determinados sites da Internet para cubanos, sancionam empresas que trabalham na rede por se relacionar com Cuba e proíbem o acesso a tecnologias para navegação completa, algo que a SIP não escreveu no roteiro. que Washington lhe dá por seus ataques à Revolução.

As autoridades cubanas dão acesso total à cidade para navegação na Internet, incluindo Facebook, Twitter e outros sites, mas são os Estados Unidos que limitam e sancionam os cubanos que escrevem a favor do processo revolucionário, fechando suas contas para que a verdade não seja verdadeira. conhecido, limitando a plena liberdade de imprensa, aqueles que sentem a perseguição feita pelos administradores desses sites pelas informações que publicam, situação que os funcionários da SIP também não apontam.

Yoani Sánchez viaja constantemente para o exterior sem ser incomodado, o funcionário José Daniel Ferrer, mencionado como “vítima do regime cubano” pelo senador Rubio, é um exemplo do contrário, é um visitante regular de Miami e com o dinheiro que recebe de seus empregadores, adquiriram novos lares, casaram-se várias vezes e levam uma vida cheia de prazeres, segundo seus próprios seguidores.

A informação falsa foi inventada nos Estados Unidos, não em Cuba ou na Venezuela e é justamente para enganar a opinião pública, como o presidente Donald Trump executa.

Graças ao acesso alcançado por milhões de cubanos às redes sociais, eles percebem as mentiras escritas pelos “jornalistas independentes”, aqueles que a embaixada ianque em Havana formou para a corrida em cursos emergentes.

Quando denunciam a suposta “repressão policial” em Cuba e anexam as fotos, até as pessoas mais idiotas do mundo observam policiais sem armas longas, escudos, capacetes, coletes à prova de balas e a ausência de gás lacrimogêneo e carros jogando jatos de água, como em outros países onde aqueles que se opõem às políticas neoliberais são reprimidos de maneira violenta, incluindo França, Chile, Argentina, Estados Unidos e Equador atualmente.

Em Cuba, não há lugar para a mentira e a contra-revolução pró-ianque, quem a visita confirma a liberdade de movimento e expressão de seus cidadãos, a segurança existente e a ausência de repressão mencionada pelos funcionários de Washington, desde que terminaram desde 1959 tortura, os desaparecidos e mortos pela polícia e pelos jatos d’água para reprimir os estudantes.

A imprensa cubana, como José Martí disse:

É o exame e a censura, nunca o ódio ou a raiva, que não deixam espaço para a livre emissão de idéias. ”

Anúncios
Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , , , , , , | Deixe um comentário

Yoani Sánchez, propaganda anti-cubana financiada pelos Estados Unidos.

Apesar das centenas de milhares de dólares que os Estados Unidos gastam em sua tentativa fracassada de construir uma jovem oposição, com Yoani Sánchez Cordero eles não obtiveram resultados, porque não conseguiram atrair a juventude cubana ao seu projeto contra-revolucionário. Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Até mesmo o Twitter se distancia das manipulações dos seguidores do #YoaniFraude.

De Iroel Sánchez

A atual guerra contra Cuba nas redes sociais da Internet está usando todas as técnicas que se tornaram comuns entre os aliados de Washington para desestabilizar países, derrubar governos que não se sentem confortáveis com os Estados Unidos e substituí-los por servidores leais. Mentiras óbvias se transformaram em notícias, representação de identidades, vitimizações oportunistas, uso maciço de contas falsas e trolls … Continuar a ler

Categories: Uncategorized | Etiquetas: | Deixe um comentário

Circus D`Mussa, Um novo negocio. Video (#YoaniSanchez #GeneraciónY #CIA #Cuba)

Categories: BLOQUEIO VS CUBA, CONTRA REVOLUÇÃO EM CUBA, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, CUBA - ESTADOS UNIDOS, ESTADOS UNIDOS, OPINIÃO, POLÍTICA | Etiquetas: , , , , , | Deixe um comentário

Circus D`Mussa, incidente en el avión. Video (#YoaniSanchez #GeneraciónY #CIA #Cuba)

Categories: BLOQUEIO VS CUBA, CUBA - ESTADOS UNIDOS, ESTADOS UNIDOS, OPINIÃO, POLÍTICA | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

As “mãos amigas” que financiam a viagem de #Yoani (#YoaniSánchez #CIA #PeopleinNeed #Cuba #generaciónY)

Fonte: Cubadebate

O giro internacional da blogueira contrarrevolucionária cubana Yoani Sánchez, financiada por “mãos amigas” e pessoas que pagaram “coletas na Internet” para que nossa pobre blogueira, cujo humilde salário ultrapassa os 10 mil dólares mensais, possa desenvolver sua viagem de 80 dias por doze países, está pondo sobre o tapete ideias muito interessantes que demonstram quem está por trás desse giro. Continuar a ler

Categories: BLOQUEIO VS CUBA, CONTRA REVOLUÇÃO EM CUBA, CUBA - ESTADOS UNIDOS, ESTADOS UNIDOS, EUROPA, LIBERDADE PARA OS CINCO CUBANOS, POLÍTICA, Relações Estados Unidos Cuba | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

El circo D’Musa, disident made in #Miami +Video (#yoanisanchez #blogueiracubana #Brasil)

Categories: CUBA - ESTADOS UNIDOS, ESTADOS UNIDOS, OPINIÃO, POLÍTICA, Relações Países América Latina, SOCIEDADE | Etiquetas: , , | Deixe um comentário

Yoani Sánchez: el circo D`MUSA, disident made in #USA. VIDEOS (#yoanisanchez #disidencia#blogueira #generaciónY)

A gira da blogueira cubana Yoani Sanchez pelo Brasil tem se revelado, até o momento, uma exitosa campanha de ‘over’ exposição midiática dela, numa tentativa de distorcer a gigantesca função histórica libertadora da Revolução Cubana e, também, numa fracassada operação da diplomacia da desintegração. Continuar a ler

Categories: BLOQUEIO VS CUBA, CONTRA REVOLUÇÃO EM CUBA, CUBA - ESTADOS UNIDOS, ESTADOS UNIDOS, LIBERDADE PARA OS CINCO CUBANOS, POLÍTICA, Relações Estados Unidos Cuba, TERRORISMO VS CUBA | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

#Yoani não assina declaração contra #bloqueio dos #EUA a #Cuba. +video (#bloqueiocontracuba #yoanisanchez)

Fonte: Vermelho

Em debate realizado na cidade de Feira de Santana (BA) na noite desta segunda-feira (19), a blogueira cubana Yoani Sánchez foi convidada a assinar uma declaração em que atesta ser contra o bloqueio econômico imposto pelos EUA a Cuba e que defende a libertação dos cinco heróis cubanos presos em solo estadunidense. E se negou. Continuar a ler

Categories: CONTRA REVOLUÇÃO EM CUBA, CUBA - ESTADOS UNIDOS, ESTADOS UNIDOS, POLÍTICA, Relações Estados Unidos Cuba, Relações Países América Latina | Etiquetas: , , , , | Deixe um comentário

Brasil: Deputado comunista decreta: Yoani Sánchez é “persona non grata” (#brasil #yoanisanchez #Cuba #CIA)

Fonte: A Tarde

O deputado estadual Álvaro Gomes (PCdoB) decretou no início da tarde desta segunda-feira (18), em discurso na Assembleia Legislativa, que a blogueira cubana Yoani Sánchez, é “persona non grata” na Bahia, “pelos democratas e revolucionários” por estar “à serviço do imperialismo” e ser “financiada pela CIA” para, conforme o comunista, “desestabilizar um dos regimes mais bonitos e reconhecidos pelo mundo, que é o de Cuba”. Continuar a ler

Categories: CONTRA REVOLUÇÃO EM CUBA, CUBA - ESTADOS UNIDOS, ESTADOS UNIDOS, POLÍTICA, Relações Países América Latina | Etiquetas: , , , | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: