Angola continua com o registo informal para as eleições de 2022.

#Angola #Elecciones2022 #Partidos

Luanda, 25 de Janeiro (Prensa Latina) Angola continua hoje, sem grandes contratempos, a actualização dos dados sobre potenciais eleitores para as próximas eleições gerais de Agosto de 2022, uma fonte oficial confirmada.

O processo de registo informal continua “sem grandes problemas”, disse a Ministra da Administração do Território, Marcy Lopes, em declarações emitidas na terça-feira pela Rádio Nacional de Angola, a principal estação de rádio do seu género no país.

Segundo Lopes, o processo envolverá 11 a 12 milhões de pessoas com idade igual ou superior a 18 anos e, uma vez concluído, fornecerá a informação à Comissão Nacional Eleitoral, responsável pelo caderno eleitoral oficial para as eleições, que incluirá, pela primeira vez, membros da diáspora.

Para exercer os seus direitos de voto (activo e passivo), esclareceu, os eleitores só poderão utilizar o seu bilhete de identidade, uma vez que o documento de acreditação municipal, também em processo de actualização, se destina a especificar o local de residência.

Cerca de 450.000 compatriotas no estrangeiro poderão participar no próximo exercício nas sondagens, de acordo com estimativas governamentais, que iniciaram o registo informal em vários países com a ajuda de missões diplomáticas.

O embaixador angolano na Zâmbia, Azevedo Francisco, confirmou a abertura do serviço na sede da legação em Lusaka e nos consulados gerais em Mongu e Solwezi, de acordo com um comunicado de imprensa em Luanda.

O processo estará aberto até 31 de Março para angolanos no estrangeiro e o bilhete de identidade será o único documento autorizado para este fim, disse aqui o Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Dentro do território nacional, o processo começou em Setembro e em algumas zonas a resposta da população é ainda relativamente lenta.

Por exemplo, o governador do Moxico (leste), Gonçalves Muandumba, informou que até agora cerca de 50.000 dos 212.000 eleitores da província actualizaram o seu estatuto, de acordo com o diário Jornal de Angola.

Segundo o Presidente da República, João Lourenço, as próximas eleições gerais terão lugar num ambiente de completa segurança para eleitores e observadores.

Em Angola, a única forma possível e legítima de disputar o poder político é através de eleições democráticas, assegurou o presidente numa mensagem à nação após os recentes distúrbios em Luanda, descrita pelas autoridades como a expressão de um “plano macabro para gerar a ingovernabilidade”.

Presidentes e dignitários chegam ao México no revezamento presidencial

Presidentes y dignatarios arriban a México a relevo presidencial

Para Cuba

López Obrador receberá a Banda Presidencial com 71% de aprovação, segundo resultados publicados no dia anterior pelo jornal Publimetro.

Chefes de Estado e de Governo e outras autoridades começam a chegar hoje para assistir à posse do presidente eleito Andrés Manuel López Obrador, que será realizada no México em 1 de Dezembro no recinto da Câmara dos Deputados. Continuar a ler “Presidentes e dignitários chegam ao México no revezamento presidencial”

%d bloggers like this: