#Bruno Rodríguez,

Ministro das Relações Exteriores de Cuba no 46º Período de Sessões do Conselho de Direitos Humanos .

Categories: # Cuba, #Bruno Rodríguez,, Chanceler Bruno Rodiguez Parrilla, Derechos Humanos, MINREX | Deixe um comentário

Cuba nunca será abatida.

Por Redacción Razones de Cuba

O machado com que os Estados Unidos tentaram restringir a soberania e independência de Cuba desde o próprio triunfo da Revolução, atingiu um corte que se pretendia imediatamente letal, em 3 de fevereiro de 1962, quando o então presidente John F. Kennedy , Ele deu ordem aos secretários do Tesouro e do Comércio para impor um bloqueio ao comércio entre os Estados Unidos e as Grandes Antilhas por meio da Proclamação Presidencial 3 447, que entrou em vigor quatro dias depois.

Foi um avanço nas agressões iniciadas durante o governo Dwight Eisenhower, e com ela se iniciou uma estrutura cada vez mais férrea, cujo objetivo era e continua sendo o de asfixiar economicamente os cubanos, isolar-nos politicamente e nos dobrar.

Cinquenta e nove anos se passaram desde aquele fevereiro, e embora novos decretos, memorandos, disposições e leis vergonhosas e desumanas tenham se acumulado para reforçar ainda mais o laço, e eles fecharam portas com proibições, enchendo a estrada com poções amargas e pedras pesadas, eles falharam em alcançar seu propósito principal e único.

Repetidas vezes, ano após ano, aquela frase proferida por Fidel em 26 de julho de 1978, continua a nos guiar: “Estamos dispostos a resistir ao bloqueio imperialista com dignidade e abnegação durante os anos que forem necessários. Se outros se comprometerem, se outros se deixarem subornar, se outros traírem, Cuba saberá ser o exemplo de uma revolução que não desiste, que não se vende, que não desiste, que não ganha de joelhos.

Consulte o relatório de Cuba apresentado à ONU sobre o impacto causado pela política de bloqueio dos Estados Unidos no período 2019-2020

—— »Relatório de Cuba:« Necessidade de acabar com o embargo econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos da América contra Cuba »

Veja a apresentação do relatório do Ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodrígues Parrilla, em entrevista coletiva

Categories: # yo voto vs bloqueo, #Bruno Rodríguez,, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Donald Trump, #Estados Unidos, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Barack Obama Bruno Rodríguez ParrillaDonald Trumpoficina del Servicio de Ciudadanía e Inmi, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Marco Rubio, Mario Díaz-Balart, Relaciones bilaterales., CubavsBloqueo, Donald Trump,, Donald Trump, Estados Unidos, FORA TRUMP, La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo, MINREX, relações bilaterais, o governo Donald Trump, SANCIONES, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

O cinismo de Dita Charanzová, vice-presidente do Parlamento Europeu.

Conhecida por suas posições de extrema direita e fiel seguidora da linha política de Donald Trump, a tcheca Dita Charanzová, vice-presidente do Parlamento Europeu, não para de atacar Cuba e acusá-la de “violar” direitos humanos, mas sim de violações verdadeiras e criminosas por governos semelhantes a Washington, não diz uma única palavra.

Mais parecida com uma subordinada do Departamento de Estado ianque do que com o próprio Parlamento Europeu, Charanzová tenta formar uma matriz de opinião contra a Revolução Cubana, em busca da entidade que representa para romper os acordos entre a Ilha e a União Europeia, com a evidente interesse em retomar a fracassada Posição Comum, proposta por José María Aznar, outro peão dos Estados Unidos.

Internet

A que liberdades básicas e direitos humanos você se refere ao atacar Cuba?

Como se tivesse copiado o discurso de Donald Trump em 16 de junho de 2017 em Miami, a citada recentemente declarou:

“É hora de perceber que nossa estratégia atual não está funcionando em benefício do povo cubano.”

Seguindo a mesma tática ianque de querer afogar o povo cubano, passa a confundir parlamentares e a opinião pública europeia que os direitos humanos são “violados” em Cuba, tudo dentro do contexto lançado pelos ianques para defender a contra-revolução interna na Ilha, criada e financiado pelos Estados Unidos, que não tem nenhum reconhecimento popular, por sua falta de moral, ética e seu caráter mercenário.

Suas declarações fazem parte do recente encontro bilateral entre a União Européia e Cuba, situação que amarga o Departamento de Estado por insistir em isolar a Revolução e intensificar sua guerra econômica, comercial e financeira, em meio à terrível pandemia que atinge o mundo.

Para aborrecimento da máfia terrorista anticubana de Miami e dos políticos norte-americanos que se opõem a uma melhora nas relações com Havana por parte do novo governo Joe Biden, o pronunciamento da reunião bilateral presidida pelo chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, e pelo chanceler cubano Bruno Rodríguez Parilla, afirma:

“Houve um debate frutífero com o Ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, sobre as relações gerais UE-Cuba e o impacto das sanções dos EUA na economia cubana e nos interesses comerciais e de investimento da UE.”

Esta posição não é aceita por Washington, que imediatamente moveu seus peões para criticá-la e combatê-la.

O mundo pôde acompanhar a TV cubana internacional, a verdade sobre o fabricado “Movimento San Isidro”, que não é um movimento nem tem seguidores, é formado por pessoas de baixa moral, que jamais seriam aceitas em nenhum país da educada e educada Europa.

Fundación Nacional Cubano Americana - Dita Charanzova exige liberación de  presos políticos | Facebook

O apelo das redes sociais para se concentrarem perante o Ministério da Cultura, no final de 2020, foi promovido por outra das peças ianques, Tania Brugueras, uma provocadora de longa data em ações subversivas, que conquistou através da mentira, arrastando vários jovens da arte estudantes e até artistas consagrados que, ao sentirem a verdade nos vídeos veiculados na TV, se distanciaram do embuste sedicioso da embaixada dos Estados Unidos em Havana, prova da falta de autenticidade daquele inventado “Movimento”.

As evidências mostram que por trás da tcheca Dita Charanzová está a mão dos ianques, fazendo parte de suas tendenciosas campanhas apoiadas pela mídia pela Rádio Televisión Martí, geradora da guerra psicológica contra Cuba, criada e financiada pelo governo dos Estados Unidos. apesar de nunca ter sido ouvido ou visto na rádio e na televisão da ilha.

A ultradireita pró-ianque do Parlamento Europeu pretende sancionar Cuba pela suposta violação dos direitos humanos, porém não se pronuncia a favor da sanção da Colômbia pelos 84 massacres perpetrados em 2020 e outros 6 até 24 de janeiro de 2021, executado por forças paramilitares protegidas pelo regime de Iván Duque, irmão próximo dos Estados Unidos.

Um relatório recente do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, reconhece esses crimes, entre os quais há 19 crianças, 12 mulheres e mais de 352 pessoas assassinadas, muitas delas líderes sociais.

Quando esses crimes ocorreram em Cuba?

Nem um único contra-revolucionário assassinado ou desaparecido em 62 anos da Revolução.

Por que Dita Charanzová não adota posição semelhante contra o governo de Sebastián Piñera, por suas violações permanentes dos direitos humanos no Chile, onde a polícia atira em jovens que exigem justiça social, trabalho, melhor educação e eliminação das desigualdades?

La guerra mediática de #EEUU contra #Cuba; Visión histórica y percepción  política | Cuba por Siempre

O que acontece no Peru e na Guatemala com o pessoal de saúde que não preocupa o MEP?

Onde está sua consciência diante do panorama de saúde sofrido pelo povo brasileiro, diante da falta de sensibilidade do regime de Jair Bolsonaro, onde cemitérios não chegam para enterrar os cadáveres?

Quais foram suas propostas de sanções contra o regime de Lenin Moreno no Equador, por não ter programas de saúde eficazes, que resultou na morte de pacientes Covid-19 no meio da rua sem assistência?

Qual resolução você aprovou contra o governo de Donald Trump, diante do péssimo manejo da pandemia, que tornou o país mais rico do mundo o mais infectado e com o maior número de mortes em todo o planeta?

Há muita hipocrisia e cinismo no Checo Charanzová, combinado com seu ódio contra um pequeno país, que defende seu sistema socialista que permite cuidar de todos os seus cidadãos, manter um forte sistema de saúde, educação e previdência social que Ninguém, apesar das 242 sanções impostas pelos Estados Unidos somente em 2020, algo que parece não importar para esta mulher que se esforça para agradar seus patrões ianques.

José Martí foi exatamente quando disse:

“É considerado crime querer forçar a opinião pública”

Categories: #Brasil, #Brasil se alinha aos #EUA, #Brasil, Corrupción, #Jair Bolsonaro, #Bruno Rodríguez,, #Chile, #Cuba, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Donald Trump, #Estados Unidos, #ECUADOR#Paraguay#PerúAsunciónConvención de Viena, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, #Jair Bolsonaro, #ONU, #Peru, #salud, #Salud en Cuba, ações subversivas, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bruno Rodríguez Parrilla, Cuba, Daniel Ortega Saavedra, Governo, Ministério das Relações Exteriores (Minrex), Nicarágua, CONTRA REVOLUÇÃO EM CUBA, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Contra-revolução cubana, Contrarrevolución, José Daniel Ferrer, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, CUBA-EUROPA, Derechos Humanos, ECUADOR, epidemia, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, EUROPA, Europa postura intervencionista, Guatemala, Guatemala, Guiana, Honduras, Panamá, Paraguai, Peru e Santa Lúcia, inimigos da Revolução, Jose Marti, Manipulação Política, Organização dos Estados Americanos (OEA), Venezuela, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI, MINREX, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Profesionales e la Salud, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Revolução Cubana, Revolução Cubana sobrevive a todas as agressões, Subversão contra Cuba, Subversión, UNION EUROPEA, Washington | Deixe um comentário

Cuba e o Irã estão sob novas sanções dos Estados Unidos no final do mandato de Trump.

Categories: # Cuba, # yo voto vs bloqueo, #América Latina, #Nicarágua, #Bolívia, #Venezuela, #Cuba, #Bruno Rodríguez,, #China#EEUU#Iran#Nicaragua.barco hospital naval Arca de la Paz, #China#EEUUDonald TrumpFondo Monetario Internacional (FMI)Ivan Duque, #Cuba #CIA, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Donald Trump, #Estados Unidos, #solidaridadvs bloqueo, #Trump, @Trump, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, ataques acusticos contra embajada EU, grillo, invasión por Bahía de Cochinos, Mike Pompeo, Barack Obama Bruno Rodríguez ParrillaDonald Trumpoficina del Servicio de Ciudadanía e Inmi, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, Bruno Rodríguez Parrilla, Colombia, Cuba, Detenciones, Diálogos de Paz, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Iván Duque Márquez, Política, CIA Mike Pompeo, Donald Trump, Estados Unidos, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, EUA avalia retornar a Cuba para lista de estados patrocinadores do terrorismo, FORA TRUMP, Pompeo,, relações bilaterais, o governo Donald Trump, secretario de Estado, Michael Pompeo, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

Rodríguez Parrilla: qualificação “hipócrita e cínica” de Cuba como Estado patrocinador do terrorismo.

Categories: # Cuba, # yo voto vs bloqueo, #Bruno Rodríguez,, #Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Donald Trump, #Estados Unidos, #solidaridadvs bloqueo, #Trump, @Trump, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, Bruno Rodríguez Parrilla, Colombia, Cuba, Detenciones, Diálogos de Paz, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Iván Duque Márquez, Política, Bruno Rodríguez Parrilla, Cuba, Daniel Ortega Saavedra, Governo, Ministério das Relações Exteriores (Minrex), Nicarágua, candidato presidencial demócrata Joe Biden, Casa Blanca, Cámara de Representantes, Cuba, el director interino de Inteligencia Nacional, Estados Unidos, Joseph Maguire, presidente de Ucrania, preside, CIA Mike Pompeo, CubavsBloqueo, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, EUA avalia retornar a Cuba para lista de estados patrocinadores do terrorismo, FORA TRUMP, MINREX, Pompeo,, relações bilaterais, o governo Donald Trump, secretario de Estado, Michael Pompeo, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

Os Estados Unidos anunciam novas medidas contra Cuba.

O ministro das Relações Exteriores da Ilha, Bruno Rodríguez Parrilla, rejeitou categoricamente uma nova medida adotada pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos. EUA, desta vez contra o Banco Financeiro Internacional de Cuba (BFI).

«Rejeição de uma nova medida punitiva pelo Departamento de Estado dos EUA. EUA, para intensificar o bloqueio contra Cuba. A inclusão de entidades em suas listas visa reforçar um cerco econômico que não conseguiu destruir a Revolução cubana em 62 anos “, disse o chanceler cubano em sua conta no Twitter.

Bruno Rodríguez - Sputnik Mundo

A injusta e criminosa medida contra o povo cubano foi publicada no site oficial do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos, coincidindo, e não por acaso, com o 62º aniversário do triunfo da Revolução nas Grandes Antilhas.

Esta sanção significa que o BFI passará a fazer parte da Lista arbitrária de entidades cubanas restritas, que estão proibidas de realizar qualquer tipo de negócio com empresas norte-americanas.

No entanto, esta não foi a única sanção contra Cuba nas últimas semanas.

Trump says Pompeo would run for Kansas Senate seat if Republicans in danger  of losing it - ABC News

Em 21 de dezembro, Pompeo anunciou que o Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC) do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos acrescentou três empresas cubanas – Grupo de Administración Empresarial S.A. (Gaesa), Financiera Cimex S.A. (FINCimex) e Kave Coffee S.A. – aos seus Nacionais Especialmente Designados e Lista de Pessoas Bloqueadas.

Uma semana depois, em 30 de dezembro, foi divulgada a intenção do Secretário de Estado dos Estados Unidos de incluir novamente Cuba na injusta lista de países patrocinadores do terrorismo.

Categories: "Liberdade", "democracia", "racismo" e "direitos humanos", # yo voto vs bloqueo, #Bruno Rodríguez,, #CIA, #Cuba #CIA, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, Bruno Rodríguez Parrilla, Colombia, Cuba, Detenciones, Diálogos de Paz, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Iván Duque Márquez, Política, Casa Branca, do Departamento de Estado, Chanceler Bruno Rodiguez Parrilla, CIA, CIA Mike Pompeo, CubavsBloqueo, Democracia, Golpe de Estado, Economía, Noticias de Cuba, Política, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, EUA avalia retornar a Cuba para lista de estados patrocinadores do terrorismo, FORA TRUMP, La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo, MINREX, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA, Trump, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

Bravura do Bravo.

Por Pedro de la Hoz Razones de Cuba .

Se bravura é a qualidade para enfrentar com coragem cada passo da vida, ela está repleta no percurso político e artístico de Estela e Ernesto Bravo, americano, ela, argentina, ele, solidariedade, internacionalistas e cubanos por convicção desde que decidiram compartilhar sonhos e destino em a pátria de Martí e Fidel.

A Distinção pela Cultura Nacional conferida a ambos no sábado passado homenageia suas apaixonadas contribuições à arte e seu compromisso permanente com os valores éticos e os ideais de justiça defendidos pela Cuba revolucionária.

O Ministro da Cultura, Alpidio Alonso, premiou os cônjuges dos Bravo em cerimônia com a presença de Bruno Rodríguez Parrilla, membro do Bureau Político do Partido e chefe das Relações Exteriores, e na qual a poetisa Nancy Morejón pronunciou as palavras elogio.

A contribuição de Estela para o documentário como cineasta, sempre auxiliada por Ernesto como roteirista, consultor e coordenador em tarefas de produção, destaca-se entre as mais lúcidas e penetrantes do cinema das últimas quatro décadas, a partir de sua estreia em 1980 daqueles que partiram.

Com um catálogo de mais de 30 obras de diferentes durações, uma parte substantiva da filmografia dos Bravos atesta acontecimentos relacionados com a migração cubana para os Estados Unidos e o custo humano e familiar traumático da hostilidade dos governantes desse país a Cuba.

Os olhares para o contexto latino-americano e caribenho da época das ditaduras e das intervenções dos EUA na região valem a pena.

Mas, sem dúvida, as produções mais cativantes de Estela e Ernesto são aquelas que tiveram em primeiro plano o líder histórico da Revolução Cubana. Fidel, a história não contada se revela como um dos retratos mais completos da personalidade do Comandante-em-Chefe.

Retirado do Granma

Categories: # Cuba, # yo voto vs bloqueo, #Bruno Rodríguez,, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Fidel, #solidaridadvs bloqueo, #YoSoyFidel, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, cultura, MINREX, Solidaridad | Deixe um comentário

Os Estados Unidos compram peças subversivas para mudanças políticas em Cuba .

Por Raúl Antonio Capote Retirado do Razones de Cuba .

“A destinação do Departamento de Estado de até um milhão de dólares para a convocação e contratação de participantes da subversão contra Cuba é uma flagrante agressão e violação do Direito Internacional”, denunciou neste domingo o ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez Grade.

“Nós a condenamos e a confrontaremos com o peso da lei. O governo dos Estados Unidos e seu Conselho de Segurança Nacional (CSN) nunca apoiaram o povo cubano. Sobretudo no governo de Donald Trump, a CSN tem sido um instrumento de agressão contra Cuba e a América Latina ”, disse o chanceler cubano por meio de sua conta no Twitter.

Bruno Rodríguez asegura que su gobierno está comprometido con "todos los  Derechos Humanos" | ADN Cuba

Por outro lado, o diretor-geral para os Estados Unidos do Ministério de Relações Exteriores, Carlos Fernández de Cossío, afirmou que “a decomposição moral da política externa dos Estados Unidos os leva à prática criminosa de comprar subversivos à peça. Na falta de uma motivação política, ideológica ou ética genuína, é com o dinheiro que se sentem obrigados a realizar a tão esperada mudança de regime em Cuba.

O site Cuba Money Project, da jornalista norte-americana Tracey Eaton, divulgou recentemente que o Departamento de Estado dos EUA está oferecendo até um milhão de dólares para programas que promovam “direitos civis, políticos, religiosos e trabalhistas em Cuba”.

Autoridades norte-americanas tentam sustentar a nova agressão contra o povo cubano, com a falácia de que “as autoridades cubanas aproveitaram a pandemia do coronavírus para aumentar a repressão e o assédio a jornalistas independentes e ativistas da sociedade civil”.

Em sua retórica mentirosa, o Departamento de Estado insiste em fazer as pessoas acreditarem em uma “realidade” que não existe, divulgando, como verdade, que “grupos cívicos independentes, jornalistas, artistas, empresários e outros defendem cada vez mais as instituições econômicas e políticas mais inclusivo ”.

Informe: Policía de EEUU ha matado a 512 personas en 2016 | HISPANTV
manifestación

Com que moral o Escritório de Democracia, Direitos Humanos e Trabalho do Departamento de Estado declarou que busca propostas que «fortaleçam a capacidade dos grupos independentes da sociedade civil de Cuba de promover os direitos civis e políticos na Ilha e aumentar a rendição de relatos de funcionários cubanos por violações de direitos humanos e corrupção. É surpreendente que a preocupação venha de um país onde a corrupção é sistêmica, onde os direitos humanos são violados, onde em meio a uma pandemia que custou a vida a mais de 200.000 pessoas, o protesto é brutalmente reprimido e assassinado pelo cor da pele. Cuba garante a seus cidadãos direitos fundamentais que são um sonho de muitos americanos.

As propostas, conforme propõem, “devem oferecer uma abordagem que vincule esses objetivos aos problemas socioeconômicos e políticos que mais interessam aos cidadãos cubanos”.

Devem também “traçar uma visão específica para contribuir com a mudança, reconhecendo os obstáculos que devem ser superados, incluindo a atual pandemia do coronavírus”, a mesma do governo dos Estados Unidos. uu foi incapaz de lidar com isso.

O escritório do Departamento de Estado aponta a necessidade de “incluir iniciativas concretas que reflitam os desenvolvimentos recentes na ilha e tenham o potencial de gerar impactos de curto prazo que levem a mudanças sustentáveis ​​de longo prazo”.

Deve-se notar que o pedido foi publicado no dia 24 de novembro, à medida que crescia o interesse do pequeno grupo que se autodenomina Movimento San Isidro.

Aumenta asedio contra miembros del Movimiento San Isidro – Lacubanada

“O momento do anúncio do Departamento de Estado pode ser uma coincidência, mas eu me pergunto se as autoridades americanas estão procurando maneiras de capitalizar sobre o furor sobre o Movimento San Isidro”, escreveu Eaton.

O financiamento não será o problema. Cada projeto pode ter até um milhão de dólares “, disseram as autoridades ianques.

A dança dos milhões na “conspiração desonesta” contra a Ilha da Liberdade continua com total devassidão.

Em repetidas ocasiões, as autoridades das Grandes Antilhas exigiram dos governos dos Estados Unidos o fim dos programas de mudança de regime contra Cuba, país que há quase 60 anos enfrenta um bloqueio imposto por Washington.

O portal, criado pela jornalista Eaton, também citou, em outubro deste ano, dados obtidos do Foreign Aid Explorer da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), que refletiram despesas de mais de 261 milhões de dólares. nos projetos de subversão contra Cuba, de 1990 a este ano, gastos que não chegam nem perto do total alocado contra nosso país, já que não inclui os valores alocados, por exemplo, à Rádio e TV Martí, nem o dinheiro do orçamento da cia para subversão na ilha.

Cuba Money Project também revelou que desde que Trump assumiu a presidência, em janeiro de 2017, a USAID gastou cerca de 50 milhões de dólares em projetos relacionados à busca de uma mudança no sistema.

Por outro lado, o Departamento de Estado anunciou, em junho deste ano, que os requerentes de visto para os Estados Unidos deverão, para tanto, enviar seus perfis nas redes sociais, seus endereços de e-mail e os números de telefone que utilizaram nas nos últimos cinco anos.

Autoridades do Norte, que baseiam sua estratégia contra Cuba em nome de supostos direitos humanos, avaliam o que você escreve no WhatsApp, Instagram ou Twitter, entre outras redes digitais, quem são seus amigos, o que você compartilha, para quem você liga ao telefone, o que Você conversa com sua família e amigos, etc., antes de se conceder um visto de entrada para aquele país. Seu assédio não tem fronteiras.

Categories: # Cuba, #Bruno Rodríguez,, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Trump, @Trump, ações subversivas, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Donald Trump,, Donald Trump, Estados Unidos, El 10 de diciembre, Día de los Derechos Humanos, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, FORA TRUMP, MINREX, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, relações bilaterais, o governo Donald Trump, submissão do Brasil aos planos de dominação dos EUA na América Latina,, Subversão contra Cuba, Subversión, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

Governo de Cuba denuncia financiamento norte-americano de subversão.

O Governo de Cuba denunciou neste sábado o financiamento de atividades subversivas por parte da atual Administração dos Estados Unidos (EUA), que recentemente destinou até um milhão de dólares para esse fim.

Em mensagem veiculada pela rede social Twitter, o ministro das Relações Exteriores, Bruno Rodríguez, qualificou o apelo como uma “flagrante agressão e violação do Direito Internacional”, e afirmou que “o condenamos e o enfrentaremos com o peso de a lei”.

El canciller de Cuba, Bruno Rodríguez Parrilla, consideró la reciente convocatoria del Departamento de Estado como flagrante agresión y violación del Derecho Internacional.

Por sua vez, a vice-diretora do Ministério das Relações Exteriores da América do Norte, Johana Tablada, anunciou nesta sexta-feira por meio do Twitter que a Casa Branca destinou mais verbas para agressão e ingerência nos assuntos internos da Ilha.

“Ilegalmente, o Departamento de Estado anuncia que distribuirá um milhão de dólares para projetos de subversão que justifiquem supostas acusações contra a situação dos direitos humanos em Cuba”, disse Tablada.

Durante esta semana, o Ministério das Relações Exteriores de Cuba alertou sobre o financiamento, orientação e incitamento dos Estados Unidos a grupos e indivíduos para desafiar a autoridade, bem como a implantação de uma campanha nas redes sociais para divulgar informações falsas, incite o ódio, divida a população e exija a ilegalidade.

Ao mesmo tempo, a acadêmica especializada em relações entre Cuba e os Estados Unidos, Tracey Eaton, declarou neste sábado que o Departamento de Estado planeja distribuir, até o final de 2020, até um milhão de dólares para iniciativas relacionadas aos “direitos civis e políticos, religiosos e trabalhistas em Cuba ”. Washington informou ter gasto mais de US $ 261 milhões em projetos de subversão contra Cuba de 1990 a este ano, acrescentou Eaton em seu relatório.

Categories: #Bruno Rodríguez,, Acciones contra Cuba, fake news, Barack Obama Bruno Rodríguez ParrillaDonald Trumpoficina del Servicio de Ciudadanía e Inmi, Bruno Rodríguez Parrilla, Colombia, Cuba, Detenciones, Diálogos de Paz, Ejército de Liberación Nacional (ELN), Iván Duque Márquez, Política, Bruno Rodríguez Parrilla, Cuba, Daniel Ortega Saavedra, Governo, Ministério das Relações Exteriores (Minrex), Nicarágua, Chanceler Bruno Rodiguez Parrilla, Cuba, fake news, Fake news, MINREX, submissão do Brasil aos planos de dominação dos EUA na América Latina,, Subversão contra Cuba, Subversión, Subversión contra Cuba | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: