CULTURAIS

A fórmula de Praga e as revoluções coloridas para Cuba.

Por Raúl Antonio Capote

Durante a ofensiva cultural da CIA contra o socialismo, após o fim da Segunda Guerra Mundial, a agência de inteligência americana criada em 1947 se infiltrou em todos os espaços da cultura.

A CIA publicou autores conhecidos que seguiram a linha de Washington, realizaram múltiplas ações para combater a arte com algum conteúdo social, subsidiou jornais e jornalistas e comprou artistas e intelectuais.

O processo que levou à derrota do socialismo na Europa Oriental teve muito a ver com os efeitos sobre as mentes da intensa guerra cultural que eles tiveram que enfrentar durante anos, bem como com os erros desses projetos.

As “revoluções” pró-capitalistas ocorridas no chamado Campo Socialista no final da década de 1980 respondem a um roteiro semelhante, ajustado às características de cada nação, dependendo da história e da cultura. Na Bulgária, o roteiro restaurador foi montado sobre os problemas ecológicos pelos quais aquele país estava passando; na Polônia, eles se aproveitaram dos sentimentos religiosos e da inquietação em alguns setores da classe trabalhadora; na Tchecoslováquia, eles dependiam principalmente do movimento cultural e político herdeiro da Primavera de Praga, etc.

Em Praga, o movimento anti-socialista nucleado em torno de um grupo de intelectuais, entre os quais Vaclav Havel, um dramaturgo tcheco, apoiado do Ocidente pelos serviços especiais europeus e pela CIA, realizou, em 1989, uma revolução sob a bandeira da «não violência».

A grande mídia ocidental durante anos promoveu a imagem de Havel como o grande líder antiburocrático capaz de restaurar o capitalismo e trazer liberdade para seu país.

Resultado de imagen de imagenes de revoluciones de colores

Havel foi presidente do Círculo de Escritores Independentes, fundador do movimento Carta 77 e líder do grupo de oposição Foro Cívico. Recebeu vários prêmios de organizações e instituições dos Estados Unidos e da Europa, além de ser mimado pela crítica no Ocidente.

A Revolução de Veludo, como o golpe suave que acabou com o socialismo na Tchecoslováquia foi batizado, teve sucesso com relativa facilidade. Vaclav Havel foi eleito presidente, o país foi dividido em República Tcheca e Eslováquia e políticas de choque neoliberais foram postas em prática em nome dos direitos humanos e da liberdade de expressão.

O modelo de Praga foi tentado inúmeras vezes em Havana, mas a impossibilidade de encontrar líderes de uma oposição pró-capitalista obrigou a CIA a fabricar seu próprio Vaclav Havel por meio de bolsas de treinamento de liderança no exterior, prêmios e promoção na mídia.

Fabricar movimentos artísticos apoiados por prestigiosas organizações internacionais, tentando alcançar a estranha metamorfose de transformar a pseudo-arte em arte de vanguarda, para usar esses elementos contra a Revolução, é o objetivo perseguido pelos serviços especiais americanos.

A fórmula de Praga, usada contra Cuba, tem graves falhas na sua concepção e implementação. A Revolução Cubana é autêntica, filha da nossa cultura e das nossas ideias, o nacionalismo aqui é o resultado do processo de libertação anticolonial e antiimperialista. Não saber a natureza política do poder nas Grandes Antilhas os levou e os levará ao fracasso repetidas vezes.

Categories: # Cuba, #CIA, #Cuba #CIA, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, A Força-Tarefa da Internet para Cuba do Departamento de Estado, A força-tarefa e a guerra na internet contra Cuba, ações subversivas, Acciones contra Cuba, Cuba, Historia de Cuba, Tarará, Acciones contra Cuba, fake news, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Cuba, fake news, cultura, CULTURAIS, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Fake news, Intelectuales, Política, Red de Intelectuales y Artistas en Defensa de la Humanidad (REDH), Soberanía, Venezuela, Los artistas del Imperio, Manipulacion, Manipulacion Politica, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Subversión, Subversión contra Cuba | Deixe um comentário

O verdadeiro pano de fundo das provocações na sede do Ministério da Cultura .

Categories: # Cuba, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, ações subversivas, Acciones contra Cuba, fake news, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Constitución de la República de Cuba, #Cuba, Constituição é filha da Revolução, Constituição da República de Cuba, Cuba, CONTRA REVOLUÇÃO EM CUBA, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Contra-revolução cubana, Contrarevolución, Cuba, fake news, cultura, CULTURAIS, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Fake news, Manipulacion, Manipulacion Politica, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Revolução, Revolução Cubana, Revolução Cubana sobrevive a todas as agressões, Subversão contra Cuba, Subversión | Deixe um comentário

Cuba celebra o Dia Mundial da Cultura Africana e Afrodescendente .

Categories: #Cuba, cultura, CULTURAIS, Derechos Humanos, DIA MUNDIAL A MULHER AFRICANA, União Africana | Deixe um comentário

Angola celebra o Dia da Cultura Nacional .

08h51, 08 de Janeiro de 2020

Angola assinala a 8 de Janeiro o Dia da Cultura Nacional, numa altura em que trabalha para ter outros locais classificados como Património Cultural da Humanidade ao mesmo tempo que tenta promover as danças e músicas Semba e Rebita.

Depois de ter conseguido, na base de trabalhos intensos de arqueologia e diplomacia, catalogar Mbanza Congo como Património Mundial, Angola tenta fazer o mesmo com o Cuito Cuanavale.

Embaixada da República de Angola em Portugal | Dia Nacional da Cultura  Angolana comemorado em Portugal - 8 Janeiro

Cuito Cuanavale é um município do sudeste angolano que registou uma batalha sem precedentes por ser um ponto estratégico para impedir o progresso das Forças Armadas Sul-Africanas no interior de Angola ou a viragem para a expulsão daquele exército do país.

O desfecho da memorável batalha, a favor das Forças Armadas Angolanas, levou a queda do regime do apartheid na África do Sul e consequente independência da Namíbia.  

Antes, a África do Sul levava a cabo uma política de segregação racial em que negros e mestiços não tinham os mesmos direitos que os de raça caucasiana. Era o único caso no mundo, na época, em que o racismo tinha respaldo da lei.

Cultura angolana hoje | Cultura afro brasileira, Cultura brasileira, Cultura  afro

A luta de Angola, sobretudo com a batalha do Cuito Cuanavale, levou a África do Sul a abandonar a sua política do apartheid, devolvendo à humanidade, pelo menos politicamente, a sua dignidade.

Pelo seu contributo, trabalha-se para que essa localidade seja considerada Património Mundial da Humanidade.

Além deste facto, que engrandece a história de Angola, o 8 de Janeiro serve para se relançar a dança e música Rebita que, apesar de ser uma das marcas da cultura Angola, encontra-se em decadência desde a época colonial (há riscos de desaparecer) e a promoção da dança e música Semba, que, ao contrário, vive um dos momentos mais belos da sua existência.

A cultura e a influência de outros países são os fatores básicos da cultura  angolana! – ETEPAM

Infelizmente, a dança e música Rebita, ao longo dos tempos, perdeu adeptos e executantes. Um ou outro grupo profissional ainda exibe seus passos. A Rebita foi engolida ou transformada em outros géneros musicais da época, principalmente o Semba.

Agora há intenção de a “resgatar”, mas talvez seja tarde.

Rebita

A Rebita é um género de música e dança de salão angolana que demonstra a ginga dos cavalheiros e o adorno das damas vestidas de quimonos e panos à bessangana.

Dançada em pares, a partir de coreografias coordenadas pelo chefe da roda, na Rebita executam-se gestos de generosidades com as damas meneando com leveza, marcando o compasso do passo da massemba.

Há quem defenda que a massemba da Rebita, “dançada na rua, nas tardes de recreio, nos óbitos e nas noites de luar, enquanto ritmo emigrou para as guitarras virtuosas de Liceu Vieira Dias, José Maria, e, sobretudo, Nino Ndongo, por um processo de analogia da rítmica da percussão, dando origem ao Semba”.

Semba

O Semba, este sim, depois de viver um período menos bom, no pós-independência, asfixiada pela agressiva penetração de géneros musicais estrangeiros, sobretudo o zouk, regista um momento de regeneração e internacionalização, muito mais como dança.  

Mariana,nayol,tatiana p cultura angolana

A quase desassociação da dança da música vai levar os especialistas a tentar criar, a partir deste dia 8 de Janeiro, métodos para que as duas se elevem em paridade.

Hoje, a dança semba ganhou aceitação em quase todos os quadrantes do mundo, porém, nem sempre acompanhada pela música Semba.

O Semba é um género de música e de dança tradicional de Angola que se tornou popular nos anos 50. A palavra semba significa umbigada em kimbundo. Representa “o corpo do homem que entra em contato com o corpo da mulher ao nível do barriga”.

O Semba actual é resultado de um processo complexo de fusão e transposição, sobretudo da guitarra, de segmentos rítmicos diversos, assentes fundamentalmente na percussão, o elemento base das culturas africanas, defendem os críticos.

Em torno disto, nesse 8 de Janeiro, as autoridades culturais angolanas querem concluir o processo de elevação da dança e da música Semba como “Património Imaterial da humanidade”.

🇦🇴 Tradiciones y costumbres de Angola ▷ Cultura de los angoleños

O Dia da Cultura Nacional

O 8 de Janeiro, como dia da Cultura Nacional, foi adoptado tendo como referência o discurso do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, em 1979 na União dos Escritores Angolanos (UEA), na tomada de posse dos corpos sociais.

Na altura defendera que “desenvolver a cultura não significa submetê-la a outras”.

O poeta e político fizera uma abordagem sobre a Cultura Nacional, que passou a ser referência fundamental em todas as discussões sobre o assunto.

PEÇAS-2 - O Apostolado

O lema escolhido para as comemorações do dia Nacional da Cultura em 2020, “A cultura e a consolidação da nação Angola”, expressa a concretização do pensamento de Neto na consumação da nação angolana com a conservação dos seus usos e costumes.

De acordo com “Termos de referencia da realização do dia 8 de Janeiro”, do Ministério da Cultura, as comemorações do dia nacional da Cultura terão como palco o município do Cazenga, com manifestações de animação cultural no âmbito do projecto “Cultura no meu Bairro”, e “Simultâneas” seguida de batucadas do carnaval.

Constam das manifestações dos povos angolanos rituais como Chikumbi, um rito de iniciação feminina em Cabinda, os Akixe ou bailarinos mascarados, preparados pela Mukanda, a escola tradicional de iniciação masculina entre o povo Cokwe, a dança fundura, interpretada pelas jovens kwanyamas, na sua festa de puberdade.

Danças como a cabetula, o semba, varina, a cidralia, kazukuta e a Dizanda, executadas principalmente nos desfiles carnavalescos, claramente diferenciadas pelos seus ritmos, passos, coreografias e indumentárias próprias.

No repertório cultural angolano há a destacar nomes sonantes como do recém falecido Zé Kafala, um expoente da trova, os músicos Elias Diakimuezo, Rui Mingas   Bonga,Yola Semedo, entre outros, os artistas plásticos Tomás Ana “ Etona”,  Mawete Patrício, Ulófe Griof, Alberto Moma, Serafim  Serlon, Van e Ole.

Cultura angolana – KUP

Angola também conta com um leque de escritores que tem, através das suas obras, retratando ao mundo as vivencias dos povos residentes neste pais, com destaque para Wanhenga Xitu, Jofre Rocha, Manuel Rui Monteiro, Óscar Ribas, Frederico Cardoso, Fragata de Morais, sem esquecer o poeta maior, António Agostinho Neto.   

Os festejos do dia da Cultura Nacional decorrem de 7 a 31 de Janeiro, em todo o país. O “8 de Janeiro” foi aprovada pelo decreto nº 21 e publicado no Diário da República n.º 87, I Série, de Novembro de 1986, em homenagem ao discurso sobre a Cultura Nacional em 1979.

Fonte: Angop/BA

Categories: "Miss Angola", ANGOLA, CULTURAIS | Deixe um comentário

Nós vamos sair dessa! Fabre se junta à festa.

Categories: #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #salud, #Salud en Cuba, Coronavirus, CoronaVirus, Política, CULTURAIS, MUSICA CUBANA, MUSICAS, Profesionales e la Salud | Deixe um comentário

COM CUBA VOCÊ NÃO ENTRA.

Categories: # Cuba, CUBA - ESTADOS UNIDOS, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, CULTURAIS, Culturales, MUSICA CUBANA, MUSICAS | Deixe um comentário

Desmascarando os traidores, Cuba e nosso legado cultural são respeitados.

Categories: # Cuba, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, CULTURAIS, Culturales, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Manipulacion, Manipulacion Politica, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Subversão contra Cuba, Subversión | Etiquetas: | Deixe um comentário

‘EL MAMBÍ’, uma lembrança da linhagem cubana.

Categories: # Cuba, CULTURAIS, Fidel Castro Ruz, Historia de Cuba, HISTORIA, HISTORIA DE CUBA | Etiquetas: | Deixe um comentário

Boa noite .

Fonte :EcuRed

Boa noite. É comemorado na noite de 24 de dezembro, véspera do Natal 25 de dezembro.

Motivos para comemorar

É a celebração cristã do nascimento de Jesus, e os costumes variam de país para país, mas é bastante comum: uma reunião familiar para jantar e principalmente nos países protestantes para troca de presentes.

Já é considerada uma festa de cariz cultural, visto que muitas famílias ateus também a celebram. Só as Testemunhas de Jeová são exceção, pois não o celebram por considerarem pagão.

24 de diciembre, feliz noche buena, feliz navidad. - YouTube


História

Visto que os Evangelhos não mencionam datas, não é certo que Jesus nasceu em 25 de dezembro. Na verdade, o dia de Natal não foi oficialmente reconhecido até o ano 345, quando, sob a influência de São João Crisóstomo e São Gregório Nazianzeno, o dia 25 de dezembro foi proclamado como a data da Natividade do menino Jesus.

Mais tarde, na Idade Média, a Igreja acrescentou a celebração do nascimento aos seus costumes. Nessa época, os banquetes eram o ponto forte das comemorações, da mesma forma que hoje se mantém.
Na atualidade

Para além da origem cristã, esta festa tem vindo a misturar o seu carácter religioso com a tradição de convivência familiar, em grande parte devido à popularidade desta celebração e ao marketing. É a partir do século XIX que o Natal começa a ganhar o caráter que tem hoje, pois naquele século se popularizou o costume de trocar presentes; ele criou o Papai Noel e distribuiu cartões de Natal.

Costumes que com o tempo o marketing (principalmente o norte-americano) aproveitaria para se expandir pelo mundo dando um caráter diferente ao religioso, e com temas que pouco ou nada têm a ver com a tradicional festa de Natal.

Imágenes de Noche Buena | Vectores, fotos de stock y PSD gratuitos


Comemoração em diversos países

No México costuma-se apresentar pastorelas, que são obras teatrais em que é representada a história do nascimento de Jesus, algumas das quais acrescentam toques cômicos, por exemplo sobre a situação política do momento. Também se celebram as tradicionais posadas, nas quais se realiza a procissão dos peregrinos María e José cantando litanias, se reza o rosário e depois se partem as piñatas e se anima uma festa para a qual se fazem ponches, donuts e tamales; São entregues bônus de Natal cheios de lanches e frutas; a festa vai até tarde da noite.

Na Venezuela, Colômbia, Equador, Bolívia e Peru, o costume é preparar o presépio dias antes ou representação em estatuetas do presépio de Belém, com São José, Maria, os Três Reis Magos, animais, pastores, plantas, luzes coloridas, etc. . Há também uma árvore de Natal decorada com bolas, guirlandas, luzes coloridas, etc., a cujos pés são colocados os presentes a serem trocados.

No dia 24 de dezembro há um jantar em família com peru na véspera de Natal, molho de maçã, salada, chocolate quente e champanhe. As famílias católicas vão para a Misa del Gallo (geralmente às 23h00). À meia-noite “nasce” o Menino Jesus, cantam-se canções de Natal e as pessoas trocam presentes. Fogos de artifício queimam nas ruas, tudo é um ambiente de rebuliço. No dia seguinte, 25, as famílias se visitam nas casas e compartilham.

Marga Seoane: ¡¡Feliz Noche buena y feliz Navidad!!

Em Porto Rico, famílias e amigos se reúnem para celebrar, cantar parrandas e compartilhar comidas tradicionais como arroz con gandules, leitão assado e bolos. As festas às vezes duram até o amanhecer. No Natal, as pessoas geralmente descansam até tarde da noite na véspera de Natal. À meia-noite, os católicos celebram a Missa do Galo. As pessoas vão à igreja, as crianças se vestem de pastores e figuras alegóricas no nascimento: a Virgem Maria, São José, o Pequeno Jesus, os Três Reis Magos, etc.

Na República Dominicana é comum as crianças viajarem para a casa dos pais e avós, onde, juntos, jantam o tradicional frango assado e porco puya (porco empalado e assado), salada russa e feijão bóer com coco, acompanhado de lerenes, bolos em folha e frutas como maçãs, uvas, peras e nozes, bem como pastelaria de banana madura e lasanha; Todo o jantar é acompanhado por vinhos, doces de Natal e cerveja. Após o encontro, eles vão de casa em casa para compartilhar e se reunir com velhos amigos, compartilhando presentes e canções de Natal; tudo como parte da véspera de Natal.

Na Venezuela, costuma-se realizar as Hallacas nos dias 23 ou 24 de dezembro para fazer a tradicional ceia de Natal, que consiste em Hallas, pão de presunto, peru ou coxa de porco, presunto “passado”, vinho ou ponche de creme; a mesa é decorada com queijos variados, avelãs, nozes, nogado, biscoitos (e doces variados), partes dos quais se chama Flor de Navidad.

Cuban Cuisine Conundrum — Enrique Fernandez

Em Cuba, desde cedo começam os preparativos para o jantar. Os homens ficam encarregados do porco assado enquanto as mulheres se divertem fazendo o arroz, salada fresca com tomate, alface, cebola e vianda (salcochada de mandioca ou inhame).

O jantar, além das bebidas, é acompanhado de doces diversos.

Categories: # Cuba, CULTURAIS, RELIGIÃO | Deixe um comentário

OS CARACÓIS.

La imagen puede contener: 1 persona

Retirado da parede de um amigo.

A cultura queria consultar, havia bilongo no ambiente e as coisas pareciam uma maldição. Precisava que lhe atirassem os caracóis, sentir os segmentos de saraguey nas costas multicoloridas e se deixar sufocar pela fumaça de um bom fumo crioulo.
Foi assim que a cultura chegou à casa de Cachito Palo Monte, o filho mais novo de Libório, um curandeiro com raízes profundas e muita fé na sua bandeira. Assim que a viu chegar, tirou o charuto dos lábios e depois de arrotar um pergaminho azul que subia como um balão, olhou nos olhos dela e estalou: Eles querem te foder.
Por isso venho, disse a senhora, sinto muita gente querendo me colocar no caldo dos outros e isso não vai comigo. O feiticeiro tropical ficou como em outro mundo, jogou na mesa de madeira enegrecida um trio de caramujos e condenou: ¨fique longe dos reggaetons de mau gosto, das bandeiras ianques, de quem quer usar você em troca de dinheiro e dinheiro. Aqueles que dizem que te conhecem e nunca te visitaram ¨, isso está claro mija?
Nem a água está mais clara, ela respondeu e perguntou: “Não vai me dar alguns abrigos? Cascarillas? Alguma coisa?” O outro ficou pensativo, girou o fumo como um cilindro entre os dedos e respondeu: Reza três orações a Martí, faz dois pedidos a Carpentier, coloca borboletas brancas em Guillén e Benny e mata Eusebio Leal uma galinha crioula .
A Virgem Maria! ela disse e saiu com seu turbante azul e o cheiro de café acabado de fazer, enquanto cantarolava a Guantanamera.
MIGUEL CRUZ.

Categories: # Cuba, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, cultura, CULTURAIS, DIAZ CANEL, MUSICA CUBANA, O presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, Poeta, escritor, RELIGIÃO | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: