#Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria

O mais longo genocídio da história

Em um dia como hoje, em 1961, o presidente dos Estados Unidos, o democrata John Fitzgerald Kennedy, assinou a Lei do Bloqueio.
mais longa da história.
Mas em 60 anos de guerra econômica contra #Cuba, o que eles conquistaram? Uma revolução mais firme, uma pátria independente.

Imagem
Categories: # Cuba, # yo voto vs bloqueo, #Cuba #CIA, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Estados Unidos, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, CubavsBloqueo, Estados Unidos, John F. Kennedy, HISTORIA DE CUBA, Ley Helms Burton, Uncategorized | Deixe um comentário

Por fim, como pode o governo imperialista que mantém uma base militar falar de direitos humanos? força em nosso território, e sujeitar nosso povo a um bloqueio econômico criminoso? A voz do Cubanos levante-se mais uma vez contra este bloqueio .

Imagem
Categories: # Cuba, # yo voto vs bloqueo, #Estados Unidos, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Base Naval ilegal de Guantánamo., Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, CubavsBloqueo, Derechos Humanos, Injerencia De EEUU | Deixe um comentário

Quem está por trás das políticas de sufocamento contra Cuba?

Categories: # yo voto vs bloqueo, #Al Qaeda, Associated Press, #CIA, #cuba, #EEUU, estados unidos, MSNBC, NBC,#Reino Unido, #Rusia, Universidad de Lincoln, William Arkin, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, #FalsosAtaquesAcústicos, Cuba, diplomáticos estadounidenses, Estados Unidos, #Fernández de Cossío, diretor-geral dos #EstadosUnidos do Ministério das Relações Exteriores de Cuba,, #solidaridadvs bloqueo, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Barack Obama Bruno Rodríguez ParrillaDonald Trumpoficina del Servicio de Ciudadanía e Inmi, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, CONTRA REVOLUÇÃO EM CUBA, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Contra-revolução cubana, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Marco Rubio, Mario Díaz-Balart, Relaciones bilaterales., CubavsBloqueo, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, EUA avalia retornar a Cuba para lista de estados patrocinadores do terrorismo, joe biden, La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo, mentiras construídas em Washington contra Cuba, RADIO MARTI, Redes sociais, SANCIONES, Terrorismo, TERRORISMO VS CUBA, Trump, Trump procura reforçar o bloqueio, TURISMO, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

Denunciam novas ações violentas contra #Cuba financiadas pelo exterior.

Categories: #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA REVOLUÇÃO EM CUBA, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, contrarrevolucionarios anticubanos, #Cuba, guerra mediática, redes sociales, Referéndum Constitucional, Estados Unidos, Imperialismo, investigação internacional para crimes financeiros imputados "da revolução cubana" ., Manipulacion, MIAMI, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, Revolução Cubana sobrevive a todas as agressões | Deixe um comentário

O Grupo Puebla exige o fim das sanções contra Cuba e Venezuela.

Retirado da Cubadebate .

O Grupo Puebla emitiu hoje um comunicado no qual reitera a necessidade de levantar o bloqueio econômico, financeiro e comercial sofrido por Cuba e Venezuela no âmbito da luta contra a pandemia de Covid-19.

“O caráter ilegal e intervencionista dos bloqueios afeta os direitos humanos da população mais vulnerável dos dois países em um momento em que atravessam uma crise de saúde sem precedentes”, afirma o comunicado.

Durante sua declaração, o Grupo enfatiza que as medidas ilegais contra os dois países os impedem de importar alimentos e remédios, “os dois países (Cuba e Venezuela) precisam de suprimentos médicos, alimentos e vacinas para administrar e superar a pandemia”, acrescentam.

“Como Grupo, instamos os organismos internacionais, governos, dirigentes e todos os que estão comprometidos com a democracia, a justiça social e a paz a se comprometerem com os povos de Cuba e da Venezuela”, assinala o Grupo Puebla.

Além de pedir à comunidade internacional um compromisso com a democracia, a justiça social e a paz para as duas nações, o Grupo do Povo pede que continue denunciando o bloqueio imposto pela Casa Branca.

Categories: # Cuba, # Venezuela, # yo voto vs bloqueo, #Argentina, #Brasil, #CubaCoopera, #CubaEsSalud, #Cuba, #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, #salud, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, ·Venezuela, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, Coronavirus, CoronaVirus, Noticias de Cuba, Política, CoronaVirus, Política, CubavsBloqueo, Organizacion Mundial de la Salud (OMS), Profesionales e la Salud | Deixe um comentário

Base dos #EstadosUnidos em #Cuba: uma história centenária de ocupação.

Por Karina Marrón González Redacción Razones de Cuba

Apesar das convenções internacionais que fundamentam a ilegalidade da base naval dos Estados Unidos em território cubano, hoje esse enclave militar continua violando a soberania da nação caribenha.

Em 16 de fevereiro de 1903, os presidentes de Cuba, Tomás Estrada Palma, e dos Estados Unidos, Theodore Roosevelt, firmaram um acordo pelo qual foi cedida a parcela de terra localizada na província oriental de Guantánamo, “pelo tempo necessário e para para fins de estação naval e estação de carvão ”.

Isso seria complementado em 2 de julho de 1903, com os documentos especificando os detalhes do arrendamento; no entanto, a história é um pouco mais antiga.

Em 1901, os cubanos foram obrigados a aceitar um apêndice à Constituição da República, se quisessem acabar com a ocupação militar estadunidense que o país vinha experimentando desde 1899, após a intromissão dos Estados Unidos na guerra contra a metrópole espanhola .

Sob o nome de Emenda Platt, o documento deu aos Estados Unidos o poder de intervir em Cuba quando julgar necessário e obrigou a ilha a vender ou arrendar terras para o estabelecimento de bases navais e depósitos de carvão.

Esse é o primeiro ponto em que o acordo firmado dois anos depois não pode ser considerado válido, apontam os especialistas, por se tratar de um acordo feito sob coação.

A Conferência das Nações Unidas sobre o Direito dos Tratados, realizada em Viena em 1969, aprovou uma Declaração sobre a Coerção Militar, Política ou Econômica na Conclusão de Tratados, na qual condena “o recurso à ameaça ou o uso de pressão em todas as suas formas ”.

O caso da base naval dos Estados Unidos em Guantánamo coincide plenamente com essas definições, e também com o que está previsto no artigo 42 da IV Convenção de Haia (1907), que “considera um território como ocupado ilegalmente quando colocado sob a autoridade ou controle efetivo do exército inimigo ”.

O pesquisador cubano Elier Ramírez refere em artigo publicado no Cubadebate, que embora a Emenda Platt tenha sido revogada em 1934, seus postulados relativos a terrenos para depósitos de carvão ou estações navais foram assegurados no novo acordo firmado entre as duas nações.

Enquanto as partes contratantes não concordassem em modificar ou revogar as estipulações do que foi assinado em 1903, o que era relativo à estação naval de Guantánamo estaria em vigor, o tratado de 1934 proposto.

Acrescentou que enquanto os Estados Unidos não abandonarem a base, ou os dois governos concordarem com uma modificação dos limites atuais, ela continuará com a mesma extensão territorial.

Desse modo, a nação caribenha ficou privada da possibilidade de rescindir o contrato, poder que só ficou nas mãos da administração dos Estados Unidos.

A pesquisadora Olga Miranda, em sua obra Vizinhos Indesejáveis. A base naval de Guantánamo lembra que na lei “revogar uma lei é dispor contra ela e revogar uma legislação é destruí-la inteiramente”.

Porém, no caso da Emenda Platt, ela não foi revogada conforme declarado, mas sobrevive no Tratado de 1934 sobre a questão da base naval de Guantánamo.

Outro aspecto apontado pelo historiador Elier Ramírez é que o acordo de 1903, ao conceder aos Estados Unidos total jurisdição e domínio sobre as terras arrendadas, violou o princípio da integridade territorial consagrado nas constituições cubanas de 1901 até o presente.

Acrescenta que se considera universalmente que os tratados sem termo contêm uma condição tácita, têm valor enquanto duram as circunstâncias do momento de sua celebração, explica Ramírez; mas “Cuba não é uma neocolônia ianque há muito tempo”, portanto nenhum dos tratados desse período pode ser considerado válido.

A permanência da base naval dos Estados Unidos em Guantánamo até se qualifica como um ato de colonialismo, aponta o especialista com base na resolução 1514 aprovada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 14 de dezembro de 1960.

Todos esses argumentos são defendidos pelos cubanos no cenário internacional, onde não deixaram de exigir a devolução do território ocupado ilegalmente.

Soma-se a isso a condenação às atividades desenvolvidas naquele enclave pelo governo dos Estados Unidos, que desde 2002 transformou suas instalações em uma prisão denunciada como centro de tortura.

Retirado da Prensa Latina

Categories: # Cuba, #Cuba #CIA, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, #ONU, 70 bases nos EUA. em toda a América Latina, Assembléia Geral da ONU, Colômbia, Organização das Nações Unidas (ON, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, Injerencia De EEUU, Manipulacion Politica, ONU-CUBA, Politica agressiva contra Cuba, Politica Exterior | Deixe um comentário

Análise de #Cuba: #JoeBiden conseguirá fechar a Base Naval de Guantánamo?

Categories: # Cuba, #Al Qaeda, Associated Press, #CIA, #cuba, #EEUU, estados unidos, MSNBC, NBC,#Reino Unido, #Rusia, Universidad de Lincoln, William Arkin, #CIA, #Estados Unidos, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, #ONU, 70 bases nos EUA. em toda a América Latina, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Injerencia De EEUU, joe biden, Manipulacion Politica, Noticias de Cuba, Politica, panamá, Politica agressiva contra Cuba, Politica Exterior, presença militar suspeita dos EUA no Panamá | Deixe um comentário

Eles usam a figura de José Martí para manipulação e subversão contra #Cuba.

Por Redacción Razones de Cuba

O pensamento e a obra de José Martí foram escolhidos por um grupo de contra-revolucionários para questionar as ações do governo cubano. Eles o manipulam, descontextualizam e inventam frases, na tentativa de confrontar a ideologia do Apóstolo com seu próprio povo.

Categories: "Ataques acústicos" e meios de comunicação norte-americanos catalogado incidentes de saúde relatado por diplomatas dos EUA em Cuba, que disseram ter ouvido sons que, de acordo com um novo estudo c, "para Cuba Eu até ando de bicicleta, # Cuba, #Al Qaeda, Associated Press, #CIA, #cuba, #EEUU, estados unidos, MSNBC, NBC,#Reino Unido, #Rusia, Universidad de Lincoln, William Arkin, #Cuba #CIA, #Cuba, #Fidel Castro Ruz, #RevoluciónCubana, #Estados Unidos, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, #FalsosAtaquesAcústicos, Cuba, diplomáticos estadounidenses, Estados Unidos, A guerra dos Estados Unidos, A obsessão dos Estados Unidos, ações subversivas, Ataques, Cuba, EEUU, injerencia, Mafia Anticubana, Política, Radio y TV Martí, subversió, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, CONTRA-REVOLUÇÃO EM MIAMI, Estados Unidos, líderes de la derecha, manipular la información, NED(Fundación Nacional para la Democracia), Nica Act 2017, Nicaragua, Sin categoría, Terrorismo, USAID, Manipulacion, Manipulacion Politica, MIAMI, Os Estados Unidos estão se preparando para subverter a Revolução Cubana através da Internet, SANCIONES, Subversão contra Cuba, Subversión | Deixe um comentário

Mais de 50 organizações pedem que Biden mude a política com Cuba.#ElBloqueoEsReal

Autor: Raúl Antonio Capote | internacionales@granma.cu

Uma carta enviada na terça-feira por mais de 50 organizações norte-americanas exorta o governo do presidente Joe Biden a cumprir a promessa de campanha de reverter as políticas fracassadas de Trump em relação a Cuba.

A carta, assinada por grupos ambientalistas, acadêmicos, organizações religiosas, defensores dos direitos humanos e empresariais, pede ao governo Biden-Harris que inicie uma política mais construtiva em relação às Grandes Antilhas, e afirma que é do interesse dos Estados Unidos e do povo cubano caminha rapidamente para uma normalização das relações.

“O embargo de quase 60 anos é uma relíquia do passado que deve ser substituída por uma política de engajamento mais construtiva que nos permita abordar tanto nossos interesses comuns quanto nossas diferenças”, diz ele.

Caricatura bloqueo contra Cuba

O texto insta o Congresso a implementar ações legislativas que acabem com as restrições e abram o caminho para o fim total do embargo norte-americano.

Quanto às medidas arbitrárias e unilaterais tomadas pelo governo Trump, sugerem que o atual governo “pode ​​e deve simplesmente reverter essas medidas” e qualificar como ações mal consideradas e prejudiciais, a decisão de permitir ações judiciais privadas contra investidores de terceiros países em Cuba sob Título III da Lei de Liberdade Cubana e Solidariedade Democrática de 1996, bem como a decisão de reincorporar Cuba à lista de Estados que Patrocinam o Terrorismo.

Lisa Haugaard, codiretora da Força-Tarefa para a América Latina, garantiu que o governo Biden-Harris “tem o poder de colocar a política cubana de volta no caminho certo de uma só vez”.

A esse respeito, Geoff Thale, presidente do Escritório de Washington para a América Latina, disse que “as políticas da era Trump nada faziam para promover nem a relação entre os Estados Unidos e Cuba nem o bem-estar do povo cubano”.

O académico americano referiu ainda o crescente apoio que existe no seu país a favor da normalização das relações entre os dois países, o que “abriria um espaço de cooperação e diálogo em questões que vão desde o ambiente e as alterações climáticas à aplicação da lei, saúde cooperação e direitos humanos.

Os signatários destacaram seu apoio ao documento, que faz parte do esforço para normalizar as relações entre os Estados Unidos e Cuba.

Desde a chegada à Casa Branca do governo democrata, inúmeras personalidades, das artes, da política, dos empresários e de outros diversos setores daquele país, manifestaram o desejo de retomar os laços iniciados pelo presidente Barack Obama e acabar com o bloqueio , que há mais de 60 anos causa enormes prejuízos ao povo cubano.

Categories: # Cuba, # yo voto vs bloqueo, #Al Qaeda, Associated Press, #CIA, #cuba, #EEUU, estados unidos, MSNBC, NBC,#Reino Unido, #Rusia, Universidad de Lincoln, William Arkin, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, #solidaridadvs bloqueo, Acciones contra Cuba, Bloqueo de Estados Unidos contra Cuba, Cuba, Acciones contra Cuba, Cuba, Donald Trump, Relaciones Cuba - Estados Unidos, antilatinoamericana agenda geopolítica belicista e Donad Trump alinhados, Barack Obama Bruno Rodríguez ParrillaDonald Trumpoficina del Servicio de Ciudadanía e Inmi, bloqueo contra cuba, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Bloqueo,Cuba,EstadosUnidos,Internet,Trask Force, confrontar Donald Trump da câmara baixa, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Marco Rubio, Mario Díaz-Balart, Relaciones bilaterales., CubavsBloqueo, FORA TRUMP, joe biden, La Unión Europea se posiciona contra el bloqueo, Ley Helms Burton, relações bilaterais, o governo Donald Trump, Subversão contra Cuba, TERRORISMO VS CUBA, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump | Deixe um comentário

A Casa Branca anuncia que revisará as políticas de Trump contra Cuba.

O governo Joe Biden pretende rever a política dos EUA em relação a Cuba, anunciou hoje a Casa Branca, após quatro anos em que o ex-presidente Donald Trump intensificou a hostilidade e o bloqueio à ilha.

De acordo com o secretário de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, eles irão em breve rever as políticas do governo Trump em relação à nação caribenha.

Desde o início de seu mandato, em janeiro de 2017, o magnata começou a implementar medidas inéditas contra Cuba, que se destacaram por sua sistematicidade hostil e ultrapassaram a cifra de 240.

Segundo declarações das autoridades cubanas, todos os setores da ilha sofreram o impacto desta escalada de agressões, acentuada no contexto da pandemia Covid-19.

As 242 medidas, em sua maioria, intensificaram o bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto por Washington durante quase seis décadas, com o objetivo de sufocar o país caribenho, obstruindo as fontes de renda, dificultando as relações e criando uma situação de ingovernabilidade. fontes apontam.

Além disso, as disposições proibiam viagens de navios de cruzeiro, bem como voos regulares e charter para todo o país, com exceção de Havana.

Também impossibilitaram o envio de remessas por meio das firmas cubanas Fincimex e American International Services, principais canais formais de realização de transações na ilha.

Da mesma forma, Cuba não pode importar de nenhum país produtos que contenham mais de 10 por cento de componentes norte-americanos, enquanto o rum e o fumo da ilha, principais itens exportáveis, estão proibidos de entrar no país do norte.

Da mesma forma, são perseguidas as operações bancário-financeiras da maior das Antilhas e 231 empresas inscritas na Lista de Entidades Cubanas Restritas do Departamento de Estado dos Estados Unidos.

As medidas contra navios, armadores e empresas ligadas ao transporte de combustíveis, providências contra altas lideranças, além da inclusão do país em listas arbitrárias e unilaterais, completam este panorama traçado pelo presidente republicano.

Em 11 de janeiro, poucos dias após o término de seu mandato, o governo Trump emitiu uma nova medida unilateral, classificando Cuba como um suposto Estado patrocinador do terrorismo, decisão amplamente rejeitada em nível internacional.

(Com informações do PL)

Categories: #Donald Trump, #Estados Unidos, #Estados Unidos, #Estados UnidosDerecho InternacionalFulgencio BatistaLey Helms BurtonPrimera Ley de Reforma Agraria, A Casa Branca: Poderosa casa de cartas, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Casa Blanca, Cuba, Estados Unidos, La Florida, Miami, Relaciones Cuba Estados Unidos, Bloqueo, Bloqueo contra Cuba, Colombia, Cuba, Economía, Ernesto Samper, Estados Unidos, Ministerio de Turismo (MINTUR), Relaciones Cuba Estados Unidos, Turismo, Cuba, Donald Trump, Estados Unidos, Iglesia, Ley Helms-Burton, Relaciones Cuba Estados Unidos, Religión, Economía, Noticias de Cuba, Política, ECONOMIA, FORA TRUMP, Ley Helms Burton, Trump procura reforçar o bloqueio, Um bom filho ... de Trump, Washington | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: